ISSTH – Capítulo 335: Valente!



O grande grupo de discípulos da Seita do Rio Han desceu com raiva assassina e risada provocante. Com olhos transbordando de viciosidade, eles se aproximaram dos mais de cem Cultivadores que estavam correndo ao redor no chão.

“Crianças, não olhem! Ignorem eles!” gritou o papagaio, conforme voava para lá e para cá. O tilintar do sino em seu pé também pôde ser ouvido soando. “Venham, venham. Se juntem a mim na mais alta voz….” .”

Os mais de cem Cultivadores, mais uma vez uniram vozes para gritar bem alto. Os Cultivadores que estiveram perseguindo Meng Hao o caminho todo desde a cidade Dongluo, se aproximaram. No entanto, à medida que chegavam perto, as expressões deles vacilaram, pois eles sentiram um vento se levantando.

O vento tocava o rosto deles, mexendo suas roupas, soprando contra o cabelo deles. Começou, inclusive, a empurrar seus corpos. Os Cultivadores que se aproximavam, foram gradualmente forçados a parar. A roupa deles balançando violentamente, seus cabelos em desordem e suas expressões estavam mudando gradualmente a uma expressão de choque.

Um vórtice de vento que se movia lentamente começou a se espalhar debaixo dos pés dos Cultivadores correndo. Conforme se estendia para fora, pressionou contra os Cultivadores que se aproximavam, os bloqueando. Em um instante, mudou de uma brisa gentil, para uma forte ventania gritante.

O grito do vento era chocante e se misturava com os gritos dos Cultivadores dentro, para formar um poder que parecia como se pudesse rasgar os próprios Céus. Os Cultivadores da Cidade Dongluo recuaram em espanto. Alguns foram lentos demais e foram pegos pelo redemoinho do vento. Sangue jorrou da boca deles e até seus órgãos foram partidos em pedaços.

Uma dezena de Cultivadores que tinham bases de Cultivação fraca, repentinamente começaram a gritar. Os gritos miseráveis deles flutuaram junto ao vento, penetrando os tímpanos dos observadores. Pessoas assistiram em terror, conforme as roupas de suas dezenas de compatriotas foram rasgadas em pedacinhos. Seus cabelos se tornaram cinza e a pele deles foi lentamente removida de seus corpos, como se estivessem sendo punidos com morte por mil cortes. Sangue e carne voaram em meio ao vento gritante. Em um piscar de olhos…

A pele e músculo da dezena de Cultivadores foram completamente arrancados do corpo deles, os tornando em esqueletos. Sons estalantes puderam ser ouvidos, conforme os esqueletos foram esmagados em pedaços e então desapareceram ao vento.

Essa cena fez o couro cabeludo dos Cultivadores perseguidores amortecer. O rosto deles brilhou com intenso terror e incredulidade. A respiração deles saiu em arquejos irregulares, enquanto recuaram apressadamente. Ninguém ousou proceder adiante e completo silêncio preencheu o ar, com exceção das… exclamações do vento e… das vozes dos Cultivadores correndo, que se uniram e mesclaram com o vento.

“Tenha fé no Lorde Quinto… vida eterna ganhará….”

Durante esse momento de relativo silêncio, Patriarca Rubicundo deu uma resfolegada fria. De trás dele saiu um Cultivador do estágio intermediário da Formação de Núcleo. Outro Cultivador da Formação de Núcleo intermediária apareceu ao lado do Patriarca Pustulento, sua mandíbula apertada firmemente.

Um terceiro Cultivador da Formação de Núcleo intermediária apareceu junto ao Patriarca que obviamente era da terceira das três grandes Seitas. Esse homem era alto e bem musculoso. Após ele tomar a frente, os três Cultivadores da Formação de Núcleo se transformaram em luzes prismáticas que se lançaram avante.

Eles pareciam intencionados a penetrar o redemoinho massivo e enevoado para destruir os mais de cem Cultivadores dentro.

No entanto, logo que eles se aproximaram do vento, o rosto deles mudou imediatamente. Eles emitiram berros, conforme Núcleo de Qi apareceu acima de suas cabeças, tomando várias formas, à medida que investiam vento enevoado adentro.

Eles avançaram quase meio caminho até os cem ou mais Cultivadores e estavam aproximadamente a trinta metros deles, quando, de repente, uma figura fantasma gigante apareceu em meio ao redemoinho.

