[ED] Capítulo 17: Rei Demônio Lun Ri (1)

No palco de batalha, rodeado pelos espectadores, Xu Hui estava fissurado em destruir Li Qi Ye. Ele queria arrancar seus músculos, esfolar sua pele, e esmagar seu corpo em mil pedaços. [1]

Nan Huai Ren e Protetor Mo queriam acreditar em Li Qi Ye. Embora as chances dele vencer fossem pequenas, ele tinha continuamente executado milagres no passado.

“Ei, ele realmente pode ganhar do Sênior Xu?”

Desde que Li Qi Ye atravessou a Floresta do Coração Caótico de uma só vez, os discípulos do Nono Santo Portão Demoníaco consideravam ele como um verdadeiro adversário.

Um sênior mais velho balançou sua cabeça:

“A diferença entre eles é grande demais. É um mortal contra um cultivador do Mandato do Céu. Li Qi Ye não poderá vencer a menos que ele fosse dado a verdadeira energia do Imperador Imortal, mas até isso não é realista. Até com isso, ele não teria força do sangue para ativar a energia.”

“Isso é verdade, um mortal não pode ativar um único uso da verdadeira energia do Imperador Imortal. A técnica ‘Espada Massacre Feroz’ do Junior Xu é excessivamente poderosa dessas verdades misteriosas. Uma luta de vida e morte com aquela técnica não seria um bom sinal para seu oponente.”

Um discípulo que tinha competido com Xu Hui antes deu sua opinião.

“Não esqueça sobre seu Físico Águia Prateada também. Embora ele esteja apenas no rank Físico Houtian, ele tem uma considerável velocidade. Se você combinar sua velocidade e poder, pode-se dizer que seu poder ofensivo é quase incomparável na nossa geração.”[2]

Cultivadores altamente valorizam físicos. Eles são classificados do mais fraco ao mais forte como a seguir:

Físico Mortal, Físico Houtian, Físico Xiantian, Físico Imperador, Físico Santo, e por último, Físico Imortal.

A maioria do mundo possui o Físico Mortal, incluindo Li Qi Ye. É o mais fraco, ambos em termos de força física e força do sangue.

Xu Hui rugiu; energias da espada giraram ao redor de seu corpo de forma ascendente. Elas se tornaram uma gigante fortaleza impenetrável de visíveis espadas radiantes, todas apontando para Li Qi Ye. A técnica servia como uma medida defensiva enquanto ele canalizava sua energia.

“Abra!”

Uma espada celestial saiu da boca de Xu Hui; ela se dividiu em oito diferentes espadas celestiais. Essas espadas eram gigantes, elevando-se em duzentos metros cada. Um único ataque poderia dividir a terra em si.

“Espada Massacre Feroz, Espada Celestial Yan Jin!”

Um discípulo não podia evitar exclamar seu ciúme e inveja.

“A verdadeira energia de Xu Hui é formada pela Jade Celestial de Yan Jin com um completo modelo mágico. A Espada Celestial Yan Jin é para ofensa e a Espada Massacre Feroz é para defesa. Em nossa geração, ele é quase imbatível.”

Testemunhado essa cena, Protetor Mo estava humilhado. Xu Hui provou ser mais poderoso do que o esperado, especialmente quando ele tinha a possessão da espada Yan Jin. O próprio Protetor Mo não poderia perfurar através da defesa de Xu Hui. Depois de seu ataque falho, a formação da espada Yan Jin iria contra atacar imediatamente quando ele estivesse mais vulnerável.

Xu Hui manobrou suas espadas em [direção a] Li Qi Ye, e gritou maniacamente:

“Venha aqui, seu bastardo. Hoje irei cortá-lo em mil pedaços!”

“Phoo, Phoo!”

Li Qi Ye cuspiu em suas palmas e então esfregou- as juntas; esse gesto bastante grosseiro era completamente diferente do seu comportamento normalmente elegante.

“Mil pedaços?”

Li Qi Ye retorquiu.

“Você, sozinho, não é o suficiente. Deixe-me espancá-lo em uma cabeça de porco; até seus pais não irão reconhecê-lo depois que eu terminar.”

Li Qi Ye lentamente retirou a Vara Punição da Serpente.

Nan Huai Ren quase desmaiou dessa cena; aquilo não é a vara da lareira na grande câmara da Seita Ancestral Incenso da Purificação? Ele estava esperando Li Qi Ye usar a técnica “Espadas Duplas Invisíveis”; talvez esse poder miraculoso fosse ajudá-lo empatar a luta.

No entanto, Li Qi Ye não estava usando as espadas, mas em disso uma vara de madeira… A espada Yan Jin cortaria aquela coisa pela metade em um segundo.

O único pensamento do Protetor Mo nesse momento era salvar a vida de Li Qi Ye no momento em que estivesse em perigo, não importa o custo.

“Usando uma vara de Madeira para lutar contra a Espada Yan Jin? Poderia ser uma arma de grau Imperador Imortal?”

 

Yu He semicerrou seus olhos e abriu sua técnica de bisão celestial para ver através da vara de madeira. Ele esta, de fato, preocupado que a vara era um tesouro feito por um Imperador Imortal.

