TI – Volume 8, Capítulo 3



Ardeth era muito melhor que Zheng em liderar um grande número de pessoas já que ele era o chefe de uma tribo. Isso não era o mesmo que dizer que suas habilidades de liderança eram melhores, mas que cada um tinha sua especialidade. Zheng seria melhor liderando um grupo pequeno, de menos de vinte pessoas, numa luta.

Zheng estava feliz de ter Ardeth disposto a liderar os trabalhadores. O’Connell e os outros levariam dez dias para chegar, então ele começou a praticar seu Qi e energia sanguínea. Ele percebeu sua falta de força durante a batalha contra o time Infernal. Ele era inferior ao seu clone em força pura, mentalidade, determinação e técnicas.

O desejo de sobreviver não era poderoso o suficiente sozinho. Ele precisava de um desejo mais forte. Um desejo por vitória, de proteger as pessoas importantes para ele e de jamais perdê-las novamente!

O Qi podia aumentar com o treinamento. Energia sanguínea se tornaria mais flexível e ela tinha mais usos do que simplesmente queimar. Quando usando uma grande quantidade de energia sanguínea num único instante, sua coloração escureceria. Zheng conseguia chegar a até um vermelho escuro atualmente. Quando ele pensava nisso, o clone estava usando a mesma Chama Vermelha. Entretanto, ele conseguia usar uma quantidade tão grande de energia que a chama se tornava negra.

Aprimoramentos e habilidades de Deus eram apenas o básico. O usuário poderia alterá-los para se adequarem melhor a si mesmo. Essa era a chave para se tonar mais forte. Usar os aprimoramentos como eles eram jamais seriam o suficiente para derrotar aqueles que os alteraram.

A piscina de energia sanguínea de Zheng não era grande o suficiente, então ele tinha que fundir o Qi na Chama Vermelha. A fusão dessas duas energias criava uma leve quantidade de chama dourada em meio à vermelha. Embora ele não a tivesse testado, ele acreditava que essa chama dourada devia ser mais poderosa.

Então ele tentou canalizar o Qi nas suas armas, igual ao que ele viu em filmes do gênero wuxia. Embora ele não tivesse obtido nenhuma técnica de artes marciais, o uso do Qi devia ser universal.

Entretanto, a única arma que conseguia suportar a corrosividade de seu Qi era o machado. Todas as outras armas metálicas se despedaçariam. O mais importante era que esse método consumia um monte de Qi, mas, é claro, era igualmente poderoso.

***

Dez dias se passaram rapidamente. Zheng estava cultivando o Qi em uma tenda quando Ardeth entrou com um pequeno falcão em seu braço: “O’Connell chegou. Eles estão fazendo alguns preparativos no Cairo e virão junto com a próxima leva de suprimentos. Eles devem chegar aqui em alguns dias”.

Zheng disse encantado. “Sério? Isso é ótimo. Certo, eu vou ir pegá-los. Como está o progresso da escavação?”

“Nós já chegamos no meio da primeira camada de Hamunaptra. Já que a área exterior tem muitas pedras a serem limpas, ficará mais fácil à medida que chegarmos mais fundo. Nós já desenterramos muito ouro.”

Zheng o interrompeu com uma risada: “Eu já te disse, todo o ouro de Hamunaptra é de vocês. Use-o para melhorar as condições de vida da sua tribo e para enviar as crianças para a escola. A tribo ficará mais forte assim que as crianças obtiverem educação. Certo, eu vou ir pegá-los agora.” Ele pegou a Prancha Voadora da bolsa dimensional e voou.

Ardeth e o grupo de pessoas ao redor observaram em transe enquanto Zheng voava para longe na Prancha Voadora. Sua velocidade era maior que à dos aviões da época e ele logo desapareceu no horizonte.

“Veja, tecnologias estrangeiras são tão incríveis. Até placas de metal podem voar.”

“Bobagem, aquilo é um skate. Eu já vi alguém brincar com um. Eu ouvi dizer que cada criança tem um nos países ocidentais.”

