RI – Capítulo 1316 – Entregue ela para mim


Wang Lin não conseguiu adivinhar o que aconteceu para fazer Ta Sen desistir e escapar tão ansiosamente. Ele lembrou que uma das estrelas de Ta Sen emitiu um brilho deslumbrante antes dele fugir.

Ondulações lentamente se propagaram em uma parte brilhante do Sistema Estelar Primordial. Eram como os corações de dois amantes que gradualmente ficavam cada vez mais distantes.

Wang Lin saiu cambaleando do centro das ondulações. Seu rosto estava pálido e, no momento em que apareceu, ele agarrou o vazio. Uma fenda espacial surgiu em sua frente e ele segurou Li Qianmei em seus braços.

A expressão de Li Qianmei estava ainda pior e ela começou a secar.

Quando Ta Sen estava o perseguindo, ele temia feri-la, então a cercou em energia origem para manter o Fluxo do Tempo e a colocou dentro do espaço de armazenamento. Isso permitiu que ela não fosse ferida durante a batalha destinada de Wang Lin e Ta Sen.

No entanto, ficar no espaço de armazenamento não era tão bom quanto ficar bem ao lado de Wang Lin. No curto espaço de tempo que se passou durante a batalha, Li Qianmei perdeu muita vitalidade.

Olhando para o rosto abatido dela, seu coração sentiu dor e tristeza. Era assim como prometeu a Li Muwan que mesmo se os céus a quisessem morta, ele a roubaria de volta. Ele também prometeu a Li Qianmei que daria tudo de si para impedir que ela se dissipasse do mundo!

Essa era sua promessa, sua promessa como um homem.

Segurava Li Qianmei gentilmente com o braço direito. Ele ignorou seus ferimentos e continuou a usar sua energia origem para alimentar o Fluxo do Tempo ao redor de Li Qianmei. Ajudando a nutrir a mente e força vital dela.

O céu estrelado estava muito quieto, sem qualquer perturbação. Até o mundo parecia escuro. Havia apenas um homem e uma mulher voando silenciosamente pelo céu estrelado.

A metade do dedo divino foi guardada. Wang Lin não tinha cabeça para estudá-lo. Mesmo a alma origem do velho de cabelos brancos do Clã Lunar, enrolada com o Açoitador de Almas, foi selada para que não pudesse se mexer e guardada dentro do espaço de armazenamento.

Wang Lin não queria que nada o incomodasse neste voo. Queria acompanhar Li Qianmei em silêncio até o Mestre do Dao Sonho Azul ou, para ser mais preciso, se despedir dela pela última vez…

“— Quando eu for embora… Você tem que se despedir de mim…” a voz de Li Qianmei de 10 anos atrás ecoou em seus ouvidos.

Hoje, Wang Lin estava cumprindo sua promessa e se despedindo dela.

A beleza do espaço não eram as nebulosas brilhantes ou os meteoritos passando, mas esse silêncio extremo. Nesse silêncio, podia-se sentir sua solidão e experimentar a frieza de ser o único restante no mundo…

Segurando Li Qianmei, seus olhos revelaram um olhar suave. Ele se movia para a localização do Clã da Seda Azul e ficava cada vez mais perto.

Luz das estrelas cobria seus corpos e parecia acompanhá-los silenciosamente nessa última jornada. Li Qianmei ficava cada vez mais fraca e Wang Lin teve que usar ainda mais do Fluxo do Tempo nela.

Enquanto continuava a usar Dobra Espacial, eles se aproximaram do Clã da Seda Azul através da vastidão do espaço. O domínio estelar do Clã da Seda Azul estava em uma região remota e Wang Lin se movia silenciosamente.

O Clã da Seda Azul era um dos raros clãs que não eram bons em matar pessoas. Assim como seu nome indicava, os cabelos dos membros do clã eram azuis.

O azul da dor e melancolia permeava a alma de todos os membros. O Clã da Seda Azul não tinha muito talento em relação a cultivação ou Dao. Ao longo das eras, não houve muitos cultivadores poderosos no Clã da Seda Azul exceto o Mestre do Dao Sonho Azul, cujo nome ecoou pelo Sistema Estelar Primordial.

Antes do Mestre do Dao Sonho Azul ficar famoso no Sistema Estelar Primordial, o Clã da Seda Azul era um clã muito pequeno. Embora os níveis de cultivação deles não fossem muito altos, eles se destacavam em música, alquimia, refino de tesouros e outras práticas não convencionais. Suas habilidades musicais tinham quase atingido o ápice da música.

Cada membro do Clã da Seda Azul era um mestre da música e todos eles eram lindos. Todos os membros, homens e mulheres, eram todos muito bonitos.

Por causa de tudo isso, os membros do Clã da Seda Azul se tornaram animais de estimação favoritos entre clãs poderosos.

Essa foi uma tristeza e dor para eles. Essa tristeza permeou seus corações por muito tempo. Dava todas as mulheres do Clã da Seda Azul um senso estranho de beleza e com os homens do clã era a mesma coisa.

Não existia mais alegria na música deles; tinha virado a única maneira de expressar a tristeza de seus corações quando se tornavam escravos para os grandes clãs.

Eles não tinham um lar. Cada membro era levado antes de atingir a idade adulta, com sua vida ou morte desconhecidos. Não existia chance deles voltarem para casa.

Tudo isso durou até a ascensão do Mestre do Dao Sonho Azul, que causou uma mudança drástica!

Mestre do Dao Sonho Azul foi a pessoa mais talentosa no Clã da Seda Azul. Suas lendas continuavam a se espalhar pelo Sistema Estelar Primordial até hoje…

No Sistema Estelar Primordial, quando se mencionava o Mestre do Dao Sonho Azul, não se pensaria em quão forte era, mas o quão apaixonado ele era no amor. Em sua vida, ele só amou uma mulher.

