DDu – Capítulo 214 – Mestre, Você Não Quer Serviços Sexuais?



Ji Xiang no momento estava encarregado de uma missão importante. Ele tomou a iniciativa de ajudar Tang San a alimentar todos os Demônios da Shrek. Tang San os segurava enquanto ele os alimentava, assim, todos puderam comer uma tigela inteira de mingau. A situação deles era a mesma de Tang San logo após ter sido resgatado, eles ainda não estavam prontos para se encher de comida.

Depois de todos já terem comido, Tang San também decidiu comer um pouco enquanto Xiao Wu dormia na única cama do quarto. Então Tang San andou até Pérola Roxa.

— Você quer comer alguma coisa? Eu vou te soltar temporariamente, mas cuide bem dessa sua boca. Eu sou Tang San, você pode me chamar pelo meu nome. Se concorda, pisque uma vez.

Ouvindo suas palavras, Pérola Roxa piscou como esperado.

Tang San não a tocou, afinal, ela era uma mulher. O Imperador Azul Prateado se esticou, liberando os pontos de acupuntura selados dela.

Com isso, seu corpo amoleceu e ela quase caiu no chão. Se levantando com esforço, ela encarou Tang San com ódio.

— Você é um feiticeiro?

Tang San abriu um pequeno sorriso, dizendo:

— Você deve saber que isso é um tipo de habilidade.

Pérola Roxa bufou com frieza e não continuou falando, ao invés disso, andou até a comida que restava com passos largos. Independente de a comida já estar fria, ela comeu com vontade. Suas maneiras a mesa eram desagradáveis mesmo quando comparadas às de Ma Hongjun. Ela nem mesmo parecia com uma mulher, o que fez Tang San franzir as sobrancelhas enquanto a observava.

Não demorou muito para Pérola Roxa terminar de comer como o vento espalhando as nuvens. Sem nem olhar para Tang San, ela andou de volta e se sentou no mesmo canto de antes, fechando os olhos e adormecendo.

Os traços de um sorriso surgiram nos cantos da boca de Tang San. Ele podia dizer que essa capitã realmente estava bem deprimida. Sem dizer nada, seu olhar se direcionou para fora, onde ele avistou alguns piratas com as cabeças esticadas para dar uma espiada se escondendo com rapidez. Fingindo que não viu nada, ele se sentou com de pernas cruzadas no meio do quarto e fechou os olhos para começar a cultivar.

A brisa do mar passava entre as árvores que cobriam a ilha, emitindo farfalhares. O inverno estava chegando e já havia menos folhas do que de costume na floresta, mas a temperatura no mar era um pouco mais alta que no continente, assim, ainda não estava muito frio ali.

A noite gradualmente avançou. Tang San estava cultivando em silêncio enquanto os outros Demônios da Shrek dormiam profundamente. O silêncio parecia reinar nesse quarto que não tinha uma parede.

Nesse momento, apoiada em um canto, Pérola Roxa abriu os olhos sem fazer um único som. Olhando para Tang San, ela expressou toda a sua ferocidade fazendo uma careta na direção dele. Depois de olhar em volta, ela silenciosamente se moveu. Mas ela não foi muito longe, apenas avançando por cerca de um metro onde havia uma mesa. Diretamente se arrastando até debaixo dela, Pérola Roxa esticou uma mão e apertou com suavidade alguma coisa do lado de baixo do tampão. O chão embaixo da mesa imediatamente se abriu e ela desapareceu. O processo inteiro, por incrível que pareça, não causou um único ruído.

— Não precisa ficar alerta. Continue cultivando.

Alguns segundos depois de Pérola Roxa desaparecer, a voz suave de Tang San ecoou.

Ji Xiang abriu os olhos, olhando para Tang San confuso.

— Mestre, você a deixou fugir de propósito?

Tang San deu um sorriso calmo, dizendo:

— Você acha que ela conseguiria escapar de outra forma? Logo ela deve sentir sua força voltando ao normal. Em meia hora, ela com certeza deve voltar com um grande número de piratas para cercar esse lugar. Você acredita nisso?

Ji Xiang olhou para Tang San com um olhar repleto de dúvidas.

Tang San sorriu.

— Eu só quero mostrar para ela que, não importa o que ela fizer, basicamente não existe como ela representar uma ameaça para mim. Foi por isso que eu deixei ela ir. Vai levar pelo menos cindo dias para os meus companheiros se recuperarem. Eu não quero ter que ficar de guarda contra esses piratas por todo esse tempo, então é melhor convencê-los de uma vez.

