DDu – Capítulo 213 – Pérola Roxa Escaldante



Ver aquela pessoa de vestes roxas dentro da casa de madeira agarrando Xiao Wu fez os olhos de Tang San ficarem vermelho de fúria, emitindo uma luz fria.

— Morra.

De repente fazendo um movimento para frente, as Oito Lanças de Aranha em suas costas se esticaram. Apesar de não ativar nenhuma habilidade espiritual, naquele momento sua velocidade alcançou o máximo com o auxílio do Osso do Imperador Azul Prateado, diretamente avançando sobre aquela figura de roxo.

O motivo de não usar habilidades espirituais foi porque Tang San estava com medo de acabar machucando Xiao Wu, mas a fúria em seu coração já havia alcançando o ápice. Não importava o que, ele precisa desmembrar essa pessoa que havia se atrevido a tocar em Xiao Wu.

A pessoa de roxo também reagiu bem rápido ao barulho. No mesmo instante em que Tang San avançou, seu corpo se torceu de forma ágil, como se ela fosse um peixe dentro da água. Com uma única esquiva, ela abriu uma distância de cinco metros, levando Xiao Wu junto e evitando o ataque de Tang San.

Mas quem era Tang San? Nesse estado de fúria extrema, todo o seu potencial foi despertado. A última Lança de Aranha da direita chicoteou o chão com força e a da esquerda perfurou o chão para servir de suporte, o fazendo girar no ar e permitindo que ele mais uma vez alcançasse aquela pessoa de roxo sem perder nem um pouco da sua velocidade.

As Oito Lanças de Aranha estocaram na direção do corpo do oponente. Dessa vez, Tang San estava usando toda a sua força, tão rápido quanto um raio.

Apesar de a pessoa de roxo também ser um Mestre dos Espíritos, nesse curto período de tempo, Tang San basicamente não lhe deu a chance de reagir. As Oito Lanças de Aranha já estavam na sua frente.

Diante dessa crise de vida ou morte, a pessoa de roxo fez algo que deixou Tang San um pouco confuso. De repente ela empurrou Xiao Wu na direção da cama ao lado. Sem ter tempo para se esquivar, a pessoa ergueu a perna direita e chutou na direção do peito de Tang San, um clássico exemplo de forçar o oponente a se salvar primeiro.

Infelizmente, apesar de suas reações serem rápidas, Tang San ainda era mais rápido. Aquele chute parecia que seria capaz de obrigar o oponente a se proteger e, além disso, a perna daquela pessoa era bem longa, mas as Oito Lanças de Aranha eram ainda mais longas, como aquela perna poderia compensar seus três metros de comprimento?

Quando quatro das Lanças de Aranha estavam prestes a empalar o corpo daquela pessoa de roxo, Tang San finalmente avistou sua aparência e após dar uma olhada em seu oponente, o vermelho em seus olhos diminuiu um pouco e até seu ataque desacelerou por meio segundo.

O que apareceu diante dele não foi um homem rude ou um pirata feroz, mas sim uma mulher de belas proporções. Parecendo ter uns vinte e sente ou vinte e oito anos, ela era extremamente bonita, com o nariz alto, olhos grandes. Além do cabelo roxo e curto que parecia bem arrumado, emanando um espírito heroico. Nesse momento, um par de belos olhos roxos estava encarando Tang San, repletos de choque.[1]

“Uma mulher? Essa é a Pérola Roxa?” Foi por causa dessas duas realizações que os movimentos de Tang San desaceleraram. Essa Pérola Roxa também era bem extraordinária, de repente sentindo a aura amargurada e desesperada do oponente e vendo aquele ataque desacelerando, ela emprestou o impulso do seu chute para dar uma volta completa no ar. No meio do giro, ela puxou seu casaco e o jogou sobre Tang San, usando esse impulso para recuar.

Descobrindo que o oponente era uma mulher, no mesmo instante o ódio no coração de Tang San diminuiu bastante e ele não continuou a perseguindo. Num piscar de olhos, ele já estava ao lado de Xiao Wu e então puxou seu amável corpo para os seus braços com uma mão, enquanto tirava uma capa do Vinte e Quatro Pontes ao Luar com a outra para cobri-la.

O corpo sem alma de Xiao Wu originalmente parecia um pouco agitado e de repente sentindo a aura de Tang San, ela não pôde conter um gemido, segurando Tang San com força pela cintura e se recusando a soltá-lo, com o peito subindo e descendo de forma violenta. Era óbvio que ela havia sofrido um choque enorme. Tang San deixou seu oponente escapar temporariamente, mas o oponente não parecia ter a intenção de deixá-lo em paz.

