TI: Volume 3 Capítulo 6-2

Volume 3 – Capítulo 6-2

“Zero, Yinkong, fiquem em guarda na cobertura. Nós vamos nos comunicar pelo dispositivo. Não atirem até eu mandar. A segunda onda do fantasma vai atacar pelas costas de quem o tiver ferido… Jie e Tengyi, vocês esperem aqui. Se os fantasmas me seguirem, por favor, atirem…”

Zheng desligou o dispositivo, então correu para fora do parque.

Jie gritou para ele: “Zheng! A onde você está indo?”

“Vou manter minha promessa! E… salvar nosso time!”

Um time existe por causa da união de interesse entre as pessoas. O interesse comum entre eles era sobreviver. Esse era o motivo mais forte, mas sua promessa de nunca abandonar um membro foi o que uniu eles. Mesmo sem essa promessa… Ele ainda iria. Se não, esse time iria parar de existir e… ele viveria na sombra de Xuan!

O caminho do parque para o Sunlight Hotel não era muito longo. Mesmo que demorasse alguns minutos a pé. Os pensamentos de Zheng ficavam mais tranquilos e organizados quanto mais a situação fosse urgente. Ele não viu nenhum taxi na rua, então ele entrou na frente de um carro que estava passando. Assim que o carro bateu nele, ele pulou direto para o banco do passageiro.

O dono do carro estava chocado que alguém tinha pulado para sua frente. Ele imediatamente puxou o freio, mas o carro ainda derrapou para frente. Quando o carro ia bater nele, a pessoa pulou no banco do passageiro. Então o vidro da frente quebrou e o dono ficou desorientado.

Ele só se sentia um pouco zonzo. Depois de alguns segundos, ele se sentiu melhor. Zheng empurrou o dono para fora do carro e pediu desculpas. Então ele fechou a porta e dirigiu para o hotel.

“Lan! Qual a situação? Não chore e me diga como está!” – Zheng pisou no acelerador e gritou para o dispositivo.

Lan parou de chorar aos poucos e falou tremendo: “Eu não vi o fantasma ainda. O talismã está queimando devagar, se eu me aproximo da porta, ele começa a queimar bem mais rápido. Eu só tenho quatro talismãs sobrando, eu não posso me aproximar  da porta… Zheng, que som é esse, você está dirigindo?”

“Pode relaxar, eu vou estar no hotel em dois minutos! Me espere!”

“Não! Eu não permito que você venha para cá! Por favor, não venha, o Ju On vai matar você… Por favor, ninguém vai se lembrar de você. Se você morrer, as pessoas que você ama irão ficar tristes… Lori vai ficar triste.” – Lan de repente ficou emotiva, sua voz estava quase uma mistura de grito e choro.

Zheng ficou quieto por um instante e disse: “Essa é uma promessa que eu fiz para você… Eu também prometi à Lori. Eu não vou morrer, não importa o quê, eu vou sobreviver… Eu vou manter minhas promessas, então eu definitivamente vou sobreviver!”

Com uma derrapagem, o carro deslizou pela estrada por cerca de dez metros e parou. Zheng chutou a porta e correu para o hotel. Ele estava dentro dele antes que o recepcionista conseguisse reagir.

Zheng correu para as escadas. Sua velocidade era impressionante, mas ele ainda ouvia o som do choro de Lan: “Os talismãs acabaram!” – Seguidos de tiros nos andares de cima.

‘Rápido! Rápido!’

Zheng gritava em sua cabeça. Ele estava desesperado tentando se lembrar da sensação de quando ele entrou no primeiro estágio. Depois de um tempo, ele conseguiu. Essa era a primeira vez que ele tinha tentado liberar sua trava sem estar em perigo imediato… e ele tinha conseguido!

Mas ele teve que pagar o preço. Zheng cuspiu uma grande quantidade de sangue. Ele se sentia pior que morrendo, seus músculos estavam tremendo e tendo convulsões, ele sentia como se uma mão estivesse apertando seu estomago e seus ossos estavam rachando. Se não fosse pelos seus talismãs, ele pensaria que o fantasma estava atacando ele.

Junto com a dor veio uma sensação de poder bem maior do que às vezes anteriores que ele tinha liberado sua trava. Os inúmeros instintos de luta, a habilidade de sentir perigo e as técnicas para usar sua força fazia ele se sentir mais seguro.

Se alguém estivesse olhando para ele agora, eles estariam com medo. Porque ele estava correndo com os quatros membros pela parede. Sua velocidade era tão grande que conseguia manter ele grudado lá… como uma besta.

“Aah!”

