DOP – Capítulo 2 – Liu Yue



O sol brilhava intensamente no céu, em meio às nuvens brancas.

Era um mundo desconhecido.

No pátio mais isolado em um canto da grande mansão, o corpo de Mu Rong Liu Yue, que havia morrido, mas ninguém sabia, subitamente abriu os olhos. Eles eram aguçados e marcantes, emitindo uma quantidade assustadora de intenção assassina, substituindo seus olhos fracos e lacrimejantes de antes.

DOP 2-2

Lin, não, Mu Rong Liu Yue silenciosamente observou o interior daquele cômodo velho e grosseiro e, então, olhou para si mesma e seu corpo.

Mu Rong Liu Yue, a filha do terceiro filho do Grande General Mu Rong, do Império Tian Zhen.

Devido ao seu corpo fraco, ela fora incapaz de treinar artes marciais e não pudera trazer glória e honra à sua família, que havia produzido inúmeros generais ao longo das gerações. Sua aparência era tão ruim quanto a sua fraca constituição; portanto, não conseguia nem oferecer uma vantagem à sua família através de um casamento político. Ela fora abandonada no cômodo mais isolado da mansão do general desde quando tinha cinco anos. Ninguém se importava se estava viva ou morta; até mesmo os escravos da casa ousavam maltratá-la.

Na verdade, de acordo com as memórias daquele corpo, alguns dias antes, a filha de seu Quinto Tio, Mu Rong Qiu, havia passado por ali. Ela estava de mau humor por causa de um problema com seus pais e havia dado ordens para que alguns escravos a acompanhassem até ali. Ela agredira Liu Yue e até mesmo a empurrara no lago antes de ir embora.

O corpo de treze anos de Liu Yue não havia crescido, pois sua porção de comida era reduzida a cada ano. Uma simples ferida a levaria à morte e, quando ela acordou, já havia se tornado Lin, à antiga assassina número um do mundo.

Fechando os olhos, Mu Rong Liu Yue (Lin) calmamente aceitou as memórias originais de Liu Yue, seu olhar varrendo o cômodo vazio à sua frente.

O treinamento de sua vida anterior havia preparado suas emoções a não se modificarem nem se montanhas desabassem na sua frente. Seu antigo eu já havia morrido e seu eu atual estava vivo. Era simplesmente uma questão de viver em um mundo diferente: mesmo que parecesse complicado, era, na verdade, muito simples. Já que ela podia renascer, claramente ficar encolhida e acovardada diante do desconhecido não era do que precisava, mas, sim, viver a vida ao máximo.

Já que Deus havia concedido a ela a chance de começar de novo, então deveria mostrar seu esplendor novamente, que era também o esplendor de Mu Rong Liu Yue.

Respirando fundo, ela… não era mais Lin. Não era a melhor assassina. Era Mu Rong Liu Yue, neta da família Mu Rong e a que todos detestavam.

Liu Yue apertou seu corpo. Era muito magro, mas tinha ossos fortes. Ele deveria ser capaz de aguentar o treinamento, então não entendia por que a família Mu Rong a odiava tanto assim.

DOP 2-1Caminhando na direção de um simples e sujo espelho de cobre, Liu Yue olhou para a pessoa do outro lado. Lentamente, um rosto muito ordinário, a ponto de não ser reconhecido numa multidão, apareceu. Era como o céu e a terra, se comparado ao rosto de sua vida anterior.

 


Tradutora: Usagi | Revisor: Heaven



Fontes
Cores