ISSTH – Capítulo 128 – A sexta matriz de Li Daoyi


Quando Meng Hao, carregando o Mastim, emergiu para fora da quinta matriz, Wang Lihai também apareceu. Sua Divindade de Sangue, uma tartaruga negra com aparência ameaçadora, também estava coberta de ferimentos.

A frente de Meng Hao e Wang Lihai estava Li Daoyi, que ainda não havia passado pela sexta matriz.

Atrás dos dois, havia cinco pessoas que ainda estavam travadas na quinta matriz.

O olhar de Wang Lihai caiu sobre Meng Hao e seus olhos se estreitaram levemente. Depois disso ele sentou-se com as pernas cruzadas se distanciando para o lado. Já Meng Hao, após emergir do feitiço da matriz canalizou todo o poder dos Céus e da Terra disponível para ele naquele local para o Mastim moribundo.

Em seguida, Meng Hao retirou grandes quantidades de pílulas medicinais, as quais ele alimentou uma a uma na boca do Mastim para acelerar seu processo de recuperação.

Graças a energia espiritual ser bastante densa nas plataformas, especialmente as fora da quinta matriz, o Mastim começou a absorvê-la diretamente de Meng Hao fazendo assim que seus ferimentos lentamente começarem a se curar. Seus ossos quebrados gradualmente foram emendados e crescidos novamente. Depois de um tempo, o Mastim não estava mais a beira da morte. E tendo recuperado um pouco de sua energia, ele lambeu a palma de Meng Hao e então lutou para ficar de pé e absorver a energia espiritual sozinho e sem assistência.

[NR: “Ossos crescidos novamente” se refere aos ossos expostos do corpo do Mastim.]

No mundo exterior do Domínio do Sul, uma comoção acontecia. Próximo de dez mil par de olhos convergiam em Meng Hao e Wang Lihai; conversas animadas pairavam no ambiente.

Tempo passou e sete dias depois, Song Jia cambaleou para fora da quinta matriz. Sua Fênix de Sangue não emergiu junto com ela.

Ela imediatamente sentou de pernas cruzadas. E logo após, um raio de luz esverdeado saiu do distante altar de pedra verde. Ele voou até Song Jia, a fazendo cuspir um pouco de sangue de sua base de Cultivação. Em seguida, uma borboleta de cor de sangue magicamente apareceu e começou a bater suas asas próximo a ela.

Vendo isso, Meng Hao chegou à conclusão que a Divindade de Sangue que ela tinha anteriormente havia morrido. Ele não tinha certeza como ela conseguiu passar pela quinta matriz, mas o que quer que tenha acontecido, ela agora teve a chance de adquirir uma nova Divindade de Sangue.

Alguns dias a mais passaram e Wang Lihai terminou sua meditação. Com um olhar de determinação na cara, ele adentrou a sexta matriz. Song Jia continuou sentada por um longo tempo até resolver segui-lo.

Um a um, o restante dos competidores emergiram da quinta matriz, com exceção de um discípulo da Seita Geada Dourada, que nunca apareceu. Ele foi o primeiro competidor a cair do torneio do Legado do Imortal de Sangue.

Depois de sua morte, outro Cultivador do mundo exterior entrou na zona do Legado. No entanto, considerando que todo mundo já havia passado até da quinta matriz, a não ser que essa pessoa tivesse realmente a sorte dos céus ao seu favor, ele nunca teria a chance de adquirir o Legado. Simplesmente não havia tempo o suficiente.

A morte do discípulo da Seita Geada Dourada causou ao jovem competidor da Seita Destino Violeta a permanecer pensativo por um momento na plataforma fora da quinta matriz. Passou bastante tempo até ele decidir desistir, não teve confiança em sua habilidade de passar pela sexta matriz. Isso poderia ser muito bem a sua última oportunidade de sair vivo desse lugar.

Depois de pensar por um longo período, o competidor da Seita Espada Solitária, sentiu que seria insensato continuar e também optou pela desistência.

O discípulo da Seita Demônio de Sangue, aquele que era parecido com Wang Youcai de sete ou oito anos atrás, emergiu da quinta matriz sem demonstrar qualquer expressão e imediatamente sentou para absorver a energia espiritual por alguns dias. Então, ele e sua Divindade de Sangue que tinha forma humana seguiram Li Daoyi, Wang Lihai e Song Jia até a sexta matriz, tornando ele o quarto a entrar.

