TI – Volume 8, Capítulo 8



O ferimento era bem sério. Zheng não podia mais se mover tão rápido quanto antes porque o ferimento se abriria mais, fazendo sangue fluir para seus pulmões e sufocá-lo.

“Que taxa de recuperação incrível! Sua carne já se fechou. Você só vai precisar de mais alguns dias para estar curado. Você realmente é humano?” Ardeth perguntou enquanto enfaixava Zheng.

“Bem, essa taxa de recuperação é a única coisa da qual eu me orgulho. Mas alguns dias… Nós não temos alguns dias. Eu acredito que Imhotep ainda está nos perseguindo. Ele pode facilmente nos localizar com seus poderes dentro desta floresta. Além disso, nós não temos o Livro de Amun-Ra, então se ele nos encontrar, nós não poderemos fazer mais nada além de fugir. Nós precisamos chegar na pirâmide o mais rápido possível, obter o tesouro do Escorpião Rei e usar o exército de Anúbis para enfrentar Imhotep. Então nós poderemos voltar para Hamunaptra, pegar o Livro de Amun-Ra e matá-lo novamente!”

O’Connell deu de ombros: “É por isso que o seu plano é doido?” Ele olhou para a TNT no chão.

Igual à quando eles enterraram as três estátuas, seu alvo dessa vez eram os pigmeus. Eles enterrariam explosivos suficientes para explodir dez mil pessoas dentro do cânion, todos os dez metros cúbicos. Então Zheng atrairia os pigmeus e os outros acenderiam o pavio de longe. Ele teria alguns segundos para escapar.

“Nossos pavios queimam rápido, então só vai levar uns dois ou três segundos. Eu estarei no fundo do cânion e precisarei correr trezentos metros nesse tempo. Minha velocidade com a técnica de movimento é de 100 metros a cada seis segundos, o que é multiplicado por dez com a Explosão. Eu devo ser capaz de escapar não importa a situação. Assim que vocês me verem correndo com os macacos para dentro do cânion, acendam o pavio. Eu estarei contando com vocês!” Zheng disse para eles.

O plano soava como loucura, mas eles viram o quão rápido Zheng podia se mover com suas técnicas. Nesse caso, ele deveria ser capaz de sair antes do pavio terminar de queimar. Essa também parecia ser a única forma de aniquilar os pigmeus rapidamente.

Zheng saiu da simulação de Xuan e respirou fundo: “Isso é o máximo que eu consigo planejar antes do meu ferimento se abrir. Vamos enterrar os explosivos primeiro. Então esperaremos meio dia para que meu ferimento se recupere um pouco mais”.

Um grito de falcão veio do céu e um pequeno falcão pousou no braço de Ardeth. Ele pegou um pedaço de papel enrolado que estava preso no seu pé: “Eles disseram que já começaram a escavar o precipício. Ele não é tão fundo quanto o esperado, tendo apenas uns vinte metros. Ele deve ser finalizado em três dias. O que significa que eles devem encontrar o livro em três dias!”

Zheng assentiu: “Isso é ótimo. Se não conseguirmos alcançar a pirâmide em três dias, voltaremos para pegar o Livro de Amun-Ra primeiro. Então não precisaremos ter medo de Imhotep”.

Eles começaram a enterrar os explosivos no fundo do cânion, assim como algumas do lado de fora apenas no caso de alguma coisa dar errado.

Talvez fosse o dia de sorte deles, porque nenhum macaco, nem besta, nem Imhotep apareceram enquanto eles faziam isso.

O tempo passou lentamente. Zheng passou o dia inteiro meditando com o qi. Sua taxa de recuperação aumentava mais nesse estado e, ao meio-dia do dia seguinte, seu ferimento já estava quase curado, permitindo que ele se movesse intensamente durante um tempo.

***

Os personagens do filme ficaram na borda do cânion. Assim que Zheng corresse para dentro, eles acenderiam a TNT das áreas externas, que então se moveriam para o centro.

Zheng pegou um pingente de jade e sorriu: “Este é um item protetor de uso único. Originalmente, eu planejava usá-lo na luta contra o Escorpião Rei, mas eu terei que usá-lo agora. Haha, eu espero que ele possa bloquear as chuvas de balas de todos os pigmeus.” Ele pulou em cima de uma árvore e começou a correr pelos galhos.

