ISSTH – Capítulo 95 – Um Banho de Chuva, Um Feitiço Frio

Meng Hao olhou mudo, sua mente cambaleava. Todas as coisas fantásticas e bizarras que ele tinha visto em sua vida não se poderiam comparar com a visão chocante na frente dele. Sua mente estava em branco, como se ele tivesse perdido a capacidade de pensar. Ele só podia ficar ali parado e olhar entorpecidamente.

O Patriarca da Confiança era na verdade… uma assustadora tartaruga negra gigantesca!

E o Estado de Zhao existia na terra em cima de suas costas!!

Ele próprio viveu nas costas do Patriarca da Confiança durante estes vinte anos. Não era de se admirar que ele fosse chamado de Patriarca da Confiança. Não apenas uma pessoa confiava dele, mas uma nação inteira! Cultivadores e mortais confiavam nele!

Depois que o Patriarca da Confiança foi selado, ele começou a adormecer. No entanto, ele ainda conseguiu forçar um pouquinho de sua vontade, que então tentou destruir o legado da Seita Selando Demônio.

Agora fazia sentido por que a Seita Confiança fora anteriormente chamada de Seita Selando Demônio, embora poucas pessoas soubessem disso hoje em dia. Também não é de se admirar que a Seita Confiança fosse chamada de Seita maligna e que tivera embates tão brutais e mortíferos.

O corpo que continha o fio de sua vontade praticou Cultivação até alcançar o estágio da Separação Espiritual, mas quanto ao seu corpo real… quão exatamente poderoso era?!

Ainda havia muitas coisas que Meng Hao não entendia. Por exemplo, se o Patriarca da Confiança era tão poderoso, por que ele não conseguiu se salvar desde o início? Se Meng Hao não tivesse aparecido, ele teria morrido? Considerando o quão poderoso era seu corpo real, por que ele precisava absorver o poder daqueles Cultivadores?

Levantados junto com a terra que continha o Estado de Zhao, os três Cultivadores da Pseuda Alma Nascente olharam em choque conforme tudo isso aconteceu. Suas mentes giraram e expressões de espanto cobriram seus rostos. Eles eram até incapazes de sentir medo. Eles só conseguiam olhar fixamente. Mal podiam acreditar no que viam.

O Senhor da Revelação também ficou sem palavras enquanto olhava para a enorme cabeça. Era imensamente maior do que ele mesmo; na verdade, era tão grande que nem sequer se podia ver de um lado a outro. O medo começou a tremeluzir de seus olhos; como ele poderia ter imaginado que o Patriarca da Confiança que ele tinha amaldiçoado e desafiado a lutar… seria assim?

Quando a voz do Patriarca da Confiança ecoou, suas palavras foram apunhaladas nos ouvidos do Senhor da Revelação, fazendo seu corpo tremer e seu couro cabeludo ficar entorpecido. Ele foi prejudicado de toda e qualquer vontade de lutar.

O Patriarca da Confiança não precisou nem atacar. Agora que ele tinha realmente aparecido, ele casualmente exsudou um pouco de pressão sobre o Senhor da Revelação, fazendo seu corpo a tremer. O sangue do Senhor da Revelação pareceu parar de fluir. A iluminação do Dao que ele havia adquirido com sua Separação Espiritual desmoronou. Ele era tão fraco quanto um inseto. O Patriarca da Confiança poderia esmagá-lo com uma única respiração.

A terrível pressão exsudada pela cabeça fez com que a boca do Senhor da Apocalipse secasse. Apesar de sua extraordinária Base de Cultivo, o suor frio estourou em seu corpo. O Sino de Revelação ao lado dele não lhe dava a menor sensação de conforto. Mesmo o Sentido Espiritual transmitido pela Imortal do Amanhecer não lhe dava a menor sensação de segurança.

Agora ele entendia porque o Patriarca da Confiança não tinha prestado a menor atenção quando mencionou a Imortal do Amanhecer. Claro que ele não prestaria atenção, considerando seu extraordinário corpo real.

E agora ele sabia porque o Patriarca da Confiança não temia a Imortal do Amanhecer…

Ainda mais surpreendente era que, em sua lembrança, de acordo com todos os textos antigos que estudara, o Estado de Zhao existia há muito, muito tempo. Isso o deixou ainda mais assustado. Quem veio primeiro… o Patriarca da Confiança ou o Estado de Zhao?!

