VM – Capítulo 31 – A floresta da perdição!



Tyler tinha voltado para a sua residência temporária, ele estava verificando cada equipamento que tinha e fazendo uma lista mental sobre o que poderia usar nessa situação.

Enquanto estava absorvido em seus pensamentos Zetus bateu na porta. “Mestre Newman o lorde Macal veio visitá-lo.”

“Obrigado pelo aviso, diga-lhe que já estou descendo.”

O mordomo desceu e Tyler apenas pegou uma caixa para acompanhá-lo.

Macal ainda vestia suas roupas cerimoniais, o que mostrava que ele tinha vindo direto da reunião com o rei.

“Mestre Tyler!” Macal fez uma reverência quando o viu.

“Não precisa nada disso, não somos amigos?” Tyler perguntou.

“Amigos?!” O homem exclamou.

“Bom, é direito seu não aceitar se achar que sou um fardo!” Tyler riu.

“Longe disso, é que essa é uma honra tão grande para mim que eu não soube o que responder por um momento!” O nobre falou com sinceridade.

“Ótimo, então pode ir me chamando apenas de Tyler!”

“Tyler…” O homem ainda estava claramente apreensivo em chamá-lo assim.

“Quero lhe mostrar uma pequena coisa que fiz!” Tyler passou a pequena caixa de madeira.

É claro que o homem reconheceu a madeira de anaboar no primeiro olhar, as ervas medicinais eram sua paixão e não era segredo nenhum que ele era a maior autoridade no assunto.

Macal pegou a caixa e ficou olhando o delicado trabalho de carpintaria, embora não houvesse nenhum detalhe artístico e ornamental no exterior, era óbvio que tinha sido feita por um artesão extremamente capaz, as linhas retas e os cantos arredondados mostravam uma qualidade difícil de se fazer. Não havia pregos nem na caixa ou na tampa, e a mesma ficava presa delicadamente por encaixes.

“É um trabalho magnífico!” Macal suspirou admirado.

“Não quer olhar dentro?” Tyler tinha um sorriso jocoso nos lábios, ele tinha pensado neste momento desde que havia feito essa caixa.

O homem deslizou a tampa pelos seus encaixes, o perfume medicinal se espalhou pelo ambiente.  As pupilas daquele senhor se contraíram até ficar do tamanho da cabeça de um alfinete, sua surpresa foi incontrolável! Mesmo ele sendo a maior autoridade no assunto de ervas medicinais ele nunca imaginou nada do tipo!

No máximo ele podia entender os princípios básicos do que estava vendo, mas nunca poderia reproduzir.

“O que é isso?” Ele apontou para o indicador luminoso feito por Tyler.

“Eu usei a resina de anaboar que você me deu e criei um indicador! Cada um desse indica um nível diferente de poder medicinal, são 10! Se o primeiro estiver aceso indica que o remédio ainda tem toda força, se apenas os outros 9 estiverem acesos então só resta 90% do poder medicinal, e assim por diante!”

“Magnífico, nunca pensei em nada assim! O senhor merece o título de mestre dos mestres!”

“Merecer o título de mestre dos mestres por tão pouca coisa?” Tyler riu.

“Não é só isso, o mestre tem tanta sabedoria que nem toda a casa dos sábios junta pode igualá-lo!”

“Isso foi apenas um dia de trabalho!”

“Estou curioso a respeito dessas coisinhas pequenas aqui!” O homem segurava um comprimido.

“Isso se chama comprimido ou pílula, eu consegui um meio de transformar o yang sangrento em pó sem fazer com que ele perca nenhuma de suas propriedades, isso é só uma forma de armazenar em pequenas doses!”

O choque da notícia era claro no rosto do homem, não só ele, mas muitos antes dele tinham passado a vida inteira pesquisando um meio de transformar as ervas em medicamentos sem perder as suas propriedades medicas!

“Po… pos… posso saber como?” Ele mal conseguia articular uma frase coesa.

“Claro que sim, no futuro irei ensiná-lo como se faz o processo todo, agora eu só vou falar o básico para não o confundir. Eu basicamente as sequei por congelamento!”

“Isso é possível?”

“Bem, o processo não é só isso, eu congelo e depois ponho em um local sem ar! Contudo é bem mais complicado do que eu estou dizendo!”

“Ho! Acredito, algo tão importante não pode ser tão simples de se fazer!”

“Esses vermelhos são os de yang sangrento e os outros são de frutas que foram adubadas com núcleos de feras. Eu estou tomando estes regularmente e posso dizer que são muito bons para disposição!”

“Incrível, se pode fazer com qualquer erva?”

“Acho que sim…” Tyler não estava certo, mas acreditava que sim.

Ele pegou alguns comprimidos e deu ao nobre.

“Não posso aceitar!”

“É claro que pode, como eu vou poder pedir algumas ervas no futuro se você não recebeu nada em troca?” Tyler falou a verdade de uma forma natural, ele deixou o homem em uma posição confortável e igualitária, ele sempre achou muito degradante qualquer tipo de parceria onde uma pessoa fica totalmente a mercê de outra.

“Se é assim, você sempre será bem-vindo na minha plantação! Como se usa isto?” Ele estava muito curioso.

“É só engoli-lo, em cinco minutos ele começa a fazer efeito.”

