TMW – Capítulo 184 – Erva Misteriosa



Yi Yun segurou o Sabre de Mil Exércitos firmemente. Com toda sua energia irrompendo através de todo o seu corpo, ele era como um leopardo posicionado para atacar a qualquer momento.

Os arredores de Yi Yun haviam mudado! O penhasco que estava ali no começa havia desaparecido e foi substituído por um cemitério!

Havia muitas lápidas. Estas lápides antigas e em ruínas eram semelhantes à cena que ele encontrou quando veio a este mundo pela primeira vez.

Como isso aconteceu?

Desde que veio a este mundo, Yi Yun viu a força aterrorizante dos especialistas, as grandes cidades divinas e todos os tipos de plantas e feras estranhas.

Muitas coisas desafiaram o conhecimento de Yi Yun, abrindo sua imaginação.

Mas não importava o quanto sua imaginação pudesse enlouquecer, Yi Yun nunca tinha visto um evento tão estranho. Esta foi a primeira vez dele!

Em um segundo ele estava no topo de um penhasco, no outro   ele estava ali. Ele encontrou um túnel de espaço-tempo?

De repente, os túmulos em sua frente se abriram. Cadáveres começaram a rastejar delas.

Esses cadáveres usavam roupas esfarrapadas e seus olhos eram vazios. Eles passavam uma sensação de morte.

Yi Yun sentiu seu couro cabeludo formigar. Esse tipo de coisa havia ultrapassado seu conhecimento!

Ao verem Yi Yun, os olhos dos cadáveres começaram a brilhar em vermelho. Era como se o corpo de Yi Yun estivesse atraindo eles.

Eles gritaram e correram em sua direção!

O sangue de Yi Yun estava fervendo. Sentindo a explosão de energia dentro de seu corpo, ele decidiu ignorar o encontro estranho e começou a matar o que via pela frente!

“Cha!”

O Sabre de Mil Exércitos cortou e a lâmina com sete pés de comprimento viajou através do ar. Os três cadáveres na frente de Yi Yun foram cortados ao meio!

O metal era como tofu quando enfrentava o Sabre de Mil Exércitos, o que era carne podre comparado ao metal?

Yi Yun foi para frente. Ele começou a balançar o sabre em todas as direções. Qualquer corte simples poderia cortar um cavalo; portanto, cada golpe cortava três ou quatro cadáveres!

A lâmina afiada moveu-se sem restrição e um cadáver após o outro foi varrido, enviando sangue negro por toda parte.

Essa sensação não era muito diferente de cortar uma melancia!

Mas, mais cadáveres começaram a aparecer das sepulturas. Cerca de quatro ou cinco cadáveres emergiam de cada lápide. Às vezes, até mais de dez.

Esses cadáveres pareciam ser intermináveis, não importando quantos ele matasse.

O sabre de Yi Yun já estava coberto de sangue e carne podre. Sua lâmina ficou extremamente oleosa, mas parecia não haver fim para esse massacre.

Espere…

De repente, uma ideia surgiu na mente de Yi Yun. O ambiente caótico pareceu subitamente se acalmar.

O tempo se tornou estranhamente mais lento e a mente de Yi Yun ficou clara.

Desde a colheita da erva no penhasco até este cemitério, depois de enfrentar esse fluxo interminável de cadáveres, ele teve que matar constantemente.

Todas essas mudanças foram muito estranhas.

Este assunto anormal deve ser devido a um demônio!

Yi Yun estremeceu. Ele olhou para o seu entorno. Enquanto os cadáveres atacavam implacavelmente, após uma inspeção mais próxima, aqueles cadáveres…

Estranhamente, Yi Yun sentiu uma sensação de déjà vu.

Esses cadáveres… eles me parecem familiar?

“Puah!”

Um cadáver apodrecido bateu em Yi Yun, mas ele apenas assistiu sem se mexer. Ele não tirou seu sabre nem evitou…

Este golpe passou pelo corpo de Yi Yun!

Dor!

Dor extrema.

Mas Yi Yun parecia enfeitiçado. Ele apenas ficou lá, independentemente de seu peito ser separado pelos cadáveres. Em vez disso, ele fechou os olhos.

