TI – Volume 5, Capítulo 8


O beijo durou por um bom tempo. Lan finalmente despertou da dor. Felizmente, a maioria da dor ocorreu em sua mente e não em seu corpo físico. Então, embora ela estivesse sentindo uma pequena dor de cabeça, ela não ameaçava sua vida. Parecia que havia diferentes tipos de modos de liberação genética.

Lan se recuperou, mas os dois não se separaram. Zheng não sabia quais eram seus reais sentimentos. Demorou um pouco até ele se separar dos lábios de Lan. A face dela já estava vermelha nesse ponto, talvez devido à dor ou a sua timidez.

Zheng tossiu algumas vezes e riu. “Hehe. Você está melhor agora? Você parecia estar em uma condição bem ruim. Foi por que você liberou as suas travas genéticas?”

Lan disse com surpresa: “Aquele estado mental era o modo de liberação genética? Eu não sei. Eu senti como se as minhas mãos se movessem seguindo meus instintos quando eu me concentrei em retirar os estilhaços das suas costas. Minhas mãos sabiam onde a faca devia ir e quanta força eu devia usar. Eu também condensei minha força psíquica para examinar uma área bem pequena. Eu pude ver e sentir cada centímetro do seu corpo.”

Zheng subconscientemente olhou para baixo. Essa pequena ação fez Lan corar de novo. Ele imediatamente disse: “Hoho. Bom. É uma coisa boa você liberar as suas travas genéticas. Entretanto, não as libere de novo nesses próximos dois dias se você não precisar. O seu DNA pode colapsar se você as usar com muita frequência no início. Então você vai morrer se não conseguir voltar para a dimensão de Deus a tempo. Então me prometa não as liberar se você puder.”

Lan assentiu obedientemente. Zheng então entregou as bandagens para ela. “Me ajude a me enfaixar primeiro. Hum? Alguém me contatou agora pouco?”

Zheng ligou o aparelho. Estranhamente, tudo o que ele conseguiu ouvir foram estalos. Demorou um tempo para ele identificar esses sons como sendo de madeira queimando. Ninguém respondeu do outro lado. Em outras palavras, o aparelho havia caído num incêndio. Então aquelas duas mulheres provavelmente estavam…

Zheng de repente sentiu um calafrio. Ele se lembrou de que ele estava constantemente sendo colocado em perigo desde que entrou nesse filme. Se não fosse pelos seus aprimoramentos e o modo de liberação genética que fortaleciam seu sexto sentido contra o perigo, ele poderia ter sido morto pelos acidentes. O primeiro ataque de eletricidade era o suficiente para matar qualquer pessoa. Ele sobreviveu os ataques seguintes com sorte e força. A menos que a Morte não atacasse as duas mulheres, elas não seriam capazes de sobreviver a um único ataque.

Zheng suspirou. “Todos os novatos morreram. Todos do ônibus, menos eu morreram.”

Lan sentiu um calafrio e imediatamente disse: “Não diga coisas tão negativas. Você não está bem? Não se preocupe. Nós só temos que derrotar o Jie.”

Zheng balançou sua cabeça com um sorriso amargo. “Isso será difícil. O Jie é mais forte do que nós pensamos. Além disso, há a Yinkong, o Heng e o Honglu. Será difícil derrotá-los.”

Lan se apoiou num dos seus lados. “Não se preocupe. Eu sempre vou te ajudar. Deve haver uma forma de derrotar o Jie.”

Zheng massageou suas têmporas. Ele começou a ponderar sobre como ele deveria resolver a atual situação.

“Lan, eu sei uma forma de chegar direto ao Jie, mas você terá que correr o maior risco. Você pode encontrar um grande perigo.” Zheng disse num tom sério.

Ela assentiu e disse: “Sem problemas. Eu não posso deixar você ser o único a correr riscos. Deixe-me participar da luta! Por favor.”

“Você ainda se lembra do treinamento? Também foi nós dois contra os quatro. Agora nós só precisamos derrotar o Jie. Então nós podemos ignorar totalmente os outros três. A missão acaba se eu conseguir chegar até ele. Então meu plano é…”

***

Zhu Wen no fim esperou a polícia chegar. Até os policiais sentiram calafrios quando viram o carvão humano. Todo mundo sentiria isso quando imaginasse uma pessoa sendo queimada viva. Então levou um tempo até eles irem interrogá-la.