Se fosse o último, seria mais fácil aceitar. Se fosse o primeiro… Pensando nisso, o Senhor da Revelação começou a tremer tão violentamente que sentiu como se sua pele pudesse explodir.

“Bem, devemos lutar?” As palavras do Patriarca da Confiança, cada um delas ressoaram como um trovão. O estrondoso barulho fez com que o Senhor da Revelação fosse lançado para trás por vários milhares de metros. Sangue escorria de sua boca. O sino parecia completamente comum agora; ele estava coberto com grandes quantidades de rachaduras e fraturas.

“Não… não há necessidade de lutar,” disse Senhor da Revelação apressadamente, seu rosto estava pálido. “Agora a pouco, eu da geração júnior estava só brincando. Patriarca… Senhor… por favor, não se ofenda…” Os dois olhos enormes do Patriarca da Confiança olharam diretamente para ele e ele tremeu.

“Sem seus dois ataques de palma, eu não teria sido capaz de sair. Aqueles malditos bastardos me selaram há muitos anos; o selo foi ficando mais fraco recentemente. Mas para romper com ele, eu precisava recuperar minha Base de Cultivo um pouco mais. Mas então, em meio a tudo isso, alguém liberou o poder do estágio da Separação Espiritual. Que deixou o selo ainda mais solto e finalmente eu fui capaz de sair!” Sua voz explodiu em todas as direções. Quando Meng Hao ouviu suas palavras, seu corpo tremeu.

“Originalmente, eu planejei usar meu pedaço de vontade para quebrar o selo. Mas a Cultivação mortal e eu não concordamos muito. Mesmo com meu conhecimento da Escritura Espiritual Sublime, eu não conseguiria passar para o próximo nível da Separação Espiritual. Justo quando eu estava prestes a fazer o avanço final, fui enganado por um bastardinho odioso. Maldito, todos da Seita Selando Demônio são uns bastardos! Roubando a energia espiritual que eu precisava para quebrar o selo, roubando-me da minha lâmpada demoníaca…” Ele soltou um rugido. Meng Hao queria fugir; ele sabia exatamente de quem o Patriarca da Confiança estava falando.

“Você fez bem, muito bem. Felizmente você atacou, ajudando a quebrar meu selo. Preciso lhe retribuir.”

Ouvindo as palavras do Patriarca da Confiança, o Senhor da Revelação ficou boquiaberto de choque. Então sua expressão mudou para uma de alegria selvagem. Como ele poderia ter imaginado que ele iria ganhar uma chance? Ele tinha tido sorte depois de tudo! Mesmo enquanto entrelaçava as mãos em respeito, o Patriarca da Confiança abriu a boca e, com velocidade deslumbrante, o agarrou.

O Senhor da Revelação e seu Sino da Revelação foram engolidos em um instante!

Sons triturantes emanavam da boca do Patriarca da Confiança, mas não houve nenhum grito de coagular o sangue. Quando Meng Hao viu isso, ele começou a respirar mais forte. Ele estava muito familiarizado com a irracionalidade do Patriarca da Confiança. Ele recuou inconscientemente para trás. De repente, a cabeça do Patriarca da Confiança virou-se de frente para Meng Hao. Ele veio parar várias centenas de metros em sua frente, olhando para ele.

Meng Hao espremeu um sorriso. Ele não acreditava necessariamente em tudo o que o Patriarca da Confiança tinha dito ao Senhor da Revelação, mas tampouco ele não acreditava. Da sua experiência, a maioria das coisas que o Patriarca disse não eram verdade.

“Parabéns por sair de sua reclusão, Patriarca. Seu poder é de abranger tudo. Você…”

“Agora que você sabe a verdade, você está com medo?” A voz do Patriarca da Confiança rolou como um trovão e ele encarou Meng Hao. O som de sua voz era tão alto que era quase ensurdecedor. Ele tossiu um pouco de sangue.

“As pessoas da Seita Selando Demônio são todas bastardas,” disse o Patriarca da Confiança lentamente, olhando para Meng Hao. “Aqueles velhos bastardos eram assim e você é o mesmo, garoto. Todos vocês me enganaram. Oh, bem, esqueça. Você é um membro da Seita Confiança, afinal. Permita-me abençoá-lo com…” Quando Patriarca da Confiança falou, o couro cabeludo de Meng Hao começou a ficar entorpecido. Ele pensou no que acabara de acontecer com o Senhor da Revelação e sua mente começou a girar enquanto tentava pensar no que fazer.