Ji Xiang pareceu entender até certo ponto. Piscando os olhos, ele perguntou a Tang San:

— Mestre, o seu sexto anel de espírito realmente é de uma besta espiritual de cem mil anos?

Tang San franziu as sobrancelhas, mas ainda assentiu suavemente.

— Mais tarde eu irei te mostrar outro tipo de técnica secreta da nossa seita. O seu espírito é uma agulha, então deve ser bem adequado para esse tipo de habilidade.

Assim como Tang San disse, em menos de meia hora, o lado de fora começou a ficar barulhento. De repente, a voz arrogante de Pérola Roxa resoou:

— Cerquem a casa, não deixem nem uma mosca escapar. Porra, aquele bastardo, se eu não o fizer tomar dois baldes de água para lavar os pés, ele não vai saber o quão assustadora Pérola Roxa realmente é!

Ouvindo a voz dela, Tang San não conseguiu conter um sorriso, mas permaneceu imóvel como uma montanha. Ji Xiang continuou sentando ao lado, observando Tang San. A calma dele causava uma sensação de alívio, era como se ele não sentisse nem um pouco de apreensão com o que estava acontecendo do lado de fora. Era como se Tang San fosse uma sólida muralha capaz de proteger todos eles.

— Tang San, seu filho da puta, venha aqui fora. Porra, em todos esses anos, eu nunca fui tão humilhada. Eu quero ver como você vai enfrentar todos nós sozinho. Eu não vou te forçar, se você beber dois baldes da água que eu usei para lavar meus pés, eu te deixarei ir. É claro que aquela menina terá que ficar para ser minha esposa.

Agora, a casa de Pérola Roxa já estava cercada por um enorme grupo de piratas, tochas foram erguidas para iluminar a escuridão e a aldeia ficou toda iluminada. Praticamente todos os Mestres dos Espíritos da ilha estavam reunidos naquele círculo, observando a casa de madeira com atenção.

Aquele velho pirata que conversou com Tang San mais cedo, agora estava parado ao lado de Pérola Roxa, dizendo para ela em voz baixa:

— Capitã, não vai ser fácil lidar com essa pessoa. Eu acho que nós devemos deixar isso para lá. De qualquer forma, eles só irão ficar aqui por alguns dias descansando e então vão embora. Já que você escapou, contanto que eles não façam nada contra os nossos homens, é melhor não torná-los nossos inimigos.

— Besteira. — Por causa de sua raiva, os fartos seios de Pérola Roxa subiam e desciam com força. — Quando eu estive com tanta raiva assim? Eu disse que vou fazê-lo beber dois baldes de água para lavar os pés, então com certeza eu vou fazer isso. Tang San, seu filho da puta, vem aqui fora, caralho.

Nesse momento, uma voz graciosa ecoou de dentro da casa.

— Pérola Roxa, você já ouviu essa expressão? Os pecados do Céu podem ser perdoados, mas os seus próprios pecados, não.

Pérola Roxa ficou sem reação por um instante.

— Na porra de uma hora como essa, você ainda tem tempo de ficar brincando com as palavras. Criança, me escute: eu não estou nem aí para os seus companheiros, mas você tem que pagar pelo que fez hoje. Há milhares de nós aqui, se cada um cuspir uma vez, isso vai ser o suficiente para te afogar.

Ao longe, ela conseguia ver a situação dentro do quarto pela parede destruída. Tang San estava sentando sozinho no mesmo lugar, sem parecer nem um pouco alarmado com a presença de todas essas pessoas do lado de fora, ao ponto de ele continuar de olhos fechados. Apesar de não se atrever a admitir isso para si mesma, o comportamento dele secretamente a deixou encantada.

Os piratas se aproximaram um passo de cada vez, fechando o cerco em volta da casa, mas a demonstração de poder de Tang San durante o dia ainda havia deixado uma forte impressão neles e apesar de continuarem avançando, eles não se atreveram a se apressar. Quanto mais forte fosse o Mestre dos Espíritos, melhor seria o seu entendimento da força que Tang San exibiu ao conter Pérola Roxa. Aquele anel de espírito de cem mil anos em especial, causou um enorme impacto entre os Mestres dos Espíritos do grupo. Quem poderia dizer o quão assustador seria a habilidade daquele anel de espírito?

