VM – Capítulo 29 – Como são feitos os bebês?



Durante uma semana Tyler treinou aqueles homens de forma brutal, os treinamentos físicos eram extenuantes. Ele tinha ordenado a construção de um campo de obstáculos e os treinou da forma mais intensa que podia.

Eles só não tinham alcançado o limite