DOP – Capítulo 1 – Em outra dimensão



As flores de cerejeira brilhavam maravilhosamente enquanto o sol se punha no horizonte.

Debaixo da radiante luz solar, as iluminadas árvores floresciam com um fascínio encantador, fazendo com que o jardim temático brilhasse com a pureza e a beleza da natureza.

DOP 1-2

“Hong.” Uma explosão ressoou repentinamente.

As flores de cerejeira se espalharam no vento enquanto o ar se enchia de poeira. Um jardim tão grande havia sido reduzido a pó em um instante.

Fez-se um silêncio mortal.

“Lindo.” Um homem loiro olhou para o que restara do jardim e encarou o moreno ao seu lado, que lhe fazia um sinal com o polegar. Sua outra mão estava ocupada com uma AK47.

“É claro.” O moreno respondeu enquanto levantava o perigoso lançador de mísseis em seus braços.

“A sede do grupo japonês Lin Tang, que consistia em 311 pessoas, foi exterminada.” Um homem ruivo, com o corpo coberto de sangue, caminhou na direção deles com um olhar penetrante em seu rosto.

“Chefe, missão cumprida.” Um homem oriental, com o último modelo de um fuzil de ataque americano em seus ombros, saiu das nuvens de fumaça. Seu corpo estava repleto do cheiro da morte. Posicionando-se atrás do moreno, ele cruzou seus braços enquanto informava a mulher à sua frente.

DOP 1-1O longo e reluzente cabelo preto dela balançou entre as pétalas das cerejeiras. Um ar de intenção assassina envolvia o seu corpo.

Debaixo do sol poente, seus olhos se iluminaram com o brilho da luz da lua. Suas pupilas pareciam um abismo escuro impedindo que os outros fossem capazes de manter contato visual.

Lábios rosados, rosto oval e bochechas alvas. Apenas a palavra “deslumbrante” poderia descrevê-la.

Sendo a única mulher dentre os seis, Lin era a chefe dos Mercenários Domadores de Dragões, a organização assassina número um no mundo.

Agora ela escutava em silêncio enquanto suas sobrancelhas se levantavam altivamente. Ela carregava consigo um ar de arrogância e confiança que mostrava o quanto ela se achava melhor do que todos. Então, ela acenou com a mão enquanto se afastava e disse:“Vamos embora”.

De longe, as sirenes da polícia podiam ser ouvidas fracamente.

As quatro pessoas, com calma e sem pressa, seguiram imediatamente. Aquela atitude realmente refletia em como eles viam as outras pessoas no mundo.

Um SUV preto veio rapidamente e parou na frente deles. Enquanto a porta se abria, o loiro riu. “Chefe, você realmente honra o seu nome. Quanto mais missões você faz, mais perfeitamente executadas elas se tornam. Até mesmo calculou o tempo com precisão!”

“Pare de dizer bobagens. Não viu que grande pessoa a nossa chefe é?” O rapaz de cabelo preto (que carregava o lançador de mísseis) comentou. Seus olhos brilhavam com respeito.

Ouvindo a conversa deles, Lin apenas esboçou um sorriso arrogante. Como líder da Domadores de Dragões, a organização de extermínio número um, executar sua missão com perfeição e aniquilar o grupo japonês de Lin Tang era simplesmente uma brincadeira de criança para ela.

Caminhando em frente, Lin começou a entrar no carro.

Assim que ela subiu, ela escorregou de repente e bateu com a cabeça na porta do carro.

Lin franziu o cenho enquanto seu corpo se recusava a seguir seus comandos. Ao bater contra a porta do carro, sua cabeça ficou zonza e sua respiração mais difícil.

Tudo aconteceu em um instante. Enquanto sua consciência se esvaecia, Lin se sentia fracamente tentada a chorar e rir ao mesmo tempo. Como chefe do grupo mercenário número um, ela realmente havia morrido na frente de seu próprio carro. Aquela era uma piada tão grande que ficaria na história da indústria mercenária.

O mundo continuou a girar enquanto as flores de cerejeira flutuavam no vento.


Tradutora: Usagi | Revisor: Artype



Fontes
Cores