Durante o dia de descanso, ele cuidadosamente voou com a Prancha Voadora para testar o laser. Para ativá-lo, era preciso alcançar uma altura de três metros acima das árvores. O galho que ele segurava seria atingido assim que passasse dessa altura. Zheng não pôde evitar xingar assim que se deparou com essa arma laser antes da Segunda Guerra Mundial sequer acontecer. A Prancha Voadora seria capaz de fazê-lo passar voando sobre os pigmeus em alguns minutos se não fosse por isso.

Zheng se moveu em frente sem qualquer dificuldade com a técnica de movimento. Meia hora depois, ele encontrou o primeiro pigmeu.

A forma como ele iria atrai-los era bem simples. Ele pegou a minigun e imediatamente despedaçou o pigmeu junto com a árvore atrás dele. Então, barulhos começaram a ecoar de todos os lados. Zheng correu em frente com a arma até encontrar o primeiro grupo de pigmeus. A metralhadora os esmagou antes mesmo que eles pudessem atirar. Ele não precisava se preocupar com munição, então podia continuar atirando de um lado para o outro. Depois de todas as árvores a até cem metros dele estarem destruídas, ele continuou em frente.

O número de pigmeus aumentava à medida que Zheng se aproximava da pirâmide. Suas armas também evoluíram de revólveres para armas pesadas. Quando Zheng viu um lança-foguetes, ele imediatamente se virou. O pingente bloqueou inúmeros tiros no caminho, mas ele não queria testar o poder de uma bazuca.

Ele já havia perdido a conta de quantos pigmeus havia matado no caminho. A minigun raramente parava de atirar. Quando ele começou a correr, milhares de pigmeus o estavam perseguindo. Eles enchiam a floresta do chão às árvores. Balas atingiam um escudo invisível em suas costas uma após a outra. Entretanto, esse escudo estava ficando cada vez mais fraco à medida que o tempo passava, até uma bala Dumdum finalmente despedaçá-lo.

Zheng sentiu o pingente em sua palma se transformar em pó. Ele imediatamente pegou outro e balançou seu corpo enquanto corria. Entretanto, isso foi inútil. A força de um indivíduo era ineficaz nessa situação. Nem mesmo seu clone conseguiria enfrentar milhares de pigmeus com armas.

Cada vez mais pigmeus se juntaram à caçada. Mas Zheng não tinha tempo para pensar porque esse pingente já estava rachando. Ao mesmo tempo, a borda do cânion finalmente apareceu em seu campo de visão. Zheng gritou e pulou dentro dele. Os pigmeus atrás dele também pularam. Ele começou a acelerar, mas seu coração ficou descompassado quando ele alcançou o centro e olhou para a outra ponta.

Imhotep e seu grupo estavam segurando o grupo de O’Connell como reféns com armas.

Zheng parou em choque por um segundo. Os sons dos pigmeus estavam se aproximado. Um tiro atingiu suas costas e o trouxe de volta para o presente. Ele respirou fundo e tirou uma granada do anel. Enquanto puxava o pino, uma linha vermelha desceu de sua cabeça e encontrou com a corrente de ar em seu coração. A granada tocou o chão nesse mesmo instante.

O tempo pareceu desacelerar. Zheng avançou na direção do grupo. A pedra na qual ele pisou foi transformada em pó. Cada passo formou uma pegada funda no chão e também o fez avançar dez metros. Parecia que ele estava flutuando a meio metro do solo.

“Nove!”

Zheng havia avançando duzentos metros na direção da borda do cânion. Então ele diretamente deu um pulo de pelo menos dez metros de altura. Pisando em uma pedra e pulando novamente. A pedra explodiu e, ao mesmo tempo, ele já havia alcançado o topo. As pessoas atrás de Imhotep finalmente revelaram medo em suas faces. Entretanto, elas não tiveram tempo de reagir. Todos estavam em câmera lenta aos olhos de Zheng.

“Oito!”

Zheng correu até o homem negro que segurava Evelyn como refém. Ele parecia ser o líder dos homens de preto. Seu dedo se moveu na direção do gatilho da arma, mas Zheng agarrou seu braço e o torceu sem qualquer resistência. A expressão do homem nem mesmo conseguiu reagir a essa velocidade. Zheng o puxou pelo braço, o jogando para longe e então chutou sua coluna. O homem foi jogado no ar com seu corpo dobrado como um “z”.

“Sete!”