Sendo a capitã do grupo Pérola Roxa, podia se dizer que durante mais de uma década ela vinha agindo sem qualquer restrição por essa parte do mar. Quando ela esteve em uma situação tão difícil quanto essa? Quase tendo encontrado seu fim no ataque de Tang San, essa corajosa capitã imediatamente ficou furiosa.

— Quem? Quem é você para se atrever a agir dessa forma entre grupo de piratas da Pérola Roxa?

Do ângulo de visão de Pérola Roxa, ela só conseguia ver o longo cabelo azul de Tang San, que ocultava sua face, além disso, ele havia abaixado a cabeça para olhar para Xiao Wu. Mas aquelas malignas Lanças de Aranha em suas costas secretamente chocaram a capitã Pérola Roxa e de forma subconsciente, ela incitou seu poder espiritual, liberando seu espírito.

Sentindo o medo de Xiao Wu, a fúria de Tang San explodiu mais uma vez. Pensando em seus companheiros que haviam sido aprisionados do lado de fora, ele lentamente ergueu a cabeça, dizendo com uma voz fria: — Eu vim aqui para matá-la. Não apenas você, eu não deixarei nem mesmo uma galinha ou um cão vivo entre os seus piratas da Pérola Roxa.

Quando Pérola Roxa viu Tang San erguer a cabeça, ela não pôde evitar encará-lo por um segundo. Aos seus olhos, a testa de Tang San era arredondada, seu nariz e reto e o queixo quadrado, uma bela face repleta de intenção assassina, com uma luz dourada arroxeada pulsando em seu par de olhos azuis. Mas essa aura repleta de intenção assassina tinha um temperamento um tanto gracioso e cada um de seus movimentos parecia elegante e casual ao mesmo tempo. Desde que nascera, essa era a primeira vez que Pérola Roxa via alguém desse jeito.

É claro que sua imunidade a homens belos era muito maior que a de mulheres normais. Sua orientação sexual também não era nada comum, caso contrário, ela não teria a pretensão de se casar com uma mulher.

— Eu quero ver como você vai destruir todos os piratas da Pérola Roxa. Dê o fora daqui. — Enquanto falava, ela reagiu de forma explosiva, já correndo para fora da casa de madeira. Tang San sentiu uma onda de medo, ele temia que a oponente fosse descontar nos outros Demônios da Shrek e com Xiao Wu em seus braços, ele também não podia usar o Teleporte. Chutando o chão com o pé direito, ele apressadamente seguiu atrás dela.

Mas Pérola Roxa não tinha a menor intenção de usar os Demônios da Shrek ou Bai Chenxiang, ela parou no fim de um espaço aberto na frente da casa de madeira. Agora, seu espírito já havia sido liberado e seu corpo se distorceu levemente, como se sua figura se suavizasse. Uma aura mortalmente estática tomou seus olhos e sua pele foi coberta por uma camada de pequenas escamas azuis acinzentadas.

“Serpente.” Vendo as mudanças em sua aparência, o primeiro pensamento de Tang San foi de que o espírito dela com certeza estava relacionado com serpentes. Entretanto, essa não era uma serpente comum, esse devia ser um espírito serpente marinha.

Dois amarelos, dois roxos, dois pretos, seis anéis de espírito ideais apareceram em volta de Pérola Roxa. Apesar de Tang San imaginar que ela era um pouco mais velha do que parecia, de seus anéis de espírito e pelo seu poder espiritual no sexagésimo oitavo nível que Ji Xiang mencionou, era possível dizer que a força dessa mulher realmente era fora do comum.

Mas e daí? Serpentes marinhas por acaso eram muito venenosas? Elas ainda eram apenas cobras. A figura de Tang San piscou, entregando Xiao Wu para Ning Rongrong, que ainda estava caída no chão, incapaz de se sentar. Num piscar de olhos, ele já estava na frente de Pérola Roxa. Pegando o rei para capturar os ladrões. Havia milhares de inimigos ali, além de mais de duzentos Mestres dos Espíritos. Sua força sozinha poderia não ser o suficiente para escapar ileso. Mas se ele estivesse com Pérola Roxa, seria muito mais fácil abrir caminho.