De repente, uma faísca de inspiração o atingiu quando se lembrou de algo.

Ele lembrou-se do que a menina Guyiding Sanyu lhe dissera no Mar Norte.

“Irmãozão, sua aura… está abaixo de seus pés. Não a provoque. Lembre-se… o grande caminho do Selando Demônio, um conceito como uma escritura.”

Naquele momento, Meng Hao não tinha entendido suas palavras, mas de repente, agora ele entendeu. O “ele” sob seus pés… não era outro senão o Patriarca da Confiança!

Não a provoque. Lembre-se… o grande caminho de Selando Demônio, um conceito como uma escritura.

“O grande caminho de Selando Demônio, um conceito como uma escritura. Não a provoque…” A mente de Meng Hao brilhou como um relâmpago. Assim, Patriarca da Confiança terminou de falar.

“… te abençoar com alguma sorte. Preciso lhe retribuir!”

No instante em que terminou de falar, Meng Hao ergueu a mão e deu um tapa em seu saco de carregamento. Instantaneamente, a Jade Selando Demônio apareceu em sua mão.

Quando apareceu, um vento forte golpeou seu rosto. O vento se desvaneceu e, quando aconteceu, a cabeça do Patriarca da Confiança estava a menos de nove metros de distância dele.

As extremidades da cabeça colossal não podiam sequer ser vistas. A única coisa que Meng Hao podia ver era a pele negra e um olho enorme do tamanho de uma grandiosa cidade.

O olho parecia estar lutando.

“Dao Ancestral,”disse Meng Hao apressadamente, recitando a primeira linha da Jade Selando Demônio. “Desejo Tenaz de Selar os Céus; Beneficência para Todos nas Montanhas; Inevitável Tribulação do Dao das Nove Montanhas e Mares; Vontade Perenal!”

Quando as palavras deixaram a boca de Meng Hao, o Patriarca da Confiança ergueu sua cabeça colossal e soltou um rugido maciço. Enquanto se agitava, ondulações apareceram no ar para acompanhá-la. Um símbolo místico de nove lados apareceu de repente na testa do Patriarca da Confiança. Parecia ser antiga, arcaica e estava profundamente incrustada em sua testa. Ele tremeluziu e seu corpo tremeu.

“Pare! Maldita Escritura Selando Demônio e Seita Selando Demônio!” Uma expressão feroz apareceu em seu rosto e ele soltou outro rugido de tremer os céus, então olhou para Meng Hao. O coração de Meng Hao bateu com força quando ele olhou para o Patriarca da Confiança.

“Aqueles bastardos eram muito malignos,” pensou o Patriarca da Confiança. “O selo está quebrado, mas a marca de selamento ainda está marcada no meu espírito, forçando-me a ser o protetor do Dao do nono Selador de Demônio. Isto não pode ser! A Seita Selando Demônio cometeu crimes contra os Céus e foi atormentada pelo infortúnio. Eles entenderam que o número nove é um número preeminente e sagrado de acordo com o Dao dos Céus. Eles sabiam que a maior oposição dos Céus viria sobre o nono Selador de Demônio. Por isso, tomaram precauções. Eles queriam que eu fosse o protetor do Dao para o nono Selador de Demônio. Mas este garoto insignificante é do estágio de Condensação de Qi! Como ele poderia agir como meu mestre? Aqueles malditos bastardos! Eu mudei o nome da Seita Selando Demônio para a Seita Confiança e criei regras para colocar todos os discípulos uns contra os outros, tudo na esperança de impedir que alguém como Meng Hao aparecesse!”

Uma névoa começou a se infiltrar do Mar Norte, que naturalmente fazia parte das terras do Estado de Zhao que repousava sobre as costas do Patriarca da Confiança. Dentro da névoa, um barco magicamente apareceu. Um velho e uma jovem ficaram à proa do barco, olhando para o Patriarca da Confiança. Eles apertaram as mãos e se curvaram para ele com o maior respeito.

” Guyiding Sanyu presta suas saudações ao Patriarca,” disse a jovem. Sua voz limpa e melodiosa ecoou com um tom claro e espiritual.

“Ah, você é a chuva senciente que caiu no terceiro mês do ano Yiding do antigo calendário Gu. Você caiu em minhas costas… e tornou-se um lago.”