Era formado do próprio vento e tinha não menos que trinta metros de altura. Suas características faciais eram indistintas; a única coisa visível era sua robusta estrutura e as roupas ilusórias que ondulavam em seu corpo. Ao mesmo tempo que o fantasma apareceu, estava correndo e emitindo um som berrante indistinto. Parecia nem mesmo ter percebido os três Cultivadores que se aproximavam.

A intenção assassina dos três homens tremeluziu, conforme realizaram gestos de encantamento. Núcleo de Qi explodiu afora, transformando um em um trecho de solo arenoso, outro em uma vasta formação de espadas voadoras e o terceiro em uma pintura de montanhas e rios. O Núcleo de Qi envolveu a área, indo diretamente em direção do fantasma gigante.

“Disperse!” gritaram os três homens, suas vozes frias.

Entretanto, o Núcleo de Qi deles passou diretamente através do fantasma gigante, como se fosse completamente ilusório.

Isso fez os três homens ficarem boquiabertos de espantos. A próxima coisa que aconteceu foi que o fantasma virou e investiu diretamente na direção deles.

O fantasma era supostamente ilusório e, ainda assim, fez o corpo desses três homens tremer violentamente. O rosto deles empalideceu e eles tossiram bocados de sangue. Aparentando espantados, eles estavam prestes a recuar, quando repentinamente eles viram um segundo, um terceiro, um quarto… e em um instante, DEZ fantasmas gigantes apareceram dentre o vento. Todos eles dispararam avante na direção dos três homens, que imediatamente começaram a recuar.

O Cultivador da Formação de Núcleo da Seita do Rio Han foi um pouco mais lento que os outros. Antes que ele recuasse mais que alguns passos, um dos fantasmas estava sobre ele. Olhos cheios de viciosidade, o Cultivador da Formação de Núcleo mordeu a ponta de sua língua e cuspiu um bocado de sangue no ar. Ele passou suas mãos através disso, criando uma marca de cor sangue.

Ele pressionou contra a marca de cor sangue, a fazendo inflamar e então transformar em uma massiva caveira de cor sangue. Com um rugido de raiva, ela se atirou em direção do fantasma que se aproximava. Ao invés de bater um contra o outro, a caveira de cor sangue passou diretamente através do fantasma e então voou através de mais oito fantasma, antes de finalmente dissipar.

Um olhar de desespero apareceu no rosto do Cultivador da Seita do Rio Han, enquanto o primeiro fantasma bateu contra ele. Sangue jorrou de sua boca e ele soltou um grito miserável.

“Patriarca, me salve….“ ele gritou com uma voz repleta de medo e pavor. A face do Patriarca Pustulento esmoreceu. Ele estava prestes a investir adiante para salvar o homem, quando seus olhos contraíram. De repente, ele sentiu como se não ousasse investir avante e, ao invés, recuou.

A razão para isso, foi que ele repentinamente avistou dezenas de fantasmas se aproximando em alta velocidade dentre o vento. A aproximação deles abalou o chão, como se gigantes estivessem pisoteando a terra. Berros misturaram com gritos miseráveis, conforme o Cultivador da Formação de Núcleo da Seita do Rio Han foi pisoteado até a morte em uma massa sangrenta.

Essa cena fez o coração de todos Cultivadores de fora começar a palpitar, independentemente do nível da base de cultivação deles. O vento enevoado estava ficando mais e mais embaçado; quanto a expressão deles, não mais havia um indício de irrisão a ser visto; ao invés, o rosto deles estava repleto de terror.

Imediatamente, pessoas começaram a considerar fugir. Contudo, o que eles não perceberam foi que atrás deles, outro vento enevoado tinha aparecido. Cercou a eles, os envolvendo completamente e cortando suas escapatórias.

Esses Cultivadores perseguiram Meng Hao com viciosidade ameaçadora, mas agora, o coração deles gelou.

Ainda mais quando eles perceberam que dentro do vento enevoado adiante e atrás, continha dezenas de figuras fantasmas. As figuras estavam correndo, fazendo o chão agitar. Era fácil imaginar quão rapidamente eles seriam feridos, ou até mortos, caso fossem atingidos pelos fantasmas.

Afinal, os fantasmas acabaram de pisotear um Cultivador da Formação de Núcleo intermediária até a morte em um instante. Isso encheu de pavor o coração dos outros Cultivadores.