Zheng gritou quando chegou no andar que Lan estava. Ao mesmo tempo, o talismã em seu bolso começou a queimar. Estava queimando cada vez mais rápido enquanto se aproximava de Lan. Então ele viu a porta da suíte aberta.

A situação de dentro o deixou com raiva. Lan estava parada de frente para ele se tremendo toda. Uma mão pálida alcançou seu pescoço por trás e estava segurando seu pescoço. Então a cabeça de uma mulher apareceu perto do seu ombro.

Zheng correu para ela e colocou um talismã em sua cabeça. A mulher se afastou enquanto fazia os sons ‘kakaka’ como se tivesse sido queimada. Uma vez que ela se afastou, Zheng pegou sua submetralhadora e atirou nela.  O fantasma ria macabramente enquanto as balas mágicas a dispersavam.

Lan caiu no chão logo depois. Então seu corpo começou a tremer. O talismã na sua testa estava queimando mais rápido que antes. Só demorou alguns segundos para ele se transformar em cinzas por completo. Mas o rosto pálido de Lan estava mudando enquanto o sangue voltava à circular em seu corpo.

“Segunda…” – Lan tentou abrir sua boca. Mas ela estava tão fraca que sua voz quase não saia.

Felizmente, Zheng ainda estava no primeiro estágio e conseguiu ouvir sua voz. Ele segurou ela enquanto colocava o último talismã em seu rosto. Ele perguntou com pressa: “Segunda o que?”

“A segunda… Essa é a segunda onda…”

A segunda onda, então a terceira também virá pelas costas?

Zheng ficou concentrado. Ele colocou Lan no chão e correu para a parede mais próxima. Quando ele ia se virar, uma mão pálida apareceu alguns centímetros de distancia do seu pescoço. Zheng pulou e se virou dando um murro nela… ele usou a mão que estava com o Anel Na. Ele concentrou seu Ki no anel e seu punho atravessou a mulher. O campo invisível protegendo o anel parecia ácido. A mulher desapareceu na hora que o campo tocou nela.

“Essa foi a terceira onda. Então a quarta é… ser atacado por vários fantasmas?”

Zheng correu para perto de Lan e a levantou. Quando ele ficou em pé, vários sons ‘kakaka’ vieram de todas as direções, como se centenas de fantasmas estivessem por perto fazendo esse barulho. A sensação de perigo chegou ao seu ápice, era um sentimento tão forte que parecia que a morte estava com sua foice na garganta dele.

A primeira mão pálida apareceu fora da porta. Uma mulher pálida com o corpo contorcido entrou no quarto se arrastando pela parede. Então teve uma segunda, uma terceira…

Zheng começou a atirar com sua arma. Mesmo que ela não fosse muito forte, era rápida e possuía uma grande quantidade de munição. Depois de matar umas dez mulheres, ele sentiu algo de errado atrás dele. Ele se virou e viu mais fantasmas entrando pela janela. Ele correu para janela enquanto atirava neles então se acalmou quando olhava para fora.

As ruas fora do hotel estavam lotadas com esses fantasmas. No mínimo tinha milhares deles que ele conseguia ver, quem poderia saber quantas mais existiam fora do seu campo de visão. A morte deles era só uma questão de tempo…

“Lan, você acredita em mim? Mesmo que pareça como a morte…”

Lan tinha recuperado um pouco da sua energia. Ela assentiu devagar e disse: “Sim. Mesmo que você queira que eu morra… eu ainda vou acreditar em você.”

“Ok!”

Zheng colocou ela dentro do seu colete… Como ele tinha feito quando carregou Lori. Eles estavam colados juntos.

“Segure em mim! Acredite em mim… Nós vamos sobreviver não importa como!”

Então Zheng gritou por causa da dor. Para a surpresa de Lan, seu braço direito começou a aumentar em uma velocidade alarmante. Ele parecia três vezes maior que um braço de um fisiculturista. Os músculos do braço pareciam como um organismo vivo.

“Então esse é o segundo estágio da liberação genética… Segure em mim! Lan!”

Zheng a agarrou com seu braço esquerdo e sua faca na sua mão direita modificada. Ele quebrou o vidro com um chute e se jogou. Eles estavam no 20º andar do Sunlight Hotel…

“Aaaah!”

Assim que Zheng pulou, ele enfiou sua faca na parede. Os dois começaram a cair rapidamente enquanto a faca cortava o concreto da parede.

[PE: Pelo que eu entendi, a faca que ele está usando, é a faca que Xuan deu para  ele, mesmo não dizendo nada que Xuan tinha devolvido. Por isso deixei como uma faca qualquer, mas pense que é uma faca mais resistente e afiada que as normais.]

Contribua com a Novel Mania!