TI – Volume 8, Capítulo 2



Dentro do museu, o curador pegou seu chá valioso, cuidadosamente acendeu o fogareiro à álcool e então preparou o chá num bule pequeno. O cheiro era refrescante.

“A moda atual na Europa é colocar açúcar ou leite no chá. Eu recebi vários viajantes do oriente que prepararam este tipo de chá simples para mim e seu gosto é delicioso. Este é o verdadeiro gosto de chá. O oriente é tão misterioso quanto você. Zheng. Você pode me contar de onde você ouviu falar sobre o tesouro do Escorpião Rei? Eu não acredito que os Medjais tenham dito alguma coisa. Foi dos descendentes dos monges do Imhotep?” O curador bebericou seu chão e então perguntou a Zheng com um sorriso.

Zheng também deu um gole. Para ser honesto, fazia muito tempo desde a última vez que ele teve a chance de se sentar e tomar chá tranquilamente. Esse era um autêntico Poço do Dragão, um dos melhores chás. O gosto de casa fez ele dar mais alguns goles.

Zheng riu: “Se este fosse o mundo real, eu não teria permissão para te contar nada. Além disso, eu perderia pontos por falar daquele lugar antes do nosso time acumular três pessoas com as travas genéticas liberadas. Isso não importa agora. Eu não serei punido por contar alguma coisa. Eu não sou do mesmo mundo que você. Eu vim de outro mundo”.

O curador não pareceu surpreso. Ele deu outro gole calmamente: “Nós deduzimos que vocês provavelmente não eram do nosso mundo quando desapareceram fora da tumba. Onde fica o além? Vocês vieram do céu?”

Zheng balançou suas mãos: “Não, não foi isso o que eu quis dizer com outro mundo. Você está fazendo parecer que eu morri. Eu disse que eu e meus companheiros pertencemos a outro mundo. Uh, nós não estamos mortos. Nós viemos aqui para completar missões”.

O curador pensou um pouco e então riu: “Matar Imhotep era sua missão daquela vez? A missão foi completada, então por que você voltou? Para obter poderes e tesouros? Por que você voltou sozinho? Você está fazendo isso pelas costas dos seus companheiros?”

Zheng abaixou sua cabeça: “Não, todos eles morreram em outra missão. É por isso que eu preciso encontrar o Livro de Amun-Ra. Para conseguir minha vingança, eu também preciso encontrar o tesouro do Escorpião Rei. Se eu vou conseguir obtê-lo ou não é outra questão, mas eu não quero dizer a eles que eu não fiz nada além de beber chá enquanto eles estavam mortos”.

O curador balançou a cabeça: “Não é que eu não queira ajudá-lo, acontece que eu não sei como. Os tesouros do Escorpião Rei são apenas uma lenda. Você precisa obter o bracelete de Anúbis e então usá-lo para encontrar a pirâmide. Entretanto, tudo isso é apenas uma lenda. Nós não sabemos nem se esse bracelete existe, para não falar da existência da pirâmide do Escorpião Rei”.

“Mesmo se você conseguir o bracelete e encontrar a pirâmide, nós iremos impedi-lo de despertar o Escorpião Rei. Se você falhar ao desafiá-lo, ele destruirá o mundo com seu exército. A principal missão de nós, Medjais, é vigiar o Imhotep e monitorar o exército do Escorpião Rei. Então nós não podemos aceitar o seu pedido!”

Zheng suspirou: “Então pelo menos me faça um pequeno favor. Eu quero escavar Hamunaptra e desenterrar o Livro de Amun-Ra. Eu precisarei de muitas pessoas para fazer isso, mas eu irei contratá-las para ir até lá. Eu preciso que você não machuque essas pessoas e garanta que o nosso transporte de suprimentos fique seguro. Você pode aceitar esse pedido? Já que eu ajudei vocês a matarem Imhotep”.

O curador também suspirou: “Eu acho que isso não será problema, mas nossos homens vão vigiar todos vocês. O ouro que for encontrado será nosso e nós também ficaremos com o corpo do Imhotep”.

