ZTJ – Capítulo 1 – Eu Mudei de Ideia




“Que tipo de pessoa é esse menino?”

“Ele é muito calmo. Embora tenha ficado sentado por uma hora, sua postura nunca mudou. Ele só bebeu uma xícara de chá no início, muito provavelmente por cortesia. Depois, ele não tomou mais… de fato, seu primeiro gole de chá foi apenas para molhar os lábios. Ele não é cauteloso, mas prudente. Pensa profundamente e sua mente é muito vigilante, tanto que há uma fraca sensação de hostilidade.”

“Ele parece ser uma pessoa inteligente, pelo menos um pouco… quantos anos ele tem?”

“Quatorze.”

“Eu lembro, que ele deveria estar por volta dessa idade”.

“É que sua expressão é muito calma, então parece sempre ser um pouco mais velho”.

“Ele é apenas uma pessoa normal.”

“Sim… seu Qi é comum, e obviamente ele nem sequer passou pela Purificação. Embora não possamos julgar seu potencial, esse menino já tem quatorze anos. Mesmo que ele fosse cultivar o Dao de novo, suas perspectivas futuras ainda não seriam tão boas.”

“Mesmo que ele tivesse perspectivas de futuro, possivelmente, poderia ser comparável ao último discípulo do Mestre da Seita da Longevidade?”

“Senhora, pode ser que o contrato de noivado seja real?”

“O seu objeto de autenticação é real, então o contrato de noivado, naturalmente, também é real”.

“Naquela época, como o Antigo Mestre realmente… concordou com esse casamento para a jovem senhorita?”

“Se o Antigo Mestre não estivesse morto, ele talvez pudesse nos dar uma resposta… abra a porta, eu vou entrar”.

Com um rangido, a porta da casa lentamente abriu. O sol, claro e lindo, se espalhou pela sala, iluminou todos os cantos, destacando a linda tez da senhora e a metade de um pingente de jade que ela apertou fortemente em suas mãos. A babá idosa que acabava de falar com ela, estava no canto, seu corpo inteiro estava coberto pelas sombras. Se alguém não prestasse atenção, seria muito difícil notar ela.

Com a ajuda da velha babá, a Senhora saiu da sala. Ela lentamente avançou, como um “jovem salgueiro golpeado pelo vento”. Curiosamente, o precioso gancho dourado em seus cabelos, os anéis de jade e os ornamentos em seu corpo não faziam um único som.

O pátio estava coberto pelas sombras manchadas das árvores. No gramado, havia dez árvores diferentes com troncos grossos que precisariam de várias pessoas para cerca-las. Nenhum servo ou criada podiam ser vistos em ambos os lados do caminho de pedra, mais ao longe, se podia ver muitas pessoas ajoelhadas. A atmosfera silenciosa estava permeada de uma sensação de austeridade[1], como aquelas árvores que se esticam em direção ao céu ou como as frias armas exibidas ao redor do pavilhão de recepção.

O dono dessa propriedade era alguém que havia realizado um excelente serviço militar para a Grande Dinastia Zhou, o General Divino do Leste, Xu Shiji. O General Divino rege sua casa como se comandasse suas tropas. Sua propriedade sempre foi austera e silenciosa. Por causa do assunto que ocorreu hoje, os servos e criadas foram todos forçados a entrar em um jardim lateral. A atmosfera neste lugar naturalmente cresceu ainda mais opressiva. Mesmo o vento da primavera que soprava sobre as paredes do pátio parecia congelar.

Madame Xu atravessou o pátio e chegou a uma sala de recepção. Ela parou seus passos e olhou para o jovem. Suas duas sobrancelhas foram levemente levantadas.

Aquele jovem estava vestido com roupas daoístas antigas, que tinham sido lavadas até ficarem brancas. Sua tez era macia e imatura, a sua aparência, certa e adequada. Seus olhos eram brilhantes, possuindo um sabor indescritível, como se ele pudesse ver a verdade escondida em muitos assuntos, eram como espelhos.

