ISSTH – Capítulo 453 – Ponte da Imortalidade!


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                                       PRÓXIMO CAPÍTULO


“Isso sim é esperança!” pensou Meng Hao, com os olhos brilhando intensamente. Ele não se importava com o fato de essa Aliança da Corte Celestial nas Terras Negras necessitar desse chamado Espírito Demoníaco. Ele só sabia que eles eram necessários para se entrar nas Terras Negras!

Quem conseguisse um, teria a chance de sobreviver a esse Apocalipse e evitar a destruição.

Só se podia imaginar o quão rapidamente o tempo passaria antes que o Espírito Demoníaco fosse cercado, e grandes guerras engolfassem o Deserto Ocidental.

Meng Hao levantou-se e virou a cabeça para olhar o Grande Pai da Tribo do Corvo Soldado. Um brilho sem precedentes apareceu em seus olhos quando ele olhou para Meng Hao.

Depois que se olharam por um momento, o Grande Pai se levantou e se aproximou de Meng Hao para ficar no topo da montanha.

— Não tenho certeza de onde os Espíritos Demoníacos aparecerão nas grandes terras do Deserto Ocidental, — disse o Grande Pai da Tribo do Corvo Soldado, respirando pesadamente, — nem sequer ouvi o termo ‘Espírito Demoníaco’ antes. No entanto, eu sei que se as palavras desta chamada Aliança da Corte Celestial forem verdadeiras, então há um lugar que tem oitenta por cento ou mais de chance de tê-los!

— O Reino das Ruínas da Ponte!

Meng Hao assentiu e seus olhos brilharam quando ele ficou pensativo por um momento.

— Exceto… — começou o Grande Pai, e então parou. Ele sabia o que Meng Hao estava pensando. No entanto, ele sabia que, se ele próprio tivesse chegado a essa conclusão, muitas das outras tribos do Deserto Ocidental também seriam capazes de fazê-lo.

Assim sendo, esta incursão particular no Reino das Ruínas da Ponte estaria repleta de ainda mais perigos do que o usual, perigo não só daquele mundo em si, mas sim dos outros Cultivadores que entrariam nele.

— Eu já me decidi, — disse Meng Hao devagar, olhando para o velho. — Se eu não puder adquirir um Espírito Demoníaco, então eu vou acompanhá-los até o fim da estrada, e vou esculpir seus nomes em suas lápides.

— Mas, se eu conseguir um Espírito Demoníaco, então eu, Meng Hao, vou guiá-los na migração. Independentemente de a migração ser ou não bem-sucedida, não vou desapontá-los deixando vocês!

O Grande Pai da Tribo do Corvo Soldado escutou. Ele olhou silenciosamente para Meng Hao, seus olhos brilhando com um brilho indescritível. Em seguida, ele sacudiu a manga e, desconsiderando sua própria Base de Cultivo na Alma Nascente, e a diferença de idade entre ele e Meng Hao, ele se ajoelhou, apertou as mãos e se curvou profundamente!

— Geração após a outra, as cinco Tribos do Corvo Divindade nunca esquecerão a sua bondade, a Sagrado Ancião. Geração após geração, ofereceremos adoração à sua estátua. Se minhas palavras não forem verdadeiras, que as cinco Tribos do Corvo Divindade sejam destruídas pelo fogo!

Havia outros dois Cultivadores de Almas Nascentes na Tribo, bem como dois cujas Bases de Cultivo haviam caído no grande círculo da Formação de Núcleo. Eles também ouviram as palavras ditas pelo Grande Pai da Tribo do Corvo Soldado.

Não foram apenas eles, mas todos os membros da Tribo. Todos eles estavam assistindo, ouvindo a conversa entre os dois.

Ninguém disse uma palavra. Foi difícil dizer quem fez isso primeiro, mas um por um, todos começaram a cair de joelhos para se curvar. Logo, a tribo inteira estava de joelhos.

Todos os Cultivadores da Tribo, incluindo aqueles na Formação de Núcleo e os Cultivadores com Almas Nascentes, haviam caído de joelhos em adoração.

Ninguém falou uma palavra, eles simplesmente se ajoelharam para ele. Não havia, de fato, palavras que pudessem expressar o apreço que existia em seus corações. Eles só podiam usar uma reverência, junta das lágrimas brilhantes em seus olhos, para mostrar a Meng Hao… o quão profundamente agradecidos eles estavam.

Quando Meng Hao olhou para eles, um trovão retumbou no céu, e a chuva violeta continuou a despencar traiçoeiramente de cima.

