TI – Volume 4, Capítulo 19


Zheng caminhou para fora do túnel banhado em sangue, não havia apenas sangue, mas também pedaços de carne e órgãos em seu corpo.

As duas mulheres, que estavam amarradas, não podiam vê-lo devido a estarem mal posicionadas. Os outros dois eram uma assassina e um monstro, então eles permaneceram calmos ao vê-lo, no entanto o rosto de Imhotep retorceu-se um pouco.

Zheng olhou para Imhotep e este se tornou em uma tempestade de areia que varreu na direção das três mulheres. Zheng estava quase a cem metros delas, então ele não poderia chegar a tempo de ajudá-las. A tempestade de areia se fixou em volta dos pescoços das três mulheres e então Imhotep berrou. “Não me force a matá-las! Eu apenas quero reviver Anck-su-Namun! Me dê o Livro dos Mortos e eu as deixarei ir. Eu irei atrás de outra oferenda para o sacrifício! O que acha de resolvermos isso pacificamente?”

Somente os jogadores sabiam que não tinha jeito de resolver isso pacificamente. A missão deles era eliminar Imhotep, sem falar que Zheng não poderia ceder o livro.

Zheng respirou profundamente e restringiu sua intenção assassina. Ele retirou o livro do anel e respondeu. “Imhotep, eu deixarei o livro aqui, as solte e as deixe caminharem até mim. Você pode vir pegar o livro, as liberte das correntes se concordar comigo.”

Imhotep ficou extasiado ao ver o livro. Ele rapidamente removeu as correntes e então se transformou de volta para a forma humana.

Evelyn e Lan imediatamente massagearam seus braços e pernas, que estavam dormentes, por causa das amarras. Elas quase caíram no chão assim que saíram do altar de pedra. Felizmente Yinkong estava lá, para ajudá-las a não caírem, e então elas caminharam na direção de Zheng.

Zheng encarou Imhotep friamente e Imhotep também encarou as mulheres com cautela. Ele pôs a adaga próxima ao altar, do lado da múmia de Anck-su-Namun. Depois de as mulheres terem caminhado a dez metros dele, ele invocou uma tempestade de areia que foi até o livro e o agarrou. O livro estava em sua mão antes que Zheng pudesse reagir.

As três mulheres também chegaram até Zheng e Yinkong falou com uma voz baixa. “Eu não posso feri-lo sem a adaga. Você tem um plano?”

Zheng sorriu amargamente e também respondeu em voz baixa. “Nada bom. Eu já exauri minha energia de sangue quando lutei anteriormente. Quanto ao anel Na, eu não acho que é confiável o suficiente para lidar com ele. Nós precisamos pegar o Livro de Amun-Ra. As Esfinges já saíram por um tempo, eu estou preocupado com O’Connell e os outros.”

Evelyn ficou surpresa e gritou alarmada. “O que houve com O’Connell e os outros? Você não os protegeu?”

Imhotep, de longe, olhou para eles friamente e desdenhou. “Não se preocupem com isso, vocês também irão morrer! Venham até mim, guardas da tumba, e destruam estes que desrespeitam os mortos!”

Barulhos de pegadas, de um exército, vinham do túnel. Um grupo de múmias saiu dele, todas elas estavam carregando escudos metálicos e cimitarras. A qualidade desses equipamentos eram maiores que a das múmias que eles viram em Cairo.

Zheng investiu, sem hesitação, até Imhotep, mas uma força vinda de cima o impediu de continuar. Era uma Esfinge que caiu do teto, bem entre ele e Imhotep.

Imhotep desdenhou enquanto tocava no livro. “É tão problemático encontrar oferendas para o sacrifício. E não já tem três aqui? Três virgens. O sangue de uma virgem é a melhor oferenda possível para o Deus da Morte. Todos vocês morrerão aqui! Ergam-se, meus servos!”

Areia se juntou em pilhas, em volta das pontas da sala, enquanto Imhotep entoava um cântico do livro. As pilhas aumentaram cada vez mais e se transformaram em Esfinges de muitos metros de altura, bem diante de seus olhos. Essas Esfinges berraram para Zheng assim que se formaram por completo.

Evelyn falou baixinho. “Pense em algo, Zheng! Rápido!”

Zheng também estava ansioso ao ver essa situação. Ele era o único que podia ferir essas criaturas. Ainda que Yinkong pudesse lutar, porém sem uma arma, seria extremamente desvantajoso para ela. A pior parte era as duas mulheres que não podiam lutar e tinham que ser protegidas.

“Deitem no chão!”