O jovem colocou sua bagagem ao lado de seus pés. A bagagem parecia muito comum, mas tinha sido arrumada de uma maneira extremamente organizada. Além disso, nem uma única mancha de poeira de sua jornada podia ser vista. Mesmo o chapéu de bambu amarrado ao topo da bagagem, estava brilhando de tão limpo.

O que fez a Madame Xu levantar as sobrancelhas não eram essas coisas, mas sim, que mesmo que nenhum fio de vapor surgisse da xícara de chá na mesa, o jovem ainda estava tão calmo como sempre. Nem uma única sugestão de tédio podia ser vista. É muito difícil para uma pessoa dessa idade possuir tal calma e paciência.

Esta era uma pessoa muito difícil de lidar.

Felizmente, esse tipo de pessoa era, muitas vezes, demasiadamente orgulhosa.

……

……

Depois que ele entrou na propriedade do General Divino e falou algumas palavras para aquela babá, nenhuma pessoa prestou atenção a ele. Ele já estava sentado na sala de recepção por uma hora, então era natural que ele estivesse um pouco aborrecido. No entanto, Chen Changsheng tinha se acostumado com a solidão quando era criança, sendo assim, ele não achava difícil aguentar esse tédio.

Enquanto esperava que alguém se apressasse, ele recitava silenciosamente o comentário sobre o sexto rolo do “Clássico do Cortejo da Flor”. Ele queria devolver este contrato de noivado, pois ele tinha muitas coisas que precisava fazer depois de resolver esse assunto.

Era verdade que ele só tinha tomado um pouco de chá da mesa e só fez isso para molhar os lábios levemente secos, mas não estava fora de qualquer reserva ou prudência, como a babá imaginou. Em vez disso, foi porque ele sentiu que, se qualquer um fosse convidado para a casa de alguém e esse primeiro bebesse muito chá e quisesse ir ao banheiro, seria inevitável parecer falta de educação. Além disso, mesmo que os copos de chá da propriedade do General Divino fossem feitos de porcelana Ruyao[2], que são extremamente preciosos, ele ainda não estaria acostumado a beber água no copo dos outros.

Sobre este aspecto, ele era um pouco esquisito.

Ele levantou e se curvou juvenilmente, para a elegante e esplêndida Madame Xu. Ele pensou que ela era a Madame da propriedade do General Divino. Então, pensou que ele mesmo seria hábil para resolver esse problema. Assim, ele grudou sua mão em seu peito, preparando para pegar o contrato de noivado.

A Mandame Xu levantou a mão para indicar que não precisava de pressa. Ela tranquilamente se sentou em seu assento e pegou o chá que a empregada tinha trago. Olhando para sua calma expressão, ela perguntou: “Você já visitou o Mausoléu de Livros? Ou a Ponte da Impotência? Ou talvez, você pode ir ao Palácio Li e ver as Vinhas da Eterna Primavera, lá é muito bonito.”

Chen Changsheng pensou internamente que aquelas coisas eram apenas gracejos[3]. Ele nunca pensou que gracejos eram necessários, mas desde que essas palavras eram vindas de uma posição superior, ele não poderia, naturalmente, não se importar com a etiqueta. Ele simplesmente e brevemente retrucou com uma resposta respeitosa. “Eu ainda não fui, mas irei nos dias vindouros.”

A mão da Madame Xu que estava segurando a tampa da xícara, parou no meio do ar quando perguntou: ” Então o que está falando é que, quando você chegou na cidade, veio diretamente para a propriedade do General?”

Chen Changsheng sinceramente respondeu: “Eu não me permito atrasar nem um pouco.”

“Então foi assim.”

A Madame levantou sua cabeça e friamente olhou para ele. Ela pensou, tal jovem pobre que veio do meio do nada, na verdade, não foi atraído pelas luzes da capital, mas veio para discutir sobre o noivado. Para seus pensamentos serem tão sinceros, é realmente cômico.

Chen Changsheng não entendeu o que a frase “Então foi assim” significava. Ele se levantou e logo pôs a mão em seu peito, se preparando para devolver o contrato de noivado para a Madame. Desde que ele se decidiu sobre esse assunto, não estava preparado para pensar mais sobre.

