ISSTH – Capítulo 85 – Antiga Jade Selando Demônio

Ganancioso e mesquinho. Um pão-duro, mesmo em termos de Cultivação. Esse era seu Dao. Em sua iluminação, os tesouros eram as coisas mais importantes. Estas foram as coisas que levaram à sua primeira Separação Espiritual.

Era por isso que sua zona de meditação tinha tantas áreas protegidas por feitiços restritivos. Eram a sua economia de vida. Acumulando todos esses itens não era apenas um hobby, era sua versão do Dao.

Ver tudo isso desaparecendo diante de seus olhos, encheu-o de pesar e indignação.

Dentro do espaço de dez respirações, a montanha de Pedras Espirituais tinha desaparecido. Havia até mesmo uma tira de jade aleatória debaixo da montanha. Ela também foi sugada para dentro do Saco do Cosmos.

“Esse é o meu amuleto de boa sorte. Maldição, Meng Hao, deixe o meu amuleto de boa sorte para trás. Você…” Antes que ele pudesse terminar de falar, seus olhos se arregalaram de novo. Depois de tomar todas as Pedras Espirituais, Meng Hao olhou ao redor, com seus olhos brilhando. O Patriarca da Confiança começou a tremer.

O olhar de Meng Hao era como o de um mestre da ladroagem.

Seu olhar caiu em um pequeno pátio. Por trás do feitiço restritivo rachado podia ser visto uma variedade de plantas medicinais de muitas cores diferentes. Elas claramente eram além do comum.

Meng Hao reconheceu algumas das plantas como descritas no casco de tartaruga de Shangguan Xiu. Enquanto caminhava em frente, seus dedos balançaram e as duas espadas de madeira apareceram. Elas apunhalaram em uma rachadura no escudo criado pelo feitiço restritivo. A fenda se alargou lentamente.

“Meng Hao, você realmente vai roubar meus preciosos itens também? Eu sou seu Patriarca! Eu paguei um preço pesado ao roubar aquele pátio medicinal vários anos atrás…” O Patriarca da Confiança estava ficando ainda mais inquieto. O barulho de debaixo do solo ficou mais forte, mas Meng Hao nem sequer piscou. Ele estava feliz por finalmente ser capaz de exaltar sua raiva.

“Minhas Plantas Espirituais Divinas… você, você… você está arrancando todos elas!” A ira do Patriarca da Confiança subiu aos céus. “Essa é a minha Arvore Exótica. Eu cuidei dela por centenas de anos antes de brotar, você não pode levá-la…” Em meio aos agudos protestos do Patriarca da Confiança, Meng Hao limpou o pátio de forma tão limpa como se ele tivesse usado uma navalha. Ele sugou tudo para o Saco do Cosmos. No momento em que ele retirou as duas espadas de madeira, o pátio parecia ter sido varrido por um vendaval enorme.

“Já chega, já chega,” disse Patriarca apressadamente, olhando para o vazio. “Ouça, pequeno Patriarca, deixe algumas coisas para trás para o velho Patriarca aqui. Não pegue qualquer outra coisa… Você não tem permissão para tocar em mais nada de minhas coisas. Meng Hao, ouça seu Patriarca, está bem? Como um membro da geração júnior, você deve ter um pouco de respeito. Você…”

“Eu tenho sido assim desde que eu era jovem,” disse Meng Hao com um bufo frio, jogando as palavras do Patriarca da Confiança de volta para ele. Olhando ao redor, ele avistou um escudo único de magia restritiva. Debaixo dele estavam o que pareciam ser três pequenas árvores murchas. No entanto, em cada árvore havia uma folha que ocasionalmente brilhava com arcos de energia, fazendo-as parecerem extraordinárias.

Meng Hao nunca tinha visto nada parecido, mas considerando que essa era a zona de meditação do Patriarca da Confiança e elas estavam sendo protegidas com um feitiço restritivo, ele concluiu que elas devem ser muito valiosas. Com seus olhos brilhando, ele se aproximou e apunhalou as espadas de madeira em uma rachadura no feitiço restritivo ainda em recuperação.

“Essas são minhas Folhas da Trovoada. É uma planta medicinal de tipo relâmpago que é rara até no Domínio Sul!” O Patriarca da Confiança mais uma vez uivou ferozmente. O ignorando completamente, Meng Hao levantou o Saco do Cosmos até o buraco no feitiço restritivo. As árvores começaram a tremer de um lado para o outro. Então, as três folhas foram arrancadas das árvores, transformando-se em três arcos de relâmpago negro que dispararam para o Saco do Cosmos.