A jovem sorriu e assentiu. Então ela olhou para Meng Hao e piscou.

Meng Hao respirou fundo. Agora ele finalmente entendia o significado do estranho nome da garota.

O Patriarca da Confiança soltou um bufo frio. Ele olhou para a menina e olhou para o céu. Meng Hao seguiu o seu olhar e viu o que parecia ser uma figura indistinta de cor de sangue.

A figura apertou as mãos e curvou-se em relação ao Patriarca da Confiança, depois desapareceu.

O Patriarca da Confiança baixou a cabeça mais uma vez e olhou para Meng Hao. “Muito bem, Meng Hao. No futuro, mantenha distância de mim!” Ele soprou um suspiro de sua boca, fazendo com que Meng Hao voasse para o ar. Abatido por um vento negro brilhante, Meng Hao foi lançado fora do Estado de Zhao pousando na borda do enorme buraco na terra.

“Filho da puta! Nem consigo olhá-lo. Em minha vida, nunca o reconhecerei como meu mestre. Estou fora daqui. Quanto mais longe, melhor. Ele nunca mais vai me encontrar. Quanto aos meus tesouros que ele levou, bem, considerem-nos como pagamento. Todas as nossas dívidas estão liquidadas. Desta forma, meu coração pode descansar à vontade e eu posso continuar a praticar a Cultivação.” Seus olhos tremeluziram e então ele girou seu corpo. Meng Hao observava enquanto a tartaruga colossal, carregando o Estado de Zhao em suas costas, transformou-se em um massivo feixe de luz prismática e… depois desapareceu no horizonte.

Ele parecia estar se dirigindo na direção do Mar Via Láctea. Talvez por isso surgiram as lendas de uma ilha de Imortais. Se alguém a procurasse, ele nunca poderia a encontrar. Mas quando surgisse, qualquer um que colocasse o pé acharia que era uma nação habitada por mortais.

Este era, naturalmente, o Estado de Zhao.

Algum tempo passou e eventualmente o céu tornou-se calmo novamente. Meng Hao ficou ali, olhando para o fundo do buraco. Então olhou em silêncio na direção em que o Patriarca da Confiança havia desaparecido.

O tempo passou e a chuva começou a cair. Caiu com urgência, fluindo lentamente para o massivo poço deixado pelo Estado de Zhao. Muitos anos mais tarde, esta área se transformaria em um mar.

Em pé entre as lâminas de chuva caindo, Meng Hao soltou um longo suspiro. As imagens dos últimos dias passaram por sua mente. Tudo parecia praticamente inconcebível. Pensando nisso tudo, parecia uma fantasia de sonho.

O Estado de Zhao se foi… Meng Hao olhou para a chuva em volta, depois para o céu nebuloso. Ele contemplou sua vida durante os últimos quatro anos.

“Eu comecei como um estudioso…” ele murmurou. “Minha vida é como a neve. Só posso existir no inverno. Posso até ansiar pelo verão do mundo mortal, mas isso não é mais minha vida…” Depois de um longo tempo, ele se virou. Cercado pela queda da chuva, ele mais uma vez começou a caminhar em uma estrada que levava para longe de suas raízes.

Ele descobriu-se uma figura solitária no meio da chuva. Eventualmente, ele pareceu fundir-se nela. Mesmo que um vento quente soprasse sobre ele, não faria nada para dispersá-la. Porque essa era a sua vida.

A vida é composta de uma experiência após a outra. Ou, você poderia dizer que a vida é composta de muitas experiências. Experiências diferentes levam a vidas diferentes; se você experimentar um vento frio e amargo, você se tornará neve. Se você sentir calor escaldante, você se tornará chuva…

O que quer que você experimente na vida moldará a pessoa que você é. Isso é o que torna a vida maravilhosa.

“Domínio Sul, aqui vou eu! Embora, antes de eu chegar lá, eu devo chegar ao Estabelecimento de Fundação!” Enquanto ele caminhava através da chuva, ele ergueu a cabeça e seus olhos brilharam intensamente.

Ele nunca esqueceria o obstinado desejo de alcançar o poder que experimentara sob a descida do ataque de palma do Senhor da Revelação. Neste mundo, somente os poderosos podem ser invencíveis.

“Espere um minuto, de onde veio aquele brilho sangrento…?”

Com perguntas girando em sua mente, Meng Hao desapareceu na distância.