ZTJ – Capítulo 111 – O Papa




O oceano dentro do olho do ancião estava muito calmo, emitindo uma aura de benevolência ilimitada… mas ainda era um oceano. Era difícil imaginar o quão maciças as ondas seriam quando este ancião entrasse em fúria, quão grande o estrondo do trovão seria quando essas ondas quebrassem, quão majestosa e divina seria essa visão.

O ancião riu e disse para Mei Lisha: “Eu estava falando com você antes quando você adormeceu. Além de ler, o que mais eu poderia fazer?”

Mei Lisha ainda estava olhando a Folha Verde no pote, balançando a cabeça e dizendo: “Eu vim visitar seu estimado eu com um propósito muito claro. Seu estimado eu deve indicar um caminho para essas crianças tomarem.”

“Todas as pessoas têm que caminhar pelo seu próprio caminho.”

O ancião com a túnica de cânhamo continuou: “Desde que essa criança chegou à capital, ele caminhou um caminho extremamente estável. Não estou muito preocupado; Eu só espero… que ele possa amadurecer um pouco mais rápido.”

Era muito óbvio que o ancião estava muito preocupado com a criança que ele havia mencionado.

Ao ouvir a palavra “amadurecer”, Mei Lisha ficou em silêncio por um tempo muito longo. Uma pressão invisível parecia envolver gradualmente este silencioso salão nas profundezas do Palácio Li.

“A maturação requer o umedecimento da chuva e, às vezes, o que ela precisa ainda mais é de pressão.”

O ancião com a túnica de cânhamo acrescentou: “As novas proclamações do Pavilhão dos Segredos Celestiais devem chegar em breve.”

Mei Lisha entendeu seu significado: o ranking era uma espécie de pressão. Libertação, Distinção Dourado e Firmamento Azul — inúmeros especialistas e gênios esgotariam suas mentes e cultivariam amargamente esforçando-se para obter um lugar nesses rankings. Além disso, quando essas pessoas já no ranking viam as outras na frente delas, as mesmas receberiam uma motivação ilimitada para ultrapassar. A razão pela qual o continente tinha o Pavilhão dos Segredos Celestiais e tinha essas proclamações, era para que os cultivadores humanos e demi-humanos fossem pressionados. Só assim poderiam se opor aos especialistas-demônio.

“Essa criança não terá chance de entrar na proclamação. Além disso, sua sorte é miserável, e seu destino está cheio de dificuldades. Talvez ele possa até ver mais completamente as palavras “fama” e “lucro” do que você e eu.”

O ancião com a túnica suspirou com estas palavras, dizendo: “Então, apenas podemos olhar para ver se podemos ajudá-lo no Grande Exame.”

Mei Lisha considerou isso e depois concordou com a visão do ancião com a túnica de cânhamo. Isso ocorreu porque, enquanto o destino estava no céu estrelado, sob o céu estrelado, apenas a vida valia a pena reverenciar. A própria vida era a maior pressão, e sob esse tipo de pressão, essa criança provavelmente amadureceria muito rapidamente.

“Estou indo.”

Ele levantou-se, curvou-se para o ancião de túnica, e então se virou para deixar o Palácio Li.

O ancião de túnica não mostrou reação. Ele ergueu o livro e começou a ler novamente.

O tempo passou lentamente.

A Folha Verde dentro do pote estava muito calma, pois não havia vento.

Depois de algum tempo, o ancião de túnica tirou o olhar do livro e olhou para o céu acima do Palácio de Li, com uma expressão de inveja aparecendo repentinamente em seu rosto.

Se os sacerdotes do Palácio Li pudessem ver essa expressão, eles ficariam, sem dúvida, chocados até seus âmagos.

Tão logo, o que havia nesse continente que poderia fazer com que esse ancião sentisse inveja?

O som claro de um sino podia ser ouvido à distância. Não era o sinal para os alunos da Academia do Palácio Li e do Templo Seminarial começarem as aulas, mas o sinal de que a Congregação da Luz que estava agendada a cada dez dias estava prestes a começar.

O ancião levantou-se e desatou sua túnica de cânhamo.

Um sacerdote de túnica negra apareceu e silenciosamente ajudou o ancião a vestir uma Túnica Divina.

O ancião começou a subir os degraus de pedra. Ao passar pela flor de lótus esculpida em cristal, ele pegou essa coroa. Sua ação era muito casual, como se ele estivesse pegando um pedaço de lixo.