Lentamente se levantando, Tang San bateu no ombro de Ji Xiang.

— Faça o seu melhor para observar minhas habilidades. Não é necessário ver com clareza, para esse tipo de habilidade consumada, primeiro você precisa observar a situação geral. Quanto ao resto, tudo poderá ser cultivado mais tarde.

Uma leve luz piscou e a face de Tang San exibiu um pequeno sorriso. Seus companheiros estavam bem e, além disso, reunidos de novo, então agora seu humor já estava de volta ao normal e ele não tinha nenhuma intenção assassina contra esses piratas do lado de fora.

No momento em que Tang San apareceu na porta, todos os piratas subconscientemente pararam, observando Tang San com nervosismo. Todos os Mestres dos Espíritos entre eles liberaram seus espíritos sem um instante de hesitação, mas eles ainda exibiam sinais de medo.

Sendo a capitã, Pérola Roxa imediatamente descobriu o problema de seus subordinados e disse com raiva:

— Seus covardes, nós temos mais de duzentos Mestres dos Espíritos do nosso lado e ele está sozinho. Se cada um de vocês usar uma habilidade espiritual, nós ainda seremos capazes e despedaçar o corpo dessa criança. Do que vocês estão com medo?

Tang San deu um sorriso calmo, dizendo:

— Capitã Pérola Roxa, que tal nós fazermos uma aposta?

Pérola Roxa ficou distraída por um instante.

— Aposta? Criança, você também gosta de apostar?

Ouvindo essa palavra, os olhos de Pérola Roxa brilharam. Podia-se dizer que apostar era um dos maiores prazeres dos piratas. Apesar de ainda haver hostilidade entre ambos os lados, a menção de uma aposta por Tang San ainda parecia atraente.

Ele com certeza não achou que ela fosse reagir desse jeito, mas isso era ainda melhor para os seus planos.

— Aparentemente, eu ter te capturado mais cedo não foi o suficiente para convencê-la.

Pérola Roxa respondeu furiosamente:

— Mas que porra você quer dizer com capturada? Aquilo foi um ataque surpresa, se não fosse por isso, será que você teria conseguido me pegar?

Tang San sequer prestou atenção na fúria dela.

— Já que é assim, se nós lutarmos um contra o outro, você tem certeza de que será capaz de me derrotar?

Pérola Roxa ficou perdida no mesmo instante, mas continuou discutindo:

— Por que eu te enfrentaria sozinha? Esse é o meu domínio. Contanto que eu dê a ordem, você será desmembrado vivo.

Tang San respondeu:

— Então vamos fazer uma aposta. Durante o tempo de um palito de incenso, eu não usarei qualquer habilidade espiritual e você pode usar quantos ajudantes desejar. Durante esse tempo, eu irei te capturar de novo e, além disso, trazê-la de volta para dentro dessa casa. Se eu conseguir, eu ganho e se eu não conseguir te pegar, eu perco.

Pérola Roxa o encarou sem reação por um momento, então entrou num estado de fúria próximo de berserk.

— Filho da puta, você está sonhando? Você quer me pagar sem usar habilidades espirituais? Pode vir, eu vou fazer essa aposta com você. O que nós vamos apostar?

Tang San disse:

— Se eu vencer, você me reconhecerá como seu mestre e escutará todas as minhas ordens. Se eu perder, você pode escolher a punição.

Pérola Roxa olhou Tang San de cima a baixo algumas vezes. Tendo sido capaz de se tornar a líder de uma gangue, ela com certeza não era uma pessoa impulsiva. Mesmo que seu temperamento fosse um pouco violento, no fundo, ela ainda era bem meticulosa. Mas de forma alguma ela acreditaria que Tang San seria capaz de capturá-la entre seu exército de dezenas de milhares sem usar qualquer habilidade espiritual.

— Certo, vamos apostar então. Se você perder, eu não irei incomodá-lo. Apenas beba dois baldes da água na qual eu lavei meus pés e rasteje por debaixo das minhas pernas, então eu deixarei você ir.

Enquanto falava, ela graciosamente ergueu a perna esquerda, apontando para baixo.

A expressão de Tang San não mudou.

— Espere até você me derrotar.

