TI: Volume 3 Capítulo 3-1

Volume 3: Capítulo 3-1

Os quatro voltaram para o hotel, a situação dentro da suite chocou eles antes mesmo que eles tivessem a chance de dar as boas noticias.

Dentro do quarto de Zheng. Quando eles abriram a porta, eles ouviram o grito de dois homens.

“Não, não chegue mais perto! Arma, sim, eu tenho uma arma…” – Essa era a voz do Renjia.

“Não me leve para dentro. Eu não consigo ver nada. Não me carregue…” – Esse era Ding chorando.

Todas as luzes estavam ligadas, a TV estava no volume máximo. Felizmente, o quarto era a prova de som e não atraiu nenhum empregado. Os dois homens estavam sentados juntos no meio do tapete. Um deles apontava a arma para a porta com as mãos tremendo.

Zheng e Jie correram em direção à ele e agarraram a arma antes que ele pudesse atirar.

Depois disso é que eles perceberam quem eram aquelas quatro pessoas. Renjia agarrou a perna de Zheng e começou a chorar enquanto Ding se encolheu deitado no chão.

Zheng e os outros três se olharam. Eles tinham um mal pressentimento. Zheng ajudou Renjia a se levantar e perguntou: “O que aconteceu? Onde está Bingyi? E Yanwei? Por que só vocês dois estão aqui? O que aconteceu?”

“Não adianta perguntar para eles, eles viraram idiotas depois do susto.”

A voz de Yanwei vei do lado. Eles se viraram para ver ela vestida em uma lingerie e  estava encostada na porta para o quarto.

Ela parecia ter se maquiado. Ela riu e disse: “Esses três idiotas não puderam aguentar quando eles estavam tentando me espiar enquanto eu trocava minhas roupas. Mas depois ouvi alguns tiros e esses dois voltaram correndo do banheiro. Ah! E eles disseram que iriam me proteger, homens… eles sempre vão deixar as mulheres para trás e fugir do perigo, não importa qual seja. Haha…”

As palavras dela pareciam significar mais do que isso, mas eles não tiveram tempo para pensar nisso. Lan foi falar com Yanwei e os outros três começaram a questionar os jovens. Mas, além do choro, eles não conseguiam falar uma frase lógica. Então abriram a porta, Yinkong andou devagar para dentro com o livro nas mãos.

“Interessantes jeitos de morrer. Teve novos assassinatos na rede da policia. Um jovem foi achado morto dentro de um cano de um banheiro de um supermercado. Todo seu corpo foi espremido e enfiado dentro de um cano de 10 centímetros de circunferência. Dois morreram fervidos. Os examinadores descobriram que todos seus órgãos além dos estômagos tinham sumido. Um desses estava cheio dos órgãos do outro. E o último…”

“Isso é o bastante!” – Zheng levantou Yinkong e gritou: “Por que você está falando sobre todos os detalhes? Você quer que a gente perca nossa confiança e moral? Você acha que um bando de pessoas que desistiram podem sobreviver durante esses sete dias?”

Os olhos dela ficaram frios: “Me solte… Eu digo o que eu quiser. Me unir ao seu grupo não significa que eu aprovo você. Para mim, Zero é o único qualificado para ser meu parceiro, vocês todos são…”

Antes que Zheng conseguisse responder, ele sentiu dor no seu pulso e sangue vazou. A pequena mão dela era tão afiada quanto uma faca. Ela cortou facilmente a pele de Zheng. Ela deu um passo à frente e sua mão foi em direção à artéria no pescoço dele.

Zheng empurrou a mão para cima e, ao mesmo tempo, chutou ela no estômago. Ela voou até a parede, mas pulou de volta e sua mão agora mirava o coração dele.

‘Essa, essa sensação!?’

Zheng tirou uma faca do anel. Ele entrou no modo livre das travas. Essa sensação de perigo fez ele perceber que essa garota na frente dele estava no mesmo estado que ele… Ela tinha liberado sua trava genética!

