ATG – Capítulo 682 – Reunião (2)



“Não!” Yun Che balançou a cabeça com força. Ele olhou para os olhos borrados de Xiao Lie e disse ansiosamente: “Avô, lembra que eu mencionei o ‘Reino do Demônio Ilusório’ depois que salvei você e a pequena tia do Clã dos Céus Ardentes?”

“Eu me lembro.” Xiao Lie fechou os olhos levemente. “Isto é muito longe… um lugar incrivelmente distante.”

“Naquela época, eu disse ao avô que meus pais biológicos são do Reino do Demônio Ilusório. Eles não foram pegos por esses vilões e retornaram com segurança afinal, então o neto biológico de meu avô também deve ter voltado com eles em segurança. Também prometi que um dia iria encontrar um jeito de ir para o Reino do Demônio Ilusório e reunir o avô com seu neto biológico. Avô, você sabe aonde a Profunda Arca Primordial me levou durante os três anos que eu estive fora?”

Xiao Lie, “…”

“Estive no Reino do Demônio Ilusório!” Yun Che disse em voz alta: “Este deve ser um arranjo dos céus. Não muito tempo depois que cheguei lá, encontrei meus pais biológicos!”

Assim que Yun Che disse isso, o corpo fraco de Xiao Lie estremeceu em resposta, e seus olhos desfocados e embaçados imediatamente começaram a tremer com uma luz estranha. “Che’er… o que você disse… o que você acabou de dizer… é verdade?!!”

Naquela época, seu neto seguia os pais biológicos de Yun Che! Se ele encontrara seus pais biológicos, então sua criança, que estava com eles naquela época… seu neto biológico…

“Ah!” Xiao Lingxi exclamou e cobriu os lábios com as mãos.

“É absolutamente verdade! Mesmo que houvesse dez mil lâminas apontadas para mim, eu nunca mentiria para o avô!” A expressão nos olhos de Yun Che era incrivelmente firme quando ele disse: “Não só encontrei meus pais, eu também…”

O corpo de Xiao Lie tremia muito violentamente neste momento e suas mãos começaram a se sacudir incontrolavelmente. Suas pernas, que mal podiam ficar retas antes, começaram a se esticar pouco a pouco enquanto tremiam… Yun Che ergueu a cabeça, surpreso, e viu o olhar de Xiao Lie virado para trás.

Xiao Yun estava na entrada do pátio com Número Sete Abaixo dos Céus enquanto hesitava nervosamente, se perguntando se deveria ou não entrar.

“Pai!” Xiao Lingxi imediatamente foi até Xiao Lie, que de repente se levantara, e o apoiou nela. Yun Che também o apoiou do outro lado na mesma hora. Ele não tinha dito que encontrara Xiao Yun no Reino do Demônio Ilusório ainda e não tinha deixado claro que o trouxera com ele, mas a maneira com que Xiao Lie olhou para Xiao Yun e aquela emoção incontrolável e súbita… Poderia Realmente haver algo como “conexão de sangue” neste mundo?

“Criança…” Xiao Lie levantou seu braço lentamente na direção de Xiao Yun enquanto Xiao Yun o olhava inexpressivamente. Sua voz tremia e seus olhos estavam embaçados: “Qual… qual é o seu nome?”

“Meu…” Xiao Yun apontou para si mesmo sem entender. “Meu… meu nome é Xiao Yun.”

“Xiao Yun… Xiao… Yun…” Xiao Lie disse o nome em uma voz trêmula e, então, balançou a cabeça lenta e determinadamente, “Bom… bom… Nascido na Família Xiao, criado pela Família Yun, bom nome…”

“Pai, do que você está falando?” Os lindos olhos de Xiao Lingxi, que observavam Xiao Yun, se alargaram lentamente e seus olhos começaram a tremer ainda mais quando começou a juntar tudo. “Será possível… então ele é…”

Xiao Lie deu outro passo difícil com seu corpo trêmulo. Sua voz rouca era acompanhada de profunda tristeza e excitação: “Você parece exatamente o mesmo… que seu pai… quando ele era jovem…”

“Ah!” Xiao Lingxi ofegou levemente e ficou paralisada. Yun Che imediatamente percebeu por que o avô ficaria tão animado antes mesmo que ele introduzisse Xiao Yun e entendeu por que seu pai dissera que seu avô seria definitivamente capaz de reconhecê-lo no instante em que o visse. A razão era porque Xiao Yun realmente se parecia exatamente com seu pai quando era jovem… Afinal, Xiao Ying e Xiao Yun eram, biologicamente, pai e filho.

“Você é… meu avô?” Xiao Yun olhou para o velho, que já estava em lágrimas, na frente dele e havia um sentimento amargo se acumulando incontrolavelmente da ponta do nariz até seu coração, um sentimento que ele não podia controlar.