Ainda mais irritante para o Patriarca da Confiança foi que, depois que as folhas entraram em seu saco de carregamento, Meng Hao não parou. As árvores continuaram a balançar para frente e para trás até que de repente eles voaram do chão, com raízes e tudo, e foram sugadas para dentro do Saco do Cosmos. Ao lado das árvores havia uma pequena bandeira roxa presa no chão, que também foi sugada para dentro do saco.

“Você até mesmo… até mesmo arrancou as Árvores da Trovoada pelas raízes e as tomou também! Você está realmente me irritando! Meng Hao, seu bastardinho, você pegou a Bandeira do Relâmpago também? Não é muito forte; ela só pode se defender contra um ataque do Estabelecimento de Fundação. Mas pode absorver raios! Você precisa dela para fazer crescer as Folhas da Trovoada!!” O coração do Patriarca da Confiança sangrava enquanto ele uivava e amaldiçoava em sua câmara subterrânea.

“Eu sempre tive um bom temperamento,” bufou Meng Hao, jogando mais palavras do Patriarca da Confiança em sua cara. “Você é o Patriarca da Seita Confiança. No momento, nós somos as únicas pessoas em toda a Seita! Eu da geração júnior não vou ficar bravo com você. Na verdade, muitas pessoas me amaldiçoaram ao longo dos anos. Realmente não importa.” Mais uma vez, ele olhou em volta.

Isso fez com que o Patriarca da Confiança tivesse um ataque do coração. Quando viu o olhar de Meng Hao passar por outra área com plantas medicinais, soltou um pequeno suspiro de alívio. Sua zona de meditação continha a acumulação de tesouros de sua vida, mas mesmo assim, os tesouros podiam ser categorizados em itens de alta e baixa qualidade.

“Só não toque meu bebê,” pensou o Patriarca da Confiança. “Todo o resto… são apenas insignificantes posses mundanas. Eu posso reuni-los novamente mais tarde, se eu quiser.” Os dentes do Patriarca da Confiança estavam cerrados e seu coração ainda sangrava. Na verdade, a palavra “insignificante” tinha sido um pouco forçada.

Dentro de instantes, Meng Hao havia limpado mais alguns pátios de plantas medicinais. Então ele se moveu para outra área. O Patriarca da Confiança só pôde apertar a mandíbula. Ele não podia fazer nada além de soltar uma torrente de abuso sobre Meng Hao. Ele o amaldiçoou e o amaldiçoou, nunca se repetindo por mais de meia sentença.

Enquanto ele o amaldiçoava, Meng Hao começou a cantarolar uma pequena melodia. Era uma pequena melodia feliz e era a que o Patriarca da Confiança vinha cantarolando antes. Quando o Patriarca da Confiança ouviu isso, ele ficou tão bravo que quase tossiu sangue. O sentimento que sentia era impossível de descrever, mas bastava dizer que agora ele estava experimentando as repercussões completas de incorrer na ira de Meng Hao.

O Patriarca da Confiança observava enquanto Meng Hao olhava ao redor. Quando seu olhar caiu em um trecho de parede curta, o coração do Patriarca da Confiança começou a disparar e ele furiosamente disse: “Você pequeno bastardo, você é muito cruel! Eu só não dissipei seu veneno, só isso. Até te dei uma recompensa. Uma Pedra Espiritual de baixo grau ainda é uma Pedra Espiritual.”

Meng Hao tinha inspecionado quase todos os feitiços restritivos com rachaduras. Nesta área, muitos dos feitiços restritivos estavam completamente recuperados.

Ele circulou a área, seus olhos piscavam para frente e para trás. De repente, ele percebeu que o Patriarca da Confiança tinha parado de falar. Ele só tinha tomado cerca de trinta por cento dos tesouros da área e a maioria eram plantas medicinais. Ele ainda queria soltar um pouco de sua raiva, então ele decidiu fazer mais um círculo para verificar feitiços restritivos danificados.

Quando ele voltou para o lugar que ele tinha começado, ele franziu a testa. Não parecia ser nada especial lá. Ele olhou ao redor e notou um trecho de parede curta. Quando ele começou a caminhar em direção a ele, o Patriarca da Confiança de repente começou a falar novamente.

