ISSTH – Capítulo 406: A Terceira Espada de Madeira!


No instante em que ele se levantou, pareceu como se o mundo inteiro tivesse ficado menor. Todas as coisas foram substituídas por Meng Hao. Seu levantar fez com que uma tempestade primaveril surgisse. Seu levantar até mesmo fez com que relâmpagos disparassem até os Céus.

A mente de Meng Hao cambaleou e seu coração estremeceu. Uma aura imediatamente foi eclodida dele, envelopando o pátio, fazendo com que a horda de neo-demônios inteira começasse a estremecer e olhasse para ele de forma aterrorizada. Eles começaram a lamuriar e se curvaram perante ele, eles nem mesmo sequer se atreveram a mover um único músculo.

Até mesmo Peludão estava tremendo com sua cabeça curvada. O Morcego Negro também estremeceu conforme ele pairava no meio do ar. Havia definitivamente alguma coisa extraordinária sobre ele, porém Meng Hao estava no estágio Tardio do Núcleo Dourado e também era um Selador Demoníaco. Por causa dessas duas coisas, um simples pensamento dele poderia aniquilá-lo e transformá-lo em nada além de poeira.

Para o Morcego Negro, essas coisas faziam de Meng Hao alguém completamente diferente se comparado com seu mestre anterior.

Nesse momento, relâmpagos estavam crepitando no ar acima do pátio, múltiplos relâmpagos dos quais dançavam em várias direções. A aura dentro do pátio havia sido transformada em uma aura completamente caótica, como se toda a área houvesse sido arrancada do mundo e ela agora possuía sua própria existência, como se fosse uma parte de Meng Hao.

Uma luz dourada começou a ser emanada dele. Assim que isso ocorreu, a aura erudita de Meng Hao já não mais existia. Ela foi substituída por uma ascendente vontade de um poderoso especialista do Céu e da Terra. Nesse momento, ele não era mais um erudito, mas sim, um onipotente especialista do estágio Tardio do Núcleo Dourado, alguém que poderia bater de frente com um Cultivador da Alma Nascente.

Tudo isso… não podia ser visto do lado de fora do pátio. No mundo exterior, uma brisa soprava gentilmente e as nuvens flutuavam suavemente acima. Apenas dentro do pátio que alguém poderia sentir a vontade de um poderoso especialista sendo emanado de Meng Hao.

Ele olhou fixamente para o trêmulo Morcego Negro, por um momento, e então fechou seus olhos. Essas ações duraram apenas um momento. Foi então que seus olhos abruptamente se abriram mais uma vez. O relâmpago desapareceu sem deixar nenhum vestígio sequer, assim como também a tempestade. O corpo de Meng Hao voltou ao normal. Ele já não mais aparentava ser um robusto e poderoso especialista. Ao invés disso, ele mais uma vez aparentava ser um delicado erudito.

“Espada de madeira….” Meng Hao suspirou suavemente. Ele ergueu sua mão direita até o ar e então o Morcego Negro repentinamente começou a estremecer, sendo completamente incapaz de resistir. Ele então disparou em direção a Meng Hao, que então o agarrou.

Um intenso medo circulava dentro do Morcego Negro, um terror a qual emanava dos olhos de Meng Hao. Contando que o Morcego estivesse envolvido, o aparente poder dos Céus junto também com o tênue Qi Demoníaco de Meng Hao, tudo isso fazia com que uma enorme pressão fosse exercida sobre ele.

Meng Hao segurava o morcego de forma pensativa. Depois de se passar um momento, ele ergueu sua mão esquerda e então apunhalou o corpo do Morcego Negro. O ferido Morcego começou a se contorcer; sua força vital estava quase se dissipando. Entretanto, ao mesmo tempo que isso acontecia, um Qi Demoníaco começou a fluir da mão esquerda de Meng Hao, restaurando a força vital que o Morcego Negro havia perdido após Meng Hao apunhalá-lo

Sua mão gradualmente penetrou mais fundo no corpo do morcego. Após chegar a um certo grau de profundidade, a mão de Meng Hao se fechou ao redor do punho de uma espada de madeira. No instante em que ele fechou seu punho, ele imediatamente arrancou a espada do corpo do morcego.

Sangue jorrou de seu corpo, e o Morcego Negro soltou um grito miserável enquanto recuava e lutava para não cair no ar. Ele então caiu no chão de forma ofegante, aparentando estar à beira da morte. No momento que ele caiu, um olhar de gratidão apareceu em seus olhos. Embora seu corpo estivesse tremendo, sua força vital estava agora fluindo vivamente.

Aparentava que uma espada estava realmente bloqueando sua força vital e impedindo o cultivo do morcego. Agora que Meng Hao a havia retirado, sua base de Cultivo foi restaurada assim como também sua força vital. Isso, juntamente com o Qi Demoníaco de Meng Hao, fez com que a força vital do morcego ficasse ainda mais forte.

Ela aparentava estar enfraquecida no começo. No entanto, uma aura cada vez mais poderosa emergiu dele.

