ATG – Capítulo 1079 – Tragédia



A Cidade Darkya era anteriormente um lugar absoluto de perigo para Yun Che. Ele estava constantemente no limite, movendo-se como se estivesse em tentação.

No entanto, a partir de agora, ele não poderia se importar menos. Ele desconsiderou se a Guilda Comercial Pluma Negra descobriria seus vestígios. Ele liberou sua profunda energia ao máximo, enviando relâmpagos brilhantes através dos céus acima da Cidade Darkya. Cada relâmpago trouxe com ele um incomodo som estridente.

Quando ele levou He Lin de volta ao terreno secreto dos espíritos da madeira, ele cuidadosamente examinou o corpo de Lin para qualquer marca de rastreamento…

Mas quem teria pensado que existia algo como o ‘Incenso de Dez Mil Milhas Perseguindo a Alma’!

Tinha que ser falso… Como poderia tal coisa existir? Definitivamente, não poderia!

Ele se afastou enquanto a Cidade Darkya desaparecia lentamente na distância. Ele cerrou os dentes com força, quase quebrando alguns no processo.

Ele havia permanecido nos terrenos secretos por cerca de meia hora. Desde o momento em que ele saiu até agora, apenas três a quatro horas se passaram. Se tudo o que aconteceu fosse verdade, então dentro desse prazo…

É melhor que isso não seja real!

Yun Che saiu da Cidade Darkya como um trovão, sua velocidade várias vezes maior que a de quando ele havia levado He Lin de volta para casa. Ele voou freneticamente para sudeste indo direto para a densa selva sem parar por um momento.

Entrando na selva densa, Yun Che não baixou sua velocidade, ele rasgou a folhagem como um tornado furioso, enviando madeira, grama e flores girando pelo céu. Uma a uma, as árvores antigas, com dezenas de milhares de anos, foram reduzidas a lascas e poeira.

Tendo já memorizado o local, Yun Che finalmente chegou onde a entrada secreta estava. A fileira de árvores antigas estava diante dele. Ele desceu imediatamente e suas pupilas encolheram.

A formação ilusória que envolvia a área estava totalmente quebrada. As videiras negras esverdeadas pareciam como se um furacão tivesse varrido e os separados. Pedaços e peças de videira cobriam o chão.

O mundo à frente era uma imagem do silêncio, um silêncio que esfriava os ossos.

O coração de Yun Che parou de bater por um momento. Ele fixou seu olhar à frente quando sentiu um frio cercá-lo. Ele ficou ali em transe antes de avançar lentamente. O som de cada passo que ele deu pisando nas videiras quebradas sob os pés perfurou sua alma.

Depois de atravessar a clareira esmagada pela videira, ele parou. Seu corpo tremeu e seu rosto empalideceu quando uma expressão de dor varreu seu rosto. Era como se todo o sangue tivesse sido imediatamente drenado de seu corpo.

O que originalmente era uma vasta terra de esmeralda e flora de jade era agora uma cena de destruição e desespero. Árvores antigas foram derrubadas, casas de madeira foram derrubadas e tudo suportou as cicatrizes do combate feroz. O que restava da terra pitoresca era agora apenas manchas de sangue verde seco e um silêncio mortal.

Um corpo sem vida após o outro dos espíritos da madeira estava espalhado pelo sangue tingido. Um corpo particular mais próximo de Yun Che ainda tinha os olhos bem abertos. A luz esmeralda verde já havia desaparecido de seus olhos, o que restou foi um olhar de medo e desespero… Mesmo na morte, seu ressentimento nunca foi embora.

“Ah… AHHH…”

Os lábios de Yun Che estavam tremendo e suas pupilas dilataram-se em choque, quase cobrindo o branco de seus olhos. Yun Che não conseguia se mexer, como se ambos os pés estivessem pregados no chão. Sua visão começou a ficar embaçada e o céu ao redor começou a girar.

Ele segurou a cabeça com as duas mãos, seus dedos tremendo como o de um homem velho no final de sua vida.

Morto…

Eles estão todos mortos…

Por minha causa…

Eu causei a morte deles… por minha causa…

“Huff… huff…”

Yun Che tomou dezenas de respirações profundas e pesadas antes que sua mente e seus olhos finalmente recuperassem a clareza.

