SOTR – Capítulo 314 – Uma batalha louca.



O Lagarto de Fogo parecia ter perdido completamente sua sanidade.

Sua cauda bateu contra o chão várias vezes enquanto a sua cabeça se contorcia de forma aleatória, enquanto seu corpo todo se arqueava e flexionava.

Era como se o chão tivesse atacado, e não o Rei Corvo. E então o lagarto queria descontar toda sua fúria naquela área de terra.

Poeira e sujeira voavam para todos os lados enquanto o som era alto suficiente para agitar os céus.

Os tímpanos de Jiang Chen latejavam mesmo com ele a uma grande distância. Por sorte o Coração de Pedra estava anormalmente forte, e ele não recebeu nenhum dano mental.

“Estranho, que estranho, mesmo que ele tenha ficado cego, esse Lagarto de Fogo, essa criatura do Reino Santo, não deveria ter começado um ataque completamente enfurecido?”

Jiang Chen sentiu que algo estava errado. Com a violência do Lagarto de Fogo, ele não atacaria aleatoriamente. Afinal, ele era uma criatura espiritual do Reino Santo!

Gastar sua energia assim era como adicionar combustível às chamas, ele não entendia isso?

Bam bam bam!

O chão afundava um pouco mais, sempre que o Lagarto de Fogo batia. Poeira e sujeira cobriram os céus como uma cortina de fumaça, dificultando a aproximação do Rei Corvo.

De repente, um pensamento passou pela cabeça de Jiang Chen – O Lagarto de Fogo estava tentando escapar!

Na verdade, o Lagarto de Fogo tinha entrado na vala que ele tinha feito. Metade de seu corpo já estava abaixo do chão, e apenas sua cauda continuava batendo na terra, enviando uma chuva de barro para o ar e confundindo o Rei Corvo.

O que estava agindo era cego, enquanto os outros viam tudo!

Jiang Chen tinha visto através das intenções do Lagarto de Fogo, mas o Rei Corvo ainda não tinha percebido nada.

O Rei Corvo só conseguiu entender as intenções do Lagarto de Fogo quando todo o corpo do Lagarto já estava completamente dentro do chão.

Ele sacudiu a cabeça e se inclinou bruscamente, as chamas de sua fúria queimavam quando ele ordenou que todos os Corvos Flamejantes atacassem em direção do chão juntos.

Esta espécie, os Corvos flamejantes, era realmente habilidosa com as chamas.

No entanto, sua técnica era ineficaz contra o Lagarto de Fogo das Escamas Vermelhas, então os Corvos Flamejantes não tinham se incomodado em usar o fogo até o momento.

Este tipo de imunidade era um acaso.

Todos os Corvos Flamejantes imediatamente posicionaram suas asas em forma de lâminas quando receberam as ordens para atacar na direção do chão.

O Lagarto de Fogo podia ter se enfiado no chão, mas com a condição atual de seu corpo ele não iria chegar muito longe.

Os Corvos Flamejantes dispararam contra o chão como se suas vidas dependessem disso e começaram a cavar, entrando rapidamente no fosso que havia no chão.

A cauda do Lagarto de Fogo foi rapidamente encontrada.

Só restava um pouco de força para o Lagarto de Fogo, então sua velocidade naturalmente tinha diminuído. Originalmente ele poderia voar pela terra, mas dessa vez o Lagarto de Fogo não conseguiu escapar dos Corvos Flamejantes.

O Rei Corvo zombou enquanto suas asas se transformaram em lâminas e ele voou violentamente mirando na cauda do Lagarto de Fogo.

Um som alto e claro de algo batendo soou, como se duas armas de ferro estivessem se chocando uma contra a outra.

O Rei Corvo ficou ainda mais implacável e sua velocidade aumentou, lançando uma chuva de golpes loucos em um só ponto, incessantemente.

A armadura de escamas do Lagarto de Fogo era realmente forte, mas ainda era necessária muita força física para manter ela. Havia menos de dez por cento de sua força original sobrando no corpo do Lagarto de Fogo, e ele realmente já estava em seus momentos finais.

A força que ele ainda tinha em seu corpo era insignificante, por isso ele só poderia depender de suas defesas naturais para se proteger.

Com um ou dois golpes, apenas pequenos arranhões apareceram nas escamas de sua cauda.

Mas os golpes continuaram um após o outro, e depois de trinta, um corte profundo apareceu na cauda.

Era claramente um corte profundo, tão profundo que o sangue fresco estava saindo da ferida.

Os Corvos Flamejantes eram uma raça de natureza violenta e sangrenta, e o Rei Corvo ficou completamente louco depois de ver sangue. Ele chamou seu exército de Corvos Flamejantes para atacarem juntos no mesmo ponto.

