ISSTH – Capítulo 664 – Carruagem de Guerra!


“No máximo, posso usá-la apenas mais dez vezes.” Meng Hao examinou a ferrugem. Parecia podre, aonde quer que fosse, fazia com que o bronze se transformasse em sucata.
― Eu sinto que não a estou usando corretamente ― ele murmurou para si mesmo ― Se usá-la assim posso danificá-la, então o que faço? ― De repente, seu coração tremeu.
“Não a estou usando corretamente?” Seus olhos brilhavam, e o tremor de seu coração aumentou intensamente enquanto pensava na cena revelada pelo Imortal Mostra o Caminho, no Pavilhão da Névoa.
Após um momento de reflexão, Meng Hao bateu mais uma vez na carruagem de guerra. Instantaneamente, os animais que a cercavam desapareceram e a carruagem começou a encolher. Logo, mais uma vez, era do tamanho da mão de uma criança na palma de sua mão.
Ela flutuou lá no ar e, após um momento de inspeção detalhada, de repente começou a captar algumas pistas.
“Sua superfície está inscrita com símbolos antigos que não parecem ser uma parte real da carruagem de guerra…
“E depois há as escritas na corrente. Eles não parecem se fundir perfeitamente com a carruagem originalmente, como se fossem adicionadas mais tarde.” Seus olhos brilharam por um momento antes dele fechar o olho direito. Ele piscou nove vezes e também desencadeou o Qi do Imortal Mostra o Caminho, colocando-o nos olhos. Imediatamente, a aparência da carruagem de guerra de bronze mudou.
Não era mais uma carruagem de guerra, mas uma massa de bestas ferozes. Elas estavam entrelaçadas de tal maneira que, à distância, pareciam uma asa negra!
A asa negra era indistinta, mas Meng Hao tinha certeza de que era na verdade a asa de uma borboleta!
Seu coração tremia e ele respirou fundo. Ele circulou um pouco mais de Qi do Imortal Mostra o Caminho, depois se concentrou de perto… na asa de borboleta.
No instante em que olhou para ela, um rugido encheu sua mente. O mundo à sua frente se despedaçou, quase como um espelho se quebrando. Nesse intervalo, o espelho se transformou em inúmeras imagens reluzentes que Meng Hao não conseguia ver claramente.
No entanto, houve uma imagem que instantaneamente marcou em suas memórias!
Ele viu uma terra em que nuvens agitavam o céu, cheias de raios crepitantes. Um homem vestindo roupas pretas estava na carruagem de guerra, olhando friamente para as terras abaixo.
Quase parecia que o homem era os céus, a vontade do próprio céu.
Um vórtice interminável era visto em sua testa, e na mão direita havia um colar de contas brancas que em breve receberia símbolos restritivos.
Quanto à carruagem de guerra em que o homem estava, parecia muito semelhante à que Meng Hao havia adquirido, exceto que não havia símbolos mágicos nela.
Debaixo da carruagem de guerra havia um mar sem fim, no centro havia uma enorme árvore que se erguia no céu. Sentado na copa da árvore estava um menino que sorria enquanto olhava o mundo. Tremulando no ar ao redor do garoto havia nove borboletas. Longe da cena havia incontáveis ​​seres vivos praticando o cultivo.
Tudo estava muito calmo e pacífico…
A mente de Meng Hao tremeu, e então a visão desapareceu. Ele ofegou, e uma luz estranha brilhou em seus olhos quando olhou para a carruagem de guerra na palma de sua mão.
“Essa visão…” Seus olhos brilharam e, depois de respirar algumas vezes, ele levantou a mão esquerda e a tocou na carruagem de guerra e começou a limpar lentamente um símbolo mágico.
No total, havia noventa e nove símbolos mágicos na carruagem de guerra.
Uma luz suave, mas também feroz, surgiu da mão de Meng Hao. Ele continuou a esfregar a carruagem de guerra até que finalmente conseguiu apagar um símbolo mágico. Neste momento, seu rosto estava pálido. Não parecia difícil apagar o símbolo mágico, mas, na verdade, ele havia desperdiçado uma quantidade significativa de poder de seu cultivo para fazer isso.
Assim que o símbolo mágico foi apagado, a carruagem de guerra de bronze tremeu. Uivos saíam de dentro, como se algum gigante adormecido estivesse subitamente começando a acordar.
