ZTJ – Capítulo 120 – Nova Ponte Nortenha



CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                                    PRÓXIMO CAPÍTULO


A brisa soprava pela floresta e refrescava o corpo de Chen Changsheng, despertando-o de seu estupor. Só agora que ele percebeu o quão perigoso foi ter perguntado àquela mulher sobre o Dragão Negro, e só agora sentia termor por conta de suas ações. Naquele momento, ele ouviu o som dos rugidos irritados de Xuanyuan Po à distância. Muito provavelmente, a porção de Chen Changsheng do lanche da meia-noite tinha sido comida por Tang Trigésimo-Sexto. Sorrindo, ele balançou a cabeça e parou de pensar nesses problemas, decidindo voltar para a Academia Ortodoxa.

A palavra “gelo” deixada pela mulher na mesa era a única pista que Chen Changsheng possuía para encontrar o Dragão Negro, e também parecia uma espécie de teste. O Dragão Negro era um Dragão da Geada Negra, uma espécie que sempre era associada à neve e ao gelo.

O problema era que o gelo era um objeto muito comum, especialmente neste período entre o outono e o inverno. Em alguns momentos desse período, era possível ver fragmentos de gelo nos canais e nos rios da capital e incrustado nas paredes de pedra. Mais ao norte, pedaços maciços de gelo provavelmente já estavam flutuando nos cumes dos rios. Mesmo no auge do verão, as propriedades dos príncipes e dos nobres continham casas de gelo com grandes quantidades de gelo.

Para os cultivadores que caminhavam pelo caminho do frio, o gelo era algo que podia ser visto em todos os lugares. Eles poderiam preparar um pote de água, colocar suas mãos dentro, e depois de alguns momentos, o gelo apareceria no pote. Lugares como o Palácio Li ainda tinham matrizes especialmente concebidas para produzir gelo para uso do Papa e dos sacerdotes de alto escalão.

Chen Changsheng encontrou alguns problemas, porque o gelo na capital… era incomum.

Na Vila Xining durante o inverno, ele e seu irmão mais velho iriam ocasionalmente ao córrego na montanha para pegar pedaços de gelo para brincar. Depois de chegar à capital, ele teve poucas chances de interagir com o gelo. Agora que pensou sobre isso, o evento envolvendo gelo que deixou a maior impressão nele, foi quando ele e Luoluo foram passear ao lado da Academia Ortodoxa e os dois compraram picolés para tomar.

Ele lembrou muito claramente que tinha sido no pleno verão e que as ruas estavam repletas de turistas. Quase todos eles, fossem jovens ou filhos nobres, criados ou vendedores ambulantes, tinham um picolé na mão. Na Vila Xining e nos verões de outras cidades, como descrito nas Escrituras do Dao, esta era uma visão extremamente rara.

Tanto cultivadores quanto as matrizes podiam facilmente criar picolés, mas ninguém jamais usaria tal gelo para criar algo de tão baixo valor como picolés. Mesmo que todos os cultivadores rebaixassem-se, se todas as matrizes funcionassem em plena capacidade, não seriam capazes de satisfazer as necessidades de toda a capital durante todo o verão.

Ele saiu da Academia Ortodoxa e da loja de bens diversos ao redor do poço na Rua das Cem Flores, perguntando sobre onde eles compraram seus picolés durante o verão. Ele seguiu essa trilha de pistas até chegar a uma loja de sobremesas no Mercado da Alvorada. De lá, ele encontrou numa casa de gelo que era estritamente administrada pelo Tribunal Imperial.

O resultado de suas investigações indicou que durante o verão, o gelo usado por todas as lojas de sobremesas na capital foi comprado desta casa de gelo.

Esta casa de gelo estava localizada no Mercado Ocidental e tinha um portão muito pequeno. De modo algum podia-se dizer que a casa de gelo localizado abaixo do seu pátio era capaz de armazenar tão vastas quantidades de gelo.