“O que os Cultivadores realmente cultivam, é autoconfiança, e mais importante ainda, a autoconsciência. Eu tenho que dizer que… eu, Meng Hao, não me atrevo a me chamar de pessoa direta e honesta. Nem sou um cavalheiro ou um homem de honra. Mas eu sempre retribuo as gentilezas mostradas a mim!” Com isso, Meng Hao apertou as mãos e se curvou profundamente aos membros das cinco Tribos do Corvo Divindade.

O tempo continuou a passar. Três meses se passaram. Os córregos abaixo já estavam começando a se fundir para formar rios. Olhando para baixo do topo da montanha, já haviam sete ou oito rios grandes que podiam ser vistos.

A água do rio se agitou, sem vida. Em alguns lugares, uma espessa aura de morte se elevava.

A energia espiritual na área já era muito escassa. A vontade de extermínio era ainda mais óbvia. O mundo estava se tornando desolado…

Mais três meses se passaram. Dos dois mil membros da Tribo, já havia cem que estavam gravemente enfraquecidos e não podiam fazer nada além de ficarem deitados na cama. Até mesmo sua força de simplesmente respirar parecia estar prestes a desaparecer.

Por causa de sua relação com Meng Hao, Wu Chen e Wu Ling agora tinham uma posição de destaque na Tribo. Eles eram os novos sóis resplandecentes que presidiam todos os assuntos relacionados com a Tribo do Corvos Batedor. Eles também foram tomados como discípulos pelos outros dois Cultivadores da Alma Nascente.

Depois que Meng Hao perguntou à Tribo do Corvo Soldado sobre o colar de Wu Ling, ele finalmente entendeu sua origem. Ele não veio da Terra Santa do Corvo Divindade. Pelo contrário, foi um tesouro adquirido há milhares de anos no Reino das Ruínas da Ponte, quando a Tribo do Corvo Divindade estava no auge de seu poder.

Tendo aprendido isso, o Reino das Ruínas da Ponte tornou-se ainda mais misterioso na mente de Meng Hao. Meng Hao também aprendeu algo muito estranho com o Grande Pai da Tribo do Corvo Soldado. Quando as pessoas retornavam do Reino das Ruínas da Ponte, elas podiam se lembrar de tudo que acontecia lá dentro. No entanto, em relação ao que acontecia no caminho de ida e no caminho de volta, ninguém se lembrava de nada claramente. Era como se algo interferisse ou até apagasse essas lembranças.

“Uma semente do Lírio da Ressurreição, os chamados Espíritos Demoníacos, e até mesmo uma lendária Ponte do Caminho Imortal dos tempos antigos. O lugar todo é uma ruína. Independentemente de quais funções especiais possam estar contidas nas pedras que formaram a Ponte da Imortalidade, se elas contiverem a Terra dos cinco elementos, então eu poderia ter a sorte de obter os elementos do tipo Terra que eu preciso.” Os olhos de Meng Hao brilharam intensamente. Sua expectativa em relação ao Reino das Ruínas da Ponte continuou a crescer ainda mais forte.

O papagaio finalmente retornou durante esse tempo. No entanto, demorou apenas alguns dias até voltar a sair, cheio de entusiasmo. Meng Hao não tinha certeza de como ele estava se divertindo, mas a chuva violeta não parecia impedi-lo.

Uma tarde, meio mês depois, um estrondo chocante encheu o céu. Relâmpagos prateados apareceram acima, estalando com tanta intensidade que parecia que rasgaria o céu. Todos os membros da Tribo olharam para cima em choque quando a chuva violeta que caíra por meses a fio… de repente parou!

Quando a chuva parou, todos ficaram em choque. Os olhos de Meng Hao brilharam quando ele olhou para cima. O que ele viu fez seu corpo inteiro tremer, e ele começou a respirar pesadamente.

Lá no céu havia uma ponte!

A ponte parecia preencher todo o céu, sem o começo nem o fim visíveis. Luz inesgotável brilhava da ponte; Foi essa luz que quebrou a chuva. Neste dia, nenhuma chuva caiu dentro do Deserto Ocidental.

Se você olhasse de perto para a trovejada, você seria capaz de ver que ela existia apenas dentro da ponte. Nada dela estava do lado de fora. Na verdade, os raios realmente pareciam como inúmeras rachaduras que existiam nessa enorme ponte.

“A Ponte do Caminho Imortal!” pensou Meng Hao ao olhar para a estrutura sem limites. Embora fosse realmente ilusória, parecia incrivelmente realista.