É claro que, sem nenhuma forma de identificação, carteira de trabalho, endereço ou visto, Zhu Wen foi marcada como uma imigrante ilegal. Ela foi colocada num carro de polícia e mandada para a delegacia.

Os policiais não a trataram muito mal. Primeiro, nenhum homem aguentaria tratar mal uma bela mulher. Segundo, os informantes disseram que ela tinha uma relação com o chefe de uma nova gangue da máfia que estava crescendo.

Então, um dos policiais a levou enquanto os outros ficaram na cena do incêndio para manter a ordem e, possivelmente, encontrar a origem do fogo.

O policial era um homem de meia idade. Ele não falou e apenas ligou o rádio após fechar as janelas do carro. O rock’n’roll que estava tocando lhe deu uma sensação de satisfação. Ele dirigiu em frente enquanto continuamente balançava sua cabeça.

Zhu Wen estava se sentindo cada vez mais horrível. Tanto pela morte de Lilin, quanto pela situação em que ela estava. Ela podia ver as horríveis figuras vindo até ela. A sensação era tão assustadora, como se ela pudesse morrer no próximo segundo. A sensação se intensificou à medida que o carro avançava.

O policial ainda estava balançando sua cabeça enquanto ele acelerava e ultrapassava vários carros até ele alcançar um caminhão carregando bambus. O caminhão era muito grande para ele ultrapassar. Ele buzinou impacientemente. O caminhão agiu como se quisesse deixar o carro de polícia passar enquanto dirigia para lá e para cá. Porém, devido ao tamanho do caminhão e à rua estreita, o carro de polícia não teve escolha a não ser seguir atrás dele.

A sensação de morte havia chegado num pico para Zhu Wen. Ela continuou batendo na pequena janela entre os assentos de trás e do motorista. Mas a música abafou todo o barulho. O policial continuou dirigindo atrás do caminhão.

Uma das cordas que prendia os bambus no lugar arrebentou e então outra. Os bambus estavam ficando soltos.

Ao mesmo tempo, Zhu Wen estava batendo com cada vez mais força. O policial finalmente percebeu isso. Ele imediatamente abriu a pequena janela e perguntou sem se virar: “O que foi? Não está se sentindo bem?”

Um dos bambus escorregou do caminhão, perfurou a janela do carro e foi direto para a pequena janela. Zhu Wen havia acabado de aproximar da janela para falar, mas o bambu entrou em sua boca.

***

Zheng de repente se sentou. Ele olhou ao redor do parque em que ele e Lan estavam, mas não havia qualquer perigo. O edifício mais próximo também estava a cem metros de distância. Não devia haver nada aqui que a Morte poderia usar.

O corpo de Zheng estava cheio de ferimentos após a luta e então a explosão de ontem. Os ferimentos eram demais até para sua linhagem de vampiro. Então ele encontrou esse parque para eles descansarem de noite após comer um pouco de fast food. Embora ele fosse o único descansando. Lan tinha que continuar a rastrear o prédio da emissora durante a noite. Ele só conseguia descansar sem preocupação enquanto ela estava usando o scanner.

Um feixe de luz apareceu no horizonte. Zheng andou um pouco pelo parque. Foi apenas uma noite de descanso e a maioria dos ferimentos haviam se curado, até o ferimento no seu ombro onde a flecha o atingiu já estava quase fechado. Ele estava esperando o sol nascer, então ele iria diretamente atacar o edifício. Ele planejava dar uma surra em Jie!

“Não vai dormir um pouco? Deixe-me ficar de vigia.” Zheng se sentou ao lado de Lan e disse com simpatia.

Lan riu. “Hehe. Sem problemas. Nós devemos ser capazes de voltar hoje. Não se preocupe. Você esteve me protegendo o tempo todo. Na verdade não é ruim te proteger.”

Zheng ficou em silêncio. Ele olhou para o céu. A aparição de Vênus indicou o início de um novo dia.