Ardeth riu alto quando ele ouviu a multidão conversando. Então ele se virou e andou na direção de Hamunaptra.

***

A sensação de voar era calmante para Zheng. Ela afastava toda sua melancolia. Ele não podia evitar o desejo de gritar enquanto ele voava entre o céu azul e o deserto amarelo. Além disso, a velocidade da Prancha Voadora era impressionante. Só levou uma hora para ele chegar ao Cairo.

Zheng pousou na entrada do museu e instantaneamente ouviu as vozes vindas de dentro. Parecia que Jonathan estava discutindo com alguém.

“Pare de brincar. Eu gastei mil libras por esta antiguidade. Você não pode simplesmente me dizer para entregá-la. Nós não somos amigos? Eu posso vendê-la ao museu por apenas mil e quinhentos libras. Que tal mil libras? Você não pode me fazer ter prejuízo.”

Quem estava discutindo com Jonathan era o curador.

Quando Zheng entrou na sala de recepção, Jonathan estava balançando um curto bastão dourado. Ele imediatamente correu até ele, tomou o bastão de suas mãos e o estudou cuidadosamente. Então ele torceu o bastão igual à como ele se lembrava do filme.

A parte da frente do bastão se esticou e se transformou numa lança. A voz de Deus também soou em sua cabeça:

“Item da quest, Lança de Osíris, obtido. O poder do lançamento será determinado pela quantidade de energia do usuário. Requer que o usuário tenha Qi, energia sanguínea, mágica, Nen ou energia Xian”.

Zheng ficou chocado por essa voz, até Jonathan agarrar seus ombros: “Ótimo. Finalmente consegui te ver. Você me deve três barras de ouro pela última vez. Você pode me pagá-las agora? Oh, e o valor do ouro aumentou então são cinco barras de ouro agora”.

Zheng torceu a lança de novo e ela voltou a ser um bastão curto. Então ele riu e começou a derramar ouro da bolsa. Ele deu um abraço em Jonathan e disse: “Merda, eu gosto de você irmão. Haha!”

Jonathan também ficou chocado enquanto encarava o ouro no chão. Ele pegou uma barra e a bateu contra sua testa, desmaiando. Entretanto, ele parecia estar muito feliz. Provavelmente, era um prazer para ele ser morto por ouro.

“Meu Deus.” O’Connell gritou quando viu isso. “Você roubou o Banco da Inglaterra? E o que é essa bolsa? Como ela pode guardar tanto ouro?”

Zheng colocou a lança no seu anel e se sentou no sofá. Ele disse para O’Connell e Evelyn com uma risada: “Querem ir em uma aventura comigo? Querem encontrar o tesouro do Escorpião Rei? Venham comigo procurar pelo Escorpião Rei!”

Evelyn gritou animada: “Sim! Você sabe onde o tesouro está? Eu pensei que ele era apenas uma mentira. Então aquele Escorpião Rei da história egípcia realmente existiu? Meu Deus. Isso é sensacional!”

A expressão de O’Connell mudou: “Desculpe-me, Zheng. Nós não podemos nos aventurar com você. Eu acho que você não precisa de mais dinheiro quando já tem tanto ouro. Por que você ainda está indo em aventuras? Nós não podemos viver uma vida pacífica. Aventuras significam grandes riscos. Evelyn está grávida. Eu não acho que essa é a hora para aventuras”.

Evelyn disse: “Você está brincando, O’Connell. Não tome decisões por mim. Eu só estou com dois meses de gravidez. O médico jamais mencionou alguma coisa sobre ter que ficar sem fazer nada. Eu vou te avisar, você está invadindo meus direitos pessoais”.

O’Connell se virou para ela e disse num tom feroz: “Ele não mencionou porque nenhuma outra mulher faria coisas tão perigosas quando estão grávidas! Só Deus sabe o motivo de eu ter concordado em ir para a África com você na lua de mel. O que acabou com o Jonathan roubando o bastão dourado de alguém e você chorando para ir em uma aventura no cânion. Eu quase quis me matar naquela época!”

