TI – Volume 9, A Múmia 3



Eles apareceram no Cairo de A Múmia de novo. Era estranho voltar ao mesmo mundo em apenas algumas horas, apesar de eles já estarem acostumados com o teleporte. Mas eles não estavam muito sérios já que esse era um mundo relativamente seguro.

Xuan instruiu o time a começar a montar estruturas com fios de aço reforçado e plástico de alta resistência. Antes eles haviam usado apenas cordas presas à Prancha Voadora já que isso era mais conveniente, entretanto, isso também os deixava muito cansados em voos de longa duração.

Zheng sugeriu que eles montassem algo como uma cesta. O material usado era bem leve e, ao todo, somava menos de 1 kg. Com uma pessoa pilotando a Prancha Voadora, a cesta poderia carregar mais duas pessoas. O suficiente para todos eles voarem até Nova York.

Zheng então pegou um pequeno aparelho de localização e digitou as coordenadas da cidade. Uma seta vermelha apareceu apontando para o oeste.

Ele se virou para Xuan. “Eu vou levar a Lan e o Zero. Você leva o Kampa e o WangXia. Você já ajustou o dispositivo de localização?”

Xuan colocou o dispositivo que parecia com um relógio em seu bolso. “Sem problemas. Nós nos encontraremos em Nova York e, então, procuraremos pelos personagens do filme. Nós precisamos conseguir as informações sobre a máscara dourada com eles.” Assim que terminou de falar, ele subiu na Prancha Voadora e decolou.

A cesta tinha uns três metros de diâmetro. Lan e Zero já haviam entrado nela. Zheng sorriu para eles e então subiu na Prancha. Ele seguiu atrás de Xuan, puxando a cesta com ele. Assim que eles saíram do Cairo, ele ativou o piloto automático e se sentou na Prancha, então começou a circular seu qi de acordo com o caminho do Qi União Caótica.

O qi original de Zheng era corrosivo e ele precisava se concentrar para controlar sua circulação, mas esse novo qi era como energia pura e parecia que já havia se tornado parte de seu corpo. Ele se movia dentro dele com apenas um pensamento. Zheng ainda não havia testado seu poder de ataque, mas ele devia ultrapassar o do qi corrosivo.

Ele estimou que deveria levar cerca de trinta dias para converter todo o seu qi nessa nova forma. Nesse ponto, tanto sua qualidade quanto quantidade aumentariam de três a cinco vezes. A nova circulação também dobraria a velocidade de recuperação do qi. A diferença entre a classe A e a classe B era tão grande quanto entre o dia e a noite.

Entretanto, Xuan estava certo. Aprimoramentos de classe B e abaixo exibiam sua eficácia assim que fossem adquiridos, mas levava tempo para se adaptar aos de classe A e acima. Atualmente, ele não havia sentido nenhuma outra diferença além dessa nova pureza do seu qi.

Esses pensamentos passaram pela mente de Zheng enquanto ele circulava o qi. Não demorou muito para ele entrar em um estado de meditação. Quando acordou, ele sentiu o vento gelado e refrescante do mar atingindo sua face.

Sob a Prancha Voadora estava o oceano azul escuro. A beleza do cenário era inesquecível quando vista daquela altura. De repente, ele ouviu a voz de Lan vindo de baixo dele. Ela estava cantarolando com um tom suave. A melodia era belíssima, mas parecia muito distante. Ela trazia à mente uma imagem do céu sobre o mar.

Zheng olhou para a outra Prancha Voadora na frente e então de volta para a sua. Vendo que não parecia haver nenhum problema, ele pulou para fora. Zero estava descansando com os olhos fechados de um dos lados. Quando Lan gritou, ele imediatamente agarrou seu fuzil, mas soltou um suspiro de alívio quando viu que era apenas Zheng. Então ele quase gritou também quando percebeu que ele estava caindo.

Zheng riu com as reações deles, então entrou no modo de Destruição e deu alguns passos sobre o ar mais denso até entrar na cesta. Lan e Zero ainda estavam de boca aberta.

Zheng riu dos dois, mas Lan já havia agarrado seu braço e o mordido com lágrimas nos olhos. Zero soltou um suspiro de alívio de novo. Então fechou os olhos, voltou a se recostar na cesta e virou a cabeça para o lado.

Zheng sorriu amargamente. Ele apenas manteve seu braço no lugar enquanto as marcas avermelhadas da mordida se formavam. Só levaria uns dez segundos para ele se recuperar de qualquer forma. Lan já havia parado de chorar agora.