Entretanto, apesar de suas numerosas técnicas e concentração, a vara de madeira era só uma vara de madeira. Não havia encantamentos mágicos, nem técnicas de cultivação para usar. Uma vara de madeira contra uma espada de nível Mandato do Céu; Yu He estava sem palavras.

Protetor Hua não era tão cético como Yu He; ele apenas queria testemunhar a morte de Li Qi Ye.

Li Qi Ye apontou sua Vara Punição da Serpente em Xu Hui como um rufião e disse:

“Garotinho, venha aqui; deixe esse vovô quebrar seu bumbum!”

“Eu vou te matar!”

Xu Hui gritou como suas oito espadas celestiais se tornavam uma. Direto do céu, a espada Yan Jin rodeada por uma gigante energia, oscilou para baixo em direção a Li Qi Ye. Seu caminho queimava com fogo; o palco de batalha agora estava banhado em um mar de chamas.

“Esse é o fim!”

Nan Huai Ren se virou, não querendo ver o resultado desse ataque monstruoso. Parecia como se Xu Hui quisesse acabar com esse único movimento, e usou sua técnica mais poderosa.

“Bom!”

Li Qi Ye não se importou. Ele gritou de maneira estranha e pulou para frente em um movimento aleatório, balançando sua vara.

A cena que todos estavam esperando não aconteceu.

A Vara Punição da Serpente encontrou a parte mais fraca da espada Yan Jin durante sua trajetória. A energia da espada dissipou, e a espada física mergulhou no chão; era como se ela fosse picado por uma cobra venenosa, incapaz de obedecer ao comando de Xu Hui.

“Garotinho, eu irei espancá-lo em uma cabeça de porco!”

Xu Hui não tinha se recomposto, mas Li Qi Ye já estava em sua frente. A vara passou através da fortaleza de sua espada e choveu golpes diretamente sobre seu corpo.

“Morra!”

Xu Hui não recuou; ele mais uma vez juntou sua energia da espada e rodeou Li Qi Ye com ela.

“Reúnam-se!”

Contudo, sem sucesso, sua técnica de espada Paragon Virtuoso não teve efeito. A Vara Punição da Serpente continuamente atingiu os pontos fracos da formação, e ele sucessivamente anulava os golpes recebidos. Finalmente atingiu o rosto de Xu Hui, e aquele único golpe fez Xu Hui avermelhado com sangue. Ele ficou desorientado; estrelas em seus olhos e trovão em seus ouvidos. [3]

“Bam, Bam, Bam!”

Em um piscar de olhos, Li Qi Ye tinha espancado Xu Hui dez vezes, todos eles batendo nos meridianos e seus pontos fracos. Xu Hui era como uma cobra sem seu corpo esquelético; incapaz de se levantar. Sua força do sangue estava em desordem, e suas técnicas de cultivação eram inutilizáveis. Ele caiu de cara no chão.

A Vara Punição da Serpente não era um tesouro sagrado; era apenas uma vara de madeira normal. Bater em uma cobra exigia apontar para sua cabeça; isso era o mesmo para os golpes desferidos por Li Qi Ye também. Eles tinham que bater nos pontos mais fracos e buracos na defensiva dos adversários. A menos que o oponente chegue a fase Primordial do Céu, ele não poderia escapar dos golpes, pois ele não tinha aperfeiçoado sua própria compreensão das defensivas verdades misteriosas. Porém, desde que Xu Hui estava longe do Primordial do Céu, a vara de madeira era seu principal inimigo.

Tendo em mente que até o Imperador Imortal Min Ren foi espancado pela vara, repetidamente; o mesmo se aplicava a todos os seus generais mais fortes, incluindo o Nono Santo Paragon Virtuoso.

A Vara Punição da Serpente era um galho normal crescido de uma pequena árvore na Floresta do Demônio, banhada pela aura demoníaca através das eras. No entanto, isso a fez ser qualquer coisa exceto normal; a Floresta do Demônio era um dos poucos Perigos Ancestrais Proibidos.

A vara também tinha outra especialidade que a fez atraente para Li Qi Ye. Não importa quantas vezes uma pessoa era acertada por ela, ela nunca iria morrer por causa dos golpes. Era uma vara especialmente destinada à punição e ensino; isso a fez muito apropriada para Li Qi Ye enquanto lidava com poderosos gênios sob sua tutela.

“Bang, Bang, Bang!”

Depois que Xu Hui desmaiou, no chão, Li Qi Ye não mostrou nenhuma misericórdia. Ele continuou acertando o corpo de Xu Hui. Seu corpo agora estava cheio de machucados, ninguém podia falar se ele estava vivo ou morto.

Essa cena agitou os espectadores. Yu He, mais uma vez, ativou seus olhos misteriosos para olhar na Vara Punição da Serpente, mas ele ainda não podia encontrar nada especial sobre ela.

 


 

[1] Ditado popular chinês de querer relamente, reeeealmente matar alguém; quatro palavras no total na versão chinesa.

[2] Houtian e Xiantian são termos muito comuns para Xianxia então escolhi deixar assim [Comentário do Bao, na vdd, todos eles são xD] [3] Descrição poética popular para um golpe na cabeça ou desorientação

Contribua com a Novel Mania!