Ainda no ar, Tang San liberou o Imperador Azul Prateado. Seis anéis de espírito praticamente dispararam de seu corpo. Amarelo, amarelo roxo, preto, preto, vermelho, os seis assustadores anéis de espírito fizeram o coração de Pérola Roxa tremer. No instante seguinte, um círculo de luz branca de repente irrompeu de Tang San.

Quando enfrentava um oponente, Tang San jamais se seguraria. Enquanto se aproximava, ele também liberou o Domínio do Deus da Morte.

Desde que obteve uma maior compreensão do Domínio do Deus da Morte sob a pressão do Douluo Espada, o poder desse domínio também aumentou bastante, em especial no quesito controle. Dentro de sua área, Tang San agora era capaz de focar ou espalhar seu efeito à vontade. Diante de apenas um oponente, ele naturalmente concentrou todo o seu espírito assassino em Pérola Roxa. A investida do Deus da Morte foi instantaneamente ativada.

Pérola Roxa apenas sentiu seu corpo inteiro de repente ficando gelado e uma aura congelante sem comparação invadiu sua mente como uma faca afiada, mas esse poder parecia ser incorpóreo. Enquanto seu corpo esfriava, o medo brotou involuntariamente e ela recuou sem pensar, com seu espírito de luta enfraquecendo. O efeito de enfraquecimento do Domínio do Deus da Morte se mostrou no mesmo instante e, com a evolução do Domínio, a fria intenção assassina também foi capaz de diminuir a velocidade de reação de Pérola Roxa. De sua força original, no momento ela não seria capaz de exibir mais do que setenta pro cento.

Uma luz verde amarelada apareceu do nada, tomando a forma de uma rede enorme no ar e a envolvendo. Quando Pérola Roxa tentou aproveitar a natureza especial de seu espírito para se esquivar, de repente, dezesseis filamentos do imperador azul prateado brotaram do chão, se transformado em uma gaiola e a aprisionando. Debaixo daquela rede enorme e dentro da gaiola, Pérola Roxa ficou chocada ao descobrir que praticamente não tinha como se esquivar e usar de força para bloquear ataques não era bem seu forte.

Luz dourada cintilante surgiu sobre o braço direito de Tang San. Depois de usar duas habilidades para restringir o oponente, a luz dourada da Lança Soberana Azul Prateada se espalhou ao longo de seu braço, mirando diretamente nos fartos seios de Pérola Roxa. Agora, a barulheira que eles haviam causado já havia feito um grande número de piratas se reunirem ali.

— Mestre, não.

— Terceiro irmão, não a mate.

Duas vozes ecoaram praticamente ao mesmo tempo e a Lança Soberana parou bem no meio do vale entre os peitos de Pérola Roxa e sua aura afiada até mesmo conteve a capitã de fazer qualquer som.

De fato Pérola Roxa era bem forte. Entre outros Imperadores Espirituais, ela já podia ser considerada uma especialista. Entretanto, ela havia cruzado com Tang San, um homem que havia se atrevido a pular níveis para desafiar um Douluo Espiritual.

Se eles estivessem no mar, talvez Pérola Roxa pudesse contar com sua natureza como Mestra dos Espíritos do mar para enfrentar Tang San, mas ali em terra firme, apesar de seus níveis de poder espiritual serem similares, em força e experiência de combate, como ela poderia ser oponente de Tang San? Desde o momento em que Tang San destruiu a parede, ela já estava em completa desvantagem e agora ela estava ainda mais impotente.

Quem gritou “mestre” naturalmente foi Ji Xiang, que se aproximou correndo com uma expressão ansiosa.

Um filamento de Imperador Azul Prateado flutuou, se enrolando em volta de Ji Xiang e o puxando para perto. A luz nos olhos de Tang San irradiava poder, passando o olhar sobre os piratas xingando maldosamente em volta, ele disse com frieza: — Se alguém falar de forma rude mais uma vez ou der um passo a frente, não me culpem por ser mal educado.

Os piratas imediatamente ficaram em silêncio, olhando para Tang San com raiva.

Essa era a primeira vez que Ji Xiang via a força de Tang San. Vendo seus seis anéis de espírito, em especial o vermelho, foi difícil descrever seu choque. Até onde ele sabia, apesar de Pérola Roxa não ser completamente invencível, ela ainda era a pessoa mais forte na ilha. A verdadeira idade dela era trinta e cinco anos, claramente muito mais do que a idade Tang San, entretanto, nessa breve troca de golpes, a poderosa Pérola Roxa já havia caído nas mãos de um Imperador Espiritual de mesmo nível. Além de preocupação, Ji Xiang também estava se sentindo um pouco orgulhoso.

