ISSTH – Capítulo 193 – Uma Flor que Floresce ao Amanhecer!


Acima do oceano e da enorme árvore havia o vórtice nas nuvens que girava sem parar. Acima do vórtice estava o banquete preparado pelo Clã Song em homenagem a cerimônia da busca de um genro.

Nesse momento a voz do Patriarca do Clã Song ainda estava ecoando por todo o oceano e a mulher invisível tinha sumido. Bem afundo do subsolo das montanhas do Clã Song estava a localização de seus Reservas do Dao.

O corpo que metade estava a mostra e metade preso a terra, emitia um brilho misterioso em seus olhos. Uma hesitação era demonstrada nesse brilho.

“Mas… quem é ela? Ela parece ter um espírito de um Imortal, mas ainda não está qualificada de ser um… Ela estava olhando fixamente para aquele jovem Meng Hao com um amor e afeto profundo. No entanto, o foco de sua atenção não era ele, e sim aquele Lírio da Ressurreição dentro dele!

“Ela disse que quando ele se encontrasse com eles, ele iria entender tudo. Porque só dela dizer essas simples palavras me causaram um arrepio?” dos olhos desse velhote emanavam uma brilho arcaico e ele sucumbiu pensativamente. “Ela disse que se ele falhasse, iria espera-lo reencarnar das primaveras amarelas do submundo. Isso pareceu para ela como se fosse algo muito lógico e comum de acontecer, como se estivesse acostumada a lidar com isso… Isso não é algo que um cultivador normal possa lidar. Não existe nenhuma reencarnação do Cultivo. Seria inútil um cultivador fazer a tentativa de reencarnar. Caso contrário, porque seria necessário a existência da Caverna da Ressurreição?…”

“Renascimento é possível, pois significaria a habilidade de viver outra vida. No entanto, não existe nenhum modo de obter reencarnação, creio que a única possibilidade para isso seria para o lendário Lírio da Ressurreição! No momento que a flor floresce dentro da pessoa, esta desaparece, mas a flor permanece intacta, no entanto, nunca existe certezas absolutas nesse mundo. Se o Lírio da Ressurreição poder ser domado e consumido então a Ascensão Imortal das Sete Cores será possível de ser feita!”

Esse Patriarca do Clã Song que tinha até recentemente revelado a si mesmo pro resto do Clã Song subitamente flutuou no ar. Seus olhos brilharam enquanto uma imagem indistinta da parte de baixo de seu corpo aparecera. Seu cabelo chicoteava em volta de sua cabeça enquanto ele se ajoelhava no topo do Pilar de Pedra.

“Imortal, sua origem é repleta de mistérios. O Clã Song tem observado o Domínio do Sul de gerações para gerações. Imortal, eu imploro que me ilumine da minha confusão!” ele mordeu sua língua e cuspiu um pouco do sangue de seu coração. O Sangue voou e no mesmo instante desapareceu. Todavia ao mesmo tempo, o tesouro Sol-Lua no céu acima do Clã Song subitamente piscou com um brilho que ninguém que não fosse do Clã Song poderia notar. Essa luz brilhante atravessou pelas montanhas até chegar no subsolo diretamente à frente do velhote.

Ela foi transformada em um semblante parcialmente transparente. Era impossível de dizer se era masculino ou feminino, a imagem era fosca como se estivesse ao mesmo tempo ali e em outro lugar.

Quando o corpo do velho vislumbrou esse semblante, uma expressão de veneração fora demonstrada em seu rosto. Ele sabia que isso era o espírito do tesouro de seu Clã. Esse espírito era também um Patriarca ancestral do Clã Song. De acordo com as lendas, depois desse patriarca ter adquirido Imortalidade, ele deixou para trás um fragmento de seu espírito nesse lugar.

O semblante turvo erguera sua mão e gentilmente tocou na cabeça do velhote.

O corpo do homem estremeceu e repentinamente a expressão em seu olhar brilhou com incredulidade. Ele olhava para cima enquanto assistia o semblante ilusório lentamente desaparecer. Era como se nunca estivesse realmente ali.

O velho corpo respirou profundamente e falou consigo mesmo. “A flor que floresce no amanhecer e alcança a Imortalidade no dia da vicissitude. A mãe do Lírio da Ressurreição… a Imortal do Amanhecer [1]… Esse Meng Hao é muito perigoso…” ele ficou em silêncio pensando por um momento. No entanto, não deu mais nenhuma ordem, nem fez nada para contrariar a promessa que fora forçado a transmitir para aquela mulher.

Enquanto isso abaixo do vórtice nas nuvens, no oceano selvagem e ventos gritantes, o número de Cultivadores que entraram nesse lugar beirava a algumas dúzias. Eles circulavam em volta da região da enorme árvore.

Qualquer um que conseguisse atravessar pela ventania massiva e de fato alcançar o sopé da árvore, pegaria para si a posição de primeiro lugar da corrida nessa competição.