Zheng repentinamente retirou diversas granadas, puxou seus pinos sem hesitação e as jogou nas Esfinges, e então disparou na Esfinge parada entre ele e Imhotep.

Foi como se a tumba inteira tremesse diante das explosões. Um bocado de areia caiu, vinda das fendas de suporte, e as Esfinges também se transformaram em pó e não poderiam se recuperar por um bom tempo.

A onda de choque da explosão também impactou Imhotep. Quando ele se recuperou, ele já havia perdido de vista onde Zheng estava. A Esfinge, em sua frente, ainda estava intacta. Enquanto ele estava procurando em volta, um vento veio de cima e Imhotep instantaneamente se transformou em uma tempestade de areia e esquivou-se para o lado. No entanto ele ficou enfurecido quando parou.

Zheng utilizou uma das garras da Esfinge como apoio, para pular alto durante a explosão. Ele saltou por cima da Esfinge e de Imhotep, e foi diretamente para o altar atrás dele. O instinto de Imhotep foi de se esquivar para o lado, então Zheng pôde chegar ao altar onde estava deitada a múmia de Anck-su-Namun.

Assim que aterrissou, Zheng pegou a adaga com sua mão direita, então apontou seu punho esquerdo para Anck-su-Namun e berrou ameaçadoramente. “Faça-os pararem ou irei destruí-la! Eu utilizarei um ataque espiritual!”

As múmias estavam apenas a alguns metros de distância de Yinkong e as Esfinges já haviam se recuperado, afinal as granadas foram apenas ataques normais. Se Zheng não fizesse essa jogada, a morte das três mulheres era eminente.

Imhotep imediatamente berrou para as múmias e Esfinges pararem. Esses monstros cercaram as três mulheres.

Zheng deu uma respirada profunda e disse friamente. “Deixe-as saírem da tumba. Nós, homens, iremos lidar com essa luta. Não inclua mulheres nisso, seu desgraçado. Ainda que eu não seja um santo, mas pelo menos sou melhor que você que quer atacar três mulheres indefesas.”

Imhotep respondeu. “Que seja, eu as deixarei irem. Agora, largue Anck-su-Namun! Eu prometo que as deixarei saírem dessa tumba.”

Zheng desdenhou. “Acreditar em você? O que você acabou de dizer, sobre as oferendas para o sacrifício já estarem aqui? Eu o farei, para que não precise de nenhuma oferenda, se não fizer o que digo. Faça o que ordeno! Yinkong, as três de vocês venham até mim!”

O rosto de Imhotep se retorceu. As múmias pareciam estar prontas para atacar, mas Imhotep encarava friamente para as três mulheres que caminhavam entre os monstros. Ele suspirou quando Yinkong pegou a adaga de Zheng. “Isso é o suficiente? Você pode largar Anck-su-Namun agora?”

Zheng respondeu. “Eu não confio em você. Deixe-nos sair da tumba primeiro. Eu prometo que deixarei essa múmia em paz assim que sairmos dessa tumba. Eu não sou de quebrar minha palavra, diferente de você!”

Imhotep ficou em silêncio. Ele encarou Zheng, quando este agarrou a múmia e caminhou com ela pelo túnel, enquanto olhava de volta para ele.

Os quatro estavam com suas costas voltadas para o túnel. Mas eles não estavam preocupados que Imhotep tentasse alguma coisa, já que Zheng estava com o punho apontado para a múmia. Enquanto estavam de costas para o túnel, uma figura veio correndo e se esbarrou neles. Com isso Zheng e as outras três pessoas tropeçaram e a múmia, que Zheng segurava, saiu da ameaça de seu soco.

A figura que esbarrou neles era o Jonathan, segurando um livro que brilhava em uma luz dourada. “Ei, gente, aqui está o livro de Amun-Ra!”

Imhotep já havia aproveitado da distração para se transformar em areia e foi até Zheng. Suas mãos seguravam o punho esquerdo de Zheng firmemente e, do encontro das duas mãos, fumaça estava saindo, mas com isso ele também protegia Anck-su-Namun.

 

Agora que Yinkong tinha sua adaga em mãos, ela entrou na luta perfurando a testa de Imhotep, fazendo a cabeça de Imhotep queimar enquanto ele gritava de dor, mas ele não soltou a mão do punho de Zheng nem um pouco, ele estava exercendo até mesmo uma força maior que Zheng. Ele empurrou Zheng para longe e recuou, levando consigo a múmia de Anck-su-Namun. Yinkong não teve nenhuma escolha a não ser remover a adaga de dentro da cabeça de Imhotep, entretanto a cabeça de Imhotep já havia se tornando uma caveira.

