TI: Volume 1 Capítulo 2-2

Volume 1 – Capítulo 2-2

Kaplan ligou três computadores. Suas habilidades eram definitivamente de primeira classe. Suas mãos não pararam de mexer em três teclados diferentes, depois de vários minutos a porta levando para o computador central ainda estava fechada.

Rain perguntou: “Por que está demorando tanto?”

Kaplan respondeu sem tirar os olhos das telas: “As defesas da Rainha Vermelha estão ativadas. Ela está dificultando as coisas.”

Enquanto ele falava, a porta se abriu. One assentiu: “Vamos pega-la”. – Então ele se virou para o grupo de Zheng – “Vocês ficam aqui.”

Adiante da porta estava um corredor com uns dez 4 metros de extensão, com paredes feitas de vidro, diferente do aço e ferro das paredes de fora.

One andou primeiro. Ele estava indo devagar, observando com cada passo. Mesmo quando ele chegou no centro do corredor, seu corpo todo estava tenso. As luzes das paredes se ligaram.

A voz de Kaplan falou no fone de ouvido: “As luzes são automáticas. Nada com o que se preocupar.”

‘É obvio que as luzes vêm do sistema de defesa. Luzes automáticas e nada com o que se preocupar?’ Zheng pensou.

Quando ele ia dizer alguma coisa, mas uma mão puxou ele. Zheng se virou e viu Lan balançando a cabeça.

One terminou de configurar o transmissor, um aparelho parecido com um celular. Ele colocou o sensor na porta. Kaplan começou a teclar de novo. Depois de um tempo, a porta do outro lado do corredor abriu.

One respirou fundo e chamou o grupo com um balanço da mão: “Vamos indo.”

Alice perguntou de repente: “O que é isso?”

Kaplan que estava mais perto dela: “Isso é o que vai desligar a Rainha. Um pulso eletro-magnético massivo. Fará com que o servidor principal reinicie.”

Quando os mercenários estavam indo entrar no corredor, Zheng não conseguiu evitar e gritou: “Esperem, esperem. Vocês não acham isso estranho? Esse computador parece ser bastante inútil deixando vocês o desligarem assim. Eu não acho que as coisas sejam tão simples, provavelmente tem algo errado com esse corredor.”

Os mercenários pararam e olharam para ele. Lan bufou e se afastou dele. Ela se moveu para perto de Alice.

One saiu do corredor e encarou Zheng. “Ok. Você e você vão ir com a gente.” – Ele apontou para Zheng e Mou.

Os braços e pernas dele ficaram gelados quando ele ouviu isso. Ele sabia que o corredor era uma armadilha mortal. Qualquer pessoa que entrasse iria morrer, mesmo One iria ser cortado em pedacinhos.

Zheng finalmente entendeu porque Jie olhou daquele jeito para ele antes. Sim, ele não podia deixar de tentar mudar a história. Mesmo sendo difícil mudar os acontecimentos. E agora que ele iria muda-la, mas por conta disso Deus aumentou drasticamente a dificuldade.

Mou colocou as mãos na cabeça e começou a gritar: “Não, eu não quero fazer isso, eu não vou entrar aí!” Enquanto ele gritava, ele começou a correr para a saida. Antes que Zheng ou alguém pudesse reagir, os mercenários miraram e atiraram nele. Antes dele cair no chão, já estava morto.

“Waahr” Zheng e Xiaoyi começaram a vomitar. Uma vida foi tirada na frente deles. Zheng estava se sentindo horrível por dentro, porque ele não conseguia ficar quieto e causou a morte de Mou.

One olhou para ele com um olhar frio: “Eu suspeitava de vocês desdo começo. Mesmo que seus dados estejam na corporação, vocês não parecem nada com seguranças. Agora vocês estão tentando fazer a gente não reiniciar a Rainha Vermelha? Ok, Zheng, você vem com a gente.”

Zheng congelou. O estômago dele estava embrulhado por causa do vomito. One não deu uma pausa para ele, o puxou pela camisa e entrou no corredor com os outros.

Uma vez dentro, assim como aconteceu no filme, as portas se fecharam. One e os outros mercenários ficaram em posição com as armas na mão, então falou para o microfone: “Kaplan?”

Kaplan entrou em pânico: “Algum sistema de defesa escondido. Abrir a porta o ligou.”

“Desligue isso agora.”

Kaplan estava suando: “Trabalhando nisso.”

“Mantenham suas posições. Fiquem calmos.”

Zheng estava assustado, ele sabia que a cena do filme estava começando e ele tinha se tornado uma parte dela. Como ele antecipou, as paredes de vidro brilharam, um laser fino apareceu entre as paredes. Esse laser começou a se mover em direção aos mercenários e Zheng.

One foi o primeiro a reagir. Ele se abaixou levando dois mercenários junto com ele. Zheng estava concentrado desdo começo.  Ele se jogou no chão quando o laser apareceu, o laser mal tocou seu ombro. Ele podia sentir o calor passando perto dele. Além disso, sua mente estava totalmente limpa.

“Médico! Médico!” – One gritou.

Isso trouxe Zheng de volta para realidade. Ele virou e viu a cabeça do médico caindo devagar no chão. Ela parou no chão olhando para Zheng como se estivesse o amaldiçoando.

“Não, não! Eu não quero morrer!” Zheng gritou como um louco. Enquanto ele gritou, sua mente pareceu ficar mais calma. Ele começou a se lembrar da cena do filme.

One estava segurando um mercenário que tinha perdido seus dedos. Então alguém gritou: “Está voltando!”