Tang San dobrou seu punho enquanto falava e um palito em incenso apareceu em sua mão. No instante seguinte, ele moveu seus dedos e o palito foi disparado, passando pela tocha de um dos piratas e caindo em forma de arco até se prender na parede de uma casa de madeira.

Esse truque imediatamente surpreendeu todos os piratas que estavam rindo. Acender um palito de incenso o fazendo passar por uma tocha não era difícil, o difícil era fazê-lo voar em um arco e, além disso, prendê-lo em uma parede com seu corpo frágil. Que tipo de força suave e inteligente poderia conseguir isso?

Quando Ji Xiang dentro da casa viu esse movimento, seus olhos brilharam no mesmo instante, já entendo vagamente qual era a habilidade secreta que Tang San queria ensiná-lo.

— O incenso já está queimando. Pérola Roxa, eu vou começar.

Tang San não estava ansioso para começar, ao invés disso, primeiro avisou Pérola Roxa. Dessa vez, ele a convenceria pelo coração e pelas palavras.

Pérola Roxa viu o olhar calmo e sem qualquer emoção de Tang San e secretamente sentiu seu coração tremer. Ao mesmo tempo em que liberava seu espírito, ela escorregou para trás, sumindo no meio da multidão. “Eu não posso te derrotar, mas não me diga que eu não serei capaz de me esconder? Além disso, você não vai usar o seu espírito. Se tudo o que eu preciso fazer é me esquivar e não ser pega, então como você pretende me fazer reconhecê-lo como meu mestre?” Com esse tipo de pensamento, a aposta entre Pérola Roxa e Tang San oficialmente começou.

Os subordinados de Pérola Roxa eram bem espertos. Vendo sua capitã recuando com rapidez, os piratas imediatamente formaram uma parede humana. Tang San em momento algum disse que eles não podiam atacar, então esses piratas naturalmente não hesitariam em ativar suas habilidades espirituais. Sem tentar obter algum grande feito, apenas evitando cometer erros. Cada um ativou suas habilidades de defesa, esperando ser capaz de bloquear Tang San. Não atacar foi uma escolha inteligente, pois eles não queriam enfurecê-lo. Mesmo a capitã não havia sido capaz de derrotar essa criança, deixando de lado esses Mestres dos Espíritos em sua maioria no vigésimo ou trigésimo nível.

Infelizmente, Tang San não pretendia contar com alguma técnica de movimento para pegar Pérola Roxa. Passando as mãos pelo Vinte e Quatro Pontes ao Luar em sua cintura, vários brilhos já haviam tomado o ar. Sob a luz do fogo, aqueles brilhos cristalinos imediatamente se ergueram, avançando na direção do grupo de piratas com silvos agudos.

Essa era uma das técnicas de armas ocultas da Seita Tang, As Flores Espalhadas pela Deusa.

As Flores Espalhadas pela Deusa era uma técnica relativamente simples, mas ainda era fundamental para um grande número de outras técnicas, como a número quatro da Seita Tang, as Mil e Uma Noites, que era baseada na própria Flores Espalhadas pela Deusa. Tendo estado absorto no estudo das armas ocultas por tanto tempo, Tang San naturalmente não tinha como conhecer melhor essa técnica. Todas as armas que ele lançou eram do tipo agulha e cada uma das agulhas se distanciou das outras como se tivesse ganhado olhos. Num único movimento, Tang San usou não menos de cinquenta agulhas de prata.

Em praticamente um piscar de olhos, os piratas da frente colapsaram como trigo cortado. Todos os que caíram eram Mestres dos Espíritos.

Vendo seus companheiros caindo, a linha seguinte de piratas imediatamente ficou sem reação. Eles não haviam conseguido ver como Tang San fez isso e logo em seguida, a segunda leva de agulhas de prata apareceu.

O forte dos discípulos da Seita Tang eram batalhas em grupo caóticas, em especial após alcançar o nível de Grande Mestre, contanto que tivessem armas ocultas suficientes, eles praticamente não temeriam qualquer quantidade de oponentes.

Esses piratas não tinham nenhuma inimizade mortal contra ele e não tinham qualquer intenção de ameaçar as pessoas dentro da casa, então Tang San naturalmente se conteve. Ao mesmo tempo em que a segunda leva de agulhas era disparada, ele mesmo também avançou, correndo para o meio dos piratas sozinho.