Imhotep berrou, em egípcio antigo, e uma nova carne cresceu em sua caveira. As múmias e as Esfinges imediatamente se viraram para o grupo de Zheng e pularam neles.

Zheng gritou alarmado. “Jonathan! Leia as palavras nesse livro! Você pode controlar essas múmias!”

Jonathan se movimentou até o centro do grupo e disse. “Tem muitas Esfinges vindo atrás da gente. Como eu posso encontrar tempo para ler?”

“Merda!” Zheng xingou. “Yinkong, tome conta das Esfinges de trás, eu irei bloquear as da frente! Evelyn! Se apresse e leia as palavras no livro!”

Zheng atingiu a múmia mais próxima e ela foi transformada em pó assim que entrou em contato com seu soco. Ao mesmo tempo, Zheng retirou a faca progressiva, ainda que dano físico não fosse efetivo contra as múmias, ele as fatiou mesmo assim.

Eles podiam ouvir os grunhidos das Esfinges vindo do túnel, atrás deles, e Jonathan rapidamente entregou o livro para Evelyn. “O’Connell, nós realmente vamos morrer se você não vier logo!”

“Cala a boca, Jonathan!”

O’Connell, Ardeth e o curador do museu chegaram atirando pelo outro lado da sala. Com seus rifles, eles fizeram chover balas sobre as múmias. Mesmo que fosse apenas dano físico, atirando diversas vezes, eles ainda foram capazes de aniquilar algumas múmias.

Os três estavam só de cueca. Ardeth parecia o mais violento deles, não apenas estava usando uma pesada metralhadora, tirada de um avião, mas também estava jogando granadas. A sala inteira ficou repleta com o cheiro de pólvora e explosões.

Imhotep transformou-se em uma tempestade de areia e foi na direção dos três homens. Ainda que suas armas fossem poderosas, elas eram inúteis contra Imhotep, quando ele assumia essa forma. Quando Imhotep estava próximo de alcançá-los, Evelyn entoou alto. “Em nome de Ra, eu os comando!”

As múmias, que estavam atacando o grupo de Zheng, subitamente pararam, o corpo de Zheng estava já cheio cortes quando isso aconteceu. Já que, mesmo que ele pudesse matar uma múmia com um acerto, seu punho tinha um alcance menor que o das armas das múmias. Além disso, era difícil evitar todos os ataques quando se estava cercado por tantas múmias. Por sorte Evelyn era fluente em egípcio antigo, diferente de seu irmão, e foi capaz de rapidamente ler as palavras do livro de Amun-Ra.

Evelyn gritou alto. “Destruam Imhotep e seus lacaios!”

Ao ouvirem essas palavras, as múmias imediatamente viraram-se e apontaram suas espadas para Imhotep e as Esfinges, saltando em cima deles.

Imhotep virou sua cabeça na direção dela e gritou. “Me dê o livro de Amun-Ra!” Ele deixou os três homens e foi na direção de Evelyn. O’Connel e os outros dois olharam um para o outro e começaram a destruir os monstros a sua volta. O tiroteio sem parar e as granadas sendo jogadas, fizeram com que eles parecerem ainda mais insanos do que Zheng.

Zheng respirou profundamente. Ele sabia que o roteiro do filme havia voltado ao normal. Apesar de existir algumas diferenças, porém essa cena ainda estava no filme. Ele retirou as duas chaves antigas, de seu anel, e as entregou para Evelyn. “O faça descansar em paz.” Falou para ela, e então disparou na direção da tempestade de areia.

O impacto de ambos, Zheng e Imhotep, o jogaram para os cantos da sala. Imhotep voltou a sua forma humana após de ser atingido pelo golpe com o anel Na. Um fogo estava queimando em seu peito. Depois que o fogo se extinguiu, ele pulou novamente na direção de Zheng.

Zheng limpou o sangue de sua boca e saiu do modo de liberação genética. Ele sentiu-se um tanto em conflito consigo mesmo, enquanto lutava com Imhotep. Imhotep não era uma boa pessoa nos filmes, mas seu amor por Anck-su-Namun era puro e verdadeiro. Ele nunca abandonou Anck-su-Namun nem mesmo uma única vez. E no final do segundo filme, ele ainda amou Anck-su-Namun até a sua morte, mesmo após ela tê-lo traído. Imhotep era apenas uma pessoa normal com um destino trágico. Mau, mas não ao extremo.

