ZTJ – Capítulo 119 – Enigma



CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                                         PRÓXIMO CAPÍTULO


A Cabra Preta olhou calmamente para Chen Changsheng. E, de repente, abaixou a cabeça e pressionou-a levemente contra a testa de Chen Changsheng.

Chen Changsheng viu que entendeu o que queria e procurou em suas roupas algo que ela poderia comer. No entanto, ele percebeu que não trouxe nada, e ergueu a cabeça para olhar ao redor. Ele viu que, no lado direito, havia uma árvore com várias nêsperas[1] que pareciam ter acabado de amadurecer. Ele gesticulou para ela manter-se em silêncio, depois ficou na ponta dos pés e pegou uma, e então ofereceu-na.

A Cabra Preta inclinou a cabeça e continuou a calmamente olhá-lo. Isso o fez sentir bastante envergonhado, como se ele fosse apenas uma piada em seus olhos, o que, por sua vez, o fez ficar perdido no que em seguida fazer. Naquele momento, ela abaixou a cabeça, pegou a nêspera em suas mãos e começou a mastigá-la lentamente.

Chen Changsheng exalou, sentindo como se tivesse feito algo demasiado extraordinário.

Uma vez que a Cabra Preta terminou de comer a fruta, ela cutucou Chen Changsheng no joelho e depois adentrou na floresta. No Palácio Imperial, tinha feito o mesmo quando mostrava para Chen Changsheng o caminho para o Palácio Weiyang. Chen Changsheng seguiu-a, pensando, para onde você está me levando? No momento em que pensou nisso, viu uma luz que brilhava na floresta.

Ainda era aquela mesa de pedra, aquela lâmpada de óleo, aquele bule de chá, aquelas duas xícaras de chá e aquela velha mulher muda.

Chen Changsheng curvou-se para a mulher de meia-idade com uma expressão que exalava calmaria, todavia, seu coração pulsava em nervosidade. Ele sabia que a Cabra Preta tinha um status muito especial dentro do Palácio Imperial da Grande Zhou. Dizia rumores de que apenas Mo Yu conseguia ser íntima com ela. Esta noite, no entanto, a Cabra Preta seguira a mulher para o Jardim das Cem Ervas. Sendo assim, quem era ela?

No passado, ele acreditava que essa mulher era uma funcionária do Palácio Imperial, até mesmo uma líder extremamente poderosa. Agora, parecia que seu status era maior ainda.

Ele pensou em outra possibilidade, mas imediatamente a rejeitou. Afinal, o mundo inteiro sabia que a beleza radiante dos Santos deslumbrava o mundo. Na era de Taizong, ela já era conhecida como a beleza mais famosa do continente. Se essa mulher realmente fosse aquela Santa, por que ela mudaria deliberadamente sua aparência para encontrar um personagem tão pequeno como ele?

Ao descobrir que seu visitante era Chen Changsheng, a mulher de meia-idade não mostrou nenhuma surpresa. Ela apenas arqueou levemente suas sobrancelhas para a Cabra Preta como se estivesse desaprovando o fato de tê-lo trago aqui. A Cabra Preta, talvez adivinhando que ela não queria ser perturbada, partiu imediatamente depois de trazer Chen Changsheng, sem sequer visionar o olhar da mulher.

‘Tap, tap’. A mulher bateu levemente o dedo na mesa de pedra.

Chen Changsheng sentou-se e usou o bule para preencher as xícaras de chá, então respeitosamente colocou uma na frente da mulher.

A mulher usou dois de seus dedos para pegar a xícara de chá como se fosse uma rocha de um córrego e lentamente tomou um gole.

Chen Changsheng usou as duas mãos para levantar a xícara de chá como se estivesse carregando uma Pérola Noturna, e levemente soprou-na.

Ao ver esse acontecimento, a mulher silenciosamente riu. Sua expressão mostrou um conforto e naturalidade indescritíveis, e ela parecia estar rindo de sua extrema cautela.

“Está muito quente, mas não é por outro motivo qualquer.”

Chen Changsheng explicou, sentindo-se bastante envergonhado. Então ele lembrou que ela não podia falar e também não parecia ouvir. Ele colocou a xícara de chá na mesa e fez alguns gestos.

Depois disso, eles beberam do chá.

Em seu primeiro encontro no Jardim das Cem Ervas, a mulher e o jovem não se envolveram muito em conversa. Eles apenas beberam chá, mesmo sem seus olhos quase que raramente se cruzando.

Chen Changsheng era muito acostumado com esse tipo de atmosfera, pois lembrava de seu irmão mais velho. Ele não sabia como seu irmão estava indo no antigo templo da Vila Xining, nem quando ele gostaria de vir à capital.

Ele não tinha ideia de que Mo Yu já tinha enviado pessoas para a Vila Xining e que o templo estava vazio. O Daoísta Ji levou o Sênior Yu Ren para lugares desconhecidos.

