TI – Volume 7, Capítulo 9



O Helicóptero começou a cair antes de todos se recomporem do choque que sofreram. Eles instantaneamente se agarraram no que tinha ali próximo e Carlos berrou: “O Helicóptero está sendo puxado para baixo! Segurem firme!”

E logo após, o helicóptero aterrissou violentamente numa rua todo distorcido e deslizou por um bom tempo até atingir uma parede de uma construção. Felizmente não explodiu com o impacto, mas todos dentro dele sentiram o baque da aterrissagem forçada. Várias pessoas ficaram com rostos ensanguentados e o braço de L.J. foi deslocado.

Assim que recobrou os sentidos, Carlos berrou: “Todo mundo para fora! Vai explodir!” Ele carregou duas pessoas próximas a ele e correu para a saída.

Os outros também ajudaram os feridos e correram para fora do helicóptero. Assim que saíram, eles viram que o tanque de combustível estava de fato vazando. Todos começaram a correr por suas vidas e logo após se distanciarem um pouco, o helicóptero explodiu, tornando-se em uma bola de fogo, fazendo a parede da loja a qual tinha colidido desmoronar.

Eles correram por mais dez metros até finalmente pararem ofegantes.

Zheng gritou: “Lan, nossa distância do ponto de verificação!”

Zheng estava prestes a retirar o celular e pedir para que a Corporação Umbrella ordene que os helicópteros que os estavam escoltando os levem. Entretanto, nesse momento, esses mesmos helicópteros também começaram a cair antes dele mesmo abrir a mala que tinha o celular. Eles colidiram-se em prédios ali próximos e explodiram num instante.

“Não temos outra escolha a não ser nos apressar e correr daqui.” Zheng sorriu amargamente.

Lan relatou: “Estamos ainda a setenta quilômetros do ponto de chegada. Existe um estacionamento três quilômetros à frente. Nós devemos ser capaz de encontrarmos um carro lá”.

Zheng respirou fundo e falou: “Certo, vamos, nós conversaremos enquanto corremos. Lan, me dê uma imagem do mapa em volta da gente”.

Lan mandou um mapa da região sondado pelo seu escaneamento psíquico diretamente à mente de Zheng. Ele poderia focar numa localização e a ampliá-la na mente o quanto quisesse. Alguns minutos depois, Zheng falou: “Nós lutaremos aqui”.

De acordo com o que tinham planejado, se a distância fosse menor que cem quilômetros, eles iriam se dividir em grupos. Zheng iria então emboscar o time Infernal e também, ao simular Zero, poderia atirar neles a longa distância. Yinkong também ficaria escondida ali próximo e atacaria qualquer um que se aproximasse.

Heng ficaria ainda mais longe deles. Sua missão seria proteger Zheng e Yinkong de longe. O disparo acumulado de suas flechas e a habilidade de se focar num ponto o dava o poder de matar qualquer um com apenas um tiro! Mesmo se não matasse, pelo menos incapacitaria o inimigo de continuar lutando.

Mesmo se eles estivessem separados em três grupos distintos, os ataques deles teriam sinergia um com o outro diante de um terreno de batalha complexo. Com isso, só os três poderiam parar o avanço do time Infernal por pelo menos meia hora e assim impossibilitando que possam ir atrás do grupo mais numeroso e mais fraco.

Nesse grupo estava Honglu, Cheng Xiao, Lan, os novatos e os personagens do filme. Todos se dirigiriam ao ponto de verificação. Lan conectou os três atacantes com sua habilidade de Conexão de Alma e Honglu poderia assim pensar em maneiras deles escaparem ou atacarem em conjunto. Cheng Xiao seria a última linha de defesa para esse grupo maior, afinal, com exceção dos personagens do filme, esse grupo não tinha poder de batalha algum.

“Nós nos separemos em quatro grupos. Será mais fácil para nós três corrermos isoladamente nesse campo de batalha. Mesmo se não conseguir correr, poderemos matar alguém para que o resto do time permaneça vivo. Nós devemos alcançar o ponto de verificação o mais rápido possível. Se vocês morrerem, nossos pontos também serão negativados e isso poderá resultar no extermínio do grupo.” Zheng informou calmamente a todos.