A memória, em seguida, apareceu mais uma vez em sua mente e fez cada palavra de Xiao Lie ainda mais triste. “Naquela época, antes que seu pai o entregasse ao seu pai adotivo, sua mãe tatuou o caractere ‘An’ no seu braço esquerdo para que pudessem encontrá-lo novamente um dia… Depois que nasceu, sua mãe lhe deu o nome de Xiao An. Esse ‘An’ no seu braço esquerdo é o seu nome e resultou da esperança de que você e seus pais adotivos poderiam escapar do perigo com segurança e que seriam capazes de reencontrá-lo no futuro.”

Xiao Yun ficou atônito por um longo tempo e, então, lentamente, puxou a manga do braço esquerdo. No antebraço, próximo ao topo, o pequeno e delicado caractere “An” estava tatuado claramente.

Parecendo exatamente com Xiao Ying no passado e o “An” em seu braço… Não havia nenhuma necessidade para a explicação de Yun Che, tudo foi provado claramente.

“Avô”, Yun Che sorriu e disse: “Não menti para você naquela época, certo? Eu sabia que vocês um dia se reuniriam. Xiao Yun… ele é seu avô.”

Xiao Yun tentou o seu melhor para reprimir a emoção incontrolável em seu coração. Ele rapidamente se adiantou e se ajoelhou com força diante de Xiao Lie. “O neto Xiao Yun cumprimenta avô… este neto não foi filial. Nasci há mais de vinte anos, mas ainda não tinha sido capaz de expressar a minha piedade filial ao avô, e permiti que sofresse com a dor e a preocupação.”

Xiao Lie estava se segurando, mas, no momento em que ouviu as palavras de Xiao Yun, explodiu em lágrimas… ele tinha imaginado inúmeras vezes como seria se encontrar com seu neto. Porém, naquela época, eles o tinham colocado pessoalmente em perigo. Mesmo se ele ainda estivesse vivo, não poderia cumprir sua responsabilidade de educá-lo em todos esses anos. Além disso, mesmo se tivessem de se reencontrar um dia… se seu neto soubesse o que acontecera naquela época, seria razoável que ele o odiasse, o culpasse e o ignorasse.

No entanto, não só não o odiava ou culpava; pelo contrário, tinha se ajoelhado diante dele e chamado a si mesmo de “não é filial”. Aquilo era como o presente mais luxuoso do mundo. Ele estendeu a mão e segurou Xiao Yun nos braços, entrando em contato com a família restante mais próxima que ele havia pensado ter perdido para sempre e só se atrevera a desejar em seus sonhos. “Boa criança… como você não é filial… Você ainda está são e salvo, isso é ser filial. Você está disposto a voltar, isso é filial. O avô o tem injustiçado por toda a sua vida, mas você ainda está disposto a me chamar de avô, isso não é nada além de filial! Todo esse tempo, deveria ser este avô quem deveria se desculpar!”

“Avô, por favor, não diga isso.” Os olhos de Xiao Yun estavam cheios de lágrimas. “Grande Irmão me contou sobre tudo o que aconteceu naquela época. A moral do pai e do avô é tão alta que chega às nuvens, e vocês são pessoas incrivelmente nobres. Tenho sorte e orgulho de ter um pai e avô como estes. Eu nunca culpei vocês dois por nada. Além disso, durante mais de vinte anos no Reino do Demônio Ilusório, meus pais me trataram como se eu fosse deles, e tenho vivido uma vida melhor, melhor do que qualquer outra pessoa, e não fui injustiçado. Mas o avô sofreu muito.”

“Ser capaz de ver que você cresceu em segurança e se tornou um adulto tão amável e maduro, mesmo se o avô precisasse sofrer cem vezes ou milhares de vezes mais, eu não iria reclamar. Boa criança… levante-se, levante-se, rápido”, Xiao Lie ajudou Xiao Yun a levantar com seus braços trêmulos e todo o seu rosto estava coberto de lágrimas de excitação.

Os olhos de Yun Che também ficaram fundos, porque ele finalmente conseguira atender o desejo do avô. Ele disse suavemente: “Avô, desta vez Xiao Yun não veio aqui sozinho. Antes de voltar, já havia construído uma família e obtido realizações. Não só a ele foi concedido o título de rei acima de dezenas de milhares de pessoas no Reino do Demônio Ilusório, também se casou com uma princesa de uma família prestigiada.”

Antes que a voz de Yun Che fosse ouvida, Número Sete Abaixo dos Céus já se ajoelhara ao lado de Xiao Yun e dissera, “esta neta, Pequena Sete, cumprimenta o avô.”

“Bom… bom…” Tudo era tão maravilhoso, uma coisa após outra que o havia pego de surpresa. Neste momento, a expressão em seu rosto e em seus olhos possuía excitação, alegria, satisfação infinita e lágrimas numerosas; não havia mais vestígios de desânimo ou de quietude mortal.

“Xiao Yun, Sétima Irmã, apressem-se e segurem nosso avô.” Yun Che sorriu e disse, “vocês todos devem ter um monte de coisas que querem dizer um ao outro, já que sua família acaba de se reunir. O corpo do avô está fraco agora e ele não pode ficar por muito tempo, então ajudem-no a entrar no quarto.”