Zheng assentiu: “Isso está bom para mim. Eu não ficaria com o ouro, nem com o corpo de Imhotep mesmo se você não os mencionasse. Além disso, eu gostaria que você me ajudasse a entrar em contato com o O’Connell e a Evelyn. Eles estão bem?”

O curador deu uma risada leve: “É claro que eles estão bem. Eles voltaram da lua de mel na África não muito tempo atrás. Eles compraram uma casa na Inglaterra com o ouro que você deu a eles e estão vivendo bem. Entretanto, aquela mulher não consegue se manter num único lugar. Já que o Livro dos Mortos é real, ela firmemente acredita que há inúmeros tesouros escondidos no mundo, como a máscara dourada Maia que transforma as pessoas em vampiros e as sete caveiras de cristal de Atlântida. Ela ficou louca pensando nesses tesouros. Eu recebi uma carta dela há pouco tempo. Ela espera que eu possa enviar uma carta em nome do museu para enganar o O’Connell e fazê-lo a deixar ir se aventurar”.

Zheng riu. Isso realmente parecia com algo que Evelyn faria. O’Connell não conseguiria um pouco de paz nem depois de eles terem se casado.

“Você consegue contatá-los? Convide-os para vir ao Cairo em meu nome. Apenas diga que eu preciso da ajuda deles. Um companheiro que uma vez lutou com eles precisa da ajuda deles.”

O curador suspirou: “Eles devem receber a mensagem bem rápido com o telégrafo, mas vai levar uns dez dias para eles chegarem aqui da Inglaterra. Se eles começarem a se mover assim que possível, você deve vê-los em meio mês”.

Zheng assentiu: “Então eu vou deixar isso com você. Eu preciso contratar um grande número de pessoas, então eu preciso de dinheiro. Você pode contatar algum banco conhecido? Um que tenha uma boa reputação pelo mundo, porque eu preciso vender um monte de ouro”.

“Um banco com boa reputação, eu acho que o banco inglês Barclays que tem uma filial no Cairo é uma boa escolha. O banco americano Citibank e alguns outros também…”

Zheng disse: “O Citibank então. Eu já ouvi falar dele. Ele tem uma boa reputação pelo mundo. Oh, e curador, ajude-me a preparar uma sala escondida. Eu não posso simplesmente sair por aí com esse ouro”.

O curador ficou confuso pelo que Zheng disse, mas mesmo assim encontrou uma sala vazia para ele. Então ele observou enquanto Zheng começou a derramar um fluxo interminável de barras de ouro de uma bolsa, como se isso fosse um show de mágica.

Ele parou quando o ouro já cobria cerca de um metro cúbico. Então ele disse para o curador com um sorriso: “Um metro cúbico é o suficiente? É um pouco mais de dezenove toneladas. Eu me pergunto se o Citibank consegue ficar com tudo isto”.

O curador ficou encarando com a boca aberta de choque. Entretanto, sua atenção não estava no ouro, mas na bolsa dimensional. Ele pulou sobre Zheng e tomou a bolsa de suas mãos.

Zheng não ligou muito e entregou a bolsa para ele: “Pode dar uma olhada. Só tome cuidado para não apontar a abertura para baixo, senão as coisas dentro dela vão cair”.

O curador não ouviu mais suas palavras. Ele estudou a bolsa com concentração total, então colocou sua mão dentro dela. Zheng ignorou a animação dele e o arrastou para fora do museu. Ele não tinha tempo a perder. Ele precisava trocar o ouro, contratar trabalhadores, organizar o transporte de suprimentos para eles e discutir com os Medjais para garantir a segurança dos trabalhadores e monitorar a escavação.

“De qualquer forma, o que eu posso fazer primeiro é trocar o ouro, arranjar pessoas e enviar o telegrama.”

