DOP – Capítulo 45 – Condenando a outra parte (1)



No palácio Tian Xi, o Imperador do Reino Tian Zhen, Xuan Yuan Yi, estava jogando xadrez com a Consorte Imperial Chen no jardim. De repente, Liu Yue apareceu, chorando e ajoelhando-se nos pés de Xuan Yuan Yi.

“O que está acontecendo? Che’er te intimidou?” Xuan Yuan Yi, que tinha um rosto quadrado e um olhar sábio, sorriu para Liu Yue e perguntou, com um tom gentil e amável.

Apesar dele nunca ter visto Liu Yue antes, ele tinha ouvido falar muito sobre ela. Tendo tantas realizações em tenra idade, quem mais poderia ser, senão Liu Yue?

“Alguém está intimidando Liu Yue.” Disse Liu Yue, com os olhos cheios de lágrimas.

“Quem se atreveu a intimidar a minha nora? Diga-me, e a mãe imperial fará justiça por você.” A Consorte Imperial Chen imediatamente ficou ereta. Seu rosto bonito parecia sombrio.

“Não. Se alguém me intimidar, eu o farei pagar pessoalmente. Eu apenas anseio pelo desejo de sua majestade. Permitam-me dar-lhes uma surra para apaziguar esta raiva em meu coração. Por favor, não leve para o seu lado.” Disse Liu Yue, com uma voz aquecida e a cabeça inclinada sobre o solo.

Ao ver que Liu Yue, na realidade, havia procurado por ele para pedir este tipo de favor, Xuan Yuan Yi pensou que a pessoa que havia a intimidado devia ser uma pessoa de alto cargo. Ele queria pensar mais sobre este assunto, mas depois de escutar que Liu Yue só queria dar uma surra, decidiu dar-lhe este favor. Lute se quiser. Mesmo que Liu Yue fosse habilidosa nas artes marciais, qual seria o problema?

Por outro lado, também não era bom rejeitá-la na frente da Consorte Imperial Chen. Ela imediatamente riu, assentindo com a cabeça e dizendo: “Tudo bem, eu aceito ajudá-la. Mas lembre-se, você não deve matar ninguém.”

“Liu Yue entende. Obrigada, sua majestade.” Ao terminar sua gratidão, ela se virou e rapidamente saiu. Ela se parecia com uma garota impulsiva de treze anos de idade.

Ao ver isto, Xuan Yuan Yi sorriu para a Consorte Imperial Chen, “Ela ainda é uma pequena criança.”

A Consorte Imperial Chen apenas devolveu o sorriso. Ela tinha falado com Liu Yue algumas vezes. Talvez, Liu Yue não fosse tão simples quanto a isso.

********

Rua Amarela da Melodia, uma das principais ruas da capital do Reino Tian Zhen.

Neste momento, a Rua Amarela da Melodia estava cheia de gente e movimentada com barulho e emoção.

Nesta Rua, havia uma grande mansão, que era o lugar da residência de um poderoso aristocrata. A porta principal da mansão estava pintada de vermelho e decorada com duas grandes estátuas de leão. Parecia extremamente majestosa e extravagante. Havia três palavras escritas em grande e bonita caligrafia na tabuleta desta mansão, “Residência do Ministro da Esquerda”.

‘Bang!’ Uma cadeira dourada foi jogada repentinamente na frente da porta principal do Ministro da Esquerda. Liu Yue virou o manto e sentou-se majestosamente na cadeira, segurando um chicote com as mãos. Ela chicoteou uma vez, deixando uma marca branca e profunda de chicotada no solo.

Liu Yue passou a marcar a porta do ministro da esquerda com longas marcas de chicote. Logo, ela sentou-se bem na frente da porta majestosamente, segurando o longo chicote e sem fazer um movimento.


Tradução: Yoongikook    |   Edição: Artype



Fontes
Cores