Quando o som chegou aos seus ouvidos, o espírito de Meng Hao ficou abalado.
“Esses símbolos mágicos e correntes foram adicionados mais tarde. Se não foi feito como um selo, era um método para tentar controlar a carruagem devido à falta de entendimento de seu antigo dono.
“Esse uso inadequado é realmente a fonte do dano!” Ele respirou fundo e estava prestes a apagar um segundo símbolo mágico quando, de repente, sua mão parou, e uma expressão de dúvida pôde ser vista em seus olhos.
“Por que apenas eu pude ver as imagens na carruagem de guerra? Qualquer um que as visse saberia que havia algo diferente dentro dela. Seus olhos brilharam quando ele olhou para seu próprio torso.
Depois de um longo tempo, ele murmurou lentamente: ― O Imortal Mostra o Caminho… Choumen Tai!
A razão pela qual pôde ver as imagens na carruagem de guerra, e também saber a maneira correta de usá-la, foi tudo por causa do Qi do Imortal Mostra o Caminho.
“Será que este é um tesouro imortal?” Ele pensativamente levantou a mão esquerda novamente e começou a limpar lentamente um segundo símbolo mágico.
A carruagem de guerra começou a brilhar com ainda mais intensidade, e os uivos do interior ficaram mais claros.
Em seguida, Meng Hao limpou um terceiro símbolo mágico, depois um quarto. Quando ele limpou o décimo símbolo mágico, a carruagem de guerra de bronze começou a emitir um som de zumbido e se expandiu até atingir trinta metros de largura.
O brilho emanava para todas as direções, bem como a pressão. Até Meng Hao podia sentir que estava sendo afetado pela intensa pressão, o que tornava impossível chegar perto da carruagem; ele foi instantaneamente forçado a dar passos para trás.
Seus olhos brilhavam intensamente; tendo apagado dez símbolos mágicos, seu cultivo estava praticamente esgotado. Depois de fechar os olhos por um tempo e se recuperar, ele franziu a testa.
“Quanto mais símbolos mágicos eu limpo, mais difícil fica.” Seu corpo tremeu quando disparou em direção à carruagem de guerra. Quando ele se aproximou, um anel de luz amarela apareceu de repente ao redor da carruagem.
Ele rapidamente começou a se expandir, enchendo a mente de Meng Hao com uma sensação de perigo. Ele voou para trás, emergindo rapidamente de dentro da luz. Então ele forçou um pouco do Qi do Imortal Mostra o Caminho a circular em seu corpo, depois voou de volta em sua direção original.
Desta vez, nenhum círculo de luz amarela apareceu. Ele se moveu com uma velocidade incrível, chegando à carruagem de guerra num piscar de olhos. Ele não tinha muito Qi do Imortal em seu corpo, e não duraria muito antes de desaparecer.
Ele colocou a mão na carruagem de guerra. Após um momento de reflexão e descanso, ele girou seu cultivo, despejando poder na carruagem de guerra. No entanto, o poder parecia desaparecer como uma pedra afundando no oceano. Não houve reação alguma da carruagem de guerra.
Meng Hao se acalmou e, sem a menor hesitação, enviou um pouco mais de Qi Imortal. Era apenas uma lasca, mas no instante em que saiu de sua mão e foi para a carruagem de guerra, o mundo inteiro parecia começar a roncar.
Um vórtice gigantesco apareceu no céu, crescendo enquanto girava. Incontáveis ​​relâmpagos desciam em todas as direções. A área inteira parecia ter subitamente se tornado selvagem, como se todo o céu e a terra estivessem subitamente desabando.
Meng Hao de repente sentiu como se estivesse se fundindo com a carruagem de guerra, tornando-se um com ela. Então viu a imagem do homem vestido de preto com o vórtice na testa, o de sua visão momentos atrás.
Ao mesmo tempo, um som vibrante podia ser ouvido da carruagem, enquanto as imagens de inúmeras bestas apareciam à frente. Todos elas foram amarradas com correntes e soltaram rugidos silenciosos. Começaram a correr para frente, puxando a carruagem com eles pelo céu. Se transformou em algo como uma estrela cadente que voou para longe com velocidade indescritível.