A gratidão em seus olhos se dissipou, ela foi substituída por uma frieza conforme o Morcego olhava para Meng Hao.

A expressão de Meng Hao estava indiferente, ele ignorou completamente o morcego. A abrupta mudança no poder do Morcego não era nenhum pouco interessante para Meng Hao.

Meng Hao olhou para a espada de madeira que ele acabara de tirar do morcego. Ele a sacudiu, fazendo com que o sangue e as tripas que a encobriam começassem a desaparecer. A espada agora aparentava ser como de costume. Ela aparentava ser ordinária, como se não houvesse nada de incomum ou especial sobre ela. Entretanto, a energia espiritual ao redor começou a subitamente ser sugada em direção à espada. A espada rapidamente se transformou no que aparentava ser um vórtice espiritual, sugando e consumindo completamente toda a energia espiritual da área.

Meng Hao olhou para a espada, uma expressão estranha era perceptível em seu rosto. Ele então deu um tapa em sua bolsa de carregamento e instantaneamente dispararam dois feixes de luzes que logo se transformaram em duas espadas idênticas a que ele segurava na mão.

Três espadas de madeiras agora pairavam na frente de Meng Hao. Os olhos dele cintilaram com um brilho estranho.

“Alguns anos atrás, eu encontrei uma espada de madeira no corpo de um Dragão Alado da Chuva. Agora, eu encontrei uma outra espada de madeira no corpo deste Morcego Negro. Estas espadas de madeiras devem ter uma origem incrível…” Seu olhar então passou pelas três espadas. A menos que você soubesse que uma delas era duplicada, seria impossível distingui-las.

“É uma pena eu ter gastado tantas Pedras Espirituais fazendo essa espada duplicata. Bem, embora que, se eu tivesse mais pedras espirituais, eu poderia usá-las para criar a primeira forma da Formação Lótus de Espadas!

“Eu me pergunto o quão poderoso seria essa formação de espadas… Essa formação muito provavelmente não é mais fraca que a Formação Espada Temporal. Afinal de contas, espadas de madeiras que absorvem energia espiritual custam uma enorme quantidade de Pedras Espirituais para serem duplicadas. Essa espada é… aterrorizante!”

Seus olhos brilhavam conforme ele balançava sua mão direita, fazendo com que as três espadas de madeiras voltassem para sua bolsa de carregamento. Ele então voltou a olhar para o Morcego Negro.

A ferida do Morcego Negro estava quase completamente curada. Sua aura também estava muito mais poderosa do que antes. Nesse momento, ele já não mais estava no estágio Tardio do Estabelecimento de Fundação, mas sim, no estágio Inicial da Formação de Núcleo. Obviamente que depois de se passar algum tempo, o Morcego se recuperaria e se tornaria ainda mais forte do que é agora.

“Bestas feridas e mortas por espadas de madeiras iguais a esta não são seres ordinários. Tome o Dragão Alado da Chuva como exemplo… Levando isso em conta, pode-se imaginar o quão poderoso era esse morcego… Quem sabe quantos anos ele foi atormentado pela espada até que ele finalmente descaísse até seu nível atual. Depois que ele se recuperar e atingir seu pico, o quão poderoso será esse Morcego…” Meng Hao sorriu. Ele realmente não se importava nenhum pouco com o quão poderoso esse morcego se tornaria; contanto que o Qi Demoníaco estivesse envolvido na equação, Meng Hao seria capaz de controlá-lo.

Isso era especialmente verdade, considerando que… o Qi Demoníaco que Meng Hao havia acabado de dar para o Morcego absorver foi, intencionalmente, enviado de forma fraca. Afinal de contas, o Qi Demoníaco era seu principal método para controlá-lo.

Conforme Meng Hao estudava o Morcego Negro, ele o lançou um olhar com seus olhos tremulantes. Depois de um momento, o Morcego baixou sua cabeça, expressando sua complacência. Era impossível dizer o quanto dessa complacência era verdade e quanto era falso, entretanto, nesse momento ele havia escolhido ceder.

Alguns dias se passaram. As novidades sobre o duelo Dragonático entre Meng Hao e Mo Fang foram espalhadas por toda a Tribo do Corvo Batedor. Em um piscar de olhos, o nome de Meng Hao havia sido elevado à proeminência. Seu nome ficou completamente famoso dentro da Tribo.

Em uma noite em particular, o Sacerdote da Terra veio pessoalmente e entregou a Meng Hao um medalhão de comando. Isto indicava que Meng Hao era agora um vassalo oficial da Tribo do Corvo Batedor.

Além de ganhar esse medalhão, a Meng Hao também foi dada a chance de ganhar iluminação perante a Árvore Sagrada da Tribo do Corvo Batedor. Esta Árvore Sagrada possuía um nome: Árvore Virente….

Meng Hao pensava sobre essa força totêmica vital que podia criar uma força mágica para proteger toda uma Tribo. Ele também pensou sobre o enorme Ente que ele havia visto. Ele precisava de um totem do tipo Madeira, e apesar de que qualquer totem serviria… quando se tratava das cinco tatuagens totêmicas relativas aos cinco elementos, obviamente, quanto mais fortes forem esses totens, mais forte ele seria quando chegasse a hora de compor sua Alma Nascente Policromática…

Sua chance de ganhar iluminação perante a Árvore Sagrada Virente viria em sete dias.

