ZTJ – Capítulo 118 – A Luz das Estrelas Entre os Dedos (II)



CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                        PRÓXIMO CAPÍTULO


Se uma pessoa exercesse um pouco de força e se aproximasse do objeto para agarrá-lo, não seria difícil à primeira vista. No entanto, algumas coisas eram muito difíceis de se agarrar, como a areia, ou brisa do mar, ou a luz solar, ou a luz das estrelas ou o próprio tempo.

Chen Changsheng espaçou seus dedos e a luz das estrelas passou por entre eles.

Nas incontáveis noites da primavera até o final do outono, essa luz estelar sempre se sobrepôs sobre o corpo dele assim?

O início do cultivo se inicia pela iluminação de uma Estrela Destinada e, em seguida, a absorção da luz estelar para a Purificação. Durante milhares de anos, inúmeros cultivadores repetiram esse mesmo processo. O resplendor estelar que era expelido de suas Estrelas Destinadas silenciosamente mudava seus corpos, seus cabelos, dedos e pele, até seus ossos, músculos e órgãos. Nunca houve um único caso em que a luz estelar saísse do corpo de um cultivador.

O corpo de um cultivador não era feito de um vidro colorido, nem de água.

Chen Changsheng era bem versado nas Escrituras do Dao, porém, mesmo ele não havia lido nenhum caso semelhante. Todavia, quando ele estava lendo o apêndice dos “Quatros Clássicos sobre Purificação”, ele havia visto uma certa passagem sobre um caso médico. Há cem anos, um sulista havia sofrido de uma combustão misteriosa. Mais tarde, quando as autoridades e uma seita vizinha foram investigar a causa da morte desta pessoa, eles não conseguiram fazer possíveis sugestões do que ocorrera. A única coisa que descobriram foi que essa pessoa havia sido submetida à Purificação por treze anos, mas nunca obteve êxito.

Como alguém que aprendeu as artes medicas do Daoísta Ji desde criança, Chen Changsheng percebeu vários detalhes sobre este caso. O autor mencionou que este sulista que combustara-se, era afligido com uma doença de vazamento.

Uma doença de vazamento referia-se a uma deficiência congênita de Qi e sangue, tornando o corpo fraco. O que isso tem a ver com a combustão até a morte?

A partir desta passagem, o bizarro caso médico e sua situação estranha, Chen Changsheng obteve uma hipótese ainda mais audaciosa e absurda.

A doença de vazamento que afligiu este sulista que combustara-se foi devido ao seu corpo ser bastante único. Quando ele absorveu a luz estelar para a Purificação, a luz estelar não causou nenhuma alteração em seu cabelo ou pele, mas passou diretamente através dela, entrando na parte mais profunda de seu corpo.

Essa pessoa havia sido submetida à Purificação por treze anos, de modo que poderia imaginar-se a quantidade de luz estelar que havia acumulado no corpo dessa pessoa. Posteriormente, por algum motivo — uma razão que Chen Changsheng já adivinhara vagamente — o resplendor estelar que havia sido acumulado por tantos anos em seu corpo, de repente, irrompeu-se, pegando a pessoa completamente desprevenida.

Esse tipo de hipótese parecia bastante difícil de se aceitar — por que a luz estelar era capaz de passar pela própria pele? No entanto, quando isso foi cuidadosamente considerado, percebendo que, quando um cultivador meditava, nem o telhado nem a roupa podiam cortar a conexão entre o cultivador e a sua Estrela Destinada, nem tampouco podiam cortar a luz estelar. Então, por que a luz das estrelas não poderia passar pela pele e entrar diretamente no corpo?

E se esta fosse uma impossibilidade total, por que esse virtuoso predecessor da Ortodoxia gravou tão solenemente este caso médico no apêndice dos “Quatro Clássicos Sobre Meditação” há várias centenas de anos atrás?

A principal razão pela qual Chen Changsheng desenvolveu uma hipótese tão ousada, era que ele havia encontrado muitos problemas incompreensíveis em seu cultivo. O fato de que ele conseguiu acender sua Estrela Destinada era a prova de que seu sentido espiritual era forte o suficiente. Logicamente falando, os passos que se seguiam devem ser como a água que flui através de um canal, um questão certa e esperada. Quem esperaria ser parado na Purificação por meio ano?

Mesmo que fosse porque seus meridianos eram diferentes dos outros e ele não podia praticar a Purificação da mesma forma que pessoas normais, onde a luz estelar havia ido? Teria tudo realmente dispersado-se sem deixar vestígios?

Não, ele não acreditava nisso. Depois de todas essas noites, ele há muito tinha suas dúvidas sobre o assunto, mas ele ainda sentiu que tal coisa era sem fundamento. Se diziam que o Dao Celestial recompensava o diligente, havia alguém no mundo tão diligente quanto ele? Claro, se o Dao Celestial realmente fosse injusto, então não havia nada que ele pudesse dizer. No entanto, neste exato momento, ele acreditava firmemente que, pelo menos, ele conseguiu absorver a luz estelar para a Purificação.