— Mestre, não ataque, a capitã Pérola Roxa não é uma pessoa ruim.

Ji Xiang disse para Tang San com ansiedade na voz.

Tang San olhou para Ji Xiang, então direcionou o olhar para seus companheiros de novo.

— Esses são os meus companheiros, aqueles que eu estava procurando. Ela não é uma pessoa ruim? Não me diga que você não viu como os meus amigos estavam agora pouco? Ela, uma mulher, queria se casar com outra mulher? E a mulher com quem ela queria se casar ainda era a mulher do seu mestre.

— Terceiro irmão, não ataque, ele está certo, essa capitã não é uma pessoa má. — Dessa vez, a voz que ele escutou não veio de Ji Xiang, mas sim do chão, onde Ma Hongjun estava fazendo força para se sentar.

— Eh?

Tang San olhou um pouco chocado para Ma Hongjun. Xiao Wu estava sentada ali sem expressão e tirando Ma Hongjun, todos os outros pareciam estar inconscientes.

Sete filamentos de Imperador Azul Prateado se esticaram ao mesmo tempo, se enrolando em cada um dos sete e os trazendo para mais perto.

— Gordo, o que está acontecendo aqui?

Tang San olhou para o pálido e levemente azulado Ma Hongjun com as sobrancelhas franzidas. Por meio do Imperador Azul Prateado, ele conseguiu sentir com clareza que, tirando Xiao Wu, todos eles estavam bem fracos. Ma Hongjun era quem estava melhor e ainda havia conseguido se manter consciente, mas os seis tinham uma coisa em comum, seus corpos estavam tão frios quanto gelo.

Ma Hongjun olhou para Tang San, se forçando a falar:

— A capitã no amarrou do lado de fora para que o sol pudesse brilhar sobre nós, a gente precisava ficar de pé para drenar o veneno de nossos corações. — Terminando de dizer isso, a cabeça de Ma Hongjun caiu de lado, também perdendo a consciência.

Tang San não pôde evitar sentir uma onda de dúvidas, recolhendo a Lança Soberana em seu braço, ele perguntou em voz baixa para Pérola Roxa:

— Você realmente fez isso para ajudá-los?

— Como assim ajudá-los. Eu estou os torturando. Se você tiver a capacidade, então me mate, ande! Me ataque. Se você não se atrever a fazer isso, você é uma tartaruga, seu bastardo. Ande!

Sem a opressão de Tang San, Pérola Roxa não conseguiu conter os xingamentos originados de toda a sua raiva acumulada. Sendo a capitã da frota de piratas, sua explosão de fúria deixou as expressões dos piratas em volta um pouco estranhas.

Enquanto falava, livre da pressão, Pérola Roxa ainda planejava ativar suas habilidades espirituais para retomar a luta.

Em termos de aparência, Pérola Roxa com certeza não ficava atrás de ninguém nessa ilha, mas seu temperamento explosivo igualmente não perdia para ninguém. Seus subordinados sempre tremiam de medo em volta dela, quem se atreveria a provocá-la?

Tang San também foi vítima dos xingamentos dela, mas, depois de ter ouvido o que Ma Hongjun disse, ele já havia se acalmado bastante. Após passar por todas essas ondas e ventos, tendo confirmado que sua amada e seus companheiros estavam bem, Tang San recuperou sua calma sábia e prudente.

A Lança Soberana foi erguida de novo e sua aura afiada interrompeu à força as tentativas de Pérola Roxa de ativar suas habilidades espirituais. É claro que ela também não conseguiu dizer mais nada. Apesar de ter dito para Tang San atacar, ela ainda não tinha a coragem de verdade para enfrentar a afiada Lança Soberana Azul Prateada.

Recuperando o puro e tranquilo silêncio, Tang San virou seu olhar na direção dos piratas ao redor.

— Quem pode me dizer como meus companheiros acabaram aqui e o que aconteceu depois? Eu vou contar até três e se ninguém me responder, eu vou matar a sua capitã.

O congelante Domínio do Deus da Morte se espalhou mais uma vez. É claro que dessa vez seu objetivo não era atacar e sim usar sua dominante aura assassina para mostrar aos piratas que ele não estava brincando.

Antes que Tang San pudesse começar a contar, um pirata mais velho já havia dado um passo à frente, dizendo avidamente:

— Não ataque, eu sei o que está acontecendo aqui.

Tang San o encarou friamente e esse velho pirata não se atreveu a ser negligente, narrando tudo o que aconteceu.