Assim que a faca e a mão iriam se tocar, eles dois pularam para trás. Nesse momento a sensibilidade de ambos para o perigo estava enorme, então uma bala passou entre eles. Quando eles olharam para a porta, Zero estava em pé segurando uma arma em sua mão.

Yinkong saiu do primeiro estágio. Ela pegou seu livro do chão e sentou no sofá sem emoção alguma: “Incluindo você, eu aprovo duas pessoas nesse time…”

[PE: Vou começar a colocar assim. Primeiro estágio é o mesmo que liberação de travas]

Zheng não saiu desse estágio e respondeu: “As mesmas palavras de merda, quem você acha que é? Por que todos no time precisam da sua aprovação? Um Xuan já é o suficiente, eu não quero ver pessoas esfaqueando as costas uma das outras! Ou você vai embora ou trate todo mundo com sinceridade. Se você acha que seu poder faz você superior aos outros, eu vou matar você agora!”

A submetralhadora apareceu na sua mão esquerda: “Eu estou falando sério, não pense que estou brincando!”

Ela disse sem levantar a cabeça: “Nenhum problema, você é o líder. Se eu não estiver satisfeita com seu trabalho, eu vou desafiar e matar você. Antes que isso aconteça, suas palavras são ordens… Podem continuar, teve outra pessoa que morreu. Ou seja, cinco pessoas morreram hoje. Um do nosso grupo e quatro deles.”

Zheng finalmente saiu do primeiro estágio. Ele se sentou do lado de Jie, Zero foi para o lado deles. Com os dois protegendo ele, disse: “Então só sobraram três novatos… e Xuan?”

Yinkong não respondeu, mas Lan riu: “Com essa velocidade, nós não temos nenhuma chance de sobreviver durante sete dias. A gente deveria entrar em contato com Xuan?”

“Não.” – Zheng ficou tenso. Seu corpo começou a tremer, esse era o pós efeito da liberação da trava genética. Ele tinha que sentir essa dor toda vez. Demorou um pouco mais de um minuto para ele se acalmar. Enquanto Yinkong não mostrava nada de anormal, a não ser um pouco de suor.

Zheng limpou sua testa: “Se ele quiser entrar em contato com a gente… ele vai fazer isso. Se ele for sincero em querer entrar em nosso time, ele precisa parar de pensar daquela forma. Então nós…”

Os novatos que não eram familiarizados com Xuan estavam indiferentes com as palavras deles, mas Jie e os outros veteranos suspiraram. Então Tengyi começou a explicar a história sobre as escrituras. Zero e Yinkong estavam surpresos em vê-las. Eles nunca esperaram que os templos fossem de alguma ajuda. De primeira, eles estavam suspeitos, mas no momento em que eles tocaram nas escrituras e sentiram o calor delas, eles acreditaram.

Tengyi estava falando sem parar. Ele parecia o tipo de pessoa que gostava de aventuras: “Vocês não viram isso. Nós fomos atacados pelo fantasma da criança, mas uma vez que pisamos dentro do portão principal, ele foi embora. Haha. Parece que nós podemos sobreviver durante esses sete dias com essas escrituras.”

Depois de uma conversa, eles decidiram guardar as escrituras em grupos de três enquanto os outros seis descansavam. As três mulheres formaram um grupo, os outros foram decididos aleatoriamente. Zheng, Jie e Zero; Tengyi e os dois estudantes. Cada grupo iria proteger as escrituras em turnos de três horas todas as noites.

Mesmo que Yinkong não tivesse gostado do arranjo, ela seguiu sua palavra de antes e aceitou viver em uma suíte com as duas outras garotas.

Tudo parecia perfeito, mas eles não perceberam que os dois estudantes estavam se olhando e Yanwei olhou para eles e sorriu.

Contribua com a Novel Mania!