Por causa das agulhas, um grande número de piratas caiu no chão. Nenhum deles era um Mestre dos Espíritos acima do quadragésimo nível. Para aqueles abaixo disso, as agulhas de Tang San eram o suficiente para atravessar suas habilidades espirituais defensivas.

Agora Pérola Roxa já estava escondida no meio dos piratas e ainda não havia descoberto o que estava acontecendo, entretanto, ela escutou os gritos de alarme. Enquanto ela se perguntava o que poderia ser isso, de repente, uma sensação quente invadiu seu corpo. Ao mesmo tempo, uma fraca luz azulada ser ergueu do chão.

A Ilha Pérola Roxa também possuía grama azul prateada, só não havia muita. Contando com as direções do Domínio Azul Prateado, deixando de lado alguns milhares, mesmo entre dezenas de milhares de pessoas, Tang San ainda seria capaz de localizá-la com facilidade.

Misteriosos Passos do Fantasma ativado. Os piratas já haviam começado a atacar Tang San, mas ele pareceu ganhar um milhão de braços nesse momento, a cada vez que ele erguia suas mãos, vários caiam no chão. Daqueles que estavam mais perto, ele selou os pontos de acupuntura e aqueles que estavam mais longe foram recebidos por armas ocultas.

Entre esses piratas também havia dezenas de Mestres dos Espíritos acima do quadragésimo nível que começaram a cercá-lo. Infelizmente, diante dos miraculosos Misteriosos Passos do Fantasma, mesmo Bai Chenxiang não seria capaz de bloqueá-lo, deixando de lado esses Mestres dos Espíritos do mar que só eram capazes de exibir sua força completa no oceano.

Uma única pessoa se movendo entre os milhares de piratas, ainda assim, ninguém foi capaz de barrar Tang San. Era possível ver sua sombra branca ziguezagueando sem empecilhos em meio à multidão enquanto um grande número de piratas não parava de cair no chão. Aos poucos as armas ocultas começaram a variar, afinal, Tang San tinha uma quantidade limitada de agulhas. Vários outros tipos começaram a aparecer, entretanto, nenhuma delas tinha o objetivo de matar, guiadas pelos dez dedos habilidosos de Tang San, elas encontraram com os pontos de acupuntura dos piratas.

Pérola Roxa finalmente descobriu o que estava acontecendo e também avistou Tang San há algumas dezenas de metros de distância. Vendo o grande número de pessoas caídas, ela ficou sem saber o que fazer.

— Ele, ele ainda é humano? — Ela viu com clareza que Tang San havia cumprido sua promessa e não usado qualquer habilidade espiritual, ao ponto de nem sequer ter liberado seu espírito. Mas mesmo assim, ninguém foi capaz de bloquear seu caminho.

O incenso já estava queimado pela metade, entretanto, já havia centenas de piratas no chão. Aos olhos deles, o olhar inexpressivo de Tang San parecia com o de um descendente do deus da morte.

De repente, o olhar de Tang San encontrou com o de Pérola Roxa. Ela viu o leve sorriso em sua face, que não era desdenhoso, mas estava repleto de confiança, confiança absoluta.

Completamente suprimida por sua aura imponente, Pérola Roxa não conseguiu exibir nem setenta por cento de sua força. Tudo o que ela queria fazer agora era correr, correr até o oceano o mais rápido possível. Ela acreditava que, sendo um Mestre dos Espíritos da terra, Tang San não seria capaz de pegá-la no mar.

Nesse momento, Pérola Roxa não conseguiu evitar se odiar um pouco por construir essa aldeia no centro da ilha. Se estivessem na beira do mar, talvez ela já tivesse sido capaz de correr para dentro dele.

A única coisa pela qual ela estava grata era que ela conseguia ver que Tang San não havia matado ninguém, aqueles piratas caídos haviam apenas perdido sua capacidade de se mover temporariamente.

— Segurem ele, segurem ele para mim! — Pérola Roxa gritou o mais alto que conseguiu e seu quarto anel de espírito brilhou. De repente, ela estava rastejando pelo chão e as escamas verdes escuras sobre seu corpo ficaram ainda mais escuras. Se movendo com velocidade na direção do mar, ela deixou uma leve miragem para trás.

