TTNH – Capítulo 45 – Nesta estrada, eu irei certamente inverter os céus!



Por três dias seguidos, Meng Chao Ran colocou todos os seus esforços em treinar Chu Yang. Os dois essencialmente estavam morando na mesma sala por esses dias. Durante este período, qualquer coisa que Meng Chao Ran conseguia pensar, ele ensinava para Chu Yang. Sem descanso, ele comprimiu na cabeça de Chu Yang toda a experiência dele sobre o Jiang Hu, assim como todos os seus truques e táticas.

Mesmo que Chu Yang já soubesse da maioria destas coisas, ele aproveitou a atenção e cuidado de seu professor. Ele sinceramente ouviu as palavras de Meng Chao Ran… recebendo todo o afeto neste pequeno período de tempo.

Chu Yang nunca teve a chance de aproveitar tais sentimentos vindos de seu professor em sua vida anterior. Além disso, ele não queria perder nada. Ele sabia que se ele ignorasse as palavras de Meng Chao Ran, então ele não diria nada, mas por dentro, Meng Chao Ran ficaria irritado.

Chu Yang não queria fazer seu professor infeliz.

Três dias passaram em um instante.

Neste dia, Chu Yang ficou de pé em sua porta, quietamente vendo a névoa da manhã se dissipar. Ele respirou profundamente, sentindo a nostalgia. Hoje era o dia em que ele sairia deste lugar!

‘Com está jornada, eu não sei quando eu vou voltar… eu nem mesmo sei se eu vou voltar. ’

Noite passada ocorreu uma chuva forte e todo o Jardim de Bambu Púrpura foi lavado. A atmosfera inteira estava limpa e fresca.

Desde cedo de manhã, Meng Chao Ran saiu para pegar algumas ervas na montanha. Chu Yang sabia que seu mestre estava usando isto como uma desculpa para evitar o inevitável adeus.

De repente, um grito assustado pôde ser ouvido do banheiro, seguido por Tan Tan correndo… ele estava coberto por um forte fedor, e seu corpo inteiro estava imundo além do que palavras poderiam descrever.

Chu Yang não pôde evitar ficar surpreso. ‘Por que Tan Tan estava segurando o Peixe Divino Coletor de Chi em sua mão?’

O rosto de Tan Tan era triste e vergonhoso enquanto ele passava correndo por Chu Yang. Ele nem mesmo olhou para Chu Yang enquanto corria para seu quarto e colocava o Peixe Divino Coletor de Chi em um balde.

Em um piscar de olhos, um Tan Tan nu fugia. Com um balde de madeira, ele continuou a espalhar água por todo o seu corpo. Demorou alguns baldes antes que o fedor começasse a sair um pouco.

Agora mesmo, Chu Yang estava sentimental e prestes a sair, mas seu irmão marcial júnior o deixou extremamente confuso. ‘Este cara louco, o que ele está fazendo? Ele caiu na latrina a esta hora da manhã?’

Tan Tan finalmente se limpou, e em um flash, correu para o seu quarto. Na velocidade da luz, ele enrolou as roupas sujas e as jogou fora.

Depois disso, Tan Tan veio com um olhar engraçado em seu rosto. Seu rosto estava enrugado como um melãozinho amargo enquanto deixava um suspiro escapar.

“O que aconteceu?” Chu Yang cerrou os olhos.

“Ah, não pergunte.” Tan Tan chorou enquanto respondia.

Desde que ele conseguiu o Peixe Divino Coletor de Chi. Tan Tan o tratou como um tesouro. Ele o colocou no canto de seu quarto e cuidadosamente tomou conta dele. De vez em quando ele o alimentava com plantas aquáticas e coisas do tipo… no entanto, ontem, o peixe flutuou com a barriga para cima sem nenhum sinal de vida.

Quando Tan Tan o pegou nesta manhã, ele descobriu que o peixe estava duro. Com um triste suspiro, ele segurou o peixe e chorou. Inesperadamente, ele teve vontade de ir ao banheiro, então ele correu com o peixe em sua mão. Ele pensou que desde que o peixe estava morto, ele deveria jogá-lo na latrina.

No entanto, depois de jogar, uma coisa inesperada aconteceu. Aquele peixe infernal de repente retornou a vida e tentou escapar com vigor.

Inevitavelmente, Tan Tan teve que pular para pegar o peixe. Pior ainda… ontem à noite a chuva forte fez com que a latrina ficasse mais cheia que o normal, então Tan Tan teve que nadar no toalete…

“Hahahahaha…” Após ouvir a história, Chu Yang estava apertando seu estômago de tanto rir.

Até mesmo em seus sonhos ele nunca pôde imaginar que seu irmão marcial júnior seria capaz de fazer uma coisa tão engraçada como essa.

Tan Tan suspirou. Com um semblante trágico, ele disse amargamente: “Como eu iria saber que aquele peixe infernal iria se fingir de morto daquele jeito? Ele estava vivendo bem no balde e de repente ficou duro. Quando eu o joguei na latrina ele se tornou vivido novamente. Será que ele gosta de lugares fedorentos?”

Chu Yang esfregou seu estômago. Com lágrimas por todo o seu rosto, ele disse: “Você é um idiota. O Peixe Divino Coletor de Chi absorve as energias do céu e da terra. Uma vez que tenha terminado, ele fica imobilizado enquanto digere aquela energia. Ele faz isso antes de absorver mais. Durante o tempo da digestão, artistas marciais também podem fazer uso da energia que ele absorveu! E você… você o jogou na latrina!”