Chen Changsheng fez Tang Trigésimo Sexto andar pelas redondezas e percebeu que esta casa de gelo no Mercado Ocidental não continha qualquer tipo de matriz. Ao mesmo tempo, ele também fez algumas perguntas e confirmou que esta casa de gelo era realmente uma casa de gelo natural. Aparentemente, estava ligado a uma veia fria que atravessava a capital, de modo que forneceria um fluxo interminável de gelo.

Depois de pensar em todas as maneiras de fazer Tang Trigésimo Sexto voltar para a Academia Ortodoxa, Chen Changsheng encontrou um restaurante simples no Mercado Ocidental para se sentar. Com pincel e papel, ele começou a fazer cálculos.

Naturalmente, ele não acreditava na chamada “teoria da veia fria”. Com base no conhecimento no “Clássico da Água” e nas leis relacionadas ao Tribunal Imperial, emparelhado com a posição da casa de gelo como explorado por Tang Trigésimo Sexto, ele usou cerca de uma hora para obter uma estimativa aproximada do ponto mais profundo da casa de gelo. Não havia nenhum rio subterrâneo lá, e crucialmente… esta era a origem do frio.

Saindo do Mercado Ocidental, ele caminhou de acordo com o caminho traçado no papel.

Depois de algum tempo, ele percebeu que o ruído em torno dele desaparecera. Levantando a cabeça em espanto, viu uma enorme parede diante dele. Estava realmente na frente do Palácio Imperial!

Como esperado, ele estava na frente do Palácio Imperial.

Ele viu os telhados quase visíveis além da parede do palácio e distinguiu aqueles que eram edifícios. Então, usando a posição da Academia Ortodoxa como referência, ele obteve uma estimativa aproximada da posição do Palácio Weiyang. Ele fechou os olhos. Ele começou a representar seu andar na própria mente, relembrando os eventos do Festival das Heras. Ele entrou no jardim abandonado, entrou no lago frio e começou a correr. Depois de correr, ele finalmente abriu essa porta.

Ele abriu os olhos e andou em um caminho para a esquerda, atrás dele. Pisando em um tapete de folhas douradas, ele alcançou seu destino.

O outono dourado das muralhas do palácio era uma visão tão famosa quanto as vinhas de hera do Palácio Li. Era atualmente a melhor temporada e o melhor período para vê-las. Sendo assim, embora o clima fosse bastante frio, ainda havia muitos turistas.

Ele cuidadosamente evitou uma criança com as mãos sujas de barro, curvou-se educadamente para um ancião, desviou-se de algumas árvores e chegou a um poço.

Ele sabia que este lugar era chamado de Nova Ponte Nortenha, mas esta era a primeira vez que percebeu que havia um poço aqui.

Ele olhou para o poço e descobriu que seu fundo não podia ser visto. No entanto, não havia nem um pouco de umidade, então este poço provavelmente estava seco e abandonado.

Ele levantou a cabeça para olhar ao outono, olhou para a multidão de turistas, e sentiu-se atordoado e perturbado.

O Dragão Negro estava realmente selado sob este lugar? A entrada foi realmente colocada em plena luz do dia?

……

……

A Nova Ponte Nortenha não era uma ponte, mas o nome de um lugar.

Por que esse lugar era chamado de Nova Ponte Nortenha apesar da clara falta de uma ponte?

Havia uma lenda muito famosa contada na capital sobre esse assunto.

Dizia-se que há muitos anos, quando o exército aliado de humanos e demi-humanos lutou contra os demônios nas Planícies Centrais, um formidável dragão maligno aproveitou-se da situação para fazer problemas causando estragos na capital, devastando vidas e matando inocentes. Ninguém podia controlá-lo, e quando a capital encontrava-se no caos absoluto, Wang Zhice voltou inesperadamente das planícies, entrando furtivamente na capital. Juntamente com os Generais Divinos que permaneceram para proteger a capital, ele derrotou o dragão maligno.