Incontáveis símbolos mágicos brilhavam na superfície da ponte. Cada um deles parecia conter um poder ondulante capaz de exterminar até mesmo um Cultivador da Alma Nascente. Uma aura incrivelmente arcaica emanava da ponte, uma aura que continha a sensação do próprio Tempo. Essa aura era diferente da energia espiritual; Parecia mais rica e cheia, como se até mesmo um pouquinho dela fosse o mesmo que uma grande quantidade de energia espiritual que existia no mundo exterior.

Meng Hao podia dizer que essa aura superava em muito a aura da energia espiritual do Céu e da Terra, e chocaria qualquer Cultivador que a absorvesse. Ainda mais chocante… ele mesmo poderia absorvê-la também!

Isso fez com que a mente e o coração de Meng Hao titubeassem com intensidade incrível. A luz chocante emitida pela ponte se expandiu por dezenas de milhares de metros em todas as direções. Ela se espalhou por todo o céu, fazendo parecer quase como se uma cortina estivesse se abrindo para revelar… um céu estrelado!

Meng Hao ofegou ao olhar para as estrelas. Ele tinha certeza de que esse céu estrelado era o verdadeiro mundo que existia fora do Céu do Sul.

Foi nesse momento que uma figura indistinta apareceu de repente no topo da ponte. Era uma mulher vestindo um longo manto. Suas feições não eram claramente distinguíveis, e seu corpo brilhava com um brilho intenso.

Ela olhou para as terras abaixo dela, em seguida, levantou sua mão delgada. Uma estranha forma de pedra apareceu em sua mão, que parecia comum, sem qualquer característica especial. A mulher jogou a pedra na frente dela, onde a mesma começou a flutuar no ar.

O Grande Pai da Tribo do Corvo Soldado estava ao lado de Meng Hao. — Para pisar na ponte, pegue a Pedra da Ponte da Imortalidade, — disse ele com urgência. — Então, você poderá entrar no Reino das Ruínas da Ponte. Para retornar, você também deve usar a mesma pedra.

Quanto a como entrar e sair da ponte, Meng Hao tinha aprendido os detalhes anteriores do Grande Pai da Tribo do Corvo Soldado. Meng Hao olhou para o céu com olhos brilhantes. Ele acenou com a mão direita e, de repente, a videira da Muralha de Espinhos apareceu. Ela circulou em torno das Tribos do Corvo Divindade, perfurando a encosta rochosa da montanha. Com ela preparada, as Tribos do Corvo Divindade seriam protegidas nos dias após a partida de Meng Hao. Nenhuma Tribo migrante seria capaz de invadí-los ou atacá-los.

Meng Hao estava ciente de que Dragonários comuns não eram capazes de entrar no Reino das Ruínas da Ponte. A razão era porque os neo-demônios eram incapazes de existir lá.

Este ponto só lhe foi revelado apologeticamente mais tarde pelo Grande Pai do Corvo Soldado.

No instante em que Meng Hao viu a Ponte do Caminho Imortal, ele pôde sentir uma aura que repelia os neo-demônios. Era como se a ponte fosse projetada apenas para a Ascensão Imortal de Cultivadores, e não para os Demônios Imortais. Embora tivesse sido destruída, suas leis primárias ainda permaneciam.

Como tal, Meng Hao deixou sua horda neo-demoníaca para trás dentro das cinco Tribos do Corvo Divindade. Ele respirou fundo e depois voou para o céu. Ele se transformou em um raio de luz que disparou em direção à Ponte do Caminho Imortal. Abaixo, os mais de dois mil membros da Tribo o assistiram partir.

Enquanto isso, do outro lado do Deserto Ocidental, pessoas voaram para o céu das outras vinte ou mais Tribos qualificadas para entrar no Reino das Ruínas da Ponte. O representante da Tribo dos Cinco Venenos também estava lá. Não era outra senão… Zhao Youlan.

Seu braço direito havia sido restaurado e ela usava uma túnica branca. Ela parecia incrivelmente linda enquanto voava em direção à Ponte do Caminho Imortal.

Embora parecesse que havia apenas uma ponte, de fato, pontes idênticas apareciam acima de cada uma das Tribos qualificadas. Nenhum dos participantes pôde ver nenhum dos outros. A única coisa que eles podiam ver era a mulher no topo da ponte e a Pedra da Ponte da Imortalidade à sua frente.

Em diferentes áreas, pessoas diferentes subiram para o céu. Meng Hao apareceu de repente na frente da mulher. Ele estendeu a mão e pegou a Pedra da Ponte da Imortalidade.

No instante em que ele o fez, um som de zumbido encheu-o. Era como se algo tivesse agarrado seu corpo, e ele estava de repente disparando para frente a uma velocidade incrivelmente alta.


Tradutor: Gafiam | Revisor: Delongas


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                                       PRÓXIMO CAPÍTULO


Fontes
Cores