Zheng sorriu amargamente e suspirou: “Parece que isso não vai acontecer. Eu vou procurar pelo tesouro do Escorpião Rei sozinho então. O’Connell, eu não preciso do ouro, mas de outra coisa mais importante do que isso. Meus companheiros morreram na última missão, então eu tenho que ressuscitá-los com o Livro de Amun-Ra e também achar o tesouro do Rei Escorpião”.

O’Connel riu: “Embora ela não possa ir, eu posso ir com você. Haha. Está na hora de pagar o que eu te devo por aquela vez. Certo, companheiro?”

Zheng pausou por um momento, então riu: “Certo, companheiro. Vamos encontrar o tesouro do Escorpião Rei”.

Eles não perceberam o sorriso astuto na face de Evelyn.

“Embora você tenha me dado muito ouro, você tem certeza de que esse skate pode nos fazer voar? Especialmente por uma distância tão grande até Hamunaptra? Não brinque comigo. Vamos ficar com o grupo de suprimentos. Não é como se você precisasse desse tempo extra.” Jonathan lançou lhe um olhar estranho enquanto olhava para a cesta pendurada embaixo da Prancha Voadora.

Zheng riu: “Relaxe, essa prancha pode carregar até oitocentos quilos. Eu acho que nenhum de nós quatro pesa mais que duzentos quilos. Haha. Eu também incluí o peso da cesta na minha estimativa. Se vocês ainda estão preocupados, nós voaremos em baixa altitude por um tempo”.

No fim, O’Connell e os outros dois não puderam conter sua curiosidade e entraram na cesta. Os três se acalmaram quando a Prancha Voadora começou a voar estavelmente.

Jonathan gritou: “Zheng, esta coisa é tão conveniente. Você tem o modelo dela? Eu tenho alguns amigos que trabalham na área de manufatura. Talvez nós pudéssemos produzi-las em massa e vendê-las. Elas devem valer mais do que um avião com essa velocidade. O que você acha de dividir os lucros meio a meio? Você fica com sessenta ou setenta? Viu, não pode ser mais do que oitenta”.

Zheng se sentiu calmo enquanto ouvia as vozes vindas debaixo. Essa era a sensação de estar com seus companheiros. Ele finalmente sentiu isso de novo depois do “Resident Evil”. Essas pessoas uma vez lutaram com ele afinal.

A velocidade da Prancha Voadora diminuiu por causa da cesta e das pessoas a mais e sua energia estava se esgotando duas vezes mais rápido que o normal. Ela poderia durar mais trinta horas nesse ritmo, então teria que ser recarregada na dimensão de Deus, a não ser que ele pudesse substituir os cubos de energia sólida.

‘Os cubos de energia custam 300 pontos cada, uma das energias mais caras. Entretanto, a Prancha Voadora é conveniente até eu conseguir uma espada voadora de rank B ou A. Então eu deveria pegar alguns cubos de energia extras quando eu tiver pontos sobrando.’ Zheng pensou enquanto voava.

***

Cerca de duas horas depois, Hamunaptra ficou à vista. A área toda estava cheia de trabalhadores quando eles olharam de cima. A cena de milhares de pessoas trabalhando parecia impressionante. A primeira camada de Hamunaptra já estava quase toda escavada. Os Medjais choravam cada vez que um objeto dourado era desenterrado. A respiração de Jonathan de repente ficou pesada.

Assim que eles pousaram, Ardeth e os vários anciãos se aproximaram: “Não levou nem uma tarde inteira para você trazê-los. Você tem outra dessa? Ela pode carregar tantas pessoas”.

Zheng sorriu apologeticamente: “Apenas esta. Ela é cara mesmo no nosso mundo, muito mais do que o ouro, mas eu posso trazer o modelo dela para vocês quando eu tiver a chance”.