O dragão ainda era membro da raça dos Dragões, um ser divino da classe mais alta, por isso era muito difícil matá-lo completamente. Além disso, também era dito que o sangue desse dragão pertencia ao Rei Dragão. Mesmo uma figura lendária como Wang Zhice estava preocupado com a possibilidade de incitar a fúria da raça do Dragão que se retirara do mundo caso ele matasse este ser. Ele também estava preocupado de que, se ele matasse o dragão, o mesmo poderia fazer o máximo em seu último momento de vida para trazer uma calamidade à capital. Assim, ele decidiu dar ao dragão a chance de viver. Wang Zhice pediu que o dragão maligno aceitasse ser preso pela humanidade como punição por seus crimes. Ele, então, prometeu ao dragão que ele construiria uma nova ponte sobre o lugar onde foi preso. Se essa ponte ficasse velha ou fosse inundada pelo rio Luo, ele seria liberado.

A vida da raça do Dragão era longa até um grau inimaginável. O dragão maligno pensou para si, para uma nova ponte tornar-se velha, pode levar algumas décadas ou, no máximo, alguns séculos. Além disso, com a compreensão do sistema de drenagem da capital e suas habilidades inatas, era certo que uma onda maciça passasse pelo Rio Luo a cada sessenta anos. Como estava fortemente ferido e à beira da morte, concordou com essas condições.

O dragão se rendeu e o Tribunal Imperial da Grande Zhou estabeleceu um selo extremamente poderoso fora do Palácio Imperial, selando o dragão no subterrâneo, e ainda assim… eles nunca construíram uma ponte na superfície.

O rio Luo rodeava a Cidade Imperial, sem sequer passar uma única vez por ela. A chamada “ponte” era apenas uma ponte falsa.

Wang Zhice fez outra coisa. Ele mudou o nome do lugar para Nova Ponte Nortenha.

Esta ponte permaneceria para sempre acima do rio Luo.

Esta ponte seria para sempre, nova.

Este dragão maligno permaneceria para sempre, aprisionado[1].

……

……

Chen Changsheng sentou-se debaixo da árvore, seu olhar direcionava-se no livro em suas mãos, mas ele não conseguiu entender uma única palavra.

Atrás da árvore, um pai estava relatando essa lenda ao filho.

Esse pai elogiou os planos impecáveis ​​do Imortal Wang, enquanto as crianças felizmente batiam palmas. Uma criança perguntou: “Se este for o caso, então esse dragão maligno está bem debaixo de nossos pés?”

As outras crianças estavam um tanto assustadas com essa questão, mas os adultos caíram em risadas, dizendo: “Uma lenda é apenas uma lenda, como pode ser verdade?”

Chen Changsheng também havia ouvido esta lenda, mas nunca esperava que pudesse ser verdade.

Ele se virou para o poço abandonado nas proximidades, e seus sentimentos ficavam cada vez mais confusos.

Ao ouvirem sobre a lenda da Nova Ponte Nortenha, as pessoas sempre expressariam ódio à brutalidade do dragão e elogiariam o intelecto de Wang Zhice, porém, Chen Changsheng viu o estado lamentável do dragão.

Claro, uma vez que a lenda fosse real, talvez o dragão tivesse matado muitos inocentes, exigindo a interferência de Wang Zhice. Ele sabia que seu ponto de vista era bastante instável para sentir tais emoções, todavia, tinha visto a atual miséria do dragão, e quando viu o belo cenário de outono na superfície e pensou na fria caverna de pedra abaixo dele, foi difícil não sentir empatia.