O próximo alvo de Zheng foram os dois homens segurando O’Connell e Jonathan. Esses dois homens estavam mais próximos do líder e puxaram seus gatilhos quase ao mesmo tempo. Zheng mal teve tempo de erguer seus braços antes das armas atirarem. Vendo o quão cruéis eles foram, ele retribuiu da mesma forma: socando suas cabeças até despedaçá-las completamente.

“Seis!”

Quando os dois homens sem cabeça colapsaram no chão, uma enorme explosão ocorreu dentro do cânion. A onda de choque soprou a areia e a terra. Todos instintivamente olharam em sua direção para ver uma nuvem em forma de cogumelo. As explosões ainda estavam acontecendo dentro do cânion e o encheram de fogo.

Ardeth dominou o homem que o segurava. Ele estava preparado quando Zheng desapareceu do cânion. Assim que o primeiro homem foi jogado para longe, ele se abaixou e se levantou, acertando a face do homem atrás dele com a cabeça. Então rapidamente se virou e chutou o pescoço do homem para apagá-lo.

“Cinco!”

Zheng ainda estava no modo de Explosão e já podia sentir o ferimento em seu peito se abrindo. Ele imediatamente pegou o machado enquanto também canalizava um pouco de qi no anel Na com dificuldade. Então ele pulou em Imhotep.

A reação de Imhotep foi abaixo da média. Ele era um sacerdote antes de morrer afinal. Apesar de ter obtido mágica e um corpo que não podia ser morto, ele não tinha as qualidades de um guerreiro. Levou vários segundos para ele se recuperar do choque. Mas Zheng já o havia golpeado com o anel Na quando ele finalmente começou a se transformar em uma tempestade de areia. Um campo de força invisível o jogou para longe, mas Zheng foi mais rápido. Ele avançou atrás de Imhotep enquanto ele ainda estava no ar e o cortou no meio com o machado.

“Quatro!”

O resto dos homens de preto finalmente ergueram suas armas e planejaram atirar. Zheng agarrou a corrente do machado e o jogou para frente. O machado facilmente cortou ao meio todos por quem passou e até a corrente foi capaz de cortar pessoas por causa da quantidade de força que Zheng usou. O machado girou no ar e voltou. As únicas pessoas ainda de pé eram uma mulher parada mais longe e alguns homens perto dela. Seus olhares estavam aterrorizados.

“Três!”

Zheng pegou a Prancha Voadora e correu até o grupo de O’Connell. Ele jogou um na Prancha, prendeu outro embaixo de seu braço e segurou os últimos dois. Com a outra mão, ele pegou a minigun e mirou em Imhotep que estava recuperando seu corpo.

“Dois!”

Zheng puxou o gatilho. Inúmeros tiros atingiram o corpo de Imhotep, despedaçando-o. A Prancha Voadora voou na direção da floresta, perto do topo das árvores. Sua velocidade de setecentos quilômetros por hora era tão rápida quanto Zheng no modo de Explosão. Eles voaram para longe de Imhotep num piscar de olhos.

***

Zheng finalmente saiu do modo de Explosão e sangue jorrou de sua boca. Ele quase caiu da Prancha Voadora, mas resistiu e continuou a controlá-la. Ele não sabia quanto tempo levou até eles chegarem à borda da floresta. Izzy ainda estava trabalhando no dirigível e Zheng caiu inconsciente assim que o viu.

***

Zheng acordou lentamente. Ele sentiu uma dolorosa sensação de queimação por todo seu corpo, como se estivesse sendo rasgado em pedaços, especialmente no seu coração. Ele queria gritar, mas sua garganta também estava seca e dolorida. Ele não conseguia mexer nenhuma parte de seu corpo a não ser pelas pálpebras.

Assim que abriu os olhos, O’Connell e os outros imediatamente lhe deram água. Após bebê-la, ele finalmente conseguiu perceber que estava deitado no deque do dirigível. Seu corpo inteiro estava envolto em bandagem igual a uma múmia. Para sua surpresa, o dirigível estava voando.

“Sua Prancha Voadora é de fato util. Nós apenas a colocamos embaixo do dirigível e a prendemos com um pedaço de madeira. Ainda havia um pouco de combustível restando, o suficiente para nós partirmos. Sua velocidade também é incrível! Haha.” Izzy riu.

O dirigível estava voando mais rápido do que quando usou sua aceleração de antes. Com essa velocidade, eles deviam chegar à Hamunaptra antes da noite cair. Zheng começou a checar a condição de seu corpo.