Ele continuou, apontando num lugar no mapa, “esse será o local que será usado para atirarmos neles de longe”.

Era a região mais difícil de ser atravessada e logo após ela tinha avenidas bem movimentadas. Se o time Infernal quisesse atravessar esse local e perseguir o grupo maior, teriam que lidar primeiro com Zheng e Heng atirando de longe.

“O resto só temos que deixar nas mãos do destino.” Eles continuaram correndo e logo alcançaram o estacionamento. Muitos cães zumbis se revelaram nesse lugar. Eles pareciam maiores e mais musculosos que os que eles enfrentaram anteriormente. Seus corpos estavam repletos de tentáculos como se estivessem sido dominados por um parasita em putrefação.

O grupo atirou sem parar nos cães, os despedaçando completamente antes que eles pudessem atacá-los. Todos já tinham anteriormente vivenciado diversas lutas com zumbis, portanto estavam muito mais tranquilos quando fizeram isso, e até mesmo a mulher com a câmera e L.J. ajudaram a matar um cão com um tiro na cabeça com uma Desert Eagle.

“Nosso time é forte. Nós temos o potencial e razões para continuarmos a ficarmos mais fortes. Então por favor, Deus, não deixe meus companheiros morrer neste lugar!”

Zheng rezou introspectivamente enquanto guiava todos pelo estacionamento. Subitamente, ele sentiu algo acima dele. Quando ergueu a cabeça para cima, haviam no teto diversos zumbis pendurados. Os tentáculos desses zumbis estavam comendo aos poucos bastantes corpos e até mesmo o corpo de um Licker.

Carlos gritou e começou a atirar neles. Esses tiros chamaram a atenção desses zumbis de tentáculos e então um deles desceu rapidamente ao chão.

Zheng imediatamente retirou uma granada e puxou o trinco. Ele contou o tempo antes de lançá-la e no tempo certo, ele a jogou no teto e então se virou de costas empurrando todos para o chão e uma explosão se seguiu logo atrás dele.

O estacionamento inteiro estremeceu, fazendo-os temer que iria desmoronar a qualquer momento. Eles olharam em volta depois do tremor cessar. A granada explodiu antes de cair no chão então os carros não foram muito danificados. Apenas algumas janelas foram estilhaçadas e alguns veículos maiores foram destruídos.

Zheng sorriu amargamente e então guiou todos até um carro compacto e falou: “Quatro pessoas para cada carro, não desperdicem tempo escolhendo. Procurem por um carro esportivo e saiam daqui. Heng, Yinkong e eu ficaremos juntos. Vão, escolham. Lembrem-se, vão direto para o ponto de verificação. Não se deixem atrasar por nada. Cheng Xiao, deixarei-os sob seus cuidados”.

Cheng Xiao parou um pouco quando ouviu isso e então respondeu com um tom de voz sério: “Não posso prometer nada quanto aos homens, mas irei proteger as garotas. Seria vergonhoso deixar uma garota ser ferida antes que um homem morra por ela. Quanto a isso não se preocupe, farei essa promessa!”

Zheng suspirou ao ouvir isso e então olhou para todos. Seja Lan, Honglu, os novatos ou mesmo os personagens do filme, todos eles eram pessoas com quem ele lutou junto e com quem ele dependeu durante esse tempo que estiveram nesse filme. Agora era hora de lutar dando sua vida se necessário para eles!”

***

A duzentos quilômetros do ponto de verificação, o clone de Zheng estava agachado no teto do ônibus que se deslocava despreocupadamente, “já chegou a hora. Tom, onde eles estão?”

Tom deu de ombros, “não posso mais rastreá-los. Usei muita energia, ainda estou sentindo enxaqueca com isso”.

“Amy, e quanto a você? Ainda pode rastreá-los?” Zheng se dirigiu a uma garota com cabelo loiro ondulado.

Ela sorriu, “claro, mas não poderei atravessar a interferência de força psíquica sozinha, então só posso saber a localização aproximada deles. Eles devem estar a apenas vinte quilômetros do ponto de verificação”.