O coração de Tang San tremeu. Por meio do Domínio Azul Prateado, ele foi capaz de sentir com clareza a velocidade assustadora com que ela estava se movendo. Mesmo ao passar entre seus subordinados, ela não desacelerou nem um pouco. Essa habilidade devia ser usada para se esquivar de ataques. Considerando sua velocidade atual e o grande número de piratas bloqueando o caminho, apesar de eles serem praticamente insignificantes, até alcançá-la, ou o tempo acabaria primeiro, ou ela alcançaria o oceano.

Assim como Pérola Roxa supôs, se ela realmente entrasse no oceano, Tang San não teria como capturá-la.

De repente, Tang San deu um grito. Não mais escondendo sua força, com um movimento instantâneo ele apareceu há cinquenta metros de distância. Começando a usar o teleporte, cada vez que Tang San piscava entre os piratas, inevitavelmente mais um grupo de pessoas caídas se formava. A distância entre ele e Pérola Roxa diminuiu cada vez mais.

Ela fez o seu melhor para fugir e logo, a praia já estava à vista. Entretanto, ao mesmo tempo ela também sentia uma aura rapidamente se aproximando dela.

Com um flash de luz, Tang San do nada apareceu na frente dela, a encarando com um sorriso.

Pérola Roxa de repente parou.

— Você é um trapaceiro.

Tang San respondeu com calma.

— Na verdade não, eu só disse que não usaria habilidades espirituais, em momento algum eu falei alguma coisa sobre habilidades de ossos espirituais. Você deve ter visto que eu nem mesmo liberei meu espírito. Não adianta tentar ganhar tempo, isso será inútil. Renda-se.

— Vai se foder!

As escamas escuras de Pérola Roxa começaram a brilhar e uma gigantesca imagem se formou atrás dela. Essa ilusão gradualmente tomou forma e, além disso, se dividiu em nove serpentes gigantes com mais de dez metros de comprimento avançando sobre Tang San.

“Sexta habilidade espiritual?” Isso ainda não foi o suficiente para fazer seu olhar mudar, ele conseguia sentir que isso era apenas uma demonstração de força. Pérola Roxa não tinha a determinação de apostar sua vida. Ao mesmo tempo em que ativava essa habilidade, ela aproveitou a camuflagem da ilusão para discretamente rastejar na direção do mar. Essa habilidade havia sido usada mais para confundir e segurar Tang San.

É claro que o poder dela ainda era um tanto assustador. Tang San acreditava que se essa habilidade fosse usada no mar, sua força com certeza seria ainda maior.

As nove serpentes gigantes simultaneamente foram de encontro a Tang San. Ele abriu os braços com os olhos fechados, recebendo o ataque como se sentisse prazer nisso.

Todos os piratas que ainda conseguiam se mover viram essa cena com clareza, o corpo de Tang San emitiu um brilhou dourado e as nove serpentes que colidiram contra ele de repente foram destruídas, sem lhe causar qualquer dano. Nesse mesmo momento, uma luz azul foi disparada do meio das sobrancelhas dele, alcançando Pérola Roxa num piscar de olhos. A luz cintilou e ficou estática e a capitã não conseguiu dar nem mais um passo. Essa era uma das habilidades do Véu Cósmico do Mar Vasto, a Barreira da Estase Cósmica. Tang San firmemente acreditava que, estando em um nível próximo do dele, ela com certeza não seria capaz de se libertar dessa Barreira. Pérola Roxa foi parada a apenas um passo da água.

Silêncio, os milhares de piratas reunidos ali estavam em silêncio. Tang San balançou a mão esquerda e a Barreira de Estase Cósmica envolvendo Pérola Roxa voou para trás. Uma cena bizarra ocorreu: aquela pirâmide de luz começou a diminuir de tamanho e quando alcançou a mão dele, já estava com apenas trinta centímetros, descansando sobre sua palma e dentro dela, Pérola Roxa também havia encolhido, sentada ali dentro com uma expressão desapontada.

Se virando, Tang San começou a caminhar de volta para a aldeia e os mais de dois mil piratas ainda capazes de se mover abriram caminho sem fazer qualquer ruído. Ninguém se atreveu a bloqueá-lo dessa vez, apenas o encarando com expressões vazias. Cada vez que os dedos de Tang San tocavam o chão, ele deslizava dezenas de metros à frente, flutuando no ar como se fosse um imortal.

Diante de força absoluta, eles só podiam se manter em silêncio. Os mais resolutos assentiram levemente, chocados ao descobrir que antes de um palito de incenso terminar de queimar, já havia mais de quinhentos piratas no chão incapazes de se mover e, entre eles, havia pelo menos uma centena de Mestres dos Espíritos mais fracos.