Ganhar um lugar dentro do Clã Song possibilitaria ganhar um lugar para praticar Cultivo dentro das regiões mais profundas do clã. Quase todos os cultivadores ali presentes estavam sedentos por essa oportunidade que lhes fora apresentada. É por isso que estavam ali e por essa razão que eles lutariam com unhas e dentes para conseguir esse privilégio.

Para Meng Hao, no entanto era o contrário, ele não estava aqui pela suposta oportunidade de se casar ao Clã Song. Mesmo esse lugar sendo incrivelmente adequado para ele praticar o Cultivo, ele não era do tipo de pessoa que viveria dependendo dos outros. Ele preferiria ser como o oceano e o céu, livre para vagar pela terra como quisesse, solitário em sua jornada. Exceto se ele tivesse um propósito importante em um determinado lugar que o forçaria a ficar um tempo prolongado.

Alguém que faz sua jornada sob os Céus, desfrutando as paisagens e observando a beleza da terra e de todos os seres vivos que encontrar. Era isso que significava viver para Meng Hao. Seus olhos brilharam enquanto olhava para a árvore colossal no horizonte, na imensidão de seu topo estava a pérola que buscava.

Os outros cultivadores não valorizavam a pérola pelo que ela podia fazer, mas sim a representação da entrada no Clã Song. O único que queria a pérola pelo que podia fazer era Meng Hao. Se não fosse por essa pérola, Meng Hao não continuaria nesse lugar.

“Eu espero que essa pérola possa curar esse meu veneno. Se ela conseguir, eu não precisarei passar por todo o trabalho de infiltrar-se na Seita Destino Violeta.”

Os olhos de Meng Hao piscaram brilhantemente e seu coração estremecia por essa oportunidade próxima a ele, disparando a frente. Ele estreitou seus olhos até parar de voar por um instante.

“Então, eu posso absorver energia espiritual desse lugar também. Sem falar que aqui, a energia espiritual desse lugar é ainda mais densa que lá fora. Que tipo de grande segredo o Clã Song tem para possuir esse lugar? Como a energia espiritual daqui é igual à da zona do Legado do Imortal de Sangue? Por que posso absorvê-la?” sua expressão demonstrava repleta de pensamentos, e novamente disparou a frente velozmente. Ao mesmo tempo, ele rotacionava sua base de Cultivo. Seus quatro Pilares do Dao zumbiam e se corpo parecia ter si tornado um buraco negro, toda a energia espiritual daquela área imediatamente começava a se puxada em sua direção.

Meng Hao não a sugava numa velocidade sem controle, mas sim cautelosamente e gradativamente.

Distante dele, o rosto de Wang Tengfei estava sombrio e seu coração estava repleto de amargura e até um pouco de insanidade. Ainda desde pequeno, ele tinha sido Escolhido do seu Clã. Por causa disso, quando o sangue do Dragão Alado da Chuva caiu dos Céus isso selou o seu caminho a ser trilhado desde que cresceu a ser a pessoa que era hoje, e lhe dava a impressão que seria alguém que sempre seria uma pessoa abençoada pela boa sorte.

No entanto, graças a seu irmão Wang Lihai, ele não conseguiu se tornar uma Criança do Dao do Clã Wang e todo o foco da Seita nele gradativamente fora desviado cada vez mais longe dele. Na verdade, por sua infância inteira, ele tinha vivido sob a sombra de seu irmão mais velho.

Ele queria resistir a essa sina e lutar contra isso, ele queria exceder seu irmão e provar que ele era capaz de ser a Criança do Dao do Clã Wang. Por causa disso, ele tinha feito sua jornada para fora do Clã e ido até o Estado do Zhao em busca da Fundação Impecável.

Ele sabia que se ele ficasse no Clã Wang, seria muito difícil ele ascender até receber o destaque que julgava merecer.

Repleto de idealismo e ambição, ele viajou até o Estado do Zhao em busca da Fundação Impecável e do legado do Dragão Alado da Chuva. Seu plano era após consegui-los, retornar para o Clã e então desafiar seu irmão em combate pela posição de Criança do Dao.

No entanto, todos os seus planos tinham sido arruinados por Meng Hao. Ele fora absolutamente e verdadeiramente derrotado. Mas se recusou a desistir de sua ambição. Graças ao encorajamento de Wang Xifan e o suporte de Chu Yuyan, ele tinha emergido novamente das sombras com seu dedo venenoso.

Na verdade, foi apenas por causa da ajuda de Chu Yuyan que ele formou a Fundação Rachada que tinha até então. Quando ele testemunhou a morte de seu irmão no Torneio do Legado de Sangue, ele subitamente sentiu com se um novo futuro estivesse sido aberto para ele e a falta de sorte de seu irmão daria a ele finalmente o nascimento de sua ascensão meteórica no Clã Wang.

Foi naquele momento que ele acreditou que sua vida podia finalmente ser restaurada como devia realmente ser.

