VM – Capítulo 6 – Experimento e Compras


A horta de Tyler não era grande, todos os vegetais eram cultivados hidroponicamente, tirando alguns milhos e abóboras, eles eram regados com um sistema automático, na verdade toda horta era automática, como as plantas tinham suas raízes na água o próprio adubo era adicionado na água, um tanque grande fazia um fluxo constante sempre reciclando.

Pensando na pequena muda que ele tinha pego, ele tentou usar o mesmo princípio, jogou todos os núcleos no tanque e deixou quieto, talvez amanhã ele poderia ver alguma mudança.

Tyler comeu alguma coisa e ficou escrevendo uma lista de tudo o que precisava. Ele queria fazer a primeira entrega da venda com o gerente Chu e também se preparar para caçar o bando de trolls.

Pesquisando na internet ele via que muitos pontos eram semelhantes ao folclore escandinavo, parece que eles temem a luz forte e viram pedra com a luz do sol.

Na descrição da missão não dizia exatamente quantos deles havia, mas era certo que era uma família bem grande, possivelmente mais de trinta.

Tyler pensava em um meio de abatê-los sem muito trabalho.

A cidade estava a mais ou menos 60 quilômetros de distância do local onde ele tinha saído.

Ele foi ver suas armas e sua barrett estava pronta para uso, Tyler tinha que providenciar munição e uma mira de visão noturna, pois segundo todas as informações os trolls só saíam a noite. Ele queria usar uma munição especial de alto poder de penetração feita com núcleo de tungstênio. Essa bala calibre .50 era capaz de perfurar o trilho de um trem!

Como arma de porte e suporte ligeiro ele ia usar seu M4-A4, Tyler participava de muitas competições de tiro esportivo, por isso tinha muitas armas e uma licença especial que lhe permitia comprar até itens de uso exclusivo do exército.

Tyler estava resolvido em levar o caçador com ele, como não podia ficar sempre protegendo aos dois resolveu dar uma arma para ele. Mesmo sendo um bom americano e odiando os comunistas ele tinha que admitir… a melhor arma que ele podia dar aquele homem era o AK-47.

O AK-47 é o fuzil de assalto mais produzido e usado no mundo, matou mais que armas nucleares, está na bandeira de países e é usado por mais de cinquenta exércitos ao redor do mundo. Seja na lama, na praia, no deserto, numa floresta tropical ou no meio de uma nevasca essa arma vai funcionar na perfeição.

Uma coisa que você deve saber sobre o velho e estudado Tyler Newman é que ele tem uma fraqueza…

Ele odeia os comunistas com todas as suas forças ao ponto de ser meio irracional, se algo ou alguém o irritar ele não vai perdoar e xingar a pessoa do pior palavrão conhecido… comunista!

Ele lutou no Vietnã e viu coisas horríveis, perdeu muitos amigos lá. Ninguém volta normal de uma guerra, e esse é o trauma de Tyler. O engraçado é que com o tempo vários tipos de pessoas viraram comunistas para ele.

Vegetarianos, hippies, surfistas, membros da Ku klux klan, motoristas de prius, advogados, artistas modernistas… A lista era bem grande.

Embora pessoas que tinham horta em casa entravam na sua lista de comunista, ele não se achava um, pois dizia que os temperos e alimentos frescos eram melhor para suas receitas.

Bom enfim, depois de pensar muito ele decidiu sair bem cedo quando amanhecesse para comprar os itens de caça e de comércio.

Mesmo antes do sol nascer Tyler já estava de pé, comeu uma boa porção de ovos com bacon e uma dose reforçada de comprimidos para pressão.

As emoções desses dias o fez aumentar sua dose diária. Tyler colocou na sua camionete um reboque para ajudá-lo a trazer mais coisas e um ATV que estava pensando em comprar.

Suas economias eram por volta de uns 200 mil dólares. Ele estava bem despreocupado com esses investimentos iniciais. As futuras transações com a guilda de comércio iam lhe trazer mais dinheiro do que ele poderia gastar.

O principal motivo dele tentar realizar a missão dos trolls não era nem o dinheiro, mas sim um título de nobreza concedido a quem completasse.

Ser um nobre naquele mundo irá lhe conferir muitos privilégios que não podiam ser garantidos apenas com dinheiro.

A primeira parada de Tyler foi em um Walmart, puxando dois carrinhos de uma vez ele foi para a seção de roupas.

Um pacote com seis camisas estava custando 13,96 dólares, cada uma ia custar por volta de 2,32 dólares. Tyler ria enquanto jogava descaradamente as camisetas no carrinho, era quase como ver as moedas de ouro chegando!

Ele na empolgação encheu os dois, e depois mais dois e então mais três, ele literalmente esvaziou todo estoque da loja, afinal o pedido era 1.000 unidades! Depois de guardá-los em um canto ele foi a seção de papelaria, uma caixa com 2.500 unidades de folha A4 custa 20,00 dólares, não havia folhas de papel no pedido, mas nada o impedia de ganhar mais dinheiro. Ele ia tentar fazer com que uma só folha cobrisse todo o custo da caixa.

Colocou mais quinze caixas no carrinho!

Depois foi para as canetas, um pacote com dez custava 3,80 dólares, apenas com uma ele iria lucrar 280 dólares. Tyler nunca foi impulsivo nas suas compras, no entanto hoje ele estava se controlando ao máximo.