“Mn!” Xiao Yun limpou as lágrimas imediatamente, agarrou os braços de Xiao com Número Sete Abaixo dos Céus e ajudou-o lentamente a ir para a sala, com cada um de cada lado. Os passos de Xiao Lie eram lentos e cautelosos, e havia lágrimas e um sorriso em seu rosto…. Aquela profunda satisfação e felicidade vinham diretamente de sua alma.

Yun Che e Xiao Lingxi não os seguiram. Xiao Lingxi agarrou as roupas de Yun Che com força. Seus olhos estavam cheios de lágrimas de excitação e ela disse suavemente, “Isso é realmente ótimo… Esta é a primeira vez que vi pai tão animado e alegre. Realmente é ótimo… tão bom…”

“Ele é neto biológico do pai e meu sobrinho biológico… Nossa família realmente tem a chance de se reunir.” Xiao Lingxi murmurou em voz baixa como se estivesse falando em seu sono, “Tudo é como eu estivesse sonhando.”

“Sim, Xiao Yun é aquele que deve seguir as regras e te chamar de pequena tia.” Yun Che olhou para as bochechas coradas de Xiao Lingxi e disse seriamente: “Quanto a mim, não sou seu parente e você é realmente um ano mais nova do que eu. Normalmente, eu deveria chamá-la de pequena irmã Lingxi, mas te chamei de pequena tia por tantos anos, tudo por nada, é uma pena.”

“Pequena irmã… Lingxi ?!” Xiao Lingxi imediatamente apertou os dedos no braço de Yun Che e disse com raiva em sua voz delicada, “pequena irmã Lingxi é algo de que você está autorizado a me chamar!? Sou sua pequena tia… e serei para sempre! Você realmente se atreve a não mostrar respeito na frente de sua pequena tia.”

“Owowow…” Yun Che exageradamente gritou e disse como se estivesse enganado: “Você sabe claramente que não estamos relacionados pelo sangue… nem um pouco.”

“Meu pai é seu avô, então eu ainda sou sua sênior! Você disse antes que Xiao Yun é seu irmão de juramento e eu sou a pequena tia de Xiao Yun, então é claro que você também deve me chamar de pequena tia!” Listando razões suficientes, o rosto de Xiao Lingxi revelou um sorriso orgulhoso. “Então, não pense que só porque meu sobrinho biológico está de volta, você não pode mostrar respeito por sua sênior, esta pequena tia. E você ainda quer me chamar de irmã Lingxi? Hmph.”

“Bem…” Yun Che olhou para Xiao Lingxi com apreço e sorriu. O sorriso em seu rosto foi acompanhado com um pouco de intenções maliciosas. “A pequena tia realmente esqueceu? Na frente da pequena tia, o que eu sou melhor é em não mostrar nenhum respeito para com minha sênior!”

Yun Che tinha agarrado com força, mas gentilmente, o corpo esguio de Xiao Lingxi. Antes que ela pudesse reagir, Yun Che já tinha beijado intensamente seus lábios macios. O grito tímido que estava prestes a sair de sua boca foi completamente suprimido pelo cheiro daquele homem.

“Ah…” Os lindos olhos de Xiao Lingxi se arregalaram e ela soltou um pequeno protesto, com os braços inconscientemente lutando contra o peito de Yun Che. Antes, quando Yun Che tentara roubar um beijo dela, depois que conseguia o que queria, ele sempre fugiria para algum lugar distante. Mas, desta vez, ele não escapou, e ele a forçou a não ser capaz de escapar também. Enquanto ela estava lutando, ele ficava mais intoxicado pela doçura de seus lábios.

Lentamente, a recusa de Xiao Lingxi tornou-se mais e mais fraca e seus braços, que estavam contra seu peito, perderam força, se abaixaram ligeiramente e, então, se levantaram novamente em silêncio. Ela o abraçou com medo. Seu pescoço fino e delicado também se elevou um pouco. Ela começou a responder a ele em um torpor, parecendo ter se esquecido de Xiao Lie e Xiao Yun, que estavam na casa a quinze metros de distância e que poderiam tê-los visto a qualquer momento. Um rubor vermelho se espalhou em seu rosto nevado, lentamente aquecendo seu corpo e derretendo sua jovem timidez.

Depois de muito tempo, seus lábios finalmente se separaram. Xiao Lingxi se apoiou no peito de Yun Che enquanto ofegava levemente. Seus cílios tremiam ligeiramente, seu rosto delicado estava vermelho como flores de cerejeira e seus olhos estavam desfocados como a névoa, como se ela não tivesse acordado de um sonho. Os olhos de Yun Che se abaixaram e ele a chamou suavemente, “pequena tia…”

“Não fale…” a testa de Xiao Lingxi se inclinou mais forte em seu peito e seus braços o seguraram ainda mais perto, “deste jeito… me abrace por um tempo…”

“Mm…” Yun Che parou de falar. Os dois se inclinaram silenciosamente, sentindo a presença e a existência do outro e esperando que o tempo pudesse parar neste momento para sempre.


Tradutora: Usagi   |   Editor: Alexandre



Web Analytics
Fontes
Cores