Originalmente, após todos serem jogados para longe pela Baleia Demoníaca naquele dia, eles caíram bem longe no oceano. Apesar de a Baleia Demoníaca não os perseguir, eles ainda ficaram inconscientes e para piorar, Dai Mubai e Zhu Zhuqing estavam feridos.

Quando acordaram, eles já haviam sido espalhados pelo mar. Nenhum deles sabia nadar, mas alguns podiam voar. Assim que o relativamente saudável Ma Hongjun acordou, ele no mesmo instante alçou voo e começou a procurar pelos outros. Com bastante dificuldade, ele os encontrou e juntos, eles conseguiram permanecer na superfície com a ajuda de alguns objetos que flutuavam. Ma Hongjun esgotou uma boa parte de seu poder espiritual por causa da busca. A condição de todo mundo não estava muito boa, Xiao Wu era quem estava melhor já que ela havia comido o Ginseng Sangue de Dragão Cristalino e o Saudoso Coração Partido Vermelho.

Os dias passaram um de cada vez e apesar de eles terem comida suficiente em suas ferramentas espirituais, à deriva no mar e sendo incapazes de nadar, mas tendo que enfrentar as ondas o dia inteiro, eles praticamente não tiveram chance de descansar. Além disso, eles precisavam cuidar dos ferimentos de Dai Mubai e Zhu Zhuqing. A condição deles piorou cada vez mais e sua única esperança era cruzar com um barco de pesca.

Por causa do ataque daquele dia e por terem se separado de Tang San, que estava com o Barco do Dragão Abissal, eles foram incapazes de se salvar.

No décimo dia, mesmo com seu físico de Mestre dos Espíritos, eles já não conseguiam mais aguentar, entretanto, tiveram o infortúnio de encontrar uma besta espiritual. Uma besta espiritual de dez mil anos.

Se estivessem em terra firme e em boa forma, até Oscar poderia lidar com uma besta espiritual de dez mil anos sozinho com a ajuda de uma simples salsicha espelhada clonadora. Mas ali era o oceano e todos estavam muito fracos. Apesar de no fim terem conseguido cooperar para matar aquela besta espiritual, eles ainda foram feridos. Não muito tempo depois, eles também descobriram que ela era venenosa e que todos haviam sido infectados por um tipo especial de veneno frio. Nem mesmo as chamas de fênix de Ma Hongjun foram capazes de dissolvê-lo.

As salsichas pequenas de Oscar só puderam retardar o progresso do veneno, mas não removê-lo. Entre os sete, a única que ainda estava bem era aquela que eles sempre protegiam, Xiao Wu.

Nesse momento crítico, eles encontraram a Pérola Roxa. Os piratas da Pérola Roxa os regataram e os levaram para a ilha da Pérola Roxa. Após inspecioná-los, esses piratas que conheciam bem o mar, descobriram o veneno em seus corpos. Esse veneno não podia ser tratado com remédios, mas também não era fatal. A besta espiritual que eles encontraram era a mesma do espírito de Pérola Roxa, uma Víbora Marinha, mas ela também não era capaz de desintoxicá-los. Eles precisariam ficar no sol durante três dias seguidos para a toxina se dissolver sozinha. Além disso, durante esses três dias, eles não poderiam comer nada, apenas beber um pouco de água e então precisaram ficar de pé, para o veneno ser forçado para o chão pelo sol. Esse era o motivo de todos estarem tão fracos.

Depois de passarem tanto tempo no mar e então não serem capazes de comer nada, seria um milagre se seus corpos ainda estivessem em boa forma.

Quanto a Xiao Wu, por não ter sido envenenada, ela se recuperou bem rápido e Pérola Roxa, com sua orientação sexual um pouco incomum, se apaixonou por ela à primeira vista. Apesar de os instintos naturais de Pérola Roxa não serem ruins, ela ainda não tinha imunidade à beleza de Xiao Wu e decidiu se casar com ela antes de os outros se recuperarem, depois disso, o arroz já estaria cozido.

— Cozer o arros?

Tang San lançou um olhar desdenhoso para Pérola Roxa.

— E você tem essa capacidade?

Pérola Roxa quis respondê-lo, mas a aura tirânica da Lança Soberana Azul Prateada não lhe deu essa chance.

— Um veneno tão simples assim e vocês ainda precisam do sol para expeli-lo?

Tang San bufou com desdém, esticando sua mão para dentro da Desejosa Bolsa dos Cem Tesouros. Sob o olhar surpreso de Ji Xiang, ele tirou uma pérola completamente dourada avermelhada de dentro dela.

