ISSTH – Capítulo 469 – As Profundezas das Ruínas da Ponte


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                           PRÓXIMO CAPÍTULO


Na escuridão do vazio, existia uma frieza indescritível que poderia, no mais breve dos momentos, congelar o corpo de um Cultivador da Alma Nascente até que este se partisse em pedaços.

Qualquer um com um corpo físico e sem nenhum tesouro resistente ao frio, seria destruído.

Só alguém que cultivasse uma habilidade divina relacionada ao fogo, e tivesse um item mágico apropriado, seria capaz de sobreviver por muito tempo aqui.

No momento, Zhixiang estava sentada de pernas cruzadas na grande rocha. Ela olhou para Meng Hao com seus olhos de fênix. Este era o décimo dia viajando pelo vazio. Durante todo esse tempo, nunca se falaram. Cada um se sentou numa extremidade da rocha, distantes um do outro.

Um escudo cintilante circundava Meng Hao, evitando que o frio do lado de fora entrasse. A princípio, foi bastante estável, mas à medida que a rocha prosseguia no vazio, o escudo formado pelas cinco pedras brancas começou a piscar de maneira gradativa. Quanto mais avançavam, mais parecia que entraria em colapso.

Em ocasiões anteriores em que Meng Hao se aventurou no vazio, ele sempre passou mais de dez dias na escuridão. Desta vez, no entanto, foi diferente.

O frio aqui era várias vezes mais forte que antes. Além disso, quanto mais profundamente viajavam, mais intenso o frio ficava. Era tão assustador que, mesmo com tesouros protetores, estava perto de tornar-se insuportável.

Meng Hao há muito tempo percebeu que a rocha que estava sentado na verdade ficou branca. A geada que cobria tudo estava mais espessa e se transformou em gelo.

Zhixiang não aparentava ter problemas com o frio. Sentada de pernas cruzadas, cercada pelo frio congelante, parecendo a mesma de sempre, sem nada para protegê-la; ela simplesmente rotacionava sua Base de Cultivo, ao que parecia absorvendo a frieza que se aproximava.

Isso fez com que Meng Hao se tornasse ainda mais vigilante em relação a ela.

Ele podia sentir que ela olhou para ele agora mesmo. Seus olhos se abriram e se encontraram. Ruídos de rachadura podiam ser ouvidos do escudo protetor de Meng Hao. Fissuras apareceram na superfície, espalhando-se e crescendo em quantidade. Logo cobriram a coisa toda. O escudo não se quebrou, mas era óbvio que aconteceria em um curto período de tempo.

Quando ele quebrasse, a frieza se aproximaria rapidamente de Meng Hao.

Um olhar contemplativo apareceu nos olhos de Zhixiang enquanto ela pensava: “Talvez eu tenha pensado muito dele, negligenciei o problema do frio, e se ele não conseguir atravessar o vazio com seu poder, então acho que precisaremos mudar o nosso acordo. Afinal… poder é a base de qualquer cooperação e respeito.” Apesar disso, ela sorriu.

Os olhos de Zhixiang brilharam quando olhou para Meng Hao e seu escudo, que estava prestes a quebrar. Realmente nunca lhe ocorrera que não estivesse equipado para atravessar o vazio dessa maneira.

― Companheiro Meng, a frieza aqui não é algo que cultivadores comuns da Alma Nascente possam resistir. Você pode ter um cultivo anormal, mas temo que você não será capaz de sobreviver também. Por que você não vem aqui? Qualquer coisa dentro de dez metros perto de mim será mantido em segurança.

Enquanto as palavras saíam de sua boca, rachaduras se espalhavam sobre o escudo. Não parecia que duraria muito mais tempo. Foi nesse momento que Meng Hao falou friamente: ― Não há necessidade.

Sua voz era calma e, no entanto, poderosa. Parecia ter uma confiança indescritível, além de uma sensação sombria. Quando Zhixiang ouviu sua resposta, seus olhos se encheram de concentração.

Ela observou quando Meng Hao lentamente estendeu a mão e empurrou o escudo. Um estrondo foi ouvido quando o escudo tremeu e quebrou. Ao fazê-lo, as cinco rochas brancas explodiram.

O escudo desapareceu, fazendo os olhos de Zhixiang se arregalarem. As ações de Meng Hao excederam seus poderes de antecipação. Como ela poderia ter adivinhado que Meng Hao destruiria seu próprio escudo de tal maneira?

No instante em que o escudo quebrou, o frio ao redor foi em direção a Meng Hao e, num piscar de olhos, cobriu-o por inteiro.

Entretanto, ele continuou sentado como antes, calmamente. Ele abaixou a mão direita e fechou os olhos para meditar em silêncio. Era como se não sentisse o frio ao redor.

Zhixiang o olhou por um longo tempo, abalada por Meng Hao. Ela era uma Imortal, então poderia ignorar o frio. Mas Meng Hao destruíra seu escudo inútil e confiava apenas em si para lutar contra o frio.

Ela olhou para ele, mais uma vez cheia de admiração como antes, se não mais. “Cultivadores comuns, diante de um escudo sendo desintegrado, arriscam-se e esperam que o escudo resistisse. No entanto, contra as expectativas, existe alguém assim tão decisivo!”

Ela o levou ainda mais a sério agora que podia ver como ele resistia ao frio. Parecia que, no momento, ele não estava sem opções de maneira alguma.

Enquanto ela sentava lá pensativamente, Meng Hao fechou os olhos. Eles não falaram mais, mas sentaram-se em silêncio, enquanto a rocha continuava a voar. Metade de um mês se passou, e o temido frio continuou a crescer.