Ele comprou algumas centenas de caixas de fósforos, e outras dezenas de pederneiras, mais outra centena de isqueiros. Em um mundo medieval onde todas as pessoas fazem fogo constantemente seja para comer ou se proteger, esses itens são super essenciais.

Quando foi para o caixa pagar, ele parecia uma locomotiva velha puxando vários carrinhos. A pobre moça que estava atendendo achou muito estranho, mas não disse nada.  

Tyler apenas jogou os produtos em sua camionete e foi para uma loja de armas. Ele comprou dois uniformes camuflados, um para ele e outro para Noeru, comprou também todos os acessórios, joelheiras, cotoveleiras, capacete, rádio comunicador, camelbak, lanternas, etc. todos os itens para armar um homem.

Ele comprou também uns itens bem específicos, um deles era uma mira de visão noturna para seu fuzil, ela custava mais de 10.000,00 dólares, Tyler sempre tinha desejado, mas não se atrevia a gastar tanto antes.  

Comprou também câmeras ativadas por movimento, próprias para caça, um microfone direcional e também uma caixa de som.

Já estava escurecendo então ele decidiu voltar para casa.

Ele tinha que embalar tudo em caixas de papelão para ficar mais fácil de levar.

Tyler sabia que irá levar muitos equipamentos para a caçada e se os levasse em cavalos iria perder muito tempo, ele já tinha decidido comprar um ATV, o ATV era como um pequeno carro feito para trilha e uso no campo, Tyler tinha visto um anúncio online de um e irá compra-lo.

Na manhã seguinte, Tyler planejou terminar cedo as compras e voltar para casa, afinal ainda tinha que passar o perfume dos galões para os pequenos frascos.

Somente agora ele lembrou de sua horta, assim que ele entrou na estufa ficou boquiaberto com a cena…

Todas as plantas tinham crescido além da conta, os frutos eram gigantescos, os morangos eram do tamanho de um punho fechado, as espigas de milho tinham a grossura de um antebraço.

Toda a estrutura da planta tinha crescido como um todo, suas raízes, seu caule e folhas eram maiores, mais largas e verdes. Tinham uma vivacidade incrível.

Os cristais na água não apresentaram nenhuma diferença, não pareciam ter sido corroídos o mínimo.

Apesar de ficar extremamente entusiasmado ele não podia deixar de pensar naquela plantinha vermelha. Ela tinha dezenas de núcleos só para si e não crescia dessa forma aterrorizante, ela devia ser muito especial.

Tyler curioso deu uma grande mordida naquele morango, a maciez e a doçura eram indescritíveis. Os sucos escorriam pelos cantos da sua boca, ele definitivamente nunca tinha provado um morango tão gostoso ou sequer algo tão delicioso como aquela fruta.

Ela lhe dava uma sensação de frescor e vitalidade que ele nunca tinha sentido antes, mas igual aquele chá que ele havia provado com o gerente, uma espécie de energia e calor estava se acumulando na base de seu estômago.

Sem se conter ele começou a comer mais e mais. Infelizmente ele só conseguiu comer quatro, Tyler não entendeu o porquê, ele claramente conseguiria comer mais, contudo um sentimento de saciedade o preencheu, seguido de um vigor e força que a muito ele não tinha.

Uma coisa que você precisa saber a respeito de Tyler é sobre sua saúde, apesar dele ter seus bem vividos 70 anos, sua saúde não era a de alguém com 70 anos…

Uma pessoa tem ao mesmo tempo três idades diferentes, uma é a cronológica, ela é contada como o tempo de vida, nela Tyler tinha realmente esses 70, mas a segunda idade era a fisiológica ela é contada como o estado do corpo de alguém, Tyler sempre tinha se exercitado, se alimentava de forma saudável, nunca fumou e raramente bebia, seu corpo poderia ser contado como de alguém com 57 ou 59 anos, a terceira idade era mental, ela se refere ao estado da mente de uma pessoa e temos que concordar nesse quesito, Tyler era realmente jovem. Sua mente era exercitada de forma constante e árdua, embora ele tivesse a calma e a sabedoria dada pela vida, sua cabeça era ligada e antenada em tudo o que se passava no mundo, Tyler nunca perdia o lançamento de um console de videogame, tinha centenas de jogos, lia livros com uma rapidez incrível, por semana se ele não lesse pelo menos cinco, ele ficava desapontado. Resumindo, Tyler tinha por volta dos 30 anos em idade mental.

Com suas forças revigoradas ao máximo, ele foi enfrentar mais um dia de compras, ele guardou alguns morangos e então partiu.

A compra de seu ATV foi bem rápida, ele escolheu um bem simples, tinha assento para duas pessoas e uma pequena caçamba atrás, era rápido, rústico e com boa autonomia.

Tyler comprou os perfumes e os frascos de vidro, antes do meio dia ele já tinha voltado para casa.

Ele revisou todas as suas armas, um fuzil M4-A4 para ele, uma AK-47 para Noeru, um fuzil de precisão .50 Barrett M82 com mira de visão noturna e duas pistolas Glock G25.

Todas essas armas escolhidas eram a nata da eficiência e confiabilidade. Tyler tinha comprado muita munição e pentes extras, ele ficou com medo de ter algum imprevisto com o qual não pudesse lidar.

Em sua oficina ele pegou o resto das coisas que ainda precisava, cabos de aço, refletores e um pequeno gerador. Antes de sair ele pegou sua câmera fotográfica… registrar momentos era muito importante.


Autor: Lion | Revisor: Bczeulli


Contribua com a Novel Mania!
Alterar fonte
Cores