O sacerdote de túnica negra que seguia atrás do ancião era conhecido na Ortodoxia por seu comportamento frio e severo, sua expressão raramente mudava ao longo das décadas. No entanto, cada vez que ele via essa visão, os cantos de seus olhos se contraíam incontrolavelmente. Ele estava pensando, o que aconteceria se a Coroa Yin Yang caísse e quebrasse?

No topo dos degraus de pedra havia um mural, monotonamente pintado com tinta escura, transpirando uma aura de absoluta austeridade.

O ancião estava em frente a este mural e pôs a coroa.

O mural começou a se separar lentamente, com luzes ilimitadas emergindo entre as paredes como uma maré.

Esta maré de luz enrolava-se e dançava ao redor da Coroa Divina e do Manto Divino do ancião como se comemorasse e adorasse.

Do outro lado da parede havia uma igreja alta e espaçosa.

Este era o centro do Palácio Li, o centro da Ortodoxia, o centro da fé do continente: o Grande Salão da Luz.

Várias dúzias de elevadas estátuas ficavam de cada lado do corredor: lendas do continente, notáveis do passado, santos e doze cavaleiros que uma vez protegiam a igreja.

Na corrente da luz, inúmeros sacerdotes se prostravam em adoração.

Esses sacerdotes se abaixaram de modo que suas tiras tocassem o dorso de suas mãos, com poses de devoção absoluta.

O objeto de sua adoração era esse ancião.

O quarto Papa da ortodoxia.

……

……

Quando o grupo de Chen Changsheng emergiu do Palácio Menor de Li, já era tarde. Chen Changsheng olhou para o sol, confuso quanto a que horas eram. Voltando a cabeça para olhar o ainda silencioso e vazio Salão da Virtude Pura, naqueles tijolos verdes, e pensando em como ele tinha acabado de estar em outro espaço, ele caiu em uma pausa momentânea.

O final do outono não significava que o Palácio Li fosse melancólico e ermo. No ar ligeiramente quente da tarde, as árvores pagodas resistentes ao frio e os pinheiros brancos pareciam ganhar vida, com seus ramos e folhas ficando mais verdejantes. Quando alguém olhasse para baixo, tudo o que podia ser visto era a ilimitada elegância e beleza da primavera, como se o tempo tivesse invertido.

Quando eles desciam os degraus de pedra aparentemente intermináveis, eles podiam ver de longe, muito longe, que cada vez mais gente começava gradualmente a aparecer em ambos os lados da Avenida Divina. Alguns já haviam entrado na Avenida Divina, já preparados para detê-los.

“Eu disse-lhes para não saírem se tivessem a coragem, então, o que foi agora?”

Tang Trigésimo Sexto olhou com raiva para o apático sacerdote do Palácio Li.

Este sacerdote do Palácio Li tinha sido o único a recebê-los no Salão da Virtude Pura e a trazê-los para o Palácio Menor de Li. De sua aparência atual, parecia que ele pretendia escoltá-los para fora do Palácio Li. Tang Trigésimo Sexto sabia que isso tinha sido o pedido de Luoluo, de modo a evitar que seu grupo brigasse novamente com esses estudantes.

Ele não estava muito satisfeito com os preparativos de Luoluo, pois faria parecer que ele estava com medo. Por outro lado, Jin Yulu não tinha objeção, pois não achava que a princesa estava insatisfeita com o desempenho dele. Chen Changsheng não estava insatisfeito, como ele tinha sido o único a fazer o pedido a Luoluo.

‘Bong! Bong! Bong! Bong!’ O badalo ressonante de um sino veio de algum palácio ou academia. Ao contrário do som claro e melodioso que avisava o início da aula, esse sino era reto e moderado, provavelmente destinado a anunciar ou enviar algum tipo de novas notícias.

“O sino também tem permissão para badalar nesse tipo de assembléia? É o Palácio Li ou um acampamento do exército?” Tang Trigésimo Sexto pensou que esse sino era um sinal para os alunos da Academia Li e do Templo Seminarial se reunissem para uma briga. Com essa ostentação de força, mesmo que ele não tivesse medo, sua expressão ainda que por um tanto, mudou.

Naquele momento, um bando de pássaros no horizonte, de repente, se espalhou como uma multidão abrindo um caminho. Um buraco, de repente, apareceu nas nuvens a leste e uma silhueta escura atravessou o céu a uma velocidade inimaginável. Passando pelo espaço deixado pelo rebanho de pássaros, voou rapidamente para o Palácio Li.

Xuanyuan Po era um jovem demi-humano e cresceu em região selvagem, encontrando muitos pássaros imortais. Além disso, sua visão era muitas vezes mais afiada do que a de um ser humano. Protegendo os olhos quando olhou, ele reconheceu o que era a silhueta escura. Muito chocado, ele exclamou: “É na verdade um ganso vermelho!”

Em comparação com puras bestas divinas como o Unicórnio e os Dez Mil Cervos de Li, o Ganso Vermelho não era tão especial. No entanto, esta espécie de pássaro tinha uma boa característica: sua velocidade. No vigente continente, contava como uma das espécies de aves mais rápidas, apenas em segundo lugar para os Falcões Vermelhos usados ​​pelo exército para enviar mensagens. Claro, a Garça Branca não fazia parte desse ranking.

Quando Xuanyuan Po terminou de falar, a silhueta negra já havia chegado acima do Palácio Li. No chão, sacerdotes com profundas cultivações e pessoas como Tang Trigésimo Sexto já podiam ver a longa cauda vermelha do pássaro. Realmente era um Ganso Vermelho.

O Ganso Vermelho deixou um rastro no céu, que instantaneamente desapareceu em algum lugar profundo dentro do Palácio Li.

“Eu me pergunto, o que aconteceu?”

Tang Trigésimo Sexto pensou para si mesmo, uma vez que não era um Falcão Vermelho, não são alguns movimentos estranhos dos demônios no norte, e também não deve ser nada ruim, ou então, esse sino de antes não teria sido tão estável. Sendo assim, que tipo de assunto exigiria o uso de um Ganso Vermelho? Além disso, a Congregação da Luz está acontecendo agora; não temiam que o sino os perturbasse?

Não importava o quanto eles pensassem, era impossível especular sobre o assunto sem qualquer tipo de indício. Dirigidos pelo sacerdote do Palácio Li, o grupo de Chen Changsheng continuou em frente, logo chegando ao fundo dos degraus. Eles viram muitas pessoas na Avenida Divina em frente a eles, mas não podiam saber quantos vieram por causa da provocação de Tang Trigésimo Sexto no início da manhã.

O pátio dos convidado do Palácio Li à esquerda ainda estava bem fechado. Gou Hanshi não tinha saído, e os outros três das Sete Leis do Reino Divino também não apareceram. Nem mesmo as discípulas do Monte das Virgens Santas e as várias outras seitas do sul apareceram.

O olhar de Chen Changsheng percorreu pelos pinheiros brancos e caiu no pátio de convidados.

Devido a este compromisso com Xu Yourong, ao chegar à capital e visitar a propriedade do General Divino do Leste, ele sofreu de desdém, desprezo, foi ridicularizado e até humilhado. Naturalmente, ele não tinha boa vontade em relação a esse homem chamado Qiushan Jun, nem para aqueles professores e colegas discípulos dele.

Durante o Festival das Heras, ele finalmente se encontrou com o outro lado.

No entanto, suas duas reuniões com eles tinham sido diferentes do que ele imaginava. Ele percebeu que o outro lado não havia agido de maneira muito desagradável. Se era Gou Hanshi, Guan Feibai ou Qi Jian, eles eram magnânimos, ou carregavam uma arrogância digna de ser respeitada, ou uma persistência admirável. Em resumo, cada um deles tinha suas qualidades que equiponderavam-se. Ele podia ver que Gou Hanshi e os outros discípulos do Monte Li tinham uma reverência por Qiushan Jun que vinha de seus corações, então, como poderia Qiushan Jun ser alguém que ganhara sua fama ao enganar o povo?

A brisa de outono que o invadiu não estava fria, mas o despertou de seu estupor.

Ele riu de si mesmo, pensando, eu realmente pensei demais. Qiushan Jun é um ídolo elogiado pelo continente por seu talento e virtude. Ele provavelmente nunca foi uma pessoa ruim, mas por causa da minha perspectiva, pensei nisso dessa maneira.


Se você gosta do nosso trabalho, da novel e quer nos ajudar,
Não esqueça de Avaliar Ze Tian Ji na Central Novel e deixar seus comentários.
Isso é de extrema importância para nós. Muito obrigado!

dragão


Tradutor: Vaan   |   Revisor: Enxarcado   |   QC: Liberty




Fontes
Cores