RI – Capítulo 689 – Nunca Cultive em Sua Vida



O céu estava azul como um rolo espalhado de seda de cetim. As poucas nuvens brancas eram como enfeites que deixaram a seda azul ainda mais bonita.

Um pequeno rio descia a Montanha Qilian. Ele estendia-se por vários quilômetros antes de entrar em um grande rio. Nesse lugar jazia um vilarejo de montanha que era exuberante e cheio de vida.  

“Na época, a água neste rio era doce e às vezes nuvens apareciam no Pico Qilian. Se alguém pudesse respirar fundo na nuvem, diziam que o corpo se tornaria muito saudável e não adoeceria por dez anos!” A voz de um jovem saiu do vilarejo de montanha.  

Este jovem tinha cerca de quatorze ou quinze anos e parecia muito rude. Neste momento, ele conversava com as sete ou oito crianças em sua frente sobre o que aconteceu há cinco anos.

“Olhem para mim, eu já fiquei doente em todos esses anos? É porque meu pai me levava para respirar fundo na nuvem. Aquela sensação, ah, era tão confortável.” O jovem estava muito orgulhoso conforme gesticulava e falava vividamente.   

Ao lado dele, as crianças tinham os olhos bem abertos, revelando olhares de animação. Ficou claro que eles estavam absortos na história e desejavam que pudessem sugar um bocado daquela nuvem.

“Wang Ping, de todos nós, você realmente é o único que mais precisa ir sugar um bocado. Infelizmente, depois que o avô celeste ficou com raiva, aquela nuvem desapareceu. Se ela ainda estivesse lá e seu pai te levasse lá, você não ficaria doente por dez anos.” O olhar do jovem caiu em um menino no grupo.   

Este menino tinha cerca de cinco ou seis anos de idade. Seu rosto era pálido e seu corpo era fraco. Ele era muito mais baixo que as outras crianças, mas era muito bonito. Se não fosse por sua aparência doentia, ele iria parecer tão adorável quanto um boneco de porcelana. Ele usava um casaco e seus olhos estavam cheios de animação quando disse: “Irmão Zhou, vou pedir ao meu pai para me levar lá assim que eu chegar em casa.”    

O jovem riu e disse: “Tio Carpinteiro Wang é bom com carpintaria, mas as nuvens no Pico Qilian sumiram, então como ele pode levá-lo? Me escutem, é melhor que todos vocês escutem de mim e aprendam as artes da espada todos os dias. Isso pode ajudar a fortalecer o corpo e, quando crescermos, podemos viajar o mundo marcial.”  

Os ideais grandiosos do jovem deixou a animação nos olhos das outras crianças ainda mais forte.

Assim que o jovem também ficou animado, vários chamados vieram do vilarejo.

O jovem levantou a cabeça e suspirou. “Certo, a reunião de artes marciais de hoje está terminada. Assim que terminarmos de jantar, podemos começar mais uma vez.”  

As crianças dispersaram com um pouco de relutância. A criança chamada Wang Ping caminhou para o vilarejo com animação em seus olhos. Às vezes, ele olhava para o Pico Qilian.  

Conforme andava, um homem forte saiu do vilarejo. Essa pessoa era muito grande, segurava um garfo militar mais um arco e flechas e tinha um cervo sobre seu ombro.

O homem forte viu a criança e sorriu. “Criança da Família Wang, você foi com a criança da minha família para ter uma reunião de artes marciais?”

A criança assentiu timidamente e disse: “Saudações, Tio Zhou.”

O sorriso do homem forte ficou ainda mais amplo. Ele esfregou a cabeça da criança e riu. “Você é de fato a criança de um artesão. Não só você é mais bonito, mas sabe mais etiqueta do que aquela minha criança fedorenta. Você está voltando para casa, certo? Vamos, Tio Zhou lhe acompanhará. Preciso discutir algo com seu pai.”      

A criança assentiu rapidamente e levou o homem forte para sua casa. Pouco tempo depois, uma casa simples apareceu no extremo norte do vilarejo. A criança correu um pouco e gritou: “Pai, Tio Zhou está aqui.”  