“Ah!” Tan Tan ficou boquiaberto: “Por que você não disse isso antes?”

“Você é um idiota.” Chu Yang disse. “O Peixe Divino Coletor de Chi poderia sobreviver mesmo se fosse enterrado. Por que ele morreria se estava vivendo em um balde cheio de água? Use a sua cabeça para pensar! Além disso… ele vive da energia do céu e da terra, alimentá-lo não irá mudar nada! Você o jogou nas latrinas… você realmente é algo. Se outros ouvissem sobre você jogando um precioso Peixe Divino Coletor de Chi nas latrinas, todos os artistas marciais iriam provavelmente vir e lutar até a morte com você!”

Tan Tan suspirou e disse: “Eu já estou pagando por isso… minhas roupas já eram, e minhas mãos…”

Ele levantou as mãos na altura do nariz e as cheirou. Então ele imediatamente pareceu que ia vomitar: “Eu preciso das minhas mãos para comer… o que eu faço agora?”

“Você mereceu isso!” Chu Yang brincou. Ele não pôde evitar rir novamente.

Chu Yang foi para a sala e olhou para o peixe. O pobre Peixe Divino Coletor de Chi estava loucamente nadando para frente e para trás, e de vez em quando, ele pulava. Ao mesmo tempo, ele estava cuspindo um monte de dejetos. Parece que o peixe sofreu bastante…

“Rápido, troque a água!” Chu Yang gritou.

Tan Tan rapidamente trocou. Após sete ou oito vezes, o Peixe Divino Coletor de Chi se acalmou novamente. Ele descansou no fundo com sua barriga ofegando, claramente cheio de angústia…

Parece que ele precisa de um pouco de descanso.

Chu Yang não conseguia acreditar que ele estaria chorando de rir em sua despedida. Quando ele já havia percorrido uma longa distância ele ouviu a voz arranhada de Tan Tan gritando atrás dele: “Chu Yang, se cuide! Eu irei achar você! Eu irei te ajudar!”

Naquela voz, as sentenças finais também estavam afogadas em tristeza.

Chu Yang pausou por um segundo. Sem se virar ele balançou o braço. Ele virou em uma esquina e desapareceu da vista de Tan Tan.

“Você não deve morrer!” Tan Tan gritou. Junto com isso veio uma torrencial chuva de lágrimas. Ele caiu no chão soluçando como uma criança que tinha acabado de perder sua família.

Ele não sabia o que Chu Yang estava fazendo, mas ele estava ciente do risco envolvido! De outra forma, o mestre deles não teria agido da forma que ele agiu.

Tan Tan estava muito preocupado e triste ao mesmo tempo.

O coração de Chu Yang estava sofrendo um pouco também, mas ele se forçou a não olhar para trás. E desta forma, ele foi cada vez mais longe, passo a passo.

Em um local distante no pico de uma montanha, o corpo inteiro de Meng Chao Ran estava sendo banhado na luz da manhã. Seus olhos forçados enquanto se concentravam nos passos de saída de seu discípulo. Ele nem mesmo percebeu que suas mãos estavam cerradas em um punho,

Em sua mão direita, havia um papel escrito por Chu Yang, “Técnica de Movimento das Nuvens Efêmeras de Neve, você precisa dobrar seu corpo e reverter seu fluxo interno. E então cultivar do último passo… você somente pode ter sucesso cultivando reversamente.”

 

A figura de Chu Yang se esvoaçando no caminho da montanha. Em suas costas, somente havia uma pequena bolsa de viajante.

Deixando a Seita Além dos Céus, ele estava sozinho nesta jornada para um destino incerto. Chu Yang de repente ficou um pouco melancólico.

Naquele momento, seu coração se lembrou destes versos, “Nesta estrada, não há medo de montanhas de laminas ou oceanos de fogo… Nesta estrada, Jiang Hu tem nove chances de morte e uma chance de vida… Nesta estrada, nós rimos de tudo abaixo dos céus… Nesta estrada, direto para os Nove Céus sem se virar.”

Estas palavras eram de uma canção muito popular em sua vida anterior, chamada “A estrada do Jiang Hu”… Mo Qing Wu tocava esta música e cantava esta canção; era por isto que Chu Yang tinha uma grande impressão dela.

Pensando sobre isso novamente, Chu Yang não pôde evitar sorrir. Ele murmurou: “Nesta estrada, não ligue para os céus, mas sim lute contra eles… Nesta estrada, deixe a vida escapar do destino… Nesta estrada, eu irei segurar a mão de Qing Wu e rir sobre a vida… Nesta estrada, eu certamente irei inverter os Nove Céus!”

E desta forma ele suavemente cantou a letra que ele havia acabado de criar em adição a música enquanto andava para longe do território da Seita Além dos Céus, deixando os nove picos e o jardim solitário.

Ele nem mesmo olhou para trás.

Este jovem com seu indisciplinado cabelo em seu rosto. Escondido atrás de seu cabelo estava um par de olhos alerta que estava assistindo o mundo inteiro. Seu olhar era afiado como uma faca; parecia como se ele quisesse dividir o mundo ao meio.

Os raios da manhã levemente brilharam nele, estendendo bastante a sua sombra… no meio da neblina deserta, sua silhueta parecia como ar fino, acima dele estava uma brilhante aura vermelho sangue…

Como se fosse a manifestação de algo…


Tradutor: Michael   |   Editor: Ana Paula



Alterar fonte
Cores