Nesse ponto, Zhixiang abriu os olhos e realizou um encantamento com a mão direita. Quando o fez, Meng Hao olhou-a e observou. Nos últimos dias, Meng Hao parecia o mesmo, mas, na verdade, estar nesse frio era como treinar algum tipo de cultivo.

A tatuagem totem de Fogo formada com sua Chama Eterna, esta chama aqui representou sua vida. Nesse frio do vazio, um fogo eterno queimava dentro dele, acendendo seu espírito, fazendo sua vontade ascender.

Embora o frio o pressionasse, seu espírito queimava como uma chama eterna. Tudo que ele tinha que fazer era pensar e seu corpo se restauraria. Era isso que o qualificava para atravessar esse vazio.

Ele continuou a observar os dedos rápidos de Zhixiang num encantamento. Seus olhos brilhavam indicando que ela estava fazendo uma previsão. De repente, ela esticou a mão esquerda e empurrou-a na pedra. Antes que pudesse tocar a superfície, os olhos de Meng Hao brilharam. Logo, o Qi Alcoólico se espalhou pelo seu corpo, e o chocante Qi da Espada Dançante apareceu. Se Zhixiang tocasse a rocha, então o Qi da Espada Dançante explodiria.

Vendo isso, Zhixiang fez uma pausa e olhou para ele.

― Companheiro Meng, qual é o significado disso?

Por que não me diz você, Companheira Zhixiang?

Depois de pensar um pouco, Zhixiang respondeu calmamente: ― Baseado na minha premonição, posso dizer que chegamos a um ponto de interseção inconstante. Eu devo fazer com que essa pedra pare temporariamente. Então, vamos esperar nesta posição por sete dias.

― Como exatamente pode me convencer a confiar em você sobre isso? ― disse Meng Hao friamente.

Zhixiang franziu a testa, depois lhe lançou um olhar profundo e pensativo. Por fim riu.

— Companheiro Meng, se você quiser aprender minha técnica de augúrio, pode simplesmente dizer, não há necessidade de fazer isso dessa maneira. — Apesar das palavras, ela ainda ficou sentada lá pensativa por um momento. Ela sabia que Meng Hao era astuto e decisivo. Não era uma pessoa que pudesse ser facilmente enganada. Depois de pensar um pouco, Zhixiang decidiu que o mais importante era que a parceria prosseguisse. O fato dele não ser afetado pela maldição seria algo muito útil mais tarde. Ela apertou a mandíbula e então fez um movimento de agarrar em direção ao vazio. Imediatamente, o frio na área veio para a mão dela, depois condensou em uma tira de jade.

Ela marcou-a com algumas informações, depois jogou para Meng Hao que pegou e a escaneou com seu Sentido Espiritual. Continha informações sobre como fazer um presságio para encontrar sua posição no vazio. Também continha um grande mapa que agora flutuava em sua mente.

Sua expressão era a mesma de sempre quando ele esmagou a tira de jade, depois executou um encantamento de augúrio, o qual lhe deu as mesmas informações que Zhixiang acabou de enviar-lhe. Depois disso, fechou os olhos.

“Ele parece jovem” pensou Zhixiang “mas é astuto e age com prudência. Ele é tão sábio quanto um demônio! Assim que alcançar a Ascensão Imortal será completamente desumano!” Resignando-se a esse fato, ela bufou internamente e, em seguida, pressionou a mão direita sobre a grande pedra.

Um som forte pôde ser ouvido. O gelo na rocha se quebrou quando camadas de energia cercaram a rocha, fazendo com que sua velocidade diminuísse aos poucos. Depois de passar tempo suficiente para um incenso queimar, ela ficou imóvel dentro do vazio.

Sete dias depois, um raio de luz branca aproximou-se de longe. Outra pedra estava agora indo em direção a eles. Quando se aproximou, tanto Meng Hao quanto Zhixiang realizaram pequenos teleportes. Depois que apareceram na superfície da nova rocha, ela mudou de direção e se dirigiu para longe.

Foi desta maneira que os cinco meses seguintes se passaram. Os dois trocaram de pedra pelo menos dez vezes, passando direto pelo vazio.

Infelizmente, em determinado momento, eles não conseguiram encontrar uma rocha passageira no cruzamento e, por isso, não puderam prosseguir da maneira pretendida no início. Depois de realizar vários presságios, Zhixiang e Meng Hao mudaram seu caminho. Por acaso, uma enorme massa de terra apareceu na frente deles.

As bordas dessa massa de terra eram vermelhas, como um estranho escudo. Era enorme, contendo montanhas e ruínas. O lugar todo era muito pacífico; parecia fazer muito tempo desde que alguém tinha estado ali.

Os caminhos das rochas do Reino das Ruínas da Ponte não são eternamente fixos ― disse Zhixiang. ― Embora tenhamos sofrido um revés, com nós dois realizando a previsão, tenho oitenta por cento de certeza que podemos encontrar uma pedra neste local que nos permita prosseguir. Eu nunca estive nessa massa de terra antes, mas pelo que parece, poucas pessoas estiveram aqui nas últimas dezenas de milhares de anos. Afinal, estamos nos aproximando da área dos vinte mil mundos.

Meng Hao assentiu. Eles levantaram-se da rocha, permitindo que ela atirasse na direção do escudo vermelho. No instante em que passou, um estrondo encheu o céu. O som ecoando fez com que a expressão de Meng Hao mudasse, de repente.

Não foi só ele. Ao entrar nesse estranho mundo, os olhos de Zhixiang se arregalaram de espanto.


Tradutor: Drago | Revisores: Delongas, Gafiam e Palas Athena


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                           PRÓXIMO CAPÍTULO


Fontes
Cores