Um jovem saiu da casa. Essa pessoa parecia muito comum e não tinha nada de especial; ele não era nem de perto tão bonito quanto a criança. Quando lado a lado com a criança, muitas pessoas não imaginariam que eram pai e filho.  

O jovem usava rústicas roupas de linho e suas mãos estavam cheias de calos. Quando saiu da porta, ele sorriu. “Irmão Zhou, a colheita de hoje parece boa.”  

A criança entrou na casa e tirou um pão branco cozido. Ele chegou ao lado do jovem, pegou um banco de madeira, sentou-se e começou a comer.

O homem forte chamado Zhou colocou o cervo no chão e riu. “Irmão Wang, eu encontrei este cervo enquanto subia a montanha. A colheita não foi ruim.”  

O jovem sorriu fracamente. Ele tocou a cabeça da criança e riu. “Com as artes marciais do Irmão Zhou, não é difícil abater um cervo.”  

O homem forte da Família Zhou riu. “Irmão Wang, o garoto da minha família não é pequeno. Em mais dois anos, vou construir uma casa para ele e conseguir uma nora. Essa casa está prestes a ser construída e só falta um conjunto de móveis. Eu terei que incomodar o Irmão Wang por isso.”    

Wang Lin sorriu e disse: “Sem problemas. Irmão Zhou pode ficar tranquilo.”

O homem forte da Família Zhou riu. “Certo, este cervo será o depósito.” Com isso, ele virou-se e foi embora.  

Assim que foi embora, a criança saltou do banco. Ele chegou rapidamente ao lado do cervo e o examinou por todo o canto.

“Pai, Tio Zhou certamente é poderoso. Ele foi capaz de caçar esse tipo de animal.”

O jovem revelou um olhar gentil e sorriu. “Não é hora para isso. Ping’Er, está na hora de tomar seu remédio.”  

A criança suspirou. Ele levantou a cabeça pra olhar o jovem e disse: “Pai, o remédio é muito amargo…”

O jovem saiu da casa com uma tigela cheia com um líquido branco. Este líquido não tinha odor. A criança franziu quando bebeu bocados do remédio. Depois que terminou de beber, seu rostinho estava bem franzido. Ele correu rapidamente até o barril d’água e bebeu algumas vezes antes de finalmente dissipar a amargura da sua boca.    

“Pai, quando Ping’Er pode parar de beber este remédio?” A criança olhou para seu pai.

Este pai e filho eram Wang Lin e Wang Ping.

O olhar de Wang Lin era doce quando disse suavemente: “Em breve.”

Tarde da noite, o luar caiu na terra como se uma camada de sede tivesse sido atirada sobre a terra. O frescor do luar começou a espalhar-se, fazendo o vilarejo da montanha sob o Pico Qilian ficar silencioso.

Além de alguns latidos fracos, não havia outros sons.

Dentro da casa, Wang Ping já tinha caído no sono. Embora seu rostinho estava pálido, ele dormia bem. Sua boca revelava um sorriso; claramente ele estava tendo um bom sonho.  

Wang Lin estava sentado ao lado de Wang Ping quando um raio passou entre suas sobrancelhas. Ele levantou lentamente a mão direita e o raio desceu das suas sobrancelhas até a ponta da sua mão direita.

Wang Lin pressionou suavemente a mão entre as sobrancelhas de Wang Ping. O raio fluiu instantaneamente pelo corpo de Wang Ping. Gás negro surgiu do corpo da criança e reuniu-se em sua pele.  

O gás negro gradualmente tornou-se ainda mais denso e agitou-se sob o raio . Finalmente, o gás afastou-se de repente do corpo da criança e Wang Lin rapidamente levantou a mão direita para pegá-lo. Todo o gás negro foi pego e então condensado em uma esfera de gás negro.  

Ele formou um punho com a mão direita e a esfera de gás negro foi esmagada.

O rosto de Wang Ping mostrou um pouco de vermelhidão.

Olhando para a criança, Wang Lin soltou um suspiro. Ele o cobriu novamente com o lençol que foi chutado e então saiu do quarto.

Dentro do quintal, o luar caiu no corpo de Wang Lin. Isto deu ao seu corpo um vestígio da solidão do luar.