Zheng socou Imhotep e o jogou longe. Ao mesmo tempo, Imhotep o socou no rosto. Depois que ambos estabilizaram seus corpos, a voz da Evelyn finalmente soou. “Kadeesh mal! Kadeesh mal! Pared oos! PARED OOS!!”

Imhotep olhou para ela e então cambaleou. Uma biga dourada desceu do altar e veio até ele, quando ela passou por Imhotep, levou consigo um Imhotep translúcido para fora de seu corpo.

Zheng suspirou, então ativou a faca progressiva e caminhou até Imhotep murmurando para ele. “Algumas coisas deveriam ser esquecidas e movidas adiante. Mesmo não sabendo se a transmigração de almas exista no Egito, eu o digo para não amar alguém que não lhe fosse permitido em sua próxima vida.”

A faca cortou através de Imhotep e sua cabeça caiu no chão.

As Esfinges e múmias se transformaram de volta em areia e desapareceram. A tumba inteira começou a tremer violentamente, como se um terremoto estivesse acontecendo. Ao mesmo tempo, os jogadores receberam a notificação de Deus.

“Mudança de missão. Escapem de Hamunaptra antes que ela desmorone. O’Connell, Evelyn e Jonathan não podem morrer. Cada morte reduzirá 5000 pontos.”

“Merda!”

Todos xingaram quando ouviram a notificação. Zheng berrou. “O’Connell! Saia por onde você veio. Nós nos encontraremos do lado de fora da tumba. Yinkong, você ainda lembra o caminho? Vá na frente. Lan, nos dê seu suporte de velocidade. Depressa!” Ele foi até o altar e pegou o Livro dos Mortos, e então seguiram atrás de Evelyn pelo túnel.

Não demorou muito tempo até alcançarem o penhasco onde haviam obtido o Livro de Amun-Ra. Jonathan disse. “Nós fomos atacados aqui por diversas Esfinges. Por sorte o curador do museu encontrou um caminho para fora daqui. Haha. É uma pena que não poderemos pegar aquela base de ouro da estátua.”

Evelyn olhou para a estátua de Ra, mas, antes que ela pudesse dizer alguma coisa, a terra em que estava colapsou e ela escorregou pelo penhasco. Zheng correu atrás dela e imediatamente pulou para agarrá-la. Seu pé se fixou em uma rocha na parede e com um mão segurou em Evelyn, sua mão esquerda foi na direção do Livro de Amun-Ra, que também estava caindo.

“Item de missão obtido. Permite a aprendizagem de magias de ressuscitamento. O usuário necessita possuir uma das seguintes energias: Qi, força psíquica, mana, Nen ou Xian. Pode aprender decifrando as palavras ou através de Deus. Aprendizado custa 1000 pontos. Possuindo o livro, enquanto estiver em um filme, permite a ressurreição de qualquer membro que o usuário tenha tido contato. Cada membro pode ser ressuscitado apenas uma vez, voltando a possuir o seu exato estado antes da morte. Ressurreição requer o dobro de pontos e recompensas ranqueadas que o membro ressuscitado possua.”

Zheng ficou chocado com a notificação e isso atrapalhou sua concentração, o impedindo de ver uma rocha que atingiu sua mão, fazendo com que o livro caísse no fundo do precipício.

“Ahhh!”

Zheng gritou alto, enquanto jogava Evelyn para cima. Jonathan e Lan a pegaram. Ele também pulou alto e gritou com o rosto pálido. “Corram! Esse lugar vai colapsar a qualquer momento!”

O túnel estava colapsando atrás deles conforme eles corriam, mas já que Yinkong sabia o caminho, eles foram capazes de finalmente sair da tumba, antes que ela desmoronasse Então eles correram para fora da cidade.

Assim que todos estavam fora de Hamunaptra, eles olharam para a poeira, que se formou da ruína, e enxergaram três silhuetas correndo até eles. O’Connell, Ardeth e o curador do museu também conseguiram sair com segurança.

“Adeus pessoal. Nós somos gratos pela ajuda de vocês nessa aventura. Eu agradeço em nome do meu time. Jonathan, aqui está o ouro que eu prometi. Nós tomaremos um drink se nos encontrarmos novamente.”

Vendo que os três já haviam saído da cidade, Zheng pegou a chave antiga de Evelyn e murmurou, então retirou as barras de ouro restantes de seu anel e, logo em seguida, fechou seus olhos.

“Espera. Espera. Aqui têm só cinco barras de ouro.”

Quando ouviu a voz de Jonathan, Zheng já havia entrado em um estado de semiconsciência.


Tradutor: Devlin  | Editor: Vands


Contribua com a Novel Mania!