“Você ainda se lembra daquele treinamento? Jie, espere por mim!”

***

Bancos geralmente transportavam dinheiro às nove horas da manhã. Zheng andou na direção de um banco.

“A Yinkong deixou à emissora. Estranhamente o Heng não saiu, entretanto. Ela está a cerca de dez minutos de nós.” Lan disse pelo aparelho.

Zheng respondeu: “Então o plano permanece igual. Vá pegar um taxi e atravesse a ponte correndo. Você não está na lista da Morte, então apenas continue correndo para longe. Eu vou dirigir dando a volta de Yinkong e vou direto para o edifício. Vá atrair a atenção deles como nós fizemos no treinamento. Eu vou flanqueá-los por trás. Acredite em mim, eu vou derrotar o Jie antes da Yinkong te alcançar!”

O aparelho ficou em silêncio por um momento, então Lan murmurou: “Tome cuidado.”

Zheng guardou o aparelho. Ele respirou fundo e andou na direção do banco casualmente. Ele estava indo passar pelo carro blindado.

Um dos seguranças o parou. “Por favor, espere. O banco ainda não está aberto.”

Zheng socou-o no peito sem dizer nada. O soco o fez voar por vários metros mesmo com o colete a prova de balas e ele colidiu com outro segurança. Os olhos de Zheng perderam o foco enquanto ele entrava no segundo estágio do modo de liberação genética. Ele precisava acabar com a luta no menor tempo possível. Além disso, ele precisava não ser atingido por nenhum tiro. Ele tinha que estar em perfeitas condições para lutar contra Jie!

Os seguranças estavam em câmera lenta aos seus olhos. Zheng avançou sobre um deles e dobrou a arma antes que o guarda pudesse disparar. Ele derrubou o guarda com um chute e então socou seu peito. Tudo aconteceu em apenas um segundo. Os outros guardas nem mesmo tinham erguido suas armas quando esse foi nocauteado.

Os dois seguranças que foram derrubados no início olharam em choque. Zheng golpeou na direção deles com a faca assim que eles ergueram suas armas. As duas armas foram cortadas como tofu. Zheng então agarrou suas cabeças e as bateu uma na outra. Esses dois guardas também ficaram inconscientes.

Os três guardas restantes do outro lado do carro ouviram que alguma coisa errada estava acontecendo. Eles correram até ali com suas armas carregadas, mas para sua surpresa, eles encontraram apenas os três guardas no chão. Eles não viram Zheng que estava em cima do carro olhando para eles de cima. Quando eles se aproximaram do carro, Zheng pulou atrás deles e facilmente os nocauteou.

Zheng soltou um suspiro de alívio. Ele encarou suas mãos em transe. Ele havia obtido poderes que pessoas normais não conseguiriam alcançar sem ele perceber. Esse poder se tornaria ainda mais forte contanto que ele ficasse vivo. Essa era a evolução no mundo de Deus? O poder de uma pessoa crescia à medida que ela passava pelas provas de vida ou morte e pelos filmes de terror, até ela alcançar uma altura inimaginável.

Zheng voltou a si após vários segundos. Ele sentou no banco do motorista e ligou o carro sem nem fechar a porta traseira dele, deixando seis guardas inconscientes no chão.

Várias pessoas haviam se reunido ao redor, pedestres e funcionários do banco. Eles todos assistiram àquela luta em choque, como se seus olhos mentissem para eles. Porque os movimentos de Zheng pareciam impossíveis. Ninguém pensaria que um humano conseguiria realizá-los. Logo então, alguém correu na direção do dinheiro que havia caído da parte de trás do carro. Então todos os outros o seguiram, brigando pelo dinheiro espalhado pelo chão. Até os funcionários do banco se juntaram a isso. Quanto aos guardas, eles foram pisoteados por toda a multidão.

Zheng disse para o aparelho enquanto dirigia: “Onde ela está? O quão longe de mim? Ela está perseguindo a mim ou a você?”

Lan pausou por um momento. “Ela parece ter parado e estar decidindo se persegue a você ou a mim. Já é tarde demais para persegui-lo de onde ela está. Apenas continue indo. Ela ainda está a cinco minutos de distância de você. Ela começou a se mover na minha direção. Zheng, eu vou deixar todo o resto com você.”