Zheng se levantou e retirou um anel de seu bolso, “então é hora de começarmos a levar a coisa a sério. As regras são as mesmas de sempre. Os combatentes principais podem matar um deles depois de capturá-los. O resto será dado ao time. Quanto aos membros do outro time que tiverem suas travas genéticas liberadas, isso terá que esperar a minha avaliação para a distribuição de quem vai matar quem”. Ele retirou diversas pranchas metálicas de dentro desse anel.

Um homem que parecia ser um europeu ocidental falou com sorriso ao vê-las: “Essa Prancha Voadora é tão útil. Por que que o Xuan não fez mais delas? Não é melhor equipar cada um com uma ao invés de espremer duas pessoas em cada uma delas?”

Xuan pegou uma das pranchas e respondeu: “Os materiais são caros e leva muito tempo para criá-las. Eu posso considerar fazer isso depois deste filme”.

O homem riu alto disso e puxou Amy para perto e a beijou no rosto, “Haha, contanto que lembre-se disso. Eu tenho desejo de ter uma delas por tanto tempo. Se não custasse uma recompensa de rank B, eu já teria trocado uma para mim. Como anda sua análise dos escritos de Xiuzhen que obtivemos do filme ‘A Lenda de Zu’? Merda, aquelas pessoas são muito poderosas. Por sorte nossa missão anterior não requereria nenhum conflito com eles. Senão, qualquer desconhecido deles tinha poder o suficiente para aniquilar a nós todos ele próprio. Quero aprender essas técnicas deles também!” [1]

Xuan se firmou sobre a Prancha Voadora e o respondeu calmamente: “O resultado da análise é: demorará cinquenta anos para você concluir o estágio do Estabelecimento da Fundação sem utilizar-se dos aprimorados de Deus. Se ainda quiser, posso lhe dar o método de treinamento”. Duas pistolas materializaram-se em suas mãos. Ele abriu um buraco no teto do ônibus a tiros e saiu voando de dentro com sua Prancha Voadora.

***

Faltando vinte quilômetros de distância para o ponto de verificação, o time China estava dirigindo na rua com diversos carros rumo ao ponto. Os carros nunca poderiam atingir sua velocidade máxima devido à muitos veículos largados na rua e incêndios em algumas regiões. A velocidade deles ficou apenas em cerca de 20km/h. Demorando cerca de uma hora para eles alcançarem as últimas vielas que davam a avenida principal que os levaria até o ponto de verificação. Esse segmento da avenida era apenas um campo aberto e não seria um campo de batalha bom para quem estivesse nele lutar.

Lan só conseguiria conectar-se a três pessoas com a Conexão de Alma, mas isso seria o suficiente para eles. Ela precisava continuar mandando os resultados de seu escaneamento psíquico para os três combatentes principais e o restante só precisaria continuar seguindo em frente.

Zheng, Yinkong e Heng assistiam os carros se distanciarem. Então eles cautelosamente examinaram as construções nessa região. Existiam cinco arranha-céus e o resto eram construções de dez metros de altura e casas residenciais, além disso, haviam lojas nas laterais das ruas e becos de difícil circulação. Esse terreno era perfeitamente adequado para atirar a longa distância. Assim que o time Infernal passasse por esse lugar, seria uma oportunidade para eles serem parados nesse lugar!

O ponto de verificação estava a apenas cerca de vinte quilômetros desse lugar. O grupo mais numeroso iria chegar lá em cerca de uma hora, isso obviamente se nada acontecer no caminho. Com a saída dos três combatentes, a força de batalha desse grupo seria muito pequena. Felizmente, eles têm a ajuda dos personagens do filme como Alice, que também tinha liberado sua trava genética. Não seria muito difícil para eles seguirem em frente, a não ser que eles encontrassem no caminho com o time Infernal.

Os três que se separaram decidiam-se onde iriam ficar. Yinkong ficou escondida num beco. Zheng adentrou-se num arranha-céu. Heng subiu até o topo de uma torre de relógio ficando três mil metros de distância de Zheng e dali seria capaz de observar de cima os becos ali próximos.

Zheng permaneceu sentado no terraço do arranha-céu. Daquela altura, as casas amontoadas e becos o deram enjoo então ele teve que desviar o olhar para além delas. Ainda estava escuro, mas havia um despertar da luz do amanhecer no horizonte. As pessoas sempre diziam que a hora mais tenebrosa do dia era bem antes do amanhecer.