Ardeth pareceu desapontado, mas disse com uma risada: “Deixe isso para a próxima então. Os anciãos chegaram à conclusão de que se você obtiver a Lança de Osíris e derrotar dez dos nossos guerreiros mais fortes com as mãos vazias, nós lhe daremos a informação sobre o bracelete. Os dez guerreiros usarão armas”.

Zheng se sentiu satisfeito consigo mesmo, então Ardeth disse em voz baixa perto dele: “Eles desenterraram uma estátua de ouro de Rá essa tarde, ela tem pelo menos quinze toneladas. Os velhotes quase ficaram loucos, então eles concordaram quase prontamente”.

Zheng riu e pegou o bastão curto de seu anel: “Ha, minha sorte é incrível. Você se lembra daquela informação sobre a lança ter sido roubada? Quem a roubou foi o Jonathan”.

Ardeth ficou surpreso e também riu: “Então foi o Jonathan. Com certeza essa deve ter sido uma tarefa fácil para ele”.

Jonathan interrompeu: “Oh, por favor, eu apenas a peguei emprestada. Não difamem a minha reputação”.

Todos o ignoraram. O’Connell disse: “Que tipo de regra é essa de lutar contra dez pessoas armadas de mãos vazias? Você não pode usar seu poder de líder da tribo?”

Ardeth deu de ombros: “Não há nada que eu possa fazer. Os anciãos são os mais poderosos depois dos sacerdotes. Eles podem me remover da posição de líder com facilidade. De fato, eles sempre consideraram o tesouro do Escorpião Rei como seu. Eles não querem que mais ninguém os tenha se não pode ser deles. Esse teste foi feito para ser difícil para Zheng. Provavelmente eles não querem ver ele pegando o tesouro”.

Zheng de repente sorriu para os anciãos, que ficaram confusos com isso. Ele torceu a lança para abri-la e mirou numa área vazia. Todos olharam para ele em silencio, esperando ele jogá-la.

‘Ela consegue aguentar tanto o Qi quanto a energia sanguínea. Que tal a fusão dessas duas energias?’

Zheng canalizou as duas energias em seus braços, então transferiu-as para a lança. Ela sugou suas energias continuamente, como um abismo. Assim que ela começou a brilhar com uma luz dourada, Zheng gritou e a lançou.

A lança cruzou mil e quinhentos metros, então perfurou o chão. Uma luz dourada emergiu dela. Não houve som de explosão, mas ela criou um buraco de oito metros de diâmetro e três de profundidade.

O poder de destruição chocou até mesmo Zheng. Quando ele canalizou as duas energias no machado, ele apenas ganhou uma propriedade extra de corrosão e um aumento de sua resistência. A lança era diferente. Será que era por ela ser um item da quest? Havia outros itens desse tipo?

Os anciãos também ficaram chocados. Eles gritaram e vários homens começaram a correr até a lança. Entretanto, Zheng era muito mais rápido do que qualquer um deles com a técnica de movimento. Ele os ultrapassou e pegou a lança. Os homens o encararam com hostilidade.

Os anciãos pareceram ansiosos enquanto falavam com Ardeth, que pareceu ficar irado com isso.

Zheng podia adivinhar sobre o que eles estavam falando. Os anciãos não podiam desistir de um tesouro como esse. A lança não tinha esse poder tão destrutivo no filme quando O’Connell a usou. Então provavelmente era o mesmo com o Livro dos Mortos e o Livro de Amun-Ra, que só tinham algum efeito quando os jogadores os usavam. Ele riu e disse: “Sem problemas. Vocês querem testar o poder dela? Ninguém mais pode exibir seu poder. Podem ir em frente e tentar.” Ele entregou a lança para eles.

Um dos anciãos pegou a lança antes que Ardeth pudesse dizer alguma coisa, então a entregou para um homem grande. O homem mirou na colida e respirou fundo. Ele correu alguns passos e a jogou.