Que tipo de força era essa!

Quando Tang San ameaçou Pérola Roxa mais cedo, dizendo que mataria todo mundo ali, inclusive os cães e as galinhas, aqueles piratas acharam que isso era apenas falácia, mas agora, a força que Tang San exibiu fez até suas almas tremerem. Se esse homem quisesse matá-los, quem seria capaz de pará-lo? Talvez ele não fosse capaz de matar todo mundo num instante, mas se tivesse tempo suficiente, ele com certeza seria capaz de fazer isso.

Enquanto Tang San voltava para a casa de madeira, o palito de incenso estava chegando ao fim, mas ainda não havia acabado.

Quando Ji Xiang viu Pérola Roxa dentro da pirâmide azul na mão de Tang San, suas pupilas se contraíram. Apesar de não ter visto como ele conseguiu fazer isso no fim, Ji Xiang já havia sido completamente convencido pela força que ele demonstrou antes.

Praticamente sem diferença de nível e ainda sem usar seu espírito, ele foi capaz de capturar uma pessoa entre milhares de piratas e voltar como se isso fosse tão fácil quanto esticar a mão no bolso, sem contar que ele ainda deixou centenas de piratas incapazes de se mover. Que tipo de força era essa? Se esse seu professor realmente começasse um massacre, quantas pessoas ali seriam capazes de sobreviver?

Com um movimento de seu punho, Tang San recolheu o Véu Cósmico do Mar Vasto. O corpo de Pérola Roxa girou uma vez no ar, começando a crescer e quando chegou ao chão, ela já estava de volta ao seu tamanho original.

— Você perdeu.

A voz de Tang San continuava calma, como se sua vitória tivesse sido inevitável.

Lentamente se levantando, Pérola Roxa revelou um sentimento complicado em seu olhar. Dessa vez, ela conteve os xingamentos, apenas encarando Tang San com uma expressão meio estranha. Um bom tempo se passou sem ela dizer uma palavra sequer e, atrás dela, todos os piratas olhavam para Tang San com mais nada além de medo em seus olhos.

Tang San mandou Ji Xiang se aproximar, dizendo:

— Eu selei os pontos de acupuntura dessas pessoas no chão. Eu quero que você vá liberá-los usando a Habilidade Céu Misterioso que acabou de aprender. Concentre-a em sua palma e então golpeie esse lugar no peito deles. Tome cuidado para controlar a sua força, use em torno dez por cento do seu poder espiritual atual. Também recolha as agulhas e outras armas ocultas nos corpos deles, elas devem estar na região dos ombros. Vá!

Tang San cutucou de leve um ponto no peito de Ji Xiang, lhe ensinando a localização de um ponto de acupuntura.

— Sim professor.

Ji Xiang sabia que isso era um treinamento que seu mestre estava impondo a ele e rapidamente foi cumpri-lo.

Enquanto Ji Xiang se afastava com pressa, o olhar de Tang San se voltou a Pérola Roxa. Ele não a apressou, apenas a encarando com calma.

Pérola Roxa cerrou os dentes com ferocidade.

— Uma derrota é uma derrota, eu admito isso. — Enquanto falava, ela se ajoelhou diante de Tang San com um thump, dizendo em voz alta: — Mestre, de agora em diante eu sou sua.

A expressão originalmente calma de Tang San exibiu um traço de choque, balançando a cabeça sem saber o que fazer.

Então Pérola Roxa se virou.

— Porra, o que vocês estão fazendo aí parados? Eu estou de joelhos e vocês ainda estão de pé? Ele é o meu mestre, portanto, daqui para frente também será o mestre dos piratas da Pérola Roxa.

Os piratas então voltaram a si e imediatamente a multidão diminuiu de altura

— Mestre!

Os gritos não foram forçados, ao contrário, parecia que eles haviam se submetido de vontade própria. Tang San havia usado sua própria força para convencê-los. Apesar de que fosse provável que eles jamais seriam leais a ele, eles com certeza admiravam sua força.

— Ergam-se. Já está tarde, voltem para casa e vão descansar.

Tang San balançou a mão, se virando e andando de volta para dentro da casa de madeira.