Usar a técnica de Explosão com um ferimento havia exigido muito de seu corpo. Vários vasos sanguíneos importantes haviam estourado. Seus ossos estavam à beira de se deslocarem. Os músculos em seu peito se rasgaram novamente e muito sangue entrou em seus pulmões, o sufocando. Felizmente, ele sobreviveu com a ajuda da linhagem de vampiro.

“Por causa do sangramento excessivo, precisarei de dois dias de descanso. Vamos voltar à Hamunaptra e obter o livro de Amun-Ra primeiro.”

Zheng não sentiu qualquer descontentamento. Por sorte todos sobreviveram. A Explosão de fato era uma técnica poderosíssima. Ele precisava dominá-la para que pudesse ter uma chance contra seu clone.

Eles chegaram à Hamunaptra ao pôr do sol e Zheng finalmente foi tratado por um médico de verdade ao invés de ser simplesmente enfaixado. Após darem vários pontos em seu peito e aplicarem uma camada de creme medicinal, ele foi enfaixado novamente. Zheng finalmente dormiu e seu sono durou mais de trinta horas.

***

A taxa de recuperação da linhagem de Conde Vampiro era extraordinária. Zheng já conseguia se mover como uma pessoa normal após acordar. Ninguém poderia imaginar que ele estava à beira da morte dois dias atrás. Uma surpresa também o aguardava. Evelyn estava segurando o livro de Amun-Ra e os trabalhadores estavam comemorando.

“As pessoas fazer qualquer coisa por recompensas suficientes.” Ardeth exclamou.

Todos os trabalhadores receberam dez vezes seu pagamento normal imediatamente após escavarem o Livro de Amun-Ra. Então eles estavam comemorando e agradecendo a Deus. Zheng recebeu o livro e correu até o altar de uma vez. Ele precisava confirmar se o que seu clone disse era verdade ou não. Se não, tudo o que ele fez teria sido um desperdício.

***

“Ressuscitar membros que apareceram no time China. Custo: 7.000 pontos e uma recompensa de rank B com o corpo ou 8.000 pontos e uma recompensa de rank B sem o corpo. Deus clonará o corpo exatamente como estava antes da morte.”

“Você deseja ressuscitar os membros do time?”

Zheng ouviu a notificação com atenção do lado de fora do altar. Ele percebeu que sua conjectura estava completamente errada. Ele podia criar corpos com a mente na dimensão de Deus, mas se esqueceu um critério importante da criação: ela só podia criar de acordo com o que ele sabia ou tinha familiaridade.

Por exemplo, ele poderia criar um corpo que se parecesse com os dos membros, mas e quanto ao DNA? Como ele poderia garantir que o interior era igual? E os tipos sanguíneos e todo o resto? Então suas criações seriam apenas pessoas similares.

“O que significa quê, a menos que você congele e guarde o corpo assim que a pessoa morrer, você terá que pagar 1.000 pontos extras. Mas isso ainda é muito melhor do que pagar o dobro de pontos e recompensas para revivê-los na dimensão de Deus.” Zheng soltou um suspiro de alívio e então começou a contar quanto pontos ganhou nesse filme.

4.000 pontos por obter o Bracelete de Anúbis e mais um monte por matar os pigmeus na floresta. Ele devia ter matado pelo menos uns mil com a Minigun. A explosão final matou ainda mais. Ele se perguntou se havia conseguido matar pelo menos uns 4000 pigmeus.

‘Xuan deve ter menos de 3.000 pontos e bem poucas recompensas. Eu posso revivê-lo na dimensão de Deus por muito menos, mas…’

Zheng hesitou. Primeiro ele não sabia se tinha pontos suficientes. Ele tinha uma recompensa de rank B e uma de rank C quando entrou nesse mundo, e agora, após completar a missão do bracelete, ficou com duas recompensas de rank B no total. Contanto que tivesse pontos suficientes, ele poderia ressuscitar Xuan.

Ele não tinha confiança suficiente para desafiar o Escorpião Rei sozinho, independentemente de quanto poder possuísse. Ele precisava de Xuan.

Zheng cerrou seus dentes. Embora isso fosse desperdiçar uma recompensa de rank B, ele obteria 10.000 pontos e duas recompensas de rank B se terminasse a missão do Escorpião Rei. Ao invés de ser morto na pirâmide, ele preferia ressuscitar Xuan para ajudá-lo com o desafio!