Sua energia espiritual se interligou com o Cristal Roxo e quando Yi Yun abriu os olhos novamente, sua visão ficou branca.

Como tudo o que ele podia ver era energia, não havia ilusões, apenas a verdade!

Os cadáveres haviam desaparecido. Na verdade, eles nunca existiram!

Tudo isso foi apenas uma ilusão.

Por que isso parecia familiar? Isso porque na vida passada de Yi Yun, ele havia visto esses cadáveres apodrecidos rastejarem de suas sepulturas, atacando o protagonista de um filme que ele viu.

Essa cena do cemitério era um trópico comum.

Essa memória foi tirada da mente de Yi Yun e transformada em uma ilusão, a qual o atacou!

Consequentemente, era porque Yi Yun estava vendo algo de suas memorias, fazendo parecer familiar.

Mas, por que isso aconteceu?

Quem criou essa ilusão?

A montanha de ervas da Cidade Divina Tai Ah tinha a entrada selada quanto um cultivador entrava, evitando que outros entrassem.

Então… foi causado pela Flor do Yang de Sangue?

Não, não pode ser. No livro ‘Região Selvagem Divina’, havia descrições detalhadas sobre essa flor, e ela não possuía tal habilidade.

A habilidade da Flor do Yang de Sangue era a de crescer enquanto suas folhas absorviam Qi Yang quando fosse seguro. Quando um perigo se aproximava, ela puxaria suas folhas e se esconderia.

Esta era uma habilidade muito simples e provavelmente nem era chamada de habilidade. As ervas espirituais eram inferiores às bestas desoladas. As bestas desoladas de nível general ou rei podiam facilmente destruir uma tribo, e uma besta primordial poderia até destruir uma cidade.

Mas uma erva espiritual não era tão perigosa.

Mesmo as mais altas ervas espirituais eram impotentes depois de serem colhidas. Seu destino era ser jogada em uma fornalha de elixir.

O problema era que colher ervas espirituais de alto nível não era uma tarefa fácil!

Se não era a Flor do Yang de Sangue causando as ilusões, então o que era?

Yi Yun exerceu sua energia espiritual ao máximo e a visão do Cristal Roxo ficou mais clara!

Sem todas as distrações presentes, Yi Yun finalmente a viu. Em sua visão de energia, ele conseguiu ver duas partículas de energia.

Uma era maior e tinha o tamanho de uma bacia de banho. Era vermelha e parecia queimar como uma chama. A energia pertencia à Flor do Yang de Sangue!

Antes, quando Yi Yun estava prestes a pegar ela, ele foi transportado repentinamente para o cemitério, onde encontrou um fluxo sem fim de cadáveres, isso logo antes de tocá-la.

E não muito longe da Flor do Yang de Sangue, havia uma pequena luz de energia que chocou Yi Yun.

Aquela partícula de energia era como um bastão, tinha cerca de um pé de comprimento e tinha a espessura de um punho.

Sua energia era extremamente obscura. Comparada à Flor do Yang de Sangue, ela era muito mais escura, mas sua luz de energia escura fez Yi Yun pular!

A pureza da energia dela estava além da imaginação de Yi Yun!

Apenas a energia que Yi Yun absorveu da quimera no Salão Divino da Região Selvagem podia ser comparada a ela.

O que é isso?

Semelhante em pureza a uma essência primordial, poderia ser…

Um pensamento passou pela mente de Yi Yun de repente. Este pensamento fez seu coração disparar e sua respiração encurtar.

Poderia ser uma erva primordial?

Acima das ervas nível Céu, havia ervas primordiais, ervas imortais, ervas primais e outras variedades diferentes de remédios divinos.

Estas ervas preciosas até faziam um Sábio humano cobiçá-las!

Na Cidade Divina Tai Ah, os Anciãos da cidade divina ocasionalmente saíam da cidade para procurar ervas na montanha de ervas. No nível deles, ervas nível Céu, Terra, Místico e Amarelo eram inúteis. Naturalmente, eles só procuravam por ervas primordiais!

Ervas primordiais eram difíceis de colher. Mas para os Anciãos da cidade divina, com o nível de cultivo e métodos deles, contanto que encontrassem uma, eles com certeza seriam capazes de pegar ela.

