TI: Volume 2 God’s Lobby 2-2

Volume 2: God’s Lobby 2-2

Zheng respirou fundo. Ele olhou para fora da janela, esse era o local onde ele trabalhava como gerente. O clima estava ensolarado, uma manada de pássaros voava, a atmosfera pacífica e as vozes da rua. Esse era o mundo real que ele cresceu. Um lugar sem monstros, aliens ou T-vírus, sem nenhum terror extremo. Um mundo pacífico que parecia o paraíso agora.

De repente Zheng sentiu que o mundo real era tão estranho. Como se pertencesse a sua vida anterior. Depois de experienciar tantas situações de vida ou morte, ele percebeu que tinha renascido.

“Eu estava com tanto medo, medo de que eu era só uma ilusão criada por aquela esfera de luz. Haha. Nós podemos voltar para o mundo real, isso me deixa tão feliz… Pervertido, o que você está pensando?”

Zheng balançou a cabeça, algumas informações novas estavam lá. Essa era uma mensagem que Deus deu para ele. Nesses trinta dias no mundo real, ele não podia falar nada sobre a dimensão dele, se não, ele ou qualquer coisa que pertencesse à ele seria apagado.

No final desses trinta dias, ele deveria voltar para o escritório dele. Deus iria transportá-lo de volta. Ao mesmo tempo ele tem que estar tocando tudo que o pertencesse. Os itens que não estivessem ao seu toque iriam ser deixados nesse mundo. Caso o item só pudesse ser obtido na dimensão de Deus, então seria apagado. Se ele não voltasse para o escritório, ele seria apagado.

“Isso significa que eu não posso dizer nada sobre aquele local, eu preciso estar aqui em trinta dias e segurar a mão de Lori.”

Zheng assentiu enquanto pensava nessas informações. Então ele disse: “Vamos indo. Lori, eu vou te levar para a casa dos meus pais.”

Fora do escritório, várias pessoas estavam trabalhando. Dezenas estavam na frente de um computador, outras estavam conversando. Assim que Zheng e Lori saíram da sala, muitas pessoas viraram para eles. Por um momento, o lugar ficou um silêncio.

“Chefe Zheng…”

Depois do silêncio, pessoas se juntaram a Zheng e começaram a fazer perguntas. Basicamente, onde é que ele estava nesses dias.

Zheng agarrou um jovem que estava perto e foi em direção ao elevador enquanto perguntava: “San, quanto tempo eu não venho para a companhia? Qual a situação atual?”

San pegou um maço de cigarro e deu um para Zheng: “Zheng, alguma coisa aconteceu com sua família? Por que você foi embora sem dizer nada? Pelo menos deixe uma mensagem. Ninguém sabia onde você estava, então aquela puta demitiu você por ausência. Ela deu seu cargo para o namorado dela e ele está irritando todo mundo. Se você não tivesse vindo, nós teríamos saído juntos…”

Zheng fumou e disse: “Sim, uma coisa aconteceu… San, eu vou te ensinar uma coisa. Ela não gosta de brincar no escritório dela? Compre uma câmera pequena e esconda lá. Mas não vá muito longe, só ameace eles… Eu tenho que ir agora. Por favor, cuide da minha família caso algo venha a acontecer. A saúde dos meus parentes não está muito boa, então visite eles de vez em quando.

Antes que San pudesse responder, Zheng entrou no elevador. [PE: Mas e o tempo? Kkkk][N.R~Disse tudo menos o tempo kkkkk]

Os dois suspiraram quando saíram do edifício. Zheng estava abismado depois de experienciar tanta coisa, mesmo que não fosse muito, ele tinha mudado. Lori estava maravilhada com a aparência da cidade. Suas memórias eram de dez anos atrás, quando a cidade não estava tão bem desenvolvida. Depois de um tempo, eles se misturaram com um mar de pessoas.

Enquanto ela estava tendo dificuldade para andar entre as pessoas, Zheng a colocou no colo. Lori ficou vermelha mas sorriu e disse: “Tantas mudanças, se você tivesse me deixado sozinha aqui, eu iria me perder em alguns minutos. Hehe. Talvez eu seria raptada por traficantes de humanos.”

“Eu não vou abandonar você… definitivamente não!”

O sorriso dela ficou maior, ela quase se agarrou à ele: “Nós só temos trinta dias. Hm… Vamos ir ver seus pais primeiro, depois vamos visitar os meus. O que você acha?”

Zheng assentiu, então ele parou assustado: “Merda!… Nós não temos nenhum dinheiro. Eu deixei a jaqueta com dinheiro no filme… Parece que vamos ter que ir andando.”

Nada mais embaraçoso do que ter um metro cúbico de platina em seu anel, mas não ter nenhum dinheiro para pegar um taxi. Eles não tinham o que fazer, eles tinham que andar até a casa dos pais dele.

Os dois chegaram ao anoitecer. Esse era um edifício popular. Ele parecia ser feito para pessoas de classe média. Depois de bater na porta, uma mulher com idade aparente em torno dos cinquenta anos apareceu.