Incitando seu poder espiritual e o infundindo nela, o brilho dourado da pérola imediatamente floresceu, como se ele estivesse segurando um pequeno sol em sua mão.

Ao mesmo tempo em que fazia isso, Tang San também recolheu a Lança Soberana. Pérola Roxa estava prestes a começar a xingar quando, de repente, seu corpo inteiro tremeu e ela caiu mole no chão com o rosto pálido. Envolvida por aquela luz dourada avermelhada, seus olhos estavam cheios de terror.

Dentro daquela luz dourada havia uma aura em particular que deixou Pérola Roxa praticamente incapaz de sequer abrir a boca. O que mais a assustou foi que aquela dor parecia vir do fundo de sua alma.

Tang San disparou um último olhar frio para Pérola Roxa antes de deixar de prestar atenção nela. O Imperador Azul Prateado se moveu e primeiro puxou Zhu Zhuqing até ela estar na frente dele. Segurando seu queixo com delicadeza, ele colocou aquela pérola brilhante em sua mão dentro da boca dela. Sua voz, misturada com poder espiritual, ressoou em seus ouvidos:

— Fique com ela na boca e não a engula.

Só quando Zhu Zhuqing fechou a boca que aquela aura assustadora desapareceu e Pérola Roxa soltou um longo suspiro de alívio. Ela estava prestes a começara xingar de novo quando Tang San usou apenas uma sentença para calá-la.

— Continue xingando e nem mesmo uma galinha ou um cão vão restar com vida aqui. Você acha que alguém aqui tem a capacidade de me parar?

Enquanto falava, o congelante Domínio do Deus da Morte se espalhou mais uma vez, perfurando os olhos de Pérola Roxa junto com a Luz Divina Roxa. Isso não foi um ataque, mas sim uma assustadora ameaça a sua alma.

Tang San sem dúvidas escolheu o momento certo para fazer isso. Depois da sensação de terror de agora pouco e da impotência diante dos ataques de Tang San, Pérola Roxa basicamente desenvolveu um medo de coração dele. Ainda somando ao medo em sua alma, nesse instante, aquela líder dos piratas não se atreveu a abrir a boca.

Seu olhar se voltou ao velho pirata que havia falado agora pouco.

— Traga uma bacia de água.

Enquanto falava, um filamento de Imperador Azul Prateado se moveu, aproveitando o momento em que Pérola Roxa estava sendo suprimida pela Luz Roxa Divina para cutucá-la algumas vezes, selando seus pontos de acupuntura de poder espiritual e também da fala.

Só então ela reagiu, abrindo a boca para xingar, mas descobrindo que não conseguia emitir um único som. Esse fenômeno surpreendeu todos os piratas ao redor e alguns dos Mestres dos Espíritos que estavam agitados antes, se aquietaram no mesmo instante.

Tang San não olhou para eles de novo, erguendo uma mão até as costas de Zhu Zhuqing e infundindo a gentil habilidade Céu Misterioso em seu corpo.

Agora, a pele dela já estava emitindo um fraco brilho dourado avermelhado, com um traço após o outro de uma aura negra azulada sendo emanada de seu corpo sem parar para os arredores, além disso, sua face pálida gradualmente recuperou a cor rosada.

A pérola que Tang San pegou era justamente aquele neidan que ele obteve da Serpente Yang de Dez Cabeças que encontrou na Estrada do Inferno.  Ele não sabia quais eram as características do veneno em seus amigos ou o motivo de as chamas do Gordo não serem capazes de contê-lo, mas independe disso, esse veneno frio vinha de uma besta espiritual do tipo cobra.  Com a posição da Serpente Yang de Dez Cabeças como a soberana das cobras, além de naturalmente possuir o atributo yang, ele poderia controlá-lo.

Os fatos provaram que Tang San estava correto. Não demorou muito para o veneno dentro de Zhu Zhuqing ser expelido e ela abriu os olhos com fraqueza.

Tang San colocou a mão na frente da boca dela e Zhu Zhuqing cuspiu a pérola ardente, dizendo com a foz fraca:

— Terceiro irmão…

Tang San colocou uma folha de Dragão Zoysia na boca dela e disse:

— Mastigue lentamente e então engula. Não diga nada, é importante descansar apropriadamente primeiro.