Entretanto, não havia nenhum tipo de brilho. A lança voou por quase cem metros e atingiu a colina. A colina permaneceu intacta ali.

Os anciãos ficaram perplexos, até Ardeth e o grupo de O’Connell ficaram assim. A lança não reagiu a todos os Medjais que tentaram jogá-la depois. Foi então que eles perceberam que ninguém do lado deles podia ativar a lança. Eles concordaram em entregar a lança de volta para Zheng depois de uma rápida conversa e enviaram pessoas para entrar na tumba com ele.

“O que aconteceu? Por que eles de repente ficaram tão dispostos?” Jonathan perguntou.

Ardeth disse com um sorriso amargo: “Há uma lenda na nossa tribo de que um guerreiro matará o Escorpião Rei com a Lança de Osíris de uma vez por todas. Eles acreditam que Zheng é o guerreiro. Ninguém nunca ouviu sobre jogar a lança como ele fez”. Ele então virou-se para Zheng: “É melhor você matar o Escorpião Rei quando você estiver lá. O tesouro nem é nosso para começar”.

Zheng riu: “Sem problemas. Foi minha sugestão procurar pelo tesouro do Escorpião Rei. Em segundo lugar, vocês é que estão trabalhando nessa escavação. Eu ficaria ocupado dia e noite se ninguém a supervisionasse por mim. Eu tenho que agradecê-lo por isso”.

Ardeth disse: “Zheng, eu posso entrar no time da aventura? Este lugar é entediante para mim. Eu preferiria ter alguma ação com vocês. Vocês me aceitam?”

Zheng era mais forte do que todos ali, mas apenas em combate. Força pura não era o suficiente para ele sobreviver em filmes de terror. Assim como quando ele precisou da inteligência de Honglu ou de Xuan, da sonda psíquica de Lan, dos tiros a longa distância do Zero ou do Heng e das habilidades médicas de Cheng Xiao. Então a primeira coisa que ele fez após voltar para esse mundo foi contatar O’Connell e os Medjais por ajuda.

“É claro. Bem-vindo, companheiro.” Zheng estendeu sua mão.

O’Connell fez Zheng levá-lo de volta ao Cairo depois de conversar um pouco. Ele queria encontrar um amigo que tinha uma aeronave que poderia levá-los para dentro da tumba interna. Todos os outros ficariam ali e esperariam.

***

Na Prancha Voadora, Zheng viu O’Connell o olhando com inveja. Ele riu: “Venha testar esta prancha. A sensação é de como se você estivesse voando. Só cuidado com o equilíbrio. Você deve tentar numa altitude baixa primeiro”.

O’Connell não hesitou, igual à maioria dos ocidentais. Ele pisou na Prancha Voadora. Entretanto, ele acabou caindo várias vezes: “É muito difícil. Você é um monstro. Como você consegue manter o equilíbrio?”

Zheng pensou que o Goblin era como um meio super-humano e tinha força e velocidade de reação incríveis. Então ele era capaz de dirigir a Prancha Voadora. Para não mencionar as habilidades do próprio Zheng. Após O’Connell entrar na cesta, Zheng partiu na Prancha Voadora.

***

Já era de noite quando Zheng voltou para Hamunaptra no dirigível com O’Connell e seu amigo negro. As ruínas estavam bem iluminadas. Os trabalhadores se dividiram em três turnos ao longo do dia. O progresso da escavação estava avançando rapidamente porque Zheng ofereceu um grande bônus por completar o trabalho mais cedo do que o esperado.

Evelyn animadamente correu até eles com um mapa quando eles desceram do dirigível. Ela marcou a localização da tumba no mapa após conseguir uma descrição da geografia local com os anciãos. Assim que eles voltassem para o dirigível, ela seria capaz de liderá-los.

“Nem mesmo pense sobre isso. Eu estou falando sério desta vez.” O’Connell estava gritando dentro da barraca. Entretanto sua voz foi ficando cada vez mais baixa e a barraca começou a balançar.