Zheng disse enquanto arrastava o curador com ele. Ao mesmo tempo, ele estava cada vez mais certo de sua dedução. Deus não deixaria aquelas palavras para trás sem motivo. Se custasse tantos pontos e uma recompensa de rank D para entrar, deveria haver algum uso para esses mundos. Ele acreditava que conseguiria obter o tesouro do Escorpião Rei. Mesmo se ele não ganhasse pontos por isso, só pelo exército de Anúbis já valia o risco.

“Faça o seu melhor para ficar mais forte. Pela sobrevivência e pela vingança!”

Mesmo um banco internacional teria dificuldade para ficar com as dezenove toneladas de ouro, já que ali era só uma filial. Zheng seguiu o conselho do curador de dividir o ouro em três porções e vendê-las separadamente para os bancos da Inglaterra, dos Estados Unidos e da França por meio de uma organização civil egípcia. Essa era uma organização relativamente conhecida, mas estava sob os Medjais. Zheng deu a eles um metro cúbico de ouro como agradecimento.

“Embora nós sejamos descendentes dos Faraós, que eram conhecidos pela riqueza, a maioria dos nossos vivem à beira da fome. Nós não podemos evitar isso. Aqui é um deserto. Não há terras adequadas para produção. Eu te agradeço em nome dos meus, meu amigo.” Ardeth veio com vários anciãos em mantos.

Os anciãos arregalaram os olhos no momento em que viram o ouro e imediatamente concordaram com a escavação e com proteger os trabalhadores e a rota de suprimentos. Se Zheng não conhecesse o enredo, sabendo que eles eram pessoas que morreriam por sua causa, ele teria assumido que eles eram comerciantes.

Enquanto Ardeth explicava, Zheng disse: “Eu entendo. Não há nada para se envergonhar disso. Além do mais, há uma grande quantidade de ouro enterrada em Hamunaptra. A condição de vida dos seus certamente mudará para melhor assim que vocês pegarem o ouro”.

Ardeth balançou a cabeça com um sorriso amargo e disse: “Eu ouvi que você descobriu sobre o tesouro do Escorpião Rei. Há uma notícia boa e uma ruim. Qual você quer ouvir primeiro?”

Zheng pensou um pouco. Havia apenas duas coisas que afetavam seu futuro nesse mundo: o tesouro do Escorpião Rei e a escavação de Hamunaptra. Tirando isso, ele não ligaria nem se os três bancos falissem. Ele balançou a cabeça e disse: “Irmão, apenas fale logo. Eu não sei o que pode ser considerado uma notícia boa ou ruim para mim”.

“A boa notícia é que nós estamos discutindo se permitiremos ou não que você vá atrás do tesouro do Escorpião Rei. Já que nós podemos atrasá-lo só um tempo e não para sempre. Então, os anciãos podem querer eliminar o Escorpião Rei de uma vez por todas. Nós não queremos que ele reviva de alguma forma no futuro. Portanto, se você conseguir ganhar o reconhecimento dos anciãos e obter a Lança de Osíris, nós concordaremos com a busca do tesouro”.

Zheng ficou animado e disse alto: “Isso é excelente! Será muito bom ganhar a sua ajuda!”

“A notícia ruim é que a lança desapareceu a mais de duzentos anos atrás. A última vez que ela foi vista foi durante uma guerra entre o Faraó e os invasores. O Faraó perfurou o coração do líder dos invasores e a lança foi perdida. Eu sinto muito, mas sem a lança, os anciãos não concordarão em ajudá-lo a procurar pelo Escorpião Rei.”

A expressão de Zheng se tornou amarga. No enredo de “O Retorno da Múmia”, a lança apareceu pela primeira vez nas mãos de Jonathan, mas o filme nunca mencionou como ele a obteve. Ele também não mencionava em que parte da tumba estava o bracelete. Tudo isso parecia com uma ilusão. Era bem provável que ele não conseguisse encontrar o tesouro do Escorpião Rei. Ele não sabia como seu clone conseguiu completar essa missão no primeiro filme da “Múmia”.