Zhu Zhuqing assentiu de leve. Com Tang San ali, ela naturalmente não precisava se preocupar com nada. Se sentando de pernas cruzadas com a ajuda dele, ela começou a mastigar a folha de Dragão Zoysia em sua boca e entrou no estado de cultivação.

Era óbvio que Tang San tinha um motivo para desintoxicar Zhu Zhuqing primeiro. Ela e Dai Mubai haviam sido gravemente feridos naquele dia e depois de tanto tempo, a condição física deles com certeza era a pior. Além disso, Zhu Zhuqing também era uma menina e suas aptidões físicas não podiam se comparar as de Dai Mubai. Portanto, ela foi a primeira a ser curada.

A seguir, ele fez o mesmo com Dai Mubai, Bai Chenxiang, Ning Rongrong, Oscar e Ma Hongjun. A cada vez que usava o neidan da Serpente Yang de Dez Cabeças, Tang San a lavava e novamente infundia seu poder espiritual nela para acelerar seus efeitos, então a colocava nas bocas de seus companheiros um de cada vez, os ajudando a expelir o veneno.

Quando terminou, Tang San soltou um suspiro de alívio e, ao mesmo tempo, sentiu o suor frio molhando suas costas. A condição de seus companheiros era ainda pior do que ele esperava, o tormento que eles sofreram nesses mais de dez dias não foi nem um pouco menor que o dele.  Se eles não tivessem tido a chance de se desintoxicar sob a luz do sol, mais três dias suportando isso e talvez sua vitalidade tivesse sido permanentemente ferida. Então, mesmo se eles fossem resgatados depois, o progresso de sua força no futuro poderia ter sido substancialmente obstruído.

Terminando de cuidar de seus amigos, Tang San andou até Pérola Roxa, junto com Xiao Wu.

Após ter seu ponto de acupuntura da fala selado por ele, ela não conseguia xingar independentemente de o quanto desejasse fazer isso e seu ódio por Tang San já havia chegado ao ponto máximo. Vendo ele andando até ela, seus olhos dispararam chamas no mesmo instante e ela se esforçou para ficar de pé dentro da Prisão Azul Prateada, agarrando suas barras com força enquanto encarava Tang San.

O velho pirata disse a certa distância:

— Lorde Imperador Espiritual, seus companheiros já estão curados, você não pode soltar nossa capitã? Em momento algum nós pensamos em fazer mal aos seus companheiros, isso é apenas um mal entendido!

Tang San respondeu com calma:

— Soltá-la? Você pode me garantir que nós não seremos atacados por esses piratas aqui? Eu acabei de insultar a sua capitã.

O velho pirata estava prestes a prometer isso, mas vendo o olhar dignificado e claro como cristal de Tang San, ele conteve suas palavras irresolutas no mesmo instante. Por um momento, ele ficou parado ali sem saber como reagir.

Tang San disse:

— Vendo que vocês realmente não são muito hostis, eu não matarei a sua capitã. Entretanto, o motivo de nós acabarmos nesse estado também foi o seu grupo da Pérola Roxa. Você deve saber quem é o Haider, foi por termos contratado os serviços do seu Demônio do Mar que sofremos esses ferimentos. Eu não tenho medo de dizer que também foi ele quem nos levou até o território da Baleia Demoníaca e a incitou a nos atacar. Se nós conseguimos sobreviver àquela assustadora besta espiritual de cem mil anos, você acha que esse lugar representa alguma ameaça para nós? Apesar de não pretender matar sua capitã, eu ainda não posso soltá-la tão fácil assim. Como garantia da minha segurança e da dos meus companheiros, eu manterei sua capitã cativa nos próximos dias. Mandem o seu pessoal preparar uma grande panela de mingau e trazer algumas outras comidas. Não pensem em usar veneno, eu estou com o Ji Xiang aqui. Contanto que vocês sigam as minhas instruções, assim que meus amigos estiverem melhor, nós iremos embora e naturalmente também soltaremos a sua capitã.

O velho pirata estava prestes a dizer mais alguma coisa quando Tang San adicionou:

— Não tente barganhar comigo, você não está qualificado. A menos que você não se importe com a vida dela.

Um filamento de Imperador Azul Prateado se moveu, se enrolando em volta de Pérola Roxa. Recolhendo a Prisão Azul Prateada, Tang San usou seu espírito para puxá-la até o seu lado.

Os piratas se entreolharam, no momento, eles realmente não tinham o que fazer a não ser seguir as instruções de Tang San. O velho pirata disse:

— Nós faremos como você diz, mas, por favor, cumpra a sua promessa e não machuque nossa capitã.