Zheng e Jonathan balançaram suas cabeças. Eles estavam quase certos de que no dia seguinte O’Connell apareceria com uma expressão de impotência e Evelyn iria com eles até a tumba. Às vezes não era fácil ser um homem.

Os dois deram um brinde. Jonathan tomou um gole do conhaque e perguntou: “Então todos eles morreram para outro time? Igual ao que aconteceu com o time Índia?”

Zheng também tomou um gole do conhaque e murmurou: “Sim, todos eles morreram para outro time igual ao time Índia, mas esse time era muito mais forte, mais forte do que o time Índia e do que nós. Eu preciso ressuscitar todo mundo. Nós encontraremos esse time de novo e os derrotaremos!”

“Nós somos os sortudos. Ficando bêbados quando há álcool e saindo com mulheres bonitas quando as vemos. Hoho, esses dias são normais, mas são os mais felizes.”

Zheng olhou para o céu: “Talvez esses dias sejam os mais felizes”.

***

No dia seguinte, todos se reuniram ao redor do dirigível. Quatro guias Medjais, Zheng, O’Connell, Jonathan, Evelyn, Ardeth e o piloto negro, Izzy, entraram no dirigível. Felizmente, o dirigível era capaz de precariamente levar todos eles. Izzy começou a pilotá-lo na direção da tumba.

“Essa tumba foi construída usando as mesmas técnicas em Hamunaptra, então há várias armadilhas. Não andem por aí sozinhos após entrarem. Ouçam as ordens e não toquem em nada especial, ela pode colapsar igual à Hamunaptra. Entendido?”

O dirigível pousou em frente a uma pequena caverna. Não havia outras construções na superfície. Essa tumba era secreta, diferente de Hamunaptra que ainda parecia magnífica mesmo após milhares de anos. Ninguém pensaria que essa caverna era uma tumba.

Evelyn estava ensinando todos na frente da caverna. O’Connell apertou o nariz dela e disse: “Pare de dar lições inúteis. Quem não conhece as regras básicas, uh? Izzy, você pode ficar aqui fora e cuidar do dirigível. Todos os outros vão entrar”.

Jonathan imediatamente disse: “Na verdade, eu não me importo de cuidar do dirigível. Isso é um pouco cansativo, mas se for por todo mundo…” Ardeth e Zheng o levantaram e andaram na direção da tumba.

Evelyn massageou seu nariz e então correu atrás deles. Os quatro guias Medjais entraram por último.

Essa tumba não podia ser comparada à Hamunaptra. O salão principal era grande, mas os túneis e salas eram estreitos e pequenos. Ali também era um pouco úmido, então vários insetos viviam ali. Eles viram escorpiões e aranhas pelo caminho.

“Dizem que o Escorpião Rei era um guerreiro da África. Ele tentou conquistar o mundo com seu exército. O primeiro país que ele invadiu foi o Egito antigo. Entretanto, ele enfrentou resistência em Tebas. A batalha durou sete anos. O Escorpião Rei perdeu no fim e escapou para o deserto sagrado junto do restante de seu exército.”

“Ali, seus soldados morreram um após o outro, até ele ser a única pessoa viva restante. No último instante antes de sua morte, ele fez um pedido a Anúbis: poupar sua vida e deixá-lo conquistar seus inimigos. Em troca, ele ofereceria sua alma…” Evelyn estava contando a lenda do Escorpião Rei.

Zheng de repente a interrompeu: “Espere, espere um pouco!”

“Entrando no enredo do filme com antecedência, a dificuldade aumentou para o máximo. Completar a missão resultará no dobro de pontos e recompensas. Obtenha o bracelete do Escorpião Rei dentro de dez minutos. A recompensa será de 4000 pontos e duas recompensas de rank C. Falhar resultará no colapso da tumba e a dedução de 5000 pontos.”

A voz sem emoção de Deus causou um calafrio no coração de Zheng.


Tradutora: Brinn   |   Revisor: Myko



Fontes
Cores