Durante o dia, havia muitas pessoas na Nova Ponte Nortenha, e as paredes distantes do palácio eram patrulhadas pelos Guardas Imperiais. Acima das paredes, uma carruagem voadora desceria a intervalos estabelecidos. Ocasionalmente, uma luz ardente podia ser vista à distância, provavelmente vinha de Xue Xingchuan montando em sua Nuvem Vermelha Qilin. Chen Changsheng sabia que não havia nenhuma maneira de ele dirigir-se até o subterrâneo. Ele tinha que esperar um pouco.

Ele abaixou sua cabeça e continuou a ler.

As folhas deixavam seus ramos e caíam sobre seus ombros, produzindo assim uma aparência amarela deslumbrante das folhas douradas.

Com o passar do tempo, os sons circundantes gradualmente diminuíram, o crepúsculo retrocedia, a escuridão se fazia presente. Ele ergueu a cabeça, confirmou que ninguém estava lhe prestando atenção e caminhou até o poço.

Ele sabia que não podia mostrar nenhuma hesitação, ou então poderia atrair a atenção de alguém.

Então, pulou diretamente nele. A folha, aparentemente dourada, se afastou do seu ombro e caiu na beira do poço.

……

……

O poço não tinha fundo, então também não havia lodo, e sentiu que ele estava caindo diretamente no vazio. Não havia luz aqui, apenas escuridão, e Chen Changsheng estava caindo cada vez mais rápido na vasta escuridão. Quando ele pulou no poço, cobriu a cabeça com as mãos, seus ossos fortalecidos pelos cascudos e espancamentos de seu mestre e sênior garantiam que sua colisão contra a parede do poço não lhe causasse nenhum dano.

Ao cair na escuridão, ele sentiu o vento uivar em seu rosto. Ele não estava preocupado em cair e morrer, pois sabia que o Dragão Negro certamente detectaria sua chegada. Além disso, por algum motivo, quanto mais perto ele chegava ao Dragão Negro, mais perto ele se aproximava do estado emocional em que estava na noite do Festival das Heras. Ele perdeu o medo de muitas coisas, incluindo a morte.

Enquanto seu corpo ainda estava no ar, ele podia ouvir uma respiração prolongada e distante, e então, o ouviu parar.

Duas esferas fracas de chama divina apareceram na escuridão, eram seus olhos.

O Dragão Negro despertou.

Uma almofada de ar finamente trabalhada, aparentemente sólida, apareceu sob o corpo de Chen Changsheng, ajudando-o a cair suavemente no chão.

Uma enorme figura semelhante a uma cordilheira se moveu com uma lentidão aterrorizante em direção a ele. O ar da caverna, espremido pelo enorme corpo, gritava enquanto movia-se.

Um frio extremo envolveu instantaneamente todo seu corpo. Seus cílios estavam cobertas de geada e pareciam prontas para cair a qualquer momento.

“Sou eu”. Ele tirou uma Pérola Noturna e iluminou seu rosto.

Quando ele tirou a Pérola Noturna, vários milhares de Pérolas Noturnas na cúpula da caverna escura iluminaram-se em resposta.

O Dragão Negro apareceu uma vez mais diante de seus olhos, com uma cordilheira corporal ondulando e se estendendo na escuridão longínqua. Sua cabeça era tão maciça quanto um salão do palácio, e suas escamas, eram como espelhos. O gelo e a geada cintilavam em seu corpo coberto de poeira, e liberava uma aura indescritível de um ser que havia sofrido muitas tribulações do tempo. Seus bigodes flutuantes eram como raios azuis gélidos.

Esta foi a segunda vez que Chen Changsheng tinha visto a aparência real do Dragão Negro, mas ele ainda estava atordoado. Demorou muito tempo para finalmente acordar de seu estupor.

Ele guardou a Pérola Noturna e cumprimentou o Dragão Negro. Pensando na idade do Dragão Negro, ele naturalmente curvou-se da forma que um júnior cumprimentaria a um sênior, dizendo: “Tio Dragão, eu vim visitá-lo.”