Gotas de sangue caíam enquanto o Rei Corvo ficava cada vez mais excitado, abrindo o bico para engolir todo o sangue.

Este era o sangue de um descendente dos dragões, o Rei Corvo naturalmente não deixaria que sequer uma gota desse sangue fosse desperdiçada.

“Caw!!”

O Rei Corvo estava completamente orgulhoso de si mesmo quando provou esse sangue. Ele gritou e se empolgou, deixando a alegria transparecer em seu coração.

Ele tomaria a vida do seu oponente que estava ferido!

Quando os Corvos Flamejantes viram o sangue fresco derramando, eles começaram a atacar com maior ferocidade.

O corpo do Lagarto Flamejante continuou sendo revelada à medida que os corvos cavavam.

Os Corvos Flamejantes obviamente ainda não estavam satisfeitos com apenas uma ferida em seu oponente, e então começaram a atacar outras partes do corpo.

O Lagarto de Fogo parecia ter perdido completamente a sua capacidade de se defender e deixou que os Corvos Flamejantes o atacassem como desejavam.

Como já dizia o ditado, um grande número de formigas poderia matar até mesmo um elefante.

Como o Lagarto de Fogo não conseguia mais contra atacar, os Corvos Flamejantes ficaram mais e mais ousados enquanto atacavam. Adicionando isso à sua vantagem numérica, as conseqüências dos ataques se tornaram rapidamente visíveis.

As feridas começaram a aparecer por todas as partes do corpo do Lagarto de Fogo enquanto o exército de Corvos Flamejantes continuava atacando.

O sangue escorria de todos os lados, causando uma excitação sinistra nos Corvos Flamejantes, enquanto eles gritavam e atacavam loucamente.

“Não acredito, o Lagarto de Fogo vai deixar acontecer assim?”

Jiang Chen achou que a cena em que o exército de Corvos Flamejantes torturava o Lagarto de Fogo era simplesmente inacreditável.

Mas em apenas um momento, houve um pequeno movimento inesperado.

Wham!

De repente, a terra começou a tremer violentamente, como se estivesse explodindo.

Um redemoinho enorme se formou no chão e estava ficando maior rapidamente, agitando vários pedaços de terra. Sob a influência de uma forte aura, a sujeira ao redor se transformou em ataques tão violentos quanto flechas letais.

Bam, bam, bam!

Todos os pedaços de terra estavam cheios de metal, e acertaram os Corvos Flamejantes que estavam por perto foram todos acertados por aquele ataque assustador.

Os Corvos Flamejantes que estavam muito perto do redemoinho se tornaram indefesos. Mesmo com sua reação extremamente rápida eles não conseguiram fugir.

Os gritos cheios de horror soaram por todos os lados, enquanto quase nenhum Corvo Flamejante conseguia escapar.

Ao mesmo tempo, o corpo do Lagarto de Fogo de repente se levantou como se um lendário dragão estivesse emergindo dos mares.

Seu enorme corpo subiu em linha reta, como uma pequena montanha surgindo no meio das planícies.

Sua boca se abriu enquanto seus dentes amarelos se aproximavam do Rei Corvo.

O Rei Corvo também foi extraordinariamente rápido enquanto bateu suas asas em retirada. Ele queria usar sua velocidade para evitar esse último ataque do Lagarto de Fogo.

No entanto, era uma pena, mas o Lagarto de Fogo tinha calculado absolutamente tudo. Como ele provavelmente poderia deixar o Rei Corvo escapar?

Quando o Rei Corvo se moveu para trás rapidamente, ele repentinamente sentiu que uma aura o atacou por trás, uma aura tão poderosa que poderia derrubar montanhas e secar os mares.

A cauda do Lagarto de Fogo tinha disparado para atacar o Rei Corvo com todas as forças, e bloqueou todas as formas de escape do Rei Corvo.

“Seu monte de penas queimadas, morra!”

O Lagarto de Fogo tinha resistido a muitos golpes por tanto tempo apenas para usar esse golpe letal.

Ele não tinha feito nenhum movimento antes disso e tomou todos os golpes para fazer com que os Corvos Flamejantes deixassem suas defesas de lado.

Ele havia planejado tudo para esse único golpe.

Seu objetivo? Engolir o Rei Corvo!

O Rei Corvo fez um arco com sua cauda e foi empurrado incontrolavelmente para frente graças à poderosa aura do Lagarto de Fogo.

O Lagarto de Fogo tinha acabado de abrir a boca bem na frente do Rei Corvo, e sua língua estava cheia de saliva. Parecia que ele queria amarrar o Rei Corvo com a língua e então o engolir.

Mesmo o Rei Corvo que esteve sempre tranquilo, desta vez sua expressão mudou drasticamente. Ele sabia que se ele fosse engolido pelo Lagarto de Fogo, então ele se tornaria comida.