O olhar de Chen Changsheng caiu sobre a mulher e fez uma pausa.

Ele precisava entrar no Palácio Imperial para ver o Dragão Negro, mas não sabia o caminho, e não podia confiar esse assunto à Cabra Preta… Já que esta noite ele de antemão adivinhara que o status da mulher de meia idade no Palácio Imperial era incomum, surgiu, de repente, a ideia de consultá-la. Como é possível entrar no Palácio Imperial? Vossa senhoria já ouviu falar à respeito de um dragão negro?

Não importava como ele pensasse sobre, isso era como buscar a própria morte. Falar com um enigmático nobre do Palácio Imperial sobre como entrar no mesmo, e até mesmo perguntar sobre um tabu como o Dragão Negro — se isso não era buscar pela morte, o que era então?

Por algum motivo, ele viu que ela estava disposta a lhe dizer, e que ela não iria prejudicá-lo.

Ele crescera junto do Sênior Yu Ren e sempre viu que aqueles que eram surdos ou mudos eram pessoas gentis e boas. Quando ele viu essa mulher de meia-idade, ele muito facilmente pensou em seu sênior e sentiu-se próximo à ela, achou que poderia confiar nela. Era como o sentimento que muitas pessoas tinham quando o viam pela primeira vez. Além disso, naquela noite, quando ela acariciou suavemente seu rosto com a mão, o fez lembrar de uma pessoa, ou talvez uma palavra, do qual não pensava há muito tempo.

Ele era um órfão, e essas duas pessoas, essas palavras, nunca haviam existido em sua vida. Era naturalmente difícil para ele pensar nelas, e ainda mais naturalmente fácil para esquecê-las.

O chá quente dentro do bule era infinito, e o vapor que subia dos copos nunca se dispersava completamente. Na brisa noturna, todavia, o vapor flutuava por um tanto.

As mãos de Chen Changsheng rapidamente gesticularam em frente ao seu corpo, expressando suas intenções.

A mulher observou sem expressão seus movimentos, com a tranquilidade anterior substituída por uma atmosfera fria. Era evidente que estava um tanto infeliz com a pergunta de Chen Changsheng.

Quando Chen Changsheng perguntou sobre o Dragão Negro, ela ergueu a mão direita e usou três de seus dedos para traçar criticamente algumas linhas no ar.

O movimento de seus dedos era tão insondável quanto o de uma brisa vindoura. Se a visão de Chen Changsheng não fosse afiada e sua mente incrivelmente focada, teria sido absolutamente impossível para ele entender seu significado.

Claro, não havia motivo para ficar feliz em entender seu significado.

Ela perguntou a Chen Changsheng: “Você não tem medo da morte?”

Chen Changsheng gesticulou em resposta: “Eu não quero morrer, mas uma promessa é uma coisa muito importante, e também terei que enfrentar alguns árduos problemas em breve. Se eu não resolvê-los corretamente, talvez nunca tenha outra chance de entrar no Palácio Imperial, nunca mais tenha a chance de encontrar o Dragão Negro, então eu arrisquei perguntar a senhora.”

A floresta estava escura e fria enquanto a mulher o olhava calmamente, examinando-o por muito tempo. De repente, ela deu uma risada silenciosa e gesticulou: “Parece que você realmente não tem medo da morte.”

Sua pergunta sobre se ele tinha medo da morte ou não, representava seu desagrado e ameaça contra ele. Enquanto que esta declaração sobre como não tinha medo da morte, representava seu julgamento.

E este também era o aspecto que ela mais apreciou nele.

A mulher mergulhou a mão na xícara de chá e escreveu uma única palavra sobre a mesa. Ela então levantou-se e voltou para o Palácio Imperial.

A Cabra Preta saiu de algum lugar no jardim e a seguiu até a floresta, virando a cabeça para olhar Chen Changsheng por uma última vez.

Chen Changsheng tinha originalmente a intenção de escoltá-la ao portão secreto nas paredes do Palácio Imperial como ele tinha feito na última vez, mas estava preocupado que a palavra sobre a mesa desaparecesse, então ele permaneceu em seu lugar.

O chá era escuro, um vermelho escuro que deixou palavras vívidas na mesa ligeiramente cinza.

Era a palavra “gelo”.

Chen Changsheng ficou um tanto confuso. Ele ergueu a cabeça, mas a mulher e a Cabra Preta desapareceram.

Ele não podia falar com a mulher, que só usava linguagem de sinais (哑语), mas essa palavra era um verdadeiro enigma (哑谜).


 Nêspera: ¹


Se você gosta do nosso trabalho, da novel e quer nos ajudar,
Não esqueça de Avaliar Ze Tian Ji na Central Novel e deixar seus comentários.
Isso é de extrema importância para nós. Muito obrigado!
dragão


Tradutor: Vaan   |   Revisor: Enxarcado


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                                         PRÓXIMO CAPÍTULO



 


Fontes
Cores