Não levou muito para eles perceberem que os fantasmas correndo através do vento eram, na verdade, nada menos que os mais de cem Cultivadores que eles caçoaram anteriormente.

Conforme circulavam a área, a voz deles ficava mais e mais alta.

“Tenha Fé no Lorde Quinto, vida eterna ganhará. Quando o Lorde Quinto aparecer, quem ousará desafiar!” O som chocante das vozes abalou a terra, fazendo tudo tremer e o rosto dos outros Cultivadores se desprover de sangue.

“Que formação mágica é essa?!” as palavras não foram faladas pelo Patriarca Rubicundo, cujo coração tremia de medo e trepidação e conforme olhava no vento enevoado ao redor deles ficando cada vez menos visível. Nem foram faladas pelo Patriarca Pustulento, que permaneceu lá com uma expressão disforme em seu rosto.

Ao invés, elas foram faladas por outro Cultivador. Ele era pequeno, com uma cabeça bem grande. Por causa disso, ele não se destacou muito dentre a multidão. Até Meng Hao não havia o percebido.

Quando o Cultivador cabeçudo falou, expressão de reverência apareceu no rosto de muitos dos observadores ao redor, que retrocederam educadamente. Patriarca Pustulento era da Seita do Rio Han. Patriarca Rubicundo era da Seita do Céu Alto. E esse Cultivador cabeçudo era o Patriarca da terceira grande Seita, a Seita Talismânica.

A base de Cultivação dele era do estágio avançado da Formação de Núcleo. Seus métodos eram cruéis e poucas pessoas na Cidade Dongluo ousaria provocá-lo. Além do mais, ele era conhecido por ser bastante habilidoso com formações mágicas. Ao pisar adiante e olhar no vento enevoado, ele afagou sua bolsa de carregamento para produzir um bracelete de jade.

Patriarca Rubicundo e Patriarca Pustulento olhou na bolsa de carregamento do Patriarca Cabeçudo com sorrisos penosos. Eles não disseram nada, mas era óbvio que ele não fez parte do grande incidente de roubo de Pedras Espirituais. Claramente, sua bolsa de carregamento estava completamente intacta.

Patriarca Cabeludo encarou o bracelete, cuja superfície era obscura, mas no qual podiam ser vistos cem pontos de luz, movendo de um lado para outro. Ele o estudou por um longo momento e então deu um suspiro profundo. Seus olhos brilharam de deslumbramento e seu coração tremeu. “Que formação mágica Celestial esplêndida.” Ele disse. “Essa é uma mágica lendária de tempos antigos, há muito tempo perdida ao mundo. E, ainda assim, aqui está hoje, sendo empregada bem em frente de nossos olhos!”

“Essa formação mágica Celestial é baseada em humanos. Cultivadores Antigos usaram poderosos físicos corpóreos para formar o olho da magia. Quanto mais pessoas na formação mágica, mais poder ela pode empregar…. O vento dessa formação mágica tem o potencial de matar Imortais. Aqueles fantasmas são Celestiais Humanos!!” O couro cabeludo do Patriarca Cabeçudo estava formigando. Ele repentinamente virou sua cabeça para olhar no vento enevoado atrás deles e seus olhos começaram a reluzir brilhantemente.

“Contudo, há apenas cem pessoas alimentando essa magia específica. Além do mais, esses não são Cultivadores Antigos e a base de cultivação deles é variada e fraca. Por sua vez, isso significa que… essa formação mágica pode ser quebrada! Qual sua escolha, atravessar o vento em frente de nós e assassinar as pessoas lá dentro ou atravessar o vento atrás de nós, recuar e então bolar outro plano?” Ele olhou no Patriarca Pustulento e Patriarca Rubicundo, seus olhos brilhando.

Os três trocaram olhares, no qual os olhos deles se encheram de determinação.

“Eu não quero muito,” disse Patriarca Cabeçudo com um sorriso, seus olhos repletos de avareza. “Somente aquele papagaio.”

“Eu quero meus pertences de volta, mais a metade do conteúdo da bolsa de carregamento daquele cara,” disse Patriarca Pustulento, sua voz severa.

“A outra metade vai para mim,” disse Patriarca Rubicundo, sua intenção assassina tremeluzindo. “Junto com a vida dele!”


Tradutor: GoldCrowZ  |   Revisor: Bonadeo



Fontes
Cores