Ele lentamente se adiantou. Tudo ainda estava um pouco embaçado, mas cada corpo, cada gota de sangue verde fresco estava impresso claramente em sua alma… Cada visão era como uma penetrante adaga fria, penetrando diretamente em sua alma.

De vez em quando, havia vestígios do sangue vermelho dos humanos. Eles se destacaram como manchas sujas de sangue que profanaram este santuário agora arruinado.

Huuu…

Ele respirou fundo novamente. Cor voltou ao seu rosto e seus olhos ficaram firmes mais uma vez. Ele deu um passo à frente, percorrendo cuidadosamente esse mundo agora arruinado.

Bang!!

Uma árvore fortemente danificada caiu de repente, revelando um espírito da madeira sem vida… Ela era magra e pequena, seu rosto velho e enrugado tinha uma expressão de eterna calma.

“Vovó Qing Ye…” Yun Che sussurrou. Ele levantou a cabeça e lentamente fechou os olhos. He Lin a respeitava mais. Ela era o espírito mais antigo e respeitado da madeira neste pequeno mundo. Apenas algumas horas antes, ele até recebeu pessoalmente o Orvalho Milagroso do Espírito da madeira.

“Me desculpe. Eu trouxe esse desastre para todos vocês… Por favor, descanse em paz”, Yun Che sussurrou suavemente.

O dado tinha sido lançado para esta tragédia e tudo o que ele podia fazer agora era oferecer um simples pedido de desculpas.

Ele se acalmou, mas o desconforto ainda pesava no peito. Yun Che voou para o ar e liberou sua percepção espiritual na esperança de encontrar um sobrevivente… espero que houvesse espíritos da madeira afortunados… mesmo se houvesse apenas um, isso era o suficiente.

Na frente de uma cabana em ruínas, Yun Che viu um espírito da madeira envelhecido bem constituído. Ele não tinha mais vida nele. Sua mão segurava uma lança quebrada. A lança foi revestida em uma mistura de sangue verde e vermelho.

Nas costas dele havia um buraco grande e sangrento… Porque ele lutou até o fim, ele nem sequer teve a chance de destruir seu Orbe do Espírito da Madeira. Sem dúvida, o seu Orbe do Espírito da Madeira foi tirado com força após a sua morte.

“Sênior Qing Mu…”

Yun Che gentilmente pronunciou seu nome, com as duas mãos trêmulas, os punhos cerrados.

Ao redor dele, ficava a maior parte dos espíritos da madeira envelhecidos. Cada corpo estava cheio de sinais de sangrenta batalha e cicatrizes de batalha. Todos os seus olhos estavam bem abertos, cheios de expressões de medo, desespero e ódio… Nenhum deles estava fechado.

Yun Che continuou voando silenciosamente. Mais adiante neste pequeno mundo, ele viu uma criança do espírito da madeira após o outro. Alguns se abraçavam, alguns abraçavam o velho… e o mais novo, seu corpinho macio transpassado por… Uma longa faca de lâmina negra estava alojada em seu corpo.

Yun Che achou cada vez mais difícil respirar. Ele lutou para mover seu olhar, quando avistou o grande jardim onde ele passou a maior parte do tempo em sua primeira viagem aqui.

Milhares de flores foram espalhadas no chão. Não havia mais borboletas…

No final do canteiro, duas garotas se abraçavam com força. Embora seus corpos não apresentassem cicatrizes ou feridas, eles não tinham vida dentro deles.

Morte pela autodestruição de seus orbes espirituais.

Yun Che pousou e olhou fixamente para eles, “Fei Yan… Qing He…”

Do lado de fora do canteiro havia um jovem caído. Seu corpo estava cheio de cicatrizes, evidência das feridas brutais que ele sofrera na batalha tentando proteger as duas garotas atrás dele.

“Qing… Zhu…”

A forte sensação de sufocamento que finalmente recuava voltou com força total, inundando toda a sua alma, mais forte que antes.

“… eu gostaria de poder ver o mundo exterior por mim mesmo…”

“Eu sempre achei que humanos eram assustadores. Eu nunca teria pensado que o Grande Irmão Yun Che seria um humano tão forte e simpático!”