A dificuldade parecia crescer exponencialmente com o passar de cada uma das nove matrizes do torneio do Legado do Imortal de Sangue, especialmente após a quarta matriz. Até para aqueles que se prepararam cuidadosamente, era ainda difícil.

Isso era ainda mais verdade para a sexta, sétima, oitava e nona matrizes. Nos últimos sete torneios, apenas uma pessoa conseguiu pisar na nona matriz.

E tal pessoa fora um Escolhido do Clã Li.

Além dele, apenas treze competidores sequer passaram da sexta matriz. E apenas seis conseguiram passar pela sétima matriz.

Começando pela sexta matriz, o nível de dificuldade e as consequências de eliminação aumentarão brutalmente. Portanto, muitos desistiam após a quinta matriz, afinal seu objetivo principal em participar não era adquirir o Legado e sim utilizar a oportunidade como forma de treinamento.

Pode-se dizer que a experiência ganha no torneio do Legado do Imortal de Sangue era algo que poucos Cultivadores tinham a oportunidade de vivenciar.

Após muitos dias se passarem, Meng Hao finalmente abriu seus olhos. A energia espiritual ao seu redor estava quase completamente esgotada. O segundo Pilar do Dao em seu interior estava aproximadamente noventa por cento completo. Ele estimou que após passar pelo portal da sexta matriz, ele seria capaz de completá-lo por inteiro.

O Mastim estava de pé a frente dele, completamente recuperado de seus ferimentos e bastante animado para seguir em frente. Sua Cultivação novamente havia subido; Agora chegara a estágio intermediário da Fundação do Núcleo. Seu corpo aumentara agora para 15 metros de largura e parecia como uma montanha pequena. Seus olhos escarlate cintilavam selvagemente e sua pelugem vermelha era grossa e deslumbrante. Seus longos e amedrontadores dentes reluziam brilhantemente.

Suas garras estavam especialmente aterrorizantes, de mesmo tamanho que a face de uma pessoa, e poderosas o suficiente para fatiar o solo em pedaços.

Quando Meng Hao levantou, o Mastim pareceu ficar especialmente animado. Seguiu em frente e uma forma similar como uma montanha o seguiu ao seu lado. Essa visão era um assalto aos sentidos, apresentava uma imposição de poder que causava aos milhares de espectadores do Domínio do Sul que assistiam a sentirem seus corações tremerem. Era uma cena que seria para sempre impressa em suas memórias.

“A sexta matriz…” Meng Hao expirou profundamente enquanto olhava para seu destino, olhou de relance para o Mastim. Este que apresentava uma expressão ameaçadora instantaneamente  a mudou para uma expressão de dócil enquanto abaixava a cabeça para que Meng Hao pudesse acariciá-la, enquanto contentemente fechava seus olhos.

“Eu definitivamente vou levar você comigo para fora daqui!” Disse Meng Hao, sorrindo enquanto olhava para a expressão de felicidade do Mastim. Seus olhos se preencheram de determinação enquanto acariciava a cabeça do Mastim mais uma vez. Ele seguiu em frente, pisando no portal da sexta matriz. O corpo do Mastim se transformou em um borrão de luz e o seguiu logo atrás.

Na sexta matriz!

Neste mundo trovões e relâmpagos preenchiam o céu. Logo após Meng Hao entrar, uma trovoada forte assaltou seus ouvidos. Ele imediatamente notou que esse mundo não era muito grande.

O chão era lamacento igual um pântano e emanava um cheiro de morte e decadência. A distância era possível ver um enorme templo antigo. Tal templo era preto como carvão e ao seu lado havia uma estátua gigantesca. Ela estava vestida com um manto simples, e sua mão direita estava apontada para o céu. Já a sua mão esquerda tocava o punho de uma espada.

Esta espada estava flutuando estática no ar.

O templo parecia ser quase primordial, e emanava um ar solene de antiguidade. Visto de longe parecia quase como uma montanha. Eletricidade o assolava do céu, como se desejasse destruir o templo, como se não aprovasse sua existência.