“Deus, ressuscite Chu Xuan.” Zheng estava parado dentro do altar com o Livro de Amun-Ra. Essas eram as palavras para ativar a ressurreição. Assim que você tivesse pontos e recompensas suficientes e dissesse o nome da pessoa, se essa pessoa não tivesse sido ressuscitada antes, ela seria revivida.

“8.000 pontos e uma recompensa de rank B subtraídos. Ativar ressurreição.”

***

Após a notificação, uma projeção como à de um filme apareceu em cima do altar. Uma pessoa estava lutando sozinha no telhado de um prédio. Ele estava usando duas pistolas e disparava em fantasmas que vinham de todas as direções. No fim, ele disparou em seu próprio estômago. Enquanto estava deitado no chão, ele estendeu sua mão, como se quisesse alcançar a lua.

***

Assim que a projeção desapareceu, uma série de informações fluiu para dentro da mente de Zheng. Ele sentiu como se visse um menino que chorava em seu coração, mas não conseguia derramar lágrimas pelos olhos. O menino gradualmente cresceu, se transformando em Xuan, o homem de óculos sem emoções. Dentro de seu coração frio, havia lágrimas que jamais sairiam. Nenhuma sensação de dor, gosto, cheiro ou tato.

Zheng finalmente entendeu o que ele quis dizer quando disse que a refeição parecia deliciosa antes de entrar em “O Grito”. Era isso mesmo, ele só podia ver.

Zheng sentiu uma leve inquietação. Julgando por essa mensagem, a causa estava no nível genético. A menos que ele pudesse mudar o DNA…

Xuan lentamente apareceu diante dele. Zheng esticou uma mão e disse: “Xuan, me ajude”.

“Eu não morri, ou eu fui ressuscitado? Por que eu iria querer ajudá-lo?”

“Porque eu sei como ajudá-lo a obter o sentido de dor, alegria, gosto e todos os outros sentimentos de uma pessoa normal. Eu sei como ajudá-lo!”

Xuan parecia exatamente o mesmo de antes. A mesma expressão indiferente e o mesmo hábito de ajustar seus óculos. Ele tocou seu coração e perguntou a Zheng. Entretanto a resposta o fez expressar algo diferente pela primeira vez. Seus dedos pareceram tremer levemente. Ele tocou a pedra do altar e perguntou: “Conte-me. Se você tiver pelo menos cinquenta por cento de chance de sucesso, eu o ajudarei”.

Zheng ficou animado. Ele sabia que havia encontrado a coisa mais preciosa para Xuan, o único desejo desse homem: “As travas genéticas possuem cinco estágios. O primeiro aumenta a habilidade de combate da pessoa por ativar os instintos de combate dos ancestrais humanos.”

“O segundo estágio te dá o controle de noventa por cento de seu corpo, como da visão, da audição e dos músculos”. Ele aumentou seu braço para três vezes o tamanho normal.

Xuan pareceu entender isso e disse: “Continue”.

“A partir do terceiro estágio, você começará a utilizar várias áreas do cérebro. Por exemplo, como eu posso simular a sua forma de pensar com cinquenta por cento de sua eficácia. O terceiro estágio é a simulação.”

“O quarto estágio é o que pode mudar seu destino. O quarto estágio te dá a habilidade de alterar seu DNA. Assim que você alcançar a beirada do quinto estágio, você poderá até mesmo reconstruir seu DNA. Você se lembra dos aprimoramentos de Deus? Eles foram criados por humanos que alcançaram o quarto estágio. Se você alcançá-lo, poderá alterar seu DNA e obter tudo que uma pessoa normal deveria ter. Nós poderemos passar pela dor juntos, chorar juntos, comer juntos e rir juntos. Ajude-me Xuan. Eu preciso da sua inteligência!”

Xuan ajustou seus óculos e perguntou: “Há cinco estágios, qual é o último?”

Zheng pensou por um momento: “O quinto estágio é a manipulação de energia. Eu não o entendo completamente”.

“Qi, Xiuzhen, energia sanguínea, mágica.” Xuan desceu do altar. “Essas são as habilidades que controlam energia. Se os aprimoramentos genéticos vêm do quarto estágio, o quinto provavelmente é a criação dessas habilidades. Se a teoria das cinco travas genéticas for verdadeira, então eu consigo ver as respostas das minhas dúvidas anteriores.”

Depois de um tempo, Zheng disse animadamente: “Isso significa que você vai me ajudar? Haha, você concordou, certo?”

