VM – Capítulo 72 – Operação impacto profundo.



“Olá, boa noite!”

“Entre, seja bem-vindo.”

“Aproveite a festa!”

“É um prazer, recebê-lo”

Tyler estava na porta do salão recebendo os convidados, mesmo sendo um trabalho feito às pressas, tudo estava muito bonito, ele tinha imaginado que viriam umas 150 ou 200 pessoas, mas quando as confirmações começaram a chegar… mais de 500 pessoas eram previstas para essa noite.

A organização tinha sido rápida e simples, com Tyler cuidando do som e iluminação, só restou aos servos de Macal arrumarem as mesas e colocarem umas flores decorando.

Essa noite seria uma noite de surpresas. Tyler tinha nomeado essa festa como “Operação Impacto Profundo.”

Para recepcionar os convidados uma música ambiente e suave estava tocando, ela era baixa e calma, por enquanto apenas os clássicos como Vivaldi e Beethoven.

“Mestre Newman, que número é esse?” Um dos convidados perguntou segurando um papel, todos tinham recebido um quando entraram.

“No final da noite haverá um pequeno sorteio, e os vencedores poderão levar para casa uma daquelas espadas!” Tyler falou apontando para uma mesa separada onde cinco espadas estavam expostas.

Depois de saberem das novidades, muitos deles não viam a hora da festa terminar. Pena que eles não tinham ideia do que os esperava.

Ao mesmo tempo em que eles estavam deslumbrados olhando ao redor, Tyler também olhava cada um com um olhar especial, era quase como viajar no tempo. Longos vestidos e roupas de gala, ele próprio estava de terno, que de certa forma o fazia parecer deslocado. Quando todos pareciam ter chegado ele resolveu fazer um pequeno discurso.

“Olá, estão me ouvindo bem?” Tyler falou testando o microfone, ele se esforçou para não rir, muitos ali estavam abismados com a potência da sua voz. “Que bom, eu gostaria de me apresentar, meu nome é Tyler Newman, eu sou de um país muito distante no além-mar. Faz pouco tempo que me tornei um nobre, alguns já me conhecem e outros só ouviram falar, essa noite eu gostaria de poder conhecê-los um pouco melhor, então irei de mesa em mesa para conversar um pouco.”

Tyler sentiu o clima da plateia e ela estava bem receptiva. “Creio que tanto a bebida e comida serão uma novidade muito bem-vinda para cada um de vocês, por favor tentem experimentar ao máximo cada sensação dessa noite, quem quiser fazer um retrato, para se lembrar dessa noite é só ir até aquele jovem no canto. Não se preocupem, não vai demorar, será muito mais rápido que uma xícara de chá!” Tyler riu das suas próprias palavras, quem imaginaria que ele estaria usando uma xícara de chá como medida de tempo?

Os convidados estavam confusos olhando uns para os outros, ninguém tinha entendido nada, até os sábios que já conheciam Tyler um pouco não puderam decifrar o significado dessas palavras.

Para ser mais preciso, Tyler tinha treinado dois rapazes para operar a máquina fotográfica e a impressora. Até porque, não era preciso ser um gênio para fotografar numa câmera que estaria parada num tripé e depois apertar um botão de imprimir.

“Vamos aproveitar a noite!”

Depois que Tyler terminou suas palavras uma leva de garçons entrou no salão, metade deles tinham latinhas de refrigerante nas mãos e a outra metade levava pizzas.

Felizmente fazer pizzas não é um segredo muito grande, qualquer pessoa que já tenha feito pão na vida, pode fazer sem problema algum.

O cheiro de massa quentinha, orégano e queijo derretido tomou conta do ambiente.

Se você prestasse bastante atenção poderia ver diversas gargantas engolindo a seco em expectativa.

Os garçons instruíam que eles deviam comer sem o uso de talher, não foi preciso dizer mais nada!

Os sons de suspiros tomou conta da sala, exclamações alegres eram mais frequentes a cada segundo que se passava.

“Que sabor fenomenal!”

“Isso é queijo, de que animal?”

“Uma comida dos deuses!”

“Sim, concordo!”

“Posso morrer feliz depois de provar tal iguaria!”

“Meus antepassados foram realmente bons para eu ter tido tamanha boa sorte!”

“Poderia comer isso todos os dias!”

“Já provou essa que tem essas carnes redondas?”

“Sim, é um sabor incrível, nunca provei nada igual!”

Tyler teve que passar um tempo só para tentar controlar o riso que constantemente queria sair, não era pouco o número de pessoas que se perguntavam o que eram aquelas calabresas.

Quando chegou a vez de experimentarem o refrigerante, foi outra onda de comoção. Alguns até pensaram que estavam sendo envenenados, pois o gás que pinicava na garganta era uma sensação totalmente nova.

Depois de um breve momento estranhando aquela nova sensação de sabor, eles começaram a beber cada vez mais avidamente.

Hoje em dia temos um paladar muito saturado, tanto para o doce como para o salgado. Mas essas pessoas que só conheciam o doce obtido das frutas ou no máximo do mel. Provar um coca era a mesma coisa de dar uma paulada nas papilas.

Tyler começou visitando os lordes da casa dos sábios.

“Como pode ser?”

“É mais fina que um papel!”

“Como eles fecharam?”

“Algo assim, só pode ser forjado ainda quente, mas como se coloca o liquido dentro?”

“E a pintura, são iguais!”

“Como um pintor pode fazer cada uma igual à outra?”

Por incrível que pareça essas discussões “tolas” vinham de 10 dos mais sábios homens do reino, eles eram sem dúvida a elite intelectual do reino.

“Estão gostando?” Tyler interrompeu.

“Ah, mestre Newman, estamos aqui discutindo como foi feito essa lata?”

“Querem saber?”