Os flashes dos relâmpagos iluminavam o lamaçal no chão. Incontáveis braços podiam ser vistos saindo da lama, como se quisessem alcançar ou pegar alguma coisa. Visto de longe, esse campo de braços parecia se prolongar por toda a eternidade.

Também era possível ver rostos no lamaçal e de suas bocas eram emitidos gritos agonizantes. Haviam homens e mulheres, velhos e jovens. Bizarros tentáculos verdes cresceram sobre suas faces, que se movimentavam as circulando para frente e pra trás.

Meng Hao olhou para toda a cena a sua volta e pensou o quanto esse mundo não lhe era familiar, nunca na vida havia visto aquele templo a distância, mas ainda sim ele conseguia adivinhar qual era seu nome.

“Condenação…” Gritos ecoavam pelas faces no lamaçal. Os gritos de incontáveis vozes combinadas ao mesmo tempo. Pareciam que estavam repletas de raiva contra os céus como se recusassem suas próprias mortes e sua fúria não iria diminuir, não importasse quantos anos se passasse. E isso fazia parte do nome de seu Clã.

Condenação!

O Antigo Clã da Condenação recusou a vontade dos Céus. A tribulação de extermínio foi mandada, mas o clã se recusou a morrer. Eles reuniram o poder inteiro do seu clã e formaram seu templo sagrado. Eles tomaram posse de suas próprias terras e desafiaram os céus. Suas terras não podiam ser atingidas, nem seu templo destruído. Os Céus não puderam completamente erradicar o Clã da Condenação.

[NR: Tribulação = Evento ou situação aborrecida, desagradável, aflição, tormento.]

No topo do templo havia um enorme tambor completamente negro, como se tivesse sido pintado várias e várias vezes com sangue durante o período de incontáveis anos.

Já em baixo do templo, próximo da estátua gigantesca, havia uma porta de pedra semi-aberta. Uma luz brilhante emanava para fora, iluminando gravuras de ferozes criaturas que decoram a porta.

Uma voz arcaica soou como se fosse um trovão: “Se és o meu Legado que buscas, então entrai ao meu templo!” Ela reverberou passando os sons de gritos e atingindo a todos os lugares.

Os olhos de Meng Hao se iluminaram prestando atenção. Já ao seu lado, o Mastim, com seus quinze metros de comprimento e envergadura semelhante a uma montanha, mostrou seus dentes afiados como navalha e encarou seriamente o horizonte. Um uivo baixinho saiu de sua boca e um olhar ameaçador emanava de seus olhos. O que causa choque ao extremo, além de sua forma gigante e sua deslumbrante pelugem escarlate, era que de seu dorso se salientavam afiados esporões que eram, na verdade, protuberâncias de seus próprios ossos.

Trovões estremeciam o céu e relâmpagos iluminavam a terra constantemente. O corpo de Meng Hao se tornou em um raio multicolorido enquanto ele voava rapidamente pelo ar, indo em direção ao templo antigo. O Mastim mandou rugido feroz e o acompanhou logo atrás.

Logo após os dois levantarem voo, os braços que estavam aprisionados junto ao lamaçal começar a alongar. Em um piscar de olhos, eles alcançaram Meng Hao estavam a ponto de agarrá-lo.

Ele soltou uma bufada desdenhosa e deu um tapa em seu saco de carregamento. Duas Espadas de Madeira saíram de dentro, circulando em volta dele em alta velocidade. Sangue esguichava das mãos que se aproximavam assim que chegavam perto, elas não conseguiam nem chegar perto de Meng Hao.

Uma chuva de sangue negro desabava abaixo onde é que ele ia. Um cheiro podre de morte circulava ao ar, e não só onde passavam e sim no mundo inteiro. O corpo do Mastim emitiu um brilho escarlate e nenhum braço foi capaz de tocá-lo. Foram instantaneamente rasgados em pedaços…

No entanto, quando Meng Hao e o Mastim atingiram próximo de metade do trajeto até o templo, um miserável som estridente soou dos vários rostos do lamaçal. Os tentáculos parasíticos verdes começaram a crescer e ficar de pé, um a um. Eles se transformaram em incontáveis espinhos afiados que imediatamente partiram para cima de Meng Hao.


Contribua com a Novel Mania!