“Conte-me o que aconteceu após eu morrer.”

Zheng contou a Xuan tudo o que aconteceu desde “O Grito” em detalhes. Sobre os membros do time, o Guia, a posição de líder, o que ele sabia sobre a dimensão de deus, as batalhas de time, os dois times especiais e até sobre o que aconteceu entre ele e seu clone.

“Basicamente foi isso. Eu pensei que o Livro de Amun-Ra jamais pudesse ser encontrado após cair do precipício. Além disso, o custo do dobro dos pontos e recompensas era quase impossível de obter. Se não fosse pelo time Infernal, eu não teria decidido voltar.”

Então ele viu Xuan começar a escrever em um pedaço de papel: “Vamos começar do início. Nós assumimos que Deus não quer nos matar e sim nos fazer evoluir. Então ele nos coloca em situações de quase morte todas às vezes. Quando vocês encontraram o time Índia, eles eram apenas levemente mais fortes que vocês. Baseando-se em sua diferença de força e a falta de um líder, vocês estavam quase destinados a perder. Entretanto, vocês obtiveram uma vitória quase perfeita, tirando a morte de Zero”.

“O time China ganhou um ponto. Então vocês entraram na série sobrenatural ‘Premonição’. Se o episódio da série está relacionado à dificuldade, não deveria ter sido difícil para o filme aniquilar o time. Entretanto, a libertação de Jie desse mundo salvou o time sem muitas perdas. Apenas os novatos morreram.”

“O time China fez mais um ponto. Então vocês entraram em ‘Alien – A Ressurreição’ no lugar errado, com a dificuldade e a força dos monstros alterada. Esse deveria ser um filme capaz de aniquilar qualquer time. Entretanto, o time China sobreviveu novamente sem muitas perdas. Apenas os novatos morreram de novo. Se eu fosse Deus nesse caso, eu classificaria o time China acima do time Infernal e do time Celestial. Foi por isso que ele organizou uma batalha entre o time China e o time Infernal. Se o time China continuasse vencendo, então Deus provavelmente os desenvolveria como o time principal e continuaria aumentando a dificuldade, pois o potencial do time China teria ultrapassado o que ele calculou como o time com maior potencial.”

“Mas o time China falhou. O que significa que sua classificação foi redefinida. Se eu estiver correto, o próximo filme deverá ser de dificuldade normal para times regulares e não é porque Deus está facilitando para você.”

Xuan terminou de escrever e olhou para o papel: “Esta é a ordem de ressurreição. Nós podemos discuti-la após voltarmos para a dimensão de Deus. Eu já morri uma vez e não quero morrer de novo. Então eu não quero entrar em conflito com você. Se surgir alguma divergência, você pode dizer sua opinião e eu ajustarei meu plano”.

Zheng não pegou o papel: “Eu não tenho objeções quanto à ordem de ressurreição. Meu único requisito é que todos que estavam no time precisam ser ressuscitados. Eu não quero que eles fiquem dormindo na escuridão pela eternidade”.

Xuan escreveu um pouco mais e então disse: “Sem problemas, se eles tiverem uma força aceitável. Eu não quero nenhum membro sendo um peso para o time, a menos que eles concordem em agir como iscas em missões perigosas. Esse tópico será deixado para depois. Voltando à situação atual, nós temos que terminar a missão do Escorpião Rei nos dias restantes. Julgando pela dificuldade que você descreveu, essa será uma batalha difícil. Então, eu não quero gastar a sua energia antes de entrarmos na pirâmide. A razão pela qual você foi forçado a fugir foi porque você gastou sua energia em lugares desnecessários”.

“Então vá comprar algumas bombas incendiárias. Queime a floresta. Ela não é uma floresta tropical, ao invés disso, está dentro de um deserto. Deixe-a queimar e ela deve desaparecer em três dias.”

‘Incrível. Definitivamente valeu os pontos e a recompensa.’ Zheng encarou Xuan.

As ideias desse homem eram tão loucas quanto antes. Ele nunca pensou em queimar a floresta inteira. Mas se isso funcionasse, então ele poderia chegar à pirâmide sem esforço e os incontáveis pigmeus na floresta…

“Nem pense nos pontos dos pigmeus. Se eu estou correto, os pigmeus que morreram no incêndio não lhe deram ponto algum. E eu te aconselho a não entrar na floresta.”


Tradutora: Brinn   |   Revisor: Myko


 

 


Fontes
Cores