Essa era a dor e tristeza em seu coração que o acompanhava por muito tempo.

Havia rumores de que foi devido ao amor do Mestre do Dao Sonho Azul que ele conseguiu chegar onde está e se tornar um dos Cinco Mestres do Sistema Estelar Primordial. Mesmo o Soberano o temia!

O Clã da Seda Azul se tornou um grande clã do Sistema Estelar Primordial por causa do Mestre do Dao Sonho Azul, mas a natureza do clã não mudou. Eles viviam tranquilamente dentro de seu domínio estelar enorme. A tristeza na música deles foi gradualmente substituída por alegria.

Eles conseguiram sua alegria sob a proteção do Mestre do Dao Sonho Azul. Para o Clã da Seda Azul, Lan Meng era a deidade deles e todos mostravam seu respeito e admiração por ele.
[Divine: Lan Meng = Sonho Azul]

Monte Azul, o lugar que ele vivia, se tornou a terra sagrada para o Clã da Seda Azul! Contudo, ainda que houvesse alegria no Clã da Seda Azul, a tristeza fraca na música vinda do Monte Azul permaneceria para sempre.

Assim como as lembranças do Mestre do Dao Sonho Azul, essa tristeza se tornou eterna.

Neste momento, no topo do Monte Azul, tinha uma casa muito comum balançando fracamente ao vento. Dentro dela tinha um homem da meia-idade com cabelos azuis, tocando cítara. Após um bom tempo, ele gradualmente levantou a cabeça.

Sua aparência ofuscaria todos os outros homens no mundo. Até mulheres empalideciam em comparação com sua beleza. Era como se sua beleza não devesse aparecer no mundo.

No entanto, o cansaço e reminiscência em seus olhos lhe deram uma aura melancólica que o fazia parecer velho.

Ele tinha cabelos azuis, mas havia cabelos brancos perto das suas costeletas. Era como se estivesse dizendo a todos que ele tem sido infeliz por incontáveis anos.

Seus olhos revelaram tristeza ao abaixar a cabeça e olhar para a cítara. Começando a tocar devagar.

Após um bom tempo, a porta foi aberta silenciosamente por alguém e uma mulher bonita entrou.

Era muito bonita e usava roupas rosas enquanto se aproximava delicadamente.

Ela sentou-se ao lado dele e suavemente disse: — Você… ainda não consegue esquecê-la…

Ele não falou nada e nem mesmo olhou para cima. Só olhava fixo a cítara, e a tristeza em seus olhos se tornou ainda mais forte.

— Faz muito tempo e ela já está morta. Você… por que ainda está fazendo isso? — a mulher mordeu o lábio e olhou para o homem com uma expressão complicada.

— Ela não está morta! — ele levantou a cabeça. Seu olhar foi como um raio quando parou na mulher.

— Mas que diferença faz com o estado dela agora e morta? Ela já está morta! — olhava-o fixo com uma expressão pesarosa.

Ele ponderou em silêncio. Após um bom tempo, levantou-se e calmamente disse: — Sua irmã mais velha não está morta!

Lágrimas apareceram nos olhos da mulher.

Ele soltou um suspiro ao abrir a porta e sair. Quando olhou para o horizonte distante, o sol gradualmente se pôs. Ele deu um passo e seu corpo emitiu um fraco brilho azul, desaparecendo.

O domínio estelar do Clã da Seda Azul era extremamente vasto. Neste momento, na fronteira do domínio, uma mulher de branco seguia Wang Lin calmamente até aqui.

Assim que estava prestes a entrar no domínio do Clã da Seda Azul, ela parou repentinamente e olhou calmamente para frente.

Silenciosamente, luz azul apareceu no vazio em sua frente. O homem da meia-idade, que desapareceu do Monte Azul, saiu.

Seus olhos estavam frios e ele só disse uma palavra.

— Suma!

A mulher de branco ponderou em silêncio, mas permaneceu calma. Sua expressão não mudou por causa dessa palavra.

Após um bom tempo, ela calmamente disse: — Ele já foi escolhido, você não pode protegê-lo.

— Suma!!! — intenção assassina passou pelos olhos do homem da meia-idade. Apesar de sua voz ter sido calma, uma aura indescritível correu para a mulher de branco. Num instante, uma intenção assassina absoluta se espalhou!

As pupilas dela encolheram de repente. Fazendo um gesto com a mão direita, ela se afastou.

— Ele terá que sair. — a voz da mulher ainda foi calma enquanto gradualmente recuava para longe antes de desaparecer.

Após percorrer por um espaço desconhecido de tempo pelo céu estrelado, Wang Lin trouxe Li Qianmei ao belo lar do Clã da Seda Azul, o lugar onde estava o Mestre do Dao Sonho Azul e o lar de Li Qianmei…

Enquanto Wang Lin se movia, o vasto espaço se tornou mais brilhante. O domínio estelar em que o Clã da Seda Azul estava localizado era muito bonito. Mesmo os planetas eram como estrelas reais que emitiam um fraco brilho azul que se espalhavam muito longe.

Wang Lin olhou para a adormecida Li Qianmei em seus braços e sussurrou: — Qianmei, estamos aqui…

Nesse momento, luz azul interminável apareceu no domínio estelar. Quando essa luz apareceu, uma voz baixa ecoou pelo mundo.

— Entregue ela para mim!

📜Quer apoiar nosso trabalho e receber capítulos extras? Vire nosso Padrinho!


Tradução: Divine   |   Revisão: Bczeulli & Delongas



Fontes
Cores