Tang San respondeu com calma:

— Pelo menos nesse momento, eu não tenho razão para matá-la e eu espero que vocês não me deem uma.

O Imperador Azul Prateado se moveu de novo, envolvendo as sete pessoas sentadas e sob seu controle cuidadoso, Tang San levou todos eles para dentro da casa de Pérola Roxa.

Apesar de uma das paredes dessa casa enorme ter sido destruída, ainda havia espaço suficiente para todos descansarem dentro dela.

Tang San cutucou mais alguns dos pontos de acupuntura de Pérola Roxa e então a colocou em um canto. Segurando Xiao Wu, ele acariciou seu longo cabelo macio com gentileza, a confortando. Então ele soltou um discreto suspiro de alívio, pelo menos metade dessa crise havia sido resolvida.

Ji Xiang esteve silenciosamente observando Tang San desde o início. Vendo ele usar sua própria força para conter todo o grupo da Pérola Roxa de uma vez só, em seu coração, a posição de seu mestre alcançou uma altura sem precedentes.

— Ji Xiang.

Ouvindo Tang San chamá-lo, ele rapidamente andou até ele, dizendo de forma respeitosa: — Mestre.

Havia gentileza nos olhos de Tang San. Sua graciosidade havia voltado, não se parecendo em nada com aquela pessoa que havia acabado de aterrorizar o grupo de piratas.

— Eu espero que você entenda os meus métodos. Essa é a terra dos piratas da Pérola Roxa e eu não tive escolha agora pouco. Eu sei que você é muito ligado a esse lugar e eu prometo que não machucarei ninguém contanto que isso possa ser evitado.

Ouvindo Tang San dizer isso, Ji Xiang sentiu como se um peso tivesse sido tirado de suas costas e assentiu com vigor.

— Mestre, obrigado. Na verdade, apesar de a capitã Pérola Roxa ser mal-educada, ela trata as pessoas muito bem. Ela frequentemente leva o pessoal do grupo para ajudar as aldeias de pescadores mais pobres. Eu conheço esse Haider que você mencionou, no passado ele se juntou ao grupo trazendo um grande número de Mestre dos Espíritos e assim, sua posição entre os piratas nunca foi muito baixa, então ele sempre agia de forma bem arrogante. Ter lhe ofendido dessa vez foi a má sorte dele.

Tang San deu um leve sorriso, dizendo:

— Que bom que você entende. Quanto à capitã Pérola Roxa, eu vou mantê-la quieta por mais alguns dias. Eu vou pensar se vou querer escutar os xingamentos dela então.

Ji Xiang olhou para a indignada mais incapaz de retaliar Pérola Roxa no canto e não conseguiu conter um sorriso.

— Eu acho que a Capitã nunca sofreu uma derrota como essa. Acho que todo mundo aqui já recebeu um gosto do temperamento dela. Eu não esperava que o Mestre fosse capaz de ensinar uma lição a ela. Esse método que você usou para impedi-la de falar é um daqueles métodos de selagem de pontos de acupuntura que você mencionou?

Tang San assentiu, dizendo:

— Isso mesmo. O corpo humano possui vários pontos de acupuntura, há pontos grandes, pontos pequenos, pontos de entorpecimento, pontos mortais. Golpear diferentes pontos com forças diferentes causará efeitos especiais. Mais tarde eu desenharei um diagrama para você, mas apenas os mantenha em mente primeiro. Apesar de não poder aumentar sua força interna no momento por causa da falta de um anel de espírito, você ainda precisa persistir na cultivação. Se familiarize com o caminho de circulação da habilidade Céu Misterioso.

— Sim.

Não demorou muito para a comida que Tang San pediu chegar. Apesar de saber que eles não se atreveriam a tentar nada, Tang San anda usou agulhas de prata para testar cada um dos pratos em busca de veneno e só depois os serviu para seus companheiros.

 


Tradutora: Brinn  |   Revisor: Bravo


 

Notas:

[1] “Então”, você deve estar se perguntando, “o Tang San não deveria ter percebido isso pelas conversas anteriores?” A intenção do autor provavelmente era fazer o leitor também assumir que ela era um homem, (apesar de isso ser duvidoso já que ele usa “ela” com bastante frequência no texto), mas ainda é plausível que Tang San não tenha percebido isso, pois “ela” e ”ele” têm a mesma pronuncia em chinês, o que significa que Tang San não teria como saber apenas por ouvir as conversas entre eles.


Fontes
Cores