“Este é um amuleto que eu fiz com minhas próprias mãos, ele irá mantê-lo seguro…”

“Grande Irmão Yun Che… Você vai voltar sempre para nos visitar… ”

“……”

‘Qing Zhu… Fei Yan… Qing He…’

Uma mão segurando a cabeça, a outra sobre o coração, ele se agachou lentamente. Seu coração parecia ter sido perfurado por milhares de agulhas venenosas. Seu corpo tremia de dor incontrolavelmente.

Apenas algumas horas antes que eles olhavam para ele maravilhados, com olhos tão puros e ansiosos. Eles seguraram cada palavra que ele disse, como se temessem perder alguma das suas palavras. Ele havia claramente sentido um desejo profundo de esperança e desejo em cada uma de suas almas.

O destino tinha sido cruel demais para eles. O que era a norma para os outros em idade semelhante, era apenas um sonho para eles. Eles estavam no auge de sua juventude, mas agora…

“O… o… quem… causou tudo isso…”

“Foi… fui eu…”

Seu coração estava convulsionando e seus dentes estavam batendo. Ele cavou em sua cabeça com todos os cinco dedos, cavando em sua carne, mas não sentiu nem um grama de dor.

Esta foi a segunda vez em sua vida que ele se sentiu assim.

A primeira vez foi quando ele estava no Continente Nuvem Azure. Ele perdeu seu mestre, ele perdeu Ling’er. Ele não tinha mais ninguém para segurá-lo nem ninguém para segurar. Sob sua raiva e loucura angustiada, ele utilizou a Pérola de Veneno do Céu e levou todas as vidas dentro de uma cidade inteira…

Depois de seu ato precipitado, uma quantidade imediata e insuportável de culpa desceu sobre ele, levando-o à beira do desespero…

Naquela época, ele havia matado milhões de pessoas, a maioria das quais eram inocentes e não tinham ódio nem laços com ele.

Desta vez, cem espíritos da madeira haviam perecido. Embora não por suas mãos, ele ainda sentia a mesma forte dor que naquela época.

‘Mas por que tudo isso aconteceu…’

‘Esses inocentes espíritos da madeira eram culpados de que!?’

‘Foi só porque eles eram muito gentis e fracos?’

‘Não… Foi por minha causa. Se não fosse por mim… esse azar maldito, como eles teriam encontrado um desastre como esse?’

‘É tudo por minha causa!!’

‘Se não fosse porque eu tinha que procurar por um Orbe do Espírito da Madeira, se não fosse porque mostrei misericórdia e trouxe He Lin de volta para cá, isso não teria…’

…………

‘Espere um minuto… He Lin!?’

Como se um balde de água fria estivesse derramado sobre ele, Yun Che levantou a cabeça e imediatamente se levantou. E quanto a He Lin? He Lin não estava entre esses corpos mortos. Para onde ele tinha ido?

Yun Che começou a voar e mais uma vez liberou sua percepção espiritual o mais rápido possível, cobrindo todo o território secreto do espírito da madeira. Ele examinou cada centímetro de solo, cada folha de grama, cada cadáver de espírito da madeira.

Ele não detectou He Lin em tudo.

Sua mente rapidamente se esclareceu. Ele expandiu seu sentido de espiritual para o mais longe que ele poderia espalhá-lo e ainda não encontrou o cadáver de He Lin. He Lin ainda pode estar vivo… Não, isso foi definitivo. He Lin estava definitivamente vivo!

Essas pessoas sabiam que He Lin era um espírito real da madeira, eles definitivamente queriam que ele fosse capturado vivo. E He Lin sendo o único espírito da madeira que tinha uma linhagem real, mesmo se ele entrasse na mais terrível e desesperada circunstância, ele nunca se permitiria morrer! Sim, ele definitivamente ainda estava vivo!

A maior possibilidade agora era que ele tivesse sido capturado e levado embora.

O sangue no chão ainda não secou, ​​eles não poderiam ter ido longe.

Yun Che voou mais alto no ar e fechou os olhos. Ele reuniu toda concentração que pôde dominar… Eu tenho que encontrá-lo. Eu tenho que encontrá-lo!!

Para o leste, ele sentiu traços de passos fazendo um caminho através da selva. Ele fechou os olhos e lançou explosivamente sua profunda energia, correndo para o leste como um raio.


Tradutor: Torres  |   Editor: Alexandre



❤ Se você quer apoiar a equipe deste projeto, considere fazer uma doação em nosso Padrim de Against the Gods. Seu apoio é muito importante.


Fontes
Cores