No entanto… os eventos que se sucederam após isso o pegaram completamente de surpresa. Para sua estupefação, ele descobriu que Wang Lihai não estava morto. O Wang Lihai que morreu no torneio do Legado do Imortal de Sangue na verdade era um Clone do Dao criado por um Patriarca do Clã Wang.

Posteriormente a isso, os rumores do envolvimento de Chu Yuyan com um homem anônimo se espalharam como fogo grego. Eram algo que ele simplesmente não conseguia tolerar. Ainda mais inacreditável foi quando ele perguntou a Chu Yuyan sobre esse rumor e ela não quis responder.

Isso seria ruim o suficiente, se fosse tudo que ele teria sofrido, já que ele conseguiria cerrar seus dentes e aguentar o sofrimento. No entanto, foi ali no Clã Song que ele descobrira que o homem que tinha sido visto com Chu Yuyan era na verdade Meng Hao!

Isso o deixou maluco. Ele tinha ido como todo o poder que tinha sedento de sangue para matar Meng Hao. No entanto, aquela batalha foi a gota d’agua que precisava para desencadear todo o sofrimento que tinha acumulado até então. Sua derrota humilhante para Meng Hao, fez como sorrisse amargamente para seu futuro, todo seu modo de pensar, seu temperamento arrogante, tudo o que ditava como a si mesmo fora sacudido violentamente mudando naquele instante.

Isso o empurrara a beira do abismo em direção da insanidade.

“Eu seguirei adiante sem precisar do Clã Wang,” ele pensou, com olhos repletos de veias de sangue. “E também posso quebrar relações com Chu Yuyan. Eu, Wang Tengfei, trilharei meu próprio caminho. Eu tomarei tudo de Meng Hao. Eu roubarei tudo que é meu de volta!!” seu corpo estremecia em uma devoção insana enquanto ele disparava atravessando a ventania em direção a árvore.

O Gordo sentiu seu nariz se fechar enquanto flutuava contra o vento. Sete ou oito discípulos da Seita Geada Dourada formaram um anel de proteção em volta dele.

“O Lorde da Seita me proibiu de se casar com o Clã Song. Mas, eu pensei em tentar esse desafio mesmo assim.” ele falou, colocando uma Pedra Espiritual na sua boca e a moendo em pedacinhos.

Os discípulos da Seita Geada Dourada ao ouvirem isso só podiam sorrir amargamente.

“Pequeno Patriarca, você realmente não devia estar fazendo isso. Sênior, e se você se empolgar demais e acabar sendo elegido como genro do Clã Song? Quando nós retornarmos a Seita, nossa punição seria horrenda se isso acontecesse…”

“Verdade, Pequeno Patriarca, pense sobre essa decisão de novo… por favor, pense sobre essa decisão de novo…”

Gordo olhou para eles inconformado com olhos amplamente abertos, sua expressão era de incredulidade. “Mas eu já estou aqui. Por que não continuar?” ele respondeu.

“Pequeno Patriarca,” responde Zhou Daya apressadamente, “por acaso não sabe sobre todas aquelas Irmãs Júnior lá da Seita cujos olhos estão vidrados sempre em você? Além disso, você tem diversas amantes oficiais cedidas a você pelo Líder da Seita. Todas elas estão esperando para você voltar…” era ele quem mais entendia o temperamento do Gordo, e assim que as palavras saíram de sua boca, Gordo respirou profundamente.

“Tá bom, deixemos isso pra lá. Vamos apenas seguir com o jogo e assistir a diversão.”

Ao mesmo tempo que os discípulos da Seita Geada Dourada estavam tentando dissuadir Gordo de participar da competição, a uma distância dali, Wang Youcai flutuava no meio do ar parecendo estar pensativo. Uma aura estranha circulava ao redor de seu corpo. Ele parecia ter cerca de dezessete ou dezoito anos de idade, mas emanava um ar de alguém extremamente anti-social. Ele olhava na direção da enorme árvore, perdido em pensamentos.

Ele olhou para Gordo e depois para Meng Hao. No entanto, toda vez que Meng Hao olhava de volta para ele, este desviaria seu olhar.

O que aconteceu entre ele e Dong Hu parecia permanecer em segredo que apenas os dois poderiam compreender.[2]

Uma lúgubre gritante ventania chicoteava o oceano o deixando loucamente imprevisível. As sombras negras que nadavam para frente e para trás no fundo do oceano fez com que esse lugar inspirasse uma fascinação incrível. Em meio ao rugido do vento, todos dispararam a frente com o vento contra seus rostos enquanto eles disparavam em direção da enorme árvore.


Tradutor: Devlin  | Editor: Bonadeo



[1] A Imortal do Amanhecer fora mencionada muitas vezes antes nos capítulos anteriores. No Capítulo 83, Capítulo 88 , Capítulo 94, Capítulo 95 e Capítulo 117. No entanto é a primeira vez que se revela como mãe do Lírio da Ressurreição.

[2] O que aconteceu entre Dong Hu e Wang Youcai foi mencionado nos capítulos 71 e 72.

Contribua com a Novel Mania!