Mesmo assim, um especialista como Jin Yulu não conseguiu sentir uma única ondulação de lídima essência dentro de seu corpo. Se a luz estelar que ele absorvera durante aquelas muitas noites estava toda em seu corpo, onde estava então? Como ele poderia encontrá-la e depois começar a usá-la?

Assim como na busca de uma Estrela Destinada, quando alguém quer saber a situação do próprio corpo, o próprio é o melhor observador para tal.

Chen Changsheng sabia o que ele tinha que fazer.

Ele tinha que realizar Meditação Introspectiva.

……

……

Os cultivadores primeiro acenderiam suas Estrelas Destinadas, depois passariam pela Purificação, e só depois realizariam a Meditação Introspectiva. Essa ordem era absoluta, pois se afastar dela resultaria ou em morte ou em ferimentos graves para o cultivador, sem exceção. Há incontáveis ​​anos atrás, ainda havia alguns cultivadores tentando outros caminhos, mas agora, ninguém ousava tentar uma coisa tão louca.

O corpo de um cultivador humano era o mais fraco entre as três raças de Demônios, Demi-humano e Humano. Sem ter sucesso na Purificação, sem garantir que os meridianos ficassem fortes e suficientemente largos para manter e converter a luz estelar em lídima essência, se tentassem utilizar a Meditação Introspectiva e o sentido espiritual para estimular a lídima essência, essa pessoa estaria apenas procurando pela própria morte.

Sem sequer garantir que os diques do rio realmente se firmaram, você deixaria a água do mar entrar e fazer pressão contra?

Sem fortalecer completamente todos os cabelos e ossos do seu corpo através da Purificação, você atreveria-se a deixar o poder da lídima essência correr livremente através do seu corpo, abrindo novas terras e fazendo mudanças?

Se alguém quisesse realizar Meditação Introspectiva, uma grande conclusão da Purificação era o requisito mais básico. Chen Changsheng não era demi-humano, então ele tinha que respeitar essa lei de ferro. Se ele tentasse saltar sobre a passagem da Purificação e executar diretamente a Meditação Introspectiva usando o conhecimento contido na Escrituras do Dao, mesmo que ele pudesse encontrar onde o resplendor estelar estava escondido em seu corpo, provavelmente haveria uma grande chance de que ele morresse imediatamente quando ele achasse.

Se suas conjecturas não estivessem erradas, o sulista que tinha queimado até a morte escrito no apêndice dos “Quatro Clássicos sobre Meditação” havia muito que evidentemente desviado dessa maneira para sua morte.

Mas, se ele não realizasse a Meditação Introspectiva, ele nunca conseguiria encontrar onde o resplendor estava escondido em seu corpo, e ele ficaria para o resto de sua vida na Purificação, nunca conseguindo dar mais um passo à frente. Como ele não podia se desesperar com isso?

Este era um dilema.

Mesmo alguém que apreciava tanto o tempo como ele, tinha que passar um longo período em pensamentos. Ele pensava nos prós e nos contras e hesitava entre os dois lados.

Mas o Grande Exame não estava longe, e realmente não havia muito tempo para ele.

O Dao Celestial e o destino eram realmente muito injustos.

Seu destino era realmente triste. Não só tinha uma doença tão incurável como agora parecia que uma situação raramente encontrada pelos cultivadores havia caído sobre ele.

Ele estava imerso em depressão quando ouviu Xuanyuan Po proclamar de longe que era hora de comer os lanches da meia noite.

Por razões de saúde, ele raramente participava dos lanches à meia-noite, então sentiu-se ainda mais deprimido.

Ele não queria vê-los, então saiu da casa, empurrou o portão na parede da academia e entrou no jardim das Cem Ervas.

As árvores da floresta balançavam levemente na brisa noturna. À distância havia uma luz fraca.

O que é que ele deve fazer? Ele ainda estava hesitante. Muito naturalmente, ele lembrou do Dragão Negro sob o Palácio Imperial, lembrou das palavras que ele havia dito uma vez.

Se ele quisesse viver, parecia que ele realmente tinha que colocar sua vida na zona de risco.

Então ele lembrou que prometeu ir ver o Dragão Negro, mas nunca encontrou a oportunidade para tal.

Naquele momento, viu uma existência negra, quase mística.

Não era o Dragão Negro.

Era a Cabra Preta.

Um tanto surpreso, Chen Changsheng caminhou até a Cabra Preta e agachou-se, perguntando: “Como você chegou aqui?”

……

……


Se você gosta do nosso trabalho, da novel e quer nos ajudar,
Não esqueça de Avaliar Ze Tian Ji na Central Novel e deixar seus comentários.
Isso é de extrema importância para nós. Muito obrigado!
dragão


Tradutor: Vaan   |   Revisor: Enxarcado


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                        PRÓXIMO CAPÍTULO



Fontes
Cores