Dessa vez o laser ia começar na altura do tornozelo. Zheng se lembrou dos detalhes dessa cena. O laser iria mudar de direção na hora que o segundo mercenário pulasse, cortando ele no meio. Ele só tinha uma chance, se ele falhasse, o laser ira matar ele. Ele não sabia se essa parte iria mudar devido à interferência dele, mas ele só podia confiar no que ele sabia.

Quando o laser começou a se mover, o mercenário no chão morreu. Os dois restantes começaram a andar para trás. Zheng se concentrou no mercenário na frente. Um segundo, dois segundos, parecia que o tempo tinha ficado mais lento. Ele não podia ouvir nada e o ambiente a se movia muito devagar.

“Limite da capacidade mental ultrapassado! Recompensa: 500 pontos, capacidade mental aumentada em 20 pontos e velocidade de reação aumentada em 30 pontos!”

Uma voz fria e mecânica soou no ouvido de Zheng. Mas ele não conseguiu ouvir isso. Toda sua atenção estava no mercenário à sua frente. No momento em que ele pulou, Zheng se jogou no chão. O laser passou por ele, essa luz vermelha era como a foice da morte. Nesse momento, Zheng acreditou nas palavras de Jie. O corpo dele tinha se transportado para esse jogo, isso era o trabalho dos deus, ou talvez dos demônios. Eles… Poderiam morrer aqui.

O laser mudou de direção como esperado e cortou o mercenário no meio. Depois dele ter passado, Zheng deu um pulo para se levantar. Ele olhou para trás e viu na janela da porta que Lan estava olhando para ele com lágrimas nos olhos.

Zheng sorriu para ela, segurou One e correu para perto da porta. Ele só podia ter esperança que o roteiro não tivesse mudado nesse ponto. O laser só iria parar quando chegasse perto da porta. Não tinha nenhuma forma de conseguir se desviar, porque o laser iria se transformar em uma rede de pesca. Tudo o que ele podia fazer era ficar perto da porta e rezar. Por favor siga a história e termine com isso!

One estava se balançando para tentar fugir do aperto de Zheng: “Me solte! Esse lugar vai nos cortar ao meio! Me deixe ir!”

Zheng segurou seu pescoço e disse: “Confie em mim! Não tem como desviar dessa vez. Fique perto da porta e podemos tentar nossa sorte! Confie!”

O terceiro laser se formou e estava indo em direção à eles. Seu caminho iria cortar eles ao meio. One tentou sair do braço de Zheng, mas ele não conseguia. Zheng estava com o corpo todo grudado na porta e seus olhos fechados.

“Viver, eu quero viver, mesmo que eu esteja em uma situação como essa, eu quero viver!”

O laser rapidamente se transformou na rede e estava se aproximando deles. One começou a gritar e entrou em desespero, o laser começou a sumir e desapareceu alguns centímetros na frente dele. Ele podia sentir o calor tocando na sua cara. Por um momento ele não podia acreditar que ainda estava vivo.Talvez as preces dele tivessem alcançado os deuses.

Zheng abriu os olhos. Ele não tinha visto o laser desaparecer, mas ele sabia que tinha conseguido. Sabendo dos detalhes da cena ajudou ele a ficar vivo na beira do abismo. Ele nunca esteve tão próximo da morte durante esses vinte e tantos anos de sua vida. A morte estava tão próxima que parecia estar com a mão no seu ombro.

“O que é isso?”

Enquanto Zheng pensava em sua sorte, ele achou uma pequena bola de luz no pescoço do One. Ele pegou ela e, logo, desapareceu com seu toque. Uma sensação de calor percorreu da sua mão para todo seu corpo, uma sensação extremamente confortável.

“Recompensa de missão secundária: Rank B + 5000 pontos.”

A mesma voz fria e mecânica apareceu. Zheng então se lembrou que ele tinha ouvido algo antes. Tinha dito 500 pontos e aumento na capacidade mental e velocidade de reação. Isso era como  uns 500 pontos se ele fosse melhorar suas características. A metade da quantidade que ele iria ganhar se sobrevivesse à esse filme.

Esses 5000 mil pontos foram como um presente do paraíso. Zheng estava bastante surpreso. Quando a porta se abriu, várias pessoas correram para o lado dele, ele ainda estava com uma expressão de surpresa.

Xiaoyi bateu no ombro dele: “Você é brilhante! Você sobreviveu à isso!”

Os pensamentos de Zheng voltaram para a realidade. Ele balançou a cabeça com um sorriso sarcástico. Ele nem sabia o que dizer. Foi muito estímulo para uma pessoa de um mundo pacífico.

Lan chegou perto dele e falou: “Você mereceu isso. Eu estava tentando te lembrar para você não interferir na história, mas você não ouviu. Jie estava certo. Nossa maior defesa aqui não é sorte, é saber o roteiro. Sua sorte não vai estar sempre com você. Pare de ser tão impulsivo. Ninguém quer morrer aqui.”

Zheng balançou a cabeça, ele não respondeu. Ele não sabia se ele deveria falar sobre as recompensas. Missão secundária Rank B? O que isso significava? Quer dizer que ele mudou o roteiro ou salvou alguém que deveria ser morto?

Ele não sabia. Isso foi perigoso, ele quase morreu aqui. E aquele homem de meia idade morreu por causa dele. Ele estava com muito medo de mudar algo a partir de agora. Jie provavelmente não iria deixar ele fazer mais nada. Porque ninguém sabe o vai acontecer depois disso. Talvez todo mundo vai morrer aqui, incluindo os jogadores e personagens.

Isso era um filme de terror. Ninguém está à salvo de verdade. Todo mundo pode morrer. Eles estavam apenas lutando para sobreviver.

 

Contribua com a Novel Mania!