“Ah, verdade. Nós nem mesmo temos o bracelete. Para não mencionar a Lança de Osíris. Isso já parece impossível.” Zheng murmurou.

Ardeth riu: “Nós conhecemos a localização do bracelete. Ele está escondido na tumba. Infelizmente, nós perdemos a chave para abri-la, é a mesma que abria as portas para o Livro de Amun-Ra e para o Livro dos Mortos. Se não, primeiro nós poderíamos ter obtido o bracelete. Então, mesmo se você não conseguisse encontrar a lança, nós ainda poderíamos esconder o bracelete e mantê-lo seguro”.

Zheng pegou a chave de seu anel: “Bem, eu tenho a chave, mas não a lança. Eu não acho que vocês podem derrotar o Escorpião Rei com armas de fogo normais. Então vamos falar sobre a escavação primeiro”.

Os Medjais já estavam esperando para escavar Hamunaptra há um bom tempo, mas eles não tinham os fundos para sustentar a operação.

Eles temiam a maldição de Imhotep antes do filme acontecer e por isso não entraram na tumba antes. Entretanto, após o primeiro filme, já era tarde demais quando a cidade desabou. O ouro dentro dela também foi soterrado. Quando eles ouviram que Zheng estava disposto a escavar Hamunaptra, eles ficaram alegres e, portanto, concordaram em procurar pelo Escorpião Rei.

Zheng suspirou por causa desse mundo depois de ouvir tudo isso de Ardeth. Dinheiro era o item mais poderoso no mundo. Pelo menos era mais útil do que ele imaginava. Ainda assim, faltavam muito mais coisas para ele do que somente ouro.

De qualquer forma, com a ajuda dos Medjais, ele enviou um telegrama para O’Connell e então começou a contratar trabalhadores usando o nome da organização. O pagamento era o melhor para esse tipo de trabalho, então tudo foi resolvido em uma semana. Três mil trabalhadores e mil camelos carregando ferramentas e algumas máquinas seguiram na direção de Hamunaptra. As despesas chegaram ao teto já que isso estava acontecendo em um deserto. Zheng trocou mais três metros cúbicos de ouro e deixou o curador lidar com o dinheiro. Ele foi para Hamunaptra com Ardeth.

Ardeth olhou para a multidão à frente e disse: “Você está exagerando. Os nossos tem experiência nesse tipo de escavação. Só seria necessário um grupo de duzentas pessoas e meio ano para limpar a área. Você não precisava realmente contratar tantas pessoas. Isso é muito desperdício”.

Zheng riu: “Eu não tenho tempo. O curador provavelmente já te disse que eu não sou deste mundo. Meus companheiros morreram em outra missão, então eu não posso perder tempo. Eu preciso pagar um preço para voltar aqui e, por esse preço ser muito alto, eu só tenho três meses. A escavação precisa ser finalizada dentro de três meses a qualquer custo. Eu preciso do Livro de Amun-Ra para ressuscitar meus companheiros. Foi por isso que eu pedi a ajuda de vocês. Eu sou fraco demais sozinho. Eu preciso de vocês”.

Ardeth cerrou os dentes e disse: “Entendido. Os homens do deserto não esquecem de um favor! Eu usarei meu poder para influenciar a decisão dos anciãos. Alguns dos nossos homens disseram que a Lança de Osíris apareceu num pequeno país da África. Entretanto, ela foi roubada logo em seguida. Eu vou mandar pessoas para investigar isso. Vamos terminar o que está diante de nós primeiro. Não se preocupe, nós obteremos o Livro de Amun-Ra dentro de três meses. Se a escavação não estiver indo rápido o suficiente, eu farei nossos homens ajudá-lo”.

Zheng de repente pensou em uma possibilidade. Embora isso parecesse absurdo, talvez fosse uma coincidência.

“Eu espero que os céus me abençoem.” Zheng murmurou enquanto olhava para o céu.


Tradutora: Brinn   |   Revisor: Myko



Fontes
Cores