Zheng retirou um maço de cigarros e acendeu um, mas não o levou a boca. Ficou apenas tocando a bituca com sua outra mão. Esse era o único item deixado como memória por um dos seus melhores companheiro de batalha.

Zheng refletiu por um tempo até apagar a bituca e a guardou de volta em seu anel. Ele também viu dentro do anel um saquinho de chá. Esse era um presente que Lan havia lhe dado antes de entrar no filme, foi feito por ela a mão. Como que um homem não poderia compreender os sentimentos de uma garota? Especialmente agora que ele já tinha Lori. Ele lamentava-se não poder corresponder o amor de Lan e essa culpa se tornou um peso dentro dele. Mesmo Lan parecendo não se importar, ele sabia que uma parte disso era apenas atuação.

Zheng sentou-se no chão e olhou para o céu estrelado. Inúmeros pensamentos passaram por sua cabeça. Ele não tinha noção do porquê disso, mas sentia que ele próprio mudaria drasticamente depois desse dia, era um sentimento indescritivelmente estranho. Então a imagem dos seus companheiros que morreram subitamente veio a sua mente. Xuan, Zero, Tengyi e Jie.

Todos eles o fizeram ficar um pouco mais maduro. Ele uma vez leu em algum lugar que todo crescimento pessoal é resultado de algum sofrimento e quanto mais dolorosa for a jornada significaria mais crescimento pessoal.

Quando ele entrou nesse mundo, tudo que permanecia na sua mente era o medo de morrer. Ele lutava contra isso, dando o máximo para manter-se vivo. Era o simples desejo de sobreviver.

Foi então que ele criou a garota dos seus sonhos, fazendo esse desejo ficar ainda mais forte. Ele queria sobreviver para puder viver com ela, nem que seja por apenas mais dez dias. Para isso ele precisaria ficar cada vez mais forte!

Entretanto, devido as ações de Xuan, ele compreendeu que, como alguém com poder, desejar viver para si próprio e desejar que todos vivam eram conceitos completamente diferentes. Como líder, ele tinha que escolher entre fazer crueldades e sacrifícios para continuar em frente.

Xuan lhe deu sua primeira lição em liderança e Zero e Tengyi lhe demonstraram o valor de companheiros dispostos a sacrificar a si mesmos por outras pessoas!

O que simbolizava ser um companheiro de batalha? Significava confiar a segurança de suas costas para outras pessoas enquanto se focava completamente no inimigo à sua frente, pois eles teriam a fé que seus companheiros bloqueariam todos os ataques que viriam às suas costas, mesmo se tivessem que sacrificar suas próprias vidas para isso.

Lan e os outros estava colocando suas seguranças em suas mãos agora. Ele tinha que barricar esse lugar e parar o time Infernal para que seus companheiros pudessem retornar a Dimensão de Deus!

Seus companheiros do passado o ensinaram isso e isso ficaria em seu coração para sempre. As circunstâncias com Jie o fazia se sentir pesaroso. Era um sentimento que não conseguia se livrar tão facilmente.

Ele nunca seria capaz de acreditar que Jie seria um Guia, se isso não tivesse vindo da própria boca dele. Um homem tão feliz que adorava rir era apenas um programa criado por Deus. Se ele era realmente um programa, então o que são essas pessoas que vivem a vida sem sonho algum e não sabem para que vivem?

Ele nunca poderia esquecer o cheiro do cigarro da primeira vez que entrou nesse mundo de filmes e do alívio e da melancolia de Jie depois de ser derrotado.

Zheng retirou um rifle de precisão do anel. Ele sabia que não estava mais sozinho. Ninguém poderia sobreviver sozinho nesse mundo. Então ele precisaria de companheiros e a ajuda deles o fez crescer ao que é hoje. Ele continuaria crescendo porque ele estava carregando junto consigo a força daqueles que morreram. Ele não estava mais sozinho! E nunca estaria!


Tradutor: Devlin   |   Revisor: Myko



  1. Escritos de Xiuzhen: métodos de cultivo.

 


Fontes
Cores