A velocidade com que se movia fazia sons explosivos encherem o céu enquanto avançou. Ondas amarelas emanavam, varrendo o céu noturno, preenchendo-o com um brilho amarelo.
Naquele momento, o Santo da Alma Solar, subitamente se levantou na torre dentro da cidade Anéis do Mares. Um olhar de espanto apareceu em seus olhos quando desapareceu de repente e depois reapareceu do lado de fora. Ele olhou para longe, sua expressão mudando várias vezes.
“Que item mágico é esse!?” ele ofegou. Momentos atrás, seu cultivo se contraiu com um sentimento de terror. O sentimento não era algo que ele não conhecia; era algo que ele poderia experimentar ao enfrentar o tesouro ancestral da seita.
“Isso é um tesouro herdado?” Ele pensou para si mesmo.
O coração de Meng Hao estava cheio de choque. O fio de Qi Imortal que ele enviou do lmortal Mostra o Caminho fez com que a carruagem de guerra deixasse a cidade Anéis dos Mares para trás num piscar de olhos. Embora ainda houvesse água do mar debaixo dele, ele não tinha como saber se ainda estava no Terceiro Anel.
Esse trecho do mar parecia muito estranho e as águas eram quase negras. Tudo estava quieto; nem mesmo uma única onda podia ser vista na superfície da água.
“De onde… veio essa velocidade?” disse Meng Hao com um suspiro. Ele olhou para a carruagem de guerra, com um olhar de choque no rosto.
“Este é um tesouro precioso!”
“Infelizmente, apenas o poder de um imortal pode fazê-lo funcionar. Esse tesouro… nem mesmo reconhecerá meu cultivo. Ele suspirou. O único Qi Imortal que ele possuía era do Imortal Mostra o Caminho. Ele poderia usar pedaços dele para empregar a técnica da Visão Celestial, mas usá-lo em batalha era extremamente difícil.
“Qi Imortal… Então essa coisa é realmente um tesouro imortal. Só funciona quando abastecido pelo Qi imortal…” Ao pensar nisso, seu coração tremeu de repente quando uma noção bizarra apareceu em sua mente.
“O Qi do Imortal Mostra o Caminho é realmente o Qi Imortal? É possível… que realmente não seja o Qi Imortal, mas algo mais…?” Antes que ele pudesse pensar muito na ideia, ele de repente olhou para o mar abaixo.
As águas anteriormente paradas agora estavam subitamente cheias de ondulações. Um crocodilo apareceu, trezentos metros de comprimento… indo em sua direção.
Os crocodilos não eram algo que normalmente aparecia no mar, mas havia um aqui agora. Era completamente preto e seus olhos eram sombrios e frios. Nas costas havia incontáveis ​​protuberâncias.
Sentado de pernas cruzadas em meio aos solavancos e protuberâncias, estava um homem vestindo um conjunto de roupas em ruínas. Sua expressão era fria quando ele… olhou para Meng Hao.
No instante em que ele olhou para Meng Hao, os olhos do homem se encheram de intenção de matar.
― Cultivador? ― ele disse, sua voz desagradável rouca e irritante. Quando ele abriu a boca para falar, os dentes enegrecidos podiam ser vistos. Para Meng Hao, toda a sua pessoa parecia irradiar maldade.
Uma aura da Separação Espiritual de repente saiu dele. Ao mesmo tempo, o crocodilo levantou a cabeça e rugiu, também tendo a aura da Separação Espiritual. A água do mar estava em caos, e um fedor de peixe pulsante subiu.
― Este é o Mar Diabólico ― disse o homem ― agora que você está aqui, não irá mais embora. ― Com isso, ele fez um movimento de agarrar, fazendo com que o ar se condensasse. Uma pressão incrível
então pesou.
Meng Hao ficou boquiaberto. Mar Diabólico?


Notas
1. Não é a primeira vez que nove borboletas são mencionadas na história. Se não lembra, são os capítulos 555, 587, 613 e 652 (Del: outra referência que não me deixa mentir que tem haver com POT. Ah, Delongas, mas eu leio POT mas não entendi isso! Só vai entender isso quem já passou dos capítulos 1200, um pouco mais pra frente pra ser mais exato, e já tá chegando no arco final, não que seja muito importante saber disso tb.)

Nota do Drago: Aos leitores de POT, esse capitulo tem muitas referencias a essa novel? Comentem o que vcs acham que são?


Tradutor: Attrocitus | Revisor: Delongas e Drago



Fontes
Cores