“O mestre vai nos contar?” Eles perguntaram surpresos.

“Claro, por que eu não falaria?”

“…” Tyler teve certeza de que viu lágrimas de alegria surgirem nos olhos deles.

“Como ela é forjada?”

“Ela é forjada a frio, o processo se chama estamparia.” Tyler explicou.

“Forja a frio?”

“Sim, o metal tem que ser moldado sob muita pressão.”

“E como não podemos ver as marcas de martelo?” um deles perguntou confuso.

“Não é feito com martelos, mas sim com rolos, um bloco de metal é espremido por diversos rolos, cada um deles mais apertado que o outro, e no fim ele fica tão fino como um papel!”

“Por que não aquecer o metal, não seria mais fácil de moldá-lo quente?” Outro quis saber.

“Até seria, mas não é tão fácil aquecer uma barra de metal maior que uma carruagem, e depois, cada vez que ele passa no rolo fica um pouco mais quente, não chega a ficar incandescente, mas deixa o metal mais fácil de trabalhar.”

“Entendo, e a pintura, como elas podem ser iguais?”

“É feito em um molde.”

“Molde?”

“Sim, cada cor aí é um molde diferente, você deixa o espaço vazio onde quer pintar e vai pintando com as outras cores, pode prestar atenção todas elas têm de 3 a 5 cores diferentes.”

“É verdade, disse outro contando.”

Depois dessa foram muitas outras perguntas, Tyler teve que sair com a desculpa de visitar as outras mesas, senão aquela conversa duraria a noite toda.

Tyler ficou surpreso em como a notícia dos poços tinha corrido, não só os nobres que entraram em contato com Thoran vieram falar com ele, mas muitos outros também. Pelas suas contas seu apoio era esmagador e nem precisava continuar essa competição.

“Olá.” Uma voz soou atrás de Tyler.

“Olá, Rafir!” Tyler ficou surpreso, esse era o filho do maior general do reino, ele tinha conhecido esse jovem quando foi até a floresta da perdição.

“Vejo que está querendo mesmo ganhar essa coroa.” Rafir disse apontando ao redor.

“Eu disse a você que ganharia, é apenas questão de tempo.”

“Parece que não era história de um velho louco.”

“Louco não, só velho mesmo.” Tyler sorriu. “Então vai trabalhar para mim?”

“Eu e minha casa sempre servimos ao rei!”

“Bom saber.”

“O rei deu metade dos pontos para nós dois…”

“Não foi o que aconteceu?”

“Eu matei dois lobos, enquanto você exterminou um ninho de goblins com um ogro e dúzias de lobos gigantes, acho que seria justo dizer que eu não fiz nada.” O rapaz suspirou.

“Questão de ponto de vista, tem alguma ideia de como será a prova amanhã?”

“Nenhuma, mas todos os nobres estarão lá.”

“Tens notícias do Hélio?” Tyler quis saber, aquele cara mesmo sendo um peso morto era o último obstáculo para o trono.

“Ele tem fortalecido os laços com os nobres do seu lado, basicamente está vendendo cargos do governo.”

‘Típico!’ Tyler pensou, essa é a estratégia de todo político corrupto, vender cargos públicos antes de ganhar uma eleição.

Tyler e Rafir continuaram conversando, enquanto Tyler mudava de mesa. Com ajuda desse novo guia, Tyler teve uma noção melhor de como a nobreza estava dividida.

Existiam aqueles que queriam apenas se manter, e aqueles que queriam galgar posições, esses últimos estavam trabalhando firme em fazer amizades como os candidatos mais propensos a ganhar.

Com Tyler e Hélio restando na corrida, o assédio era inevitável, mas fora isso a festa corria bem, não era preciso dizer que as fotografias era uma das maiores atrações, muitos dos nobres perguntaram se Tyler venderia algumas delas depois, sem saber ele acabou de fazer uma pequena mina de ouro.

Enquanto o picolé era servido Tyler anunciou.“Pessoal, vamos fazer o sorteio agora!”

Ele pôs a mão em um saco de pano e disse. “Número 35, 138, 480, 334 e 260!”

“Eu!” Um jovem gritou.

“Eu também, que sorte a minha, essa é a melhor noite da minha vida!”

“Eu ganhei!”

Dois dos ganhadores eram da casa dos sábios e Tyler já os conhecia, os outros três eram pessoas que ele conheceu ali mesmo, Tyler achou bom, pois de certa forma fortalecia os laços recém-criados.

Todos estavam em êxtase, Tyler frequentemente escutava algumas pessoas se gabarem de ter comido 10 ou 12 pedaços de pizza, havia outros que diziam ter comido 30 pedaços…

Tyler nem podia dar aquela desculpa “Nunca comeu antes?”, todos estavam levando para casa as latinhas secas, elas agora eram uma espécie de troféu e lembrança dessa noite.

“Vamos para fora, porque eu tenho mais uma surpresa!”

Quando os convidados saíram foram recepcionados com fogos de artifício, esses não eram simples rojões comuns, mas sim grandes e coloridos fogos, iguais aos que se soltam no ano novo ou em 4 de julho.¹

A expressão deles era igual a de uma criança, ver a surpresa e a alegria no rosto deles quase fez Tyler querer soltar todas as noites.

“Eu lamento anunciar que esse jantar acabou, mas com certeza vamos repetir num futuro próximo. Desejo a todos uma boa noite e por favor levem uma pequena lembrança.”

Os garçons agora distribuíram um pacote de kitkat para cada convidado.

Missão Impacto Profundo, concluída!




Autor: Lion | Editor: Bczeulli | QC: Delongas


NT¹: 4 de Julho é o feriado de independência  Norte Americana, nessa datá é comum se comemorar com queima de fogos.


Fontes
Cores