Wang Lin murmurou para si mesmo: “Cinco anos…”

Há cinco anos, Wang Lin retornou ao Planeta Ran Yun e estabeleceu-se no Vilarejo Lua Caída. A razão pela qual ele escolheu esse lugar foi porque este vilarejo era muito parecido com sua vila natal.

Wang Ping era aquele espírito ressentido. Graças a pílula que Liu Mei deixou e a ajuda do feitiço trovão de Wang Lin, muito do ressentimento dele havia dissipado, permitindo-o ser como uma criança normal.

No entanto, se ele não tomasse o remédio todos os dias e não fosse tratado por Wang Lin, ele voltaria ao que era antes. Houve um processo inteiro para expulsar completamente o ressentimento.

As memórias de Wang Ping foram apagadas por Wang Lin e ele recebeu uma nova vida.

Dentro deste vilarejo tranquilo, o coração de Wang Lin também acalmou-se. Ele estava distante do abate e conflitos; só havia apenas a vida calma como a água.

A vida de Wang Lin era muito estável.

Ele vivia como seu pai e sobrevivia com carpintaria. Era o desejo do seu pai. Se ele não pudesse passar no exame do estado, então se tornaria um carpinteiro e seguiria os passos do seu pai.  

Haviam várias ferramentas de carpintaria no quintal. Este era um retrato dos seus cinco anos aqui.

Toda vez que ele viu Wang Ping sair para brincar com as crianças, Wang Lin pensaria em quando estava na idade dele. Ele faria o mesmo e não voltaria até a hora de comer.

Sob o luar, passos vieram de fora do quintal. Uma figura assombrosa aproximou-se gradualmente.

“A criança está dormindo?” Uma voz arcaica apareceu e, em seguida, uma figura um pouco corcunda entrou no quintal.

Wang Lin assentiu ligeiramente, mas não falou.

Quando a figura velha entrou no quintal, o luar caiu em seu corpo. Esta pessoa era Sun Tai.

Sun Tai parecia ainda mais velho; seu rosto estava cheio de rugas. Depois de três anos, Sun Tai apareceu. Ele era como um velho solitário que não queria ficar sozinho quando deixasse este mundo.  

Sun Tai olhou para a casa sob o luar com olhos cheios de bondade. Ele não sabia porquê, mas ele amava muito essa criança chamada Wang Ping.

Sun Tai retirou seu olhar e disse lentamente: “Por quanto tempo você pretende acompanhar essa criança?” A aura da morte em seu corpo estava ainda mais forte.

Wang Lin ponderou silenciosamente por um bom tempo antes de olhar para a lua e dizer suavemente: “Um ciclo de reencarnação…”

“Ciclo de reencarnação…” Sun Tai soltou um suspiro e disse: “Você não quer que ele se torne um cultivador? Com sua cultivação, você pode deixar essa criança ter um caminho muito mais fácil na estrada da cultivação. Ele pode ter um vantagem ainda maior do que alguns descendentes diretos das famílias de cultivação.”  

Os olhos de Wang Lin revelaram um olhar abatido e ele disse suavemente: “Eu não vou deixá-lo cultivar em sua vida!”

Sun Tai ponderou um pouco e disse: “O talento dessa criança é muito bom…”

“Eu não o deixarei cultivar!” O olhar de Wang Lin caiu em Sun Tai e ele disse: “Nunca!”

Wang Lin perguntou para si mesmo: “Cultivação, cultivação, o que tem no final da cultivação?” Sua vida inteira não foi feliz e foi um caminho solitário. Ele não queria que seu filho vivesse isso.  

A crueldade do Mundo da Cultivação, o massacre e perigos do Mundo da Cultivação. Ele entendia tudo muito bem.

“Ping’Er já viveu muitas coisas que ele não devia ter vivido. Eu o nomeei Ping com a esperança que sua vida seja pacífica e segura. Eu espero que ele se torne um mortal que se casará e criará filhos, viver uma vida tranquila… De agora em diante, nunca mencione isso novamente!” A voz de Wang Lin foi repleta de determinação. Nada e ninguém poderia mudá-lo!


Tradução: DivineMelody | Revisor: Bczeulli

QC: Bravo



Fontes
Cores