Ela imediatamente reconheceu Zheng e sorriu: “Filho, por que você veio aqui hoje? Você não estava em casa no sábado passado e seu celular disse que estava fora de serviço quando eu tentava ligar para você. Você viajou à trabalho? Entre, venha.”

Zheng puxou Lori detrás dele e disse com um sorriso: “Mãe, olha quem é ela…”

Lori falou como uma criança: “Oi tia, eu vim para brincar.”

Ela ficou confusa por alguns segundos depois agarrou Lori em choque. Ela olhou da cabeça aos pés várias vezes antes de gritar: “Amor! Venha aqui! Amor!”

Zheng fechou a porta. O casal estava olhando para Lori animados. Isso fez Lori se sentir com vergonha, mas feliz. Mesmo que ela tivesse sido mandada não falar nada sobre onde ela esteve. O casal chamou os pais de Lori e começaram a fazer várias perguntas. Depois de Lori fugir de algumas perguntas, eles mudaram de assunto.

Uma hora depois, enquanto eles estavam lanchando. Alguém bateu na porta. A mãe de Zheng abriu ela e outro casal aos seus cinquenta anos estavam lá. Eles correram para Lori quando viram ela. A mulher agarrou ela e começou a chorar. O homem ficou calmo, mas seus olhos estavam vermelhos.

“Ok, ok, esclareça tudo de uma vez.” – O homem puxou a mulher: “Você é mesmo Lori? Isso é impossível, nós vimos ela morrer com nossos próprios olhos.”

Então ele olhou para Zheng: “Ela é uma atriz que você contratou? Me diga, que merda é essa!? – Ele já estava gritando quando terminou de falar.

Lori começou a chorar, ela ia dizer algo, mas Zheng puxou a mão dela e disse: “Tio, eu não usaria Lori como uma brincadeira… Eu posso prometer que essa é a verdadeira Lori, sua filha, por favor, me perdoe, mas eu não posso dizer mais nada.”

Antes que o homem conseguisse falar, o pai de Zheng gritou: “O que você não pode falar? O que é isso? Isso não é um segredo da sua companhia, isso envolve uma vida! Eu sou seu pai, você tem que falar quando eu mandar você falar.”

Zheng balançou a cabeça: “Pai, eu entendo, mas eu não posso dizer nada. Se eu falar algo, ambos vamos morrer. Eu prometo que essa é a verdadeira Lori que vocês conhecem.”

A mãe de Zheng impediu que o pai dele falasse mais alguma coisa. Ela riu: “Não importa o que, o fato de ela ter voltado já é maravilhoso. Se ela tiver voltado mesmo do… é verdade que eles não podem nos dizer nada.”

Voltar de onde? Claro que do inferno, pessoas com a idade deles tendem a acreditar em superstições. Alguém que morreu à dez anos atrás aparecendo na frente deles, a aparência, expressões e tom de voz são exatamente o mesmo de antes. Além do fato de Zheng não poder dizer nada, tudo incentivava suas crenças.

Zheng se sentiu relaxado. Ele estava preocupado que não conseguiria contar a história de Lori. Mesmo que seus parentes estivessem errados, ele estava feliz com a forma de pensar deles.

“Pai, mãe, tio e tia, nós só podemos ficar aqui por um mês. Depois de um mês, nós temos que ir embora.” – Zheng falou para eles depois que se acalmaram.

A mãe de Zheng começou a tremer, seus olhos estavam cheios de lágrimas: “Filho, você também…”

Zheng segurou ela e sorriu: “Não, mãe, eu não morri. Eu ainda estou vivendo muito bem. [PE: Kaô][N.R~Ah , só quase morri umas vezes ai…] Toque minha mão, veja, está quente. Eu só disse que eu e Lori temos que ir embora… por um ou dois anos. Nós ainda temos algumas coisas para terminar. Então nós iremos voltar e nunca mais ir embora.”

Enquanto as mulheres choravam, os homens estavam confortando elas: “Sim, é bom que eles possam voltar, por que você está chorando? É só um ou dois anos, nós já esperamos por dez anos. Um ou dois anos irão passar em um piscar de olhos…”

Zheng supirou, andou para a janela e fechou a cortina. Ele tirou suas coisas, ativou o anel e colocou tudo no chão.

Ele pegou uma barra de platina e sorriu: “Fiquem tranquilos. Eu definitivamente vou voltar com Lori. Essa platina é uma especialidade de onde nós viemos. Elas são bem baratas lá. Tio e tia, vocês não estavam muito bem esses anos, Lori me ajudou a ganhar isso, então vocês deveriam ficar com metade. Mas tomem cuidado quando forem vender, vendam uma barra por vez.”

Comparado com as palavras dele, a platina era bem mais chocante para eles. Vários segundos se passaram enquanto todos ficaram em silêncio. Ninguém percebeu que um pequeno botão debaixo da faca piscou uma vez.

Contribua com a Novel Mania!