Durante esses sete dias, a Tribo do Corvo Batedor realizou várias cerimônias grandiosas. Essas cerimônias não eram relacionadas ao fato de Meng Hao se tornar um vassalo oficial, mas sim, oferecer sacrifícios aos antepassados ​​e preparar um estigma Virente. Somente dessa forma Meng Hao seria capaz de entrar no estado de iluminação.

Para qualquer membro da Tribo, tal iluminação era algo muito importante. Todo membro adulto da Tribo havia passado por esse processo, a qual refinaria sua própria força vital. Obviamente, esse ritual também era considerado sorte para qualquer vassalo.

No sétimo dia, uma série de rituais complicados foram realizados. Vários milhares de membros da Tribo do Corvo Batedor reuniram-se para sentarem-se de pernas cruzadas no topo do cume da montanha. Eles estavam sentados em círculos concêntricos, cantando baixinho um estranho encantamento. Esses sons reverberavam sob o Céu e a Terra e causaram com que camadas de nuvens preenchessem os céus que estava anteriormente claro. Parecia que o próprio tempo estava passando. Meng Hao vestia uma longa túnica esverdeada conforme ele subia as escadas da montanha que levava ao altar.

O Sacerdote da Terra permanecia ali, ao lado de uma mulher idosa, essa mulher era o Sacerdote do Céu da Tribo do Corvo Batedor. Eles sorriam conforme Meng Hao se aproximava.

“A Tribo do Corvo Batedor trata as pessoas com sinceridade”, disse o Sacerdote da Terra em um tom suave. “Em todos os casos é preciso gastar para que se ganhe. Companheiro Daoísta Meng não é uma pessoa ordinária, e certamente pode sentir a boa-fé da Tribo do Corvo Batedor.”

“Muito obrigado”, respondeu Meng Hao apertando suas mãos.

“Vamos começar!” disse o Sacerdote do Céu. A velha acenou com seu braço; um estrondo ecoou no ar e uma fenda se abriu no meio do altar. Imediatamente, um feixe de luz verde emergiu até o ar, cujo emanava um denso Qi Demoníaco.

A aparição deste Qi Demoníaco instantaneamente fez com que as pupilas de Meng Hao se contraíssem. Também de dentro desse feixe de luz verde surgiu um enorme Ente. Sua cor era verde e ele possuía vários metros de altura. Folhas murchas cobriam seu corpo, e ele emanava uma profunda ancestralidade…

Era como se ele tivesse existido no fluxo temporal por muito, muito tempo. Era como se os vestígios da passagem do tempo pudessem ser vistos dentro de seus olhos. Conforme o Ente flutuava, seu corpo irradiava uma ilimitada força vital.

A intensidade de sua força vital era tanta que todas as formas vitais do tipo madeira iriam instantaneamente se curvar perante o Ente, chamando-o de ancestral. Entretanto… por dentro dessa próspera força vital, Meng Hao podia sentir uma deterioração. Era como se essa força vital estivesse chegando ao fim de seu caminho.

O corpo do Ente também era encoberto com incontáveis cicatrizes. Ele emanava uma poderosa aura que fazia com que a Cor do Céu e da Terra mudasse, as nuvens se agitassem e as circundantes florestas suspirassem.

Seus olhos estavam cheios de sabedoria conforme o Ente olhava para Meng Hao.

No instante em que ele apareceu, o canto dos milhares de Membros da Tribo próximos começou a ficar mais alto, e eles começaram a se curvar.

O Sacerdote da Terra e o Sacerdote do Céu apertaram suas as mãos e se curvaram perante o Ente.

Meng Hao não conseguiu tirar seus olhos da enorme criatura. Seu coração tremia; ele estava certo de que este era um grande demônio do Céu e da Terra. Ele era semelhante ao Mar do Norte; um verdadeiro demônio!

O enorme Ente repentinamente começou a falar. “Forasteiro… Tu obtivestes a aprovação da Tribo que protejo. Por isso, eu… darei-te fortuna. Agora, experenciarás minhas memórias arcaicas….” O Ente lentamente levantou sua mão e a colocou em frente a Meng Hao.

Sua mão permaneceu ali, esperando que Meng Hao subisse nela. Assim que isso aconteceu, a Jade Selamento Demoníaco dentro da bolsa de carregamento de Meng Hao finalmente reagiu pela primeira vez dentro do Deserto Ocidental.

A voz arcaica do jade ressoou dentro da mente de Meng Hao.

“Dao Ancestral; Desejo Tenaz de Selar os Céus; Beneficência para Todos nas Montanhas; A Inevitável Tribulação do Dao Deve Vir para as Nove Montanhas e Mares; Meu Destino é Perenal.”


Tradutor: Rhuan   |   Revisor: Bonadeo   |   QC: Delongas




Fontes
Cores