Pérola Roxa pareceu se distrair por um instante. Sendo a primeira a se levantar, ela disse:

— Mestre, vai ficar por isso mesmo? Você não planeja me tomar ou algo do tipo?

Tang San parou, virando a cabeça para encará-la.

— O que você quer dizer com isso? Não há ódio entre nós. Vá descansar.

Terminando de falar, ele voltou a andar. Mas Pérola Roxa inesperadamente revelou uma expressão tímida:

— Mestre, eu de repente percebi que comecei a gostar de homens. Você não gostaria serviços sexuais?

Dando o primeiro passo dentro do quarto, Tang San cambaleou um pouco e sua silhueta pareceu ficar um pouco rígida com essas palavras. Vendo isso, Pérola Roxa não conseguiu conter uma gargalhada, rindo sem reservas. Tendo sido suprimida por Tang San duas vezes seguidas, ela finalmente conseguiu sua vingança. Pelo menos em sua opinião.

Ji Xiang esteve ocupado liberando os pontos de acupuntura dos piratas durante a noite inteira. Por precisar operar a Habilidade Céu Misterioso o tempo todo, apesar de várias vezes ficar sem poder espiritual e precisar parar para recuperá-lo, seu controle sobre ela aumentou bastante.

Quanto mais piratas ele libertava, mais profunda se tornava sua veneração por Tang San. Tantas pessoas haviam caído em tão pouco tempo e todas elas haviam sido golpeadas no mesmo lugar. Apesar de Ji Xiang não prestar atenção em quem teve os pontos de acupuntura pressionados, ele acreditava que todos com certeza haviam sido golpeados no ombro.

Enquanto Ji Xiang arrastava seu corpo cansado de volta para a casa de madeira com a mente animada, os Demônios da Shrek e Bai Chenxiang já haviam acordado.

Recuperando a esperança depois de uma calamidade, eles não conseguiram conter seus suspiros de alívio ao verem Tang San de novo, narrando o que aconteceu mais uma vez.

Depois de entrar, Ji Xiang se sentou ao lado e Tang San olhou para ele, dizendo:

— Não durma. Cultive de acordo com o método que eu te ensinei. Será benéfico usar esse método no lugar do sono no futuro.

— Sim mestre.

Ji Xiang seguiu com atenção em cada palavra proferida por Tang San. Apressadamente se sentando de pernas cruzadas, ele começou a cultivar seguindo a rota de circulação da Habilidade Céu Misterioso que ele se lembrava. De acordo com as Dez Grandes Competências Centrais do Grande Mestre, mesmo sem obter um anel de espírito, ainda era possível aumentar a quantidade de poder espiritual por meio da cultivação. Ele apenas precisaria esperar até obter um anel de espírito para isso aparecer.

— Pequeno San, você ganhou um discípulo?

Dai Mubai havia acabado de se sentar, olhando para Tang San um pouco surpreso.

Todos os Demônios da Shrek tinham corpos bem resistentes, em especial depois de comer as ervas imortais que Tang San lhes deu no passado. Depois de uma noite de descanso, apesar de ainda não estarem completamente recuperados, eles já não estavam mais tão fracos. Apenas Bai Chenxiang ainda não estava muito bem, afinal, seu corpo não estava no mesmo nível que os dos Demônios da Shrek e ela precisava de mais um tempo para se recuperar.

Tang San disse:

— Por sorte o Ji Xiang me salvou. Caso contrário, vocês poderiam nunca mais me ver de novo. Para falar a verdade, eu não sei como consegui escapar da Baleia Demoníaca. Quando perdi a consciência, eu já estava sentindo meu corpo sendo esmagado pela água caindo do céu. Minha sobrevivência dessa vez foi uma questão de pura sorte. Pelo menos por enquanto, parece que eu consegui dominar os piratas dessa ilha. Assim que vocês estiverem melhor, nós partiremos para a Ilha do Deus do Mar. Eu acredito que a Pérola Roxa deve saber o caminho.

— Mestre, vocês estão indo para a Ilha do Deus do Mar?

Ji Xiang, que havia acabado de entrar no estado de cultivação, de repente abriu os olhos, olhando para Tang San atônito.

Tang San assentiu:

— Você sabe alguma coisa sobre esse lugar?

A expressão de Ji Xiang revelou um traço de pesar, dizendo com um tom suave:

— Na verdade, eu vim de lá.


Tradutor: Brinn   |   Revisor: Bravo



Fontes
Cores