“Tudo bem, tudo bem. Meng Hao, você é meu único herdeiro.” Enquanto o Patriarca da Confiança observava Meng Hao caminhar em direção à parede curta, ele ficou cada vez mais inquieto. Mas sua inquietação não podia ser detectada em sua voz. Ele parecia um tanto emocionado quando disse: “Eu vou dissipar seu veneno. Espere três meses. Eu vou sair e cuidar dele para você. Então você pode me devolver meus tesouros. O que você me diz? Não se preocupe, eu sempre mantenho a minha palavra. Desta vez, eu juro em nome da Seita. Eu definitivamente não vou te enganar.”

Meng Hao parou de andar e olhou para o chão. Seus olhos cintilaram e ele não disse nada. Ele caminhou ao redor, aparentemente perdido em pensamentos; eventualmente, ele se aproxima da parede curta.

“Eu nunca disse que eu não iria dissipar o veneno,” disse o Patriarca da Confiança. Ele soltou um suspiro. “É só que dissipar o veneno exigiria um grande sacrifício da minha Base de Cultivo. Eu teria que gastar muita da energia que eu tinha acabado de absorver.” Sua voz parecia intensa e profunda, mas na realidade, quando ele viu Meng Hao se aproximando da parede curta, seu coração estava cheio de um nervosismo agudo.

Meng Hao ficou em silêncio. Depois do espaço de tempo de várias respirações, ele de repente falou.

“Por que você começou a falar quando eu comecei a andar em direção a este muro, Patriarca? E por que você mencionou de repente dissipar meu veneno? Será que há algum tesouro especial escondido aqui?” Quando essas palavras saíram de sua boca, os olhos do Patriarca da Confiança se arregalaram. Ele percebeu que tinha dito as coisas erradas. Ele secretamente amaldiçoou Meng Hao por ser tão astuto.

“Estou apenas tentando fazer a coisa certa,” disse Patriarca da Confiança com um frio ‘haumph’. “Olhe garoto, você…” Antes que ele pudesse terminar de falar, Meng Hao saltou sobre a parede.

Isso encheu o Patriarca da Confiança com medo e trepidação. Seu coração começou a pular e seu rosto caiu. Depois de pular sobre a parede, Meng Hao olhou ao redor. Como se imaginava, havia um feitiço restritivo aqui.

Não parecia ser muito especial. No interior selado estava uma tira de jade. Quanto ao feitiço restritivo, ele não estava inteiro; ainda tinha algumas rachaduras. Meng Hao não tinha ideia do que era a tira de jade, mas sem hesitar, ele sacudiu a manga, apunhalando as duas espadas de madeira no feitiço. Ele abriu um buraco, então usou o Saco do Cosmos para pegar a tira de jade.

Vendo a tira de jade desaparecer no saco de carregamento de Meng Hao, o Patriarca da Confiança emitiu um grito estridente. O chão tremeu tão forte que parecia que poderia rachar. Antes, o Patriarca da Confiança tinha ficado chateado ao ver Meng Hao levar seus tesouros, mas essa fúria era muito mais intensa.

“Meng Hao, você não pode levar essa tira de jade! Nem eu me atrevo de se aproximar dela. Pertence a um amigo que deixou aqui para guardar. Você não tem o talento latente ou o destino para tocá-la! Não a remova!”

Não lhe prestando atenção, pulou em cima de uma espada voadora e disparou para a saída do vórtice. Ao mesmo tempo, ele bateu em seu Saco do Cosmos e tirou a tira de jade. Pressionando-o contra sua testa, lançou-lhe algum poder espiritual. Sua expressão mudou quando três caracteres apareceram em sua mente, preenchidos de uma aura demoníaca.

“Seita Selando Demônio…”

“Meng Hao, seu pequeno bastardo, volte aqui! Espere até eu quebrar este selo. Então você está acabado!” O Patriarca da Confiança soltou um uivo furioso.

Enquanto o uivo ecoava, os olhos de Meng Hao brilharam. Ele parou na boca do vórtice e então olhou para trás.

Seus olhos começaram a brilhar. Quando Patriarca da Confiança viu isso, seu coração começou a pular novamente e uma premonição estranha encheu seu coração. Em seu coração, em sua mente, Meng Hao parecia nada mais que ladrão.