Zheng respirou fundo e disse com um tom sério: “Fique tranquila. Eu vou fazer o que eu disse! Eu vou derrotar o Jie antes que ela possa atacá-la! Eu não vou deixar você se machucar.”

Lan ficou em silêncio por um tempo, então disse com uma voz leve: “Você precisa fazer isso.”

“Eu irei.”

Levava apenas dez minutes para ele dirigir do banco até a emissora. Sirenes de polícia soaram atrás do carro de Zheng após apenas alguns minutos. Era uma estrada reta até o edifício. Zheng já podia ver o topo do prédio. Ele pisou no acelerador com força, ignorando todo o resto. Tudo o que restou em seus olhos foi o edifício.

À medida que ele se aproximava cada vez mais, um vento estranho soprou dentro do carro apesar de as janelas estarem todas fechadas. Zheng de repente sentiu uma sensação ruim. Assim como esperado, enquanto ele dirigia por uma interseção a sua frente, um caminhão avançou pelo lado e colidiu com o carro. O caminhão então empurrou o carro blindado na direção de um prédio. Mesmo se Zheng fosse sair do carro agora, ele teria que correr até a emissora e ficaria debaixo dos ataques de Heng. Ele estava se sentindo ansioso e irritado.

“Porra! Vá para o inferno Morte!” Zheng gritou. Ele pisou fundo no acelerador enquanto pegava o canhão de ar. Ele apontou o canhão para o caminhão. Não havia motorista no caminhão. Talvez ele já tivesse saltado fora do caminhão.

“Dois!”

“Um!”

O canhão finalmente disparou quando o carro blindado estava prestes a atingir o prédio. O tiro transformou a porta blindada e a parte da frente do caminhão em areia metálica. O carro finalmente se libertou do empurrão. Ele dirigiu passando pelo prédio, arranhando a lateral e quebrando um farol.

Zheng não tinha certeza se Heng conseguiria atirar através da janela a prova de balas. Ele conduziu o carro direto para o edifício e então socou o para-brisa. Por ser a prova de balas, o para-brisa rachou, mas não se estilhaçou. Então agora ninguém conseguia ver dentro do carro com clareza do lado de fora. Zheng abaixou seu corpo e se sentou ao lado. Ele manteve seu pé no pedal sem olhar para a estrada à frente. O carro estava chegando cada vez mais perto da emissora.

(5000m, 3000m, 1500m)

Quando ele estava a mil metros, uma flecha atingiu o para-brisa. Ela era forte o suficiente para perfurar o vidro a prova de balas por vários centímetros, mas poderosa até do que armas normais. Quando Zheng estava agradecendo pela resistência do carro, outra flecha foi atirada e atingiu a ponta da anterior. Essas duas flechas tinham menos de um segundo de diferença. O para-brisa finalmente não conseguiu aguentar a força das duas flechas e se estilhaçou. Porém o carro também entrou no edifício ao mesmo tempo!

O carro estava seguindo com uma velocidade tão grande que ele assustou as pessoas pelo caminho. As pessoas já estavam fugindo quando elas viram o carro se aproximando. Então ele atingiu a mesa da recepção, mas não feriu ninguém realmente. Além disso, os móveis de madeira no caminho reduziram o impacto. Senão, até Zheng não conseguiria sair intacto do carro por causa da colisão.

Zheng ainda se sentia um pouco tonto e levou vários segundos para se recuperar. Ele imediatamente disse para o aparelho: “Lan! Você consegue sentir a localização do Jie?”

“Eu não consigo. Aí é como um espaço em branco, como se alguma coisa estivesse bloqueando a área. Tome cuidado. Não vai ser fácil derrubar o Jie.”

Zheng respirou fundo. “Eu sei. E quanto a você? O quão longe a Yinkong está de você?”

Ela pausou por um momento. “Ela deve me alcançar em dez minutos.”

“Dez minutos. Dez minutos! Eu entendi! Eu vou acabar com ele dentro de dez minutos! Eu prometo!”


Tradutora: Brinn   |   Editor: Myko


 

Contribua com a Novel Mania!