“O que é cinco minutos?”

De novo isso? Tyler estava farto dessa confusão de medidas de tempo. “É o tempo de uma xícara de chá!” Tyler não sabia se isso estava correto, e se amaldiçoou prometendo comprar uma carrada de relógios na próxima vez!

“Entendo!”

“Então, qual o motivo da visita, nós temos nos vistos esses dias lá na casa dos sábios?”

“Queria lhe dar alguns avisos sobre a missão!” O homem falou em tom baixo.

“Oh, isso é muito bom, eu não sabia por onde começar!” Tyler se sentiu muito mais aliviado!

“A floresta se chama floresta da perdição, porque literalmente as pessoas se perdiam lá! Sempre que alguém entrava lá se perdia, até os caçadores mais experientes não eram capazes de andar lá.”

“E o que mudou, você fala como se não fosse mais assim?” Tyler franziu as sobrancelhas.

Macal assentiu e continuou. “Veja bem, antes as pessoas entravam e saiam sem perceber um caminho correto, muito raramente alguém passava um ou dois dias perdido, contudo sempre saiam ilesos!”

“E agora?”

“Simplesmente não voltam! Os soldados do reino até acharam partes de corpos em seus arredores!” Macal completou com o semblante sombrio!

“Acha que alguma criatura se mudou para lá?”

Tyler estava quase certo disso.

“Veja bem, todos tinham quase certeza que o mistério todo era causado por fadas que viviam lá, mas agora ninguém tem certeza de nada. Se meu palpite estiver correto deve ser obra de algum ogro!”

“Ogro!” Tyler ficou surpreso.

“Tudo o que eu tenho é mera especulação, os ogros gostam de comer fadas. Seria muito provável que um ou mais ogros estivessem controlando a floresta!”

“Obrigado pelo aviso, assim vai ser mais fácil!”

“Tome cuidado pois em alguns casos os ogros podem ter controle sobre outras criaturas sombrias!”

“Controles sobre outras criaturas?” Tyler estava surpreso, ele não tinha lido nada disso no livro dos aventureiros!

“Em casos muito raros eles podem formar bandos com goblins, duendes, lobos gigantes, etc.”

“Não fazia ideia, obrigado pelo aviso!”

Tyler ficou agradecido de coração, mesmo se fosse apenas uma especulação tola era melhor estar preparado para o pior e não acontecer nada do que ser pego desprevenido.

“Quem são os nobres que vão competir?”

“Até o momento em que você saiu apenas Hélio tinha assinado!”

“Hahaha, não é como se aquele tolo tivesse alguma chance!”

“Sei que ele não é alguém que possa se comparar com o mestre, mas se os pontos forem tão importantes assim, os nobres serão basicamente quem irão decidir o vencedor e ele tem muito mais influência que o senhor!”

“Eu acho que você está correto Macal, todas essas provas são apenas um modo do candidato mostrar suas habilidades para os outros nobres!”

“O rei foi muito sábio quando pensou nessa competição!”

“Sim, muito!” Sábio ou ardiloso? Tyler pensou.

“Se todos soubessem como o senhor é formidável, essa competição acabaria antes mesmo de começar!”

“Bom eu acho que tenho uma boa impressão com os nobres da casa dos sábios, só faltam os comerciantes, os militares e os agricultores!”

Agricultores, militares, comerciantes e eruditos. Esses eram os grupos básicos que compunham os nobres desse reino! Tyler tinha controle sobre os eruditos através das suas recentes palestras e já havia começado a pôr suas garras nos comerciantes através de seus produtos, os militares e os agricultores era apenas uma questão de tempo!

“Boa impressão… você é quase um Deus para eles!”

“Em todo caso será apenas uma questão de tempo até eu mostrar todas as minhas capacidades!”

“Todos nós estamos esperando!”

Tyler teve um calafrio quando viu o brilho de adoração nos olhos de Macal. “Acho melhor eu me preparar para amanhã!”

“Sim, claro, tem algum mapa da região?” Macal perguntou.

“Na verdade, não, ia procurar em uma guilda!” Tyler respondeu.

“Os de uma guilda não serão bons o suficiente, ainda hoje mandarei alguém até aqui para lhe entregar um mapa detalhado!”

“Eu sou muito grato!”

“Não há o que agradecer, eu e muitos outros recebemos tanto nesses dois dias que nem sabemos como pagar!”

Os dois homens conversaram mais um pouco, até que Macal o deixou para que pudesse se programar em sua viagem.

Antes de terminar o dia um mensageiro trouxe o mapa. Tyler tinha que admitir que esse era o melhor exemplar que ele já tinha posto as mãos aqui nesse planeta! O trabalho de cartografia tinha sido feito por um verdadeiro especialista. Tyler estava certo que uma cópia dessas apenas o rei e seus generais tinham.

Não era apenas um mapa da região da floresta da perdição, mas uma do país inteiro! Todas as cidades e estradas estavam bem detalhadas.

Tyler tirou fotos e digitalizou o mapa em um tablet. Seria mais fácil visualizar assim no futuro.

Ele comeu mais uma vez o ensopado maravilhoso feito com carne de feras e dormiu.

Antes do sol raiar Tyler já estava na estrada!


Autor: Lion | Editor: Bczeulli



Fontes
Cores