“Ainda não acabou? Meu braço não é um pé de porco. Você pode mordê-lo o quanto quiser, mas os seus dentes não estão doendo?”

Lan parou de mordê-lo, mas continuou segurando seu braço. “A sua pele é feita de borracha? Por que é tão difícil mordê-la?”

“Idiota. Os meus atributos estão muito além dos seus. Se você conseguisse me machucar com uma mordida, então nem o aço poderia com os seus dentes.”

Lan corou. “Você é o único aqui que gostaria de morder aço. Por que você fez isso? Eu não ligo se você tem essas técnicas de movimento ou sei lá o que. Você não sabe que isso nos deixa preocupados?”

Zheng sorriu, mas então se lembrou de quando Xuan apontou uma arma para si mesmo. Apesar de Xuan só fazer isso depois de ter testado antes, ele ainda deixou Zheng irritado. Da mesma forma, ele tinha confiança no seu Geppo, mas acabou deixando seus companheiros preocupados. Ele repetiu exatamente o que Xuan havia feito.

Zheng balançou a cabeça. “Me desculpe. A culpa foi minha. Eu prometo que isso nunca mais vai acontecer, a menos que seja necessário correr o risco. Eu já vou voltar para a Prancha. Tudo bem agora, menina?”

Lan corou. Ela murmurou em voz baixa com a cabeça abaixada: “Por que me chamou de menina? Meu nome é Lan. Você não pode me chamar pelo meu nome?”

Zheng riu. “Não. Eu prefiro assim. Haha. Que música você estava cantarolando? Ela parecia tão distante. Você pode continuar cantando?”

Lan sorriu para ele. “A música se chama Sky. Eu sinto a mesma coisa sobre ela. Certo, eu vou cantá-la de novo.” ¹

Ela fechou os olhos e começou a cantarolar. Zheng também fechou os olhos enquanto ouvia a música e assim, os três ficaram de olhos fechados enquanto a melodia ecoava em seus ouvidos.

~*~

Já era meia-noite quando o grupo chegou à Nova York. Ainda era 1930 nesse mundo, mas ela já tinha traços de ser uma grande cidade mesmo durante a noite. Olhando de cima, dava para ver muitas luzes, como se ela fosse o céu estrelado, mas as luzes não eram muito brilhantes e os arranha-céus não chegavam nem perto dos do século 21. Eles pousaram em uma área deserta.

Zheng guardou as duas Pranchas Voadoras e as cestas. Ele não trouxe muito ouro dessa vez, então a bolsa dimensional estava quase vazia. Ele havia guardado muito dinheiro nos bancos desse mundo antes, o suficiente para eles gastarem como desejassem.

Depois de fazer tudo isso, Kampa disse: “Por que nós não procuramos um hotel primeiro, já que está ficando meio tarde?”

Zheng assentiu e se virou para Lan. “Se os personagens do filme estão em Nova York, você consegue encontrar a localização específica deles?”

Ela demorou um pouco para responder. “Provavelmente. Mesmo com tantas pessoas na cidade, a sonda psíquica usa a energia mental para distinguir as pessoas. Entretanto, eu não sei exatamente como é a energia mental deles. Eu não tinha essa habilidade quando os conheci.”

Zheng respirou fundo. Ele se virou para Xuan. “Tem como nós encontrarmos eles aqui em Nova York em pouco tempo? Ainda não existem computadores nessa época.”

Xuan ponderou com as sobrancelhas franzidas. “Nós não temos tempo para fazer isso. Além disso, eles teriam que estar aqui, o que não é uma certeza no momento. Vamos encontrar um hotel primeiro. Nós testaremos certo método amanhã.”

~*~

Ao mesmo tempo, um trem seguia pela estrada de ferro que levava da costa oeste à costa leste. Dois homens e uma mulher se encaravam em silêncio.

“Jonathan, você tem certeza que a carta e aquele pedaço de ouro foram enviados um mês atrás?” Um dos homens disse rangendo os dentes.

Jonathan forçou um sorriso. “O’Connell, não fique tão nervoso. Quando foi que eu falhei em alguma coisa que eu disse? Relaxe. Eu sou rico o suficiente para não ficar cobiçando um pequeno pedaço de ouro. Eu definitivamente não usei ele para uma aposta!”

O’Connell quase o agarrou pelo colarinho. Ele gritou: “Isso significa que você perdeu ele em uma aposta!? Eu vou te matar se alguma coisa acontecer com o meu filho!”

