DOP – Capítulo 4 – Comemoração de aniversário



No entanto, uma festa tão animada e tão grandemente favorecida pelo Imperador não alcançou a isolada e pobre habitação de Liu Yue.

Por outro lado, Liu Yue não se importava com a celebração. A Liu Yue anterior tinha sido abandonada pela família Mu Rong; então, por que ela se importaria com aquelas pessoas que nem sequer mereciam sua atenção?

Sentada em uma cadeira de vime na parte de fora da casa, ela esfregou os braços. Nada mal. Depois de um mês de treinamento, seu corpo havia melhorado muito fisicamente. Ele não seria mais soprado pelo vento. Após um período duro de treinamento, ela controlava melhor seu poder e velocidade. Mesmo não atingindo nem sequer um décimo das habilidades de seu eu anterior, aquela havia sido uma melhora relativamente boa.

Levantando-se, ela esticou o corpo para relaxar os ombros. Liu Yue, então, amarrou dois pedaços de metais em seu corpo e se preparou para correr dez voltas ao redor do pátio para treinar seu corpo inferior.
dop4-3

“Ah, a Besta realmente saiu no sol! Você não tem medo de assustá-lo?” Uma voz afiada e desagradável soou de longe repentinamente. Um grupo de homens e mulheres, vestidos com roupas brilhantes e chamativas como pavões, caminharam até Liu Yue.

Liu Yue franziu o cenho e parou de treinar. Ela se virou e encarou o grupo de pessoas.

O grupo era dirigido por uma mulher que tinha algumas características bonitas: seu corpo era adornado por um vestido verde e seu cabelo era decorado com inúmeros grampos. Ela se vestia como uma flor que balançava no ramo da árvore. Porém, olhando de cima, sua cabeça parecia perfeitamente um ninho de pássaro. Não importava como tentasse se vestir, ela nunca seria uma fênix.

O olhar de Liu Yue congelou. Era Mu Rong Qiu, a mulher que havia causado a morte da Liu Yue anterior.

“É verdade. Ela nem sequer pensou em sua aparência. Como ela se atreveu a sair e assustar os outros? Ah, meu coração quase parou por causa dessa Besta! Como você vai assumir a responsabilidade por isso?” De pé atrás de Mu Rong Qiu, uma menina com um rosto oval e expressão arrogante fingiu, de uma maneira nojenta, que era uma dama e apertou o punho sobre o peito com uma expressão cheia de zombaria e desdém.

Depois dessas palavras, todo o grupo começou a rir. Todos os tipos de olhares de desprezo se fixaram em Liu Yue, que ainda estava no lugar onde havia parado.

A filha do Mordomo Wu, que sempre acompanhava Mu Rong Qiu, começou a caminhar para a frente. Ela queria intimidar Liu Yue e empurrá-la para a lagoa próxima.
dop4-2
Os olhos de Liu Yue brilharam com intenção assassina fitando friamente a pessoa que se aproximava dela. Aqueles olhos negros, escuros e sombrios escondiam uma força e uma profundidade que poderiam engolir tudo.

O tipo de energia Qi escondida sob aquela calma havia, inconscientemente, causado uma ondulação no ar. O silêncio continuou.

Batendo o chicote que estava em suas mãos, Mu Rong Qiu olhou para Liu Yue e sentiu um arrepio. Seu olhar era um poço sem fundo, e ela não podia deixar de se sentir ameaçada.

Espantando sua inquietação e quebrando o contato visual com Liu Yue, Mu Rong Qiu, de repente, sentiu que não havia Qi saindo do corpo de Liu Yue de nenhuma maneira. Ela era uma pessoa perfeitamente normal.

Então, aquela ainda era a fraca Liu Yue.

Pensando nisso, ela começou a correr para frente. A menina dos olhos do tio de Liu Yue, a queridinha de toda a família e beleza número um do Império Tian Zhen, imediatamente desencadeou toda a sua fúria reprimida e acumulada em Liu Yue.


Tradutora: Usagi | Revisor: Artype



Fontes
Cores