O Lagarto de Fogo provavelmente se nutriria bem depois de engoli-lo e absorver a energia espiritual de seu corpo e da Flor da Nuvem Flamejante.

Isso poderia atrasar em muito a morte do Lagarto de Fogo!

No entanto, era preciso saber que o Rei Corvo não tinha nenhuma rota de fuga no momento. Seu corpo tinha sido cercado pela aura do Lagarto de Fogo, e ele não tinha forças para voar mais alto.

Isso aconteceu porque sua velocidade já estava sendo limitada, e se ele tentasse voar mais alto, então ele provavelmente teria metade de seu corpo mordido pelo Lagarto de Fogo.

A vida e a morte seriam decididas neste instante.

A natureza violenta do Rei Corvo tinha sido completamente desafiada neste momento. Ele decidiu não continuar fugindo, e aproveitou a aura emanada pela cauda do Lagarto de Fogo para se transformar em um raio de luz vermelha e disparar na direção da boca do Lagarto de Fogo, como se fosse uma espada voadora.

Ele usou toda a força que restava em seu corpo enquanto acelerava.

Ele estava apostando tudo neste ataque final.

Se ele pudesse entrar na boca do Lagarto de Fogo com toda essa força, e então disparar diretamente na direção dos órgãos internos de seu oponente, então ele poderia atacar o interior do Lagarto de Fogo.

O Lagarto de Fogo estava coberto de escamas do lado de fora, e elas eram incrivelmente difíceis de danificar.

Mas seus órgãos internos eram um ponto fraco. Enquanto o Rei Corvo pudesse fugir das duas fileiras de dentes que pareciam lâminas e mergulhar na boca do Lagarto de Fogo, ele tinha certeza que poderia derrotar seu adversário, com setenta a oitenta por cento de chances de sucesso.

Afinal, o Lagarto de Fogo tinha usado toda sua força agora, e ele não tinha mais nem um décimo de sua força de costume.

O Rei Corvo sentiu que quem morreria e quem sobreviveria seria decidido neste momento.

Ou ele seria mordido pelo Lagarto de Fogo ou ele seria capaz de entrar em seu corpo e destruir seus órgãos internos!

Esta era uma batalha de vida ou morte, e um deles deveriam morrer agora!

Jiang Chen imediatamente entendeu as intenções do Rei Corvo quando viu a decisão que ele tomou, e não pôde deixar de admirar a natureza violenta e a determinação do Rei Corvo.

O raio de luz vermelha disparou como uma estrela cadente e investiu contra a boca sangrenta do Lagarto de Fogo.

O Lagarto de Fogo sorriu, provavelmente vendo através da intenção do Rei Corvo, e então ele de repente fechou a boca.

Crunch!

O Rei Corvo tinha calculado mal.

A boca do Lagarto de Fogo era como um enorme par de pinças, e tinha acabado de fechar prendendo as pernas do Rei Corvo.

O Rei Corvo tinha caído em seu último ataque.

No entanto, ele não prestou atenção nisso e começou a usar suas asas como lâminas, cortando furiosamente a boca do Lagarto de Fogo.

Era preciso dizer que o Lagarto de Fogo tinha usado quase toda sua força restante em seu último ataque. Embora ele estivesse mordendo as pernas do Rei Corvo, ele não tinha a capacidade de impedir que o Rei Corvo destruísse sua boca.

Clack, clack!

O Rei Corvo cortou a língua do Lagarto de Fogo várias vezes, enquanto sangue fresco escorria pelo meio das duas fileiras de dentes afiados. A cena parecia algo realmente medonho.

Mesmo assim, o Lagarto de Fogo ainda estava anormalmente decidido, mordendo severamente e impedindo que o Rei Corvo fosse ainda mais fundo em seu corpo.

Era evidente que essa era a batalha final entre as duas criaturas espirituais.

Se o Lagarto de Fogo afrouxasse sua mordida, então o Rei Corvo mergulharia em suas entranhas. Mesmo os deuses e os imortais não poderiam salvá-lo.

E se o Rei Corvo não pudesse entrar no meio das entranhas do Lagarto de Fogo, e permanecesse preso, então seus ferimentos também ficariam piores a cada instante. Para não mencionar que ele estava gastando muita energia nesta batalha, e ele não acreditava que poderia aguentar isso por muito mais tempo!

As duas criaturas espirituais estavam com suas energias quase esgotadas, mas nenhuma das duas pretendia desistir. Nesse momento elas estavam competindo para decidir quem era mais implacável e quem poderia sair vitorioso no final!


Tradutor: Little Fefe   |   Revisor: DrakeVanZ   |   QC: BravoEd


Nota: Não deixe de comentar no capítulo, isso estimula todos os envolvidos no projeto para prosseguirem com o trabalho 😉


Fontes
Cores