Jonathan vigorosamente balançou a cabeça. “Não, não. Eu realmente não apostei com ele. Eu o daria de presente a uma mulher antes de apostá-lo.”

O’Connell o ergueu. “Porra. Você deu ele para uma prostituta? Você quer que eu te jogue para fora do trem?”

Jonathan respondeu. “Eu juro por deus que o enviei junto com a carta. A sua carta para o Zheng também foi enviada junto. Eles já podem estar nos esperando em Nova York se já a receberam.”

O’Connell soltou um suspiro e lentamente colocou Jonathan de volta no chão. Evelyn disse: “Você acha que aquele monstro vai transformar o nosso filho em um monstro também? Eu não quero que ele se torne uma daquelas coisas.” Ela começou a chorar.

O’Connell a abraçou e forçou um sorriso. “Não se preocupe. Aquele pedaço de ouro é muito importante para aquele monstro. Ele poderia ter nos matado antes ao invés de simplesmente ter levado nosso filho embora se não fosse por ele. Assim que encontrar com o Zheng, ele será destruído.”

Evelyn suspirou. “O time do Zheng é forte, mas ele não pode ser morto. Apenas a luz do sol é capaz de feri-lo, e a prata em menor escala. Todo o resto é inútil. Ele não sente dor e as pessoas que ele morde se tornam versões inferiores dele. Eu não sei se nós não vamos apenas acabar arrastando o time do Zheng para sua destruição conosco.”

O’Connell disse: “Nós já devemos muito a eles, mas eu acho que eles podem nos ajudar. Eles são nossos companheiros. A quem mais nós pediríamos ajuda?”

“Isso parece interessante. Se importa de me contar a história inteira?”

Uma voz familiar soou do nada. O’Connell e Evelyn não a reconheceram de primeira, mas Jonathan imediatamente pulou e correu para trás dos dois como se fosse uma menininha.

Uma onda de areia passou por eles e um homem careca e uma bela mulher apareceram no vagão. O careca sorriu para os três, então se sentou e tomou um gole do vinho deles. A mulher encarou Evelyn com rancor antes de se sentar.

“Imhotepe!” O’Connell gritou, puxando Evelyn para trás dele e erguendo sua arma. “Por que você está aqui nos Estados Unidos? Você esteve nos seguindo?”

Imhotep riu. “Eu já disse ao Zheng que estava vindo para os Estados Unidos. Eu achei que ele contaria isso a vocês. Se vocês não estivessem tão atarantados quando correram para dentro do trem, eu teria pensado que vocês estavam nos seguindo. Então você pode me contar sobre esse monstro agora? E o que é esse pedaço de ouro?”

~*~

O time encontrou um hotel cinco estrelas e se acomodou. Na manhã seguinte, eles finalmente ficaram sabendo do plano inusitado, mas ainda assim simples de Xuan: subornar os governantes da cidade pelo direito de exibir as algumas relíquias, o Livro dos Mortos e o Livro de Amun-Ra. Eles anunciariam a exibição por toda Nova York jogando dinheiro às companhias. Se os personagens do filme estivessem na cidade, eles definitivamente viriam até eles.

“Esse é o único método no qual eu consegui pensar até agora. É difícil fazer anúncios nessa época e a publicidade também não é um mercado fácil. Então nós teremos que usar a exibição como desculpa para fazer os anúncios. Se nós não temos como procurá-los, então vamos fazer com que eles venham até nós. Vamos esperar três dias. Se em três dias eles não aparecerem, nós iremos para as ruínas Maias e abandonaremos essa missão por enquanto.” Xuan disse.

Zheng ficou impressionado. Ele não esperava nada já que era quase impossível encontrar algumas pessoas em uma cidade tão grande. Ainda assim, Xuan conseguiu encontrar uma solução.

“Certo! Eu vou ir trocar o ouro e pavimentar a estrada com o dinheiro. Mas mantenha em mente que esses livros são mais valiosos do que as missões bônus. O Kampa e o WangXia agirão como guardas de segurança. Eu prefiro desistir dessas missões a perder esses dois livros.” Zheng concordou com a cabeça.

Eles seguiram Zheng até o banco. Ninguém percebeu que eles passaram por um homem em robes negros. Ele estava carregando um menino pequeno em seus braços e usava uma máscara dourada. Ele apressadamente entrou em um beco.


Tradutora: Brinn   |   Revisor: FelipeVR



1 – Sky por Faye Wong: https://www.youtube.com/watch?v=NGargYkOHkQ 


Fontes
Cores