O cerne da questão é…, eles não conseguiam encontrar nenhuma!

Mesmo na montanha de ervas da Cidade Divina Tai Ah, havia muito poucas ervas primordiais. Eles podem encontrar uma com sorte, mas não procurando por ela!

E o ponto importante é que as ervas primordiais tinham um espírito dentro delas. Elas podiam se esconder e confundir o inimigo. Então, alguém pode nem saber que era uma quando passassem por ela!

Os Sábios humanos tinham sentidos aguçados. Mesmo pessoas com talento absoluto em detecção, como Zhong Yi, não podiam se comparar com os Sábios humanos.

O problema era quando um Sábio humano entrava numa montanha de ervas, a erva primordial escondia-se bem longe, impedindo que o Sábio humano a encontrasse ou colhesse.

E essa era a razão que tornava difícil para um Sábio humano colher uma erva primordial!

Ideias diferentes brilharam na mente de Yi Yun enquanto seu coração acelerava!

“Se acalme! Eu preciso me acalmar!”

Yi Yun disse isso a si mesmo. Ele saia que estava de frente para uma grande oportunidade.

Se ele pudesse colher essa erva, haveria grandes benefícios esperando por ele!

Mas era mais fácil dizer do que fazer!

A cultivação de Yi Yun era muito fraca. Um Sábio humano pode facilmente pegar uma erva tão valiosa, mas será extremamente difícil para ele!

Porém, ter um nível de cultivo baixo tinha suas vantagens!

Já que a erva primordial tinha um espírito, ela provavelmente tinha uma certa quantidade de inteligência e podia ver a força de um coletor de ervas.

Pelo fato de ele ser fraco, ela não levaria Yi Yun a sério, ousando aparecer na frente dele e até usar sua mágica para confundir e provocar Yi Yun.

Se Yi Yun fosse um Sábio humano, ela teria se mudado para longe. Tentar usar essa magia em um Sábio humano era cortejar a morte.

Ao não o levar a sério, Yi Yun ganhou a maior vantagem!

É claro que a erva primordial não sabia que Yi Yun poderia usar o Cristal Roxo para identificar com precisão sua localização.

“O que devo fazer?” Yi Yun pensou.

Ele não olhou mais para a erva primordial. Como ela havia formado um espírito, se ele continuasse olhando, perceberia isso e ficaria em alerta.

“Vou fingir que não consigo encontrar a sua localização e vou pensar mais no assunto!”

Com essa decisão, Yi Yun fingiu estar dentro da ilusão e ficou atordoado, incapaz de distinguir o norte do sul.

Ao mesmo tempo, Yi Yun manteve sua visão de energia. Com os cantos de seus olhos, ele estava observando secretamente a erva primordial.

Yi Yun percebeu que a erva primordial estava por perto, balançando como se estivesse assistindo a um bom show.

“Esse sujeito!”

Como poderia Yi Yun se sentir bem sendo provocado por uma erva?

“Hm?”

Yi Yun percebeu de repente que a Flor do Yang de Sangue havia silenciosamente mudado sua posição para um canto da montanha muito isolado. Ela havia cavado muito mais fundo no solo desta vez.

De repente, Yi Yun percebeu. A erva primordial usara a ilusão para confundi-lo, para evitar que ele roubasse a Flor do Yang de Sangue.

No momento em que ele queria arrancá-la, a erva primordial apareceu. Obviamente não foi uma coincidência.

Talvez ela estivesse protegendo a Flor do Yang de Sangue. Ou poderia ser que a erva primordial encontrou acidentalmente a Flor do Yang de Sangue e estava planejando ela nutrir completamente a fruta antes de absorvê-la.

Algumas ervas primordiais nutriam ervas de alto nível antes de roubar sua essência de energia para auxiliar em seu próprio crescimento!

Isso era semelhante a algumas bestas primordiais que protegiam plantas espirituais por milhares de anos. Quando a planta espiritual florescesse, a besta primordial a engoliria.

Yi Yun suspeitava que essa era a situação com a erva primordial!


Tradutor: Apollo | Revisor: BravoEd



Fontes
Cores