Quando o Dragão Negro viu que Chen Changsheng realmente havia vindo, as duas bolas de chama divina em seus olhos pularam constantemente como se estivessem dançando. O ser aparentava estar feliz, mas quando ouviu essa forma de cumprimento, aquelas bolas de fogo instantaneamente transformaram-se em aglomerados de gelo.

Sua aparência terrível mais uma vez foi revelada na caverna.

Em um sofrimento terrível, Chen Changsheng levantou a mão direita e gritou: “Eu entendi!”

A aura do dragão ligeiramente retraiu-se enquanto o Dragão Negro o olhava indiferentemente, aguardando sua segunda saudação.

Chen Changsheng entendeu. Deve sido o endereço “Tio”, talvez foi muito grosseiro. Além disso, com base em quanto tempo os dragões viviam, mesmo que o Dragão Negro tenha sido preso a vários séculos, ainda poderia ser um adolescente, ou ainda um jovem pelo menos. Além disso, provavelmente era como aquela mulher na Vila Xining, que nunca gostava de ser referida como “esposa” e, em vez disso, preferia ser chamada de “irmã”…

Ele cumprimentou o Dragão Negro, dizendo carinhosamente: “Grande Irmão Dragão, há quanto tempo.”

Com um estrondo, o Dragão Negro lançou seu poder terrível, fazendo Chen Changsheng bater contra o chão, enviando gelo por toda parte.

O Dragão Negro vagou lentamente acima dele, seus bigodes dançavam no ar como um tentáculo que sondava um abismo. Era evidente que estava além de furioso.

Deitado no chão, Chen Changsheng ergueu a mão direita com grande dificuldade e implorou: “Sênior, Sênior, não fique bravo!”

……

……

O trato por “Sênior” talvez não fosse completamente apropriado, mas o Dragão Negro, de forma relutante, o aceitou. Chen Changsheng sentou-se no chão coberto de neve, ainda sentindo medo da visão anterior. Ele pensou para si, se eu tivesse o abordado como “Zhizhi”, eu teria sido instantaneamente transformado em pedaços de gelo por sua terrível baforada de dragão?

De acordo com a promessa que fizera aquela noite, Chen Changsheng veio visitar o Dragão Negro para acompanhá-lo em uma conversa. No entanto, a cena atual de um humano e de um dragão que se olhavam sem falar tornava a atmosfera bastante opressiva e estranha. O Dragão Negro poderia entender a linguagem humana, e Chen Changsheng entendia algumas pronúncias da linguagem Dracônica, mas não a entendia, então, como poderiam se comunicar?

De repente, Chen Changsheng pensou no poço abandonado na Nova Ponte Nortenha em que havia saltado há pouco tempo. Apontando aquele ponto preto quase visível no telhado, ele perguntou: “Sempre foi assim? Depois de tantos anos, algumas pessoas devem ter caído erroneamente no poço; todas as pessoas morreram? Ou elas foram salvas por você? Se você as salvou, onde as pessoas foram?”

Este era realmente o problema do qual ele estava mais preocupado. Embora bastante simpatizado com o Dragão Negro depois de ouvir essa lenda e estar profundamente grato por deixá-lo sair vivo, se… as pessoas que caíram nesta caverna acabaram se tornando sua comida, ele se recusaria a continuar sentado à sua frente.

Ele não temia que este Dragão Negro pudesse comê-lo, mas não podia aceitar conversar com um Dragão Negro que comeu seres humanos.

……

……


Nova Ponte Nortenha é um lugar real em Pequim, e existe uma lenda semelhante no que diz respeito a ela.


Se você gosta do nosso trabalho, da novel e quer nos ajudar,
Não esqueça de Avaliar Ze Tian Ji na Central Novel e deixar seus comentários.
Isso é de extrema importância para nós. Muito obrigado!
dragão


Tradutor: Vaan   |   Revisor: Enxarcado


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                                    PRÓXIMO CAPÍTULO


 


Fontes
Cores