Suas ações mais uma vez causaram uma má interpretação. A Madame olhou para ele e sua expressão ficou ainda mais fria. “Eu não irei concordar com o noivado. Mesmo que você tire o contrato de noivado, será ainda sem sentido.”

Chen Changsheng não havia previsto que ele iria escutar essas palavras e se encarou perdido por um momento.

“O Antigo Mestre foi salvo por seu mestre muitos anos atrás e em seguida ele estabeleceu esse casamento… isso não se parece com um conto de fantasia?”

Madame Xu olhou para ele com uma expressão fria e disse: “… mas na realidade, isso é um conto de fantasia que pode ser encontrado apenas em brincadeiras e óperas. É impossível para que tal coisa ocorra no mundo real. Além dessa fidalga[4] ingênua, quem iria acreditar nisso?”

Chen Changsheng queria explicar que o propósito dele vir foi para dar um fim ao noivado, mas quando escutou essas palavras arrogantes e viu o desprezo e a indiferença na face da Madame Xu, ele achou árduo abrir sua boca. Nesse momento, sua mão permanecia em seu peito, já tocando no canto dos firmes pedaços de papel. Uma das folhas de papel era o contrato pessoalmente escrito pelo Grande Ministro. A outra folha de papel continha a data de nascimento da garota e seu horóscopo.

“O Antigo Mestre deixou este mundo mortal à quatro anos atrás, então, esse casamento não existe mais.”

Madame Xu olhou para o jovem na sua frente e continuou, “Eu sei que você é uma pessoa inteligente, então nós devemos falar como “pessoas inteligentes”. O assunto que você têm que ponderar neste momento não é a continuação do casamento, mas sim, cuidadosamente, qual tipo de recompensa você pode obter. O que você acha da minha sugestão?”

Chen Chansheng tirou sua mão de seu peito. Em vez de pegar o contrato de noivado, ele deixou sua mão cair em sua cintura. Ele disse: “Posso perguntar o por quê?

“Por que? Esta não é a pergunta que uma pessoa inteligente faria.”

Madame Xu olhou para ele sem expressão e disse, “Porque as habilidades medicinais de seu professor não são ruins, mas ele continua sendo apenas um Daoísta comum, enquanto que aqui, é a propriedade do General Divino; porquê você é apenas um jovem do interior usando velhas roupas daoístas, enquanto que minha filha é a jovem senhorita da propriedade do General Divino; porquê você é uma pessoa normal, enquanto que a propriedade do General Divino não é um lugar em que pessoas normais são aptas a entrar. Minha explicação foi suficientemente clara?”

Chen Changsheng levemente apertou a mão, mas sua voz não tremeu. “Foi muita clara.”

Madame Xu olhou para sua face que ainda tinha um ar infantil e decidiu exercer mais pressão. Ela tinha um claro entendimento de quanto uma pessoa inteligente e uma pessoa orgulhosa podia aguentar, no mínimo.

Ela pôs a xícara de chá sobre a mesa e se levantou. “O chá que está em sua frente é o Chá da Borboleta colhido antes do Qingming[6]. Cinco taéis de prata podem comprar apenas 1 tael[5] de chá. Esta xícara de chá veio de Ruyao e é mais caro do que ouro. O chá está frio e você não bebeu ele. Talvez isto signifique que não é seu destino tomar este chá. Você é apenas um limbo de uma grama atolada na lama. Você não é uma porcelana, apenas entulho. Você está pensando em usar a propriedade do General Divino para mudar sua vida? Minhas profundas desculpas, embora isso faça você ficar muito feliz, irá me fazer ficar muito descontente.”

A voz da Madame foi muito clara. Não havia excesso deliberado, e ainda podia-se humilhar alguém. Ela não tinha decidido se colocar no alto e ficar olhando para baixo, mas ainda faria alguém se sentir como uma formiga no chão sendo olhada do céu.

Todas essas emoções foram transmitidas precisamente para Chen Changsheng.

Esta foi uma humilhação inacabada, especialmente aquela linha sobre o uso da propriedade do General Divino para mudar sua vida. Para qualquer jovem arrogante, todas essas críticas seriam insuportáveis. A fim de levantar a cabeça para cima e orgulhosamente se despedir, muitas pessoas escolheriam retaliar com raiva, depois tirar o contrato de noivado e o rasgar em dois. Então, eles iriam jogá-lo aos pés da senhora e talvez até cuspissem uma ou duas vezes.

Esta foi também a cena que a senhora Xu queria ver — se esse contrato de noivado não fosse tão especial, se ela tivesse alguma maneira melhor, havia alguma necessidade de agir assim hoje, gastar sua mente nessas palavras?

O salão de recepção ficou em silêncio, sem um único som.

Ela observou com frieza Chen Changsheng, esperando pela raiva do jovem.

No entanto, a situação se desenvolveu de uma forma que ultrapassou completamente suas expectativas.

Chen Changsheng olhou para a senhora Xu e calmamente disse: “Na verdade, a Madame entendeu mal. Cheguei à propriedade do General Divino para que eu pudesse devolver o contrato de noivado à propriedade. Inicialmente, eu vim para terminar com o compromisso”.

O salão inteiro estava cheio de silêncio.

O vento soprava do jardim, roçando no bambu antigo sob a galeria, o fazendo balançar.

A senhora estava um pouco espantada. Ela perguntou: “Você pode repetir novamente?”

Ela não percebeu que sua voz se tornou um pouco ansiosa e também um pouco aliviada, por surpresa e descrença. Independentemente deste jovem não estar disposto a se humilhar e dizer isso de propósito ou se realmente ele tivesse acabado com o casamento, eram todas as coisas que ela queria ver.

Chen Changsheng olhou para ela e disse sinceramente: “Na verdade… eu vim para terminar com o compromisso”.

Em um canto do salão de recepção, o rosto dessa babá que aparentemente desapareceu, há muito tempo, mudou.

A expressão da Madame Xu não mudou, mas suas mãos descansaram levemente em seu peito.

Neste instante, toda a propriedade do General Divino pareceu acalmar-se.

Mas a expressão de Chen Changsheng de repente tornou-se solene.

Ele disse: “Mas agora… eu mudei de ideia”.

O vento da primavera na propriedade mais uma vez ficou frio, a atmosfera tornou-se mais uma vez opressiva. No canto sombrio da sala de recepção, as rugas no rosto da babá, que eram incontáveis ravinas profundas, de repente, inundaram-se em água.

Madame Xu sentiu, de repente, que tinha feito algo errado.

Ela suprimiu com força o mal-estar em seu coração que surgiu do nada e fez sua voz ficar tão animada quanto possível. “Uma vez que você já chegou à ideia, há alguma necessidade de dizer tão precipitadamente essas palavras? Não seria melhor…”

Mas ficou impressionada ao descobrir que o jovem não tinha intenção alguma de continuar a ouvir suas palavras.

Chen Changsheng pegou a bagagem do chão e a colocou sobre seu ombro, depois caminhou para fora do salão de recepção.


Tradutor: Enxarcado   |   Revisor: Martins   |   QC: Enxarcado



1 – Austeridade: Atributo do que é severo: austeridade no modo de vida.

2 – Ruyao: Ruyao é um tipo raro de porcelana produzida na Dinastia Song para a corte imperial.

3 – Gracejos: Brincadeiras.

4 – Fidalga: Mulher com título de nobreza; esposa de fidalgo.

5 – Tael (1 Tael = Aprox. 40 gramas); (Martins: creio ter detalhes melhores no site do novelmania.)

6 – Qingming: O Festival Qingming é um festival que é realizado no primeiro dia do quinto mês de acordo com o Calendário Lunar Chinês. Durante este festival, as pessoas visitam os túmulos de seus famíliares. Folhas de Chá colhidas antes do Festival Quingming são consideradas mais leves e mais sutis em sabor, se comparadas com as folhas de chá colhidas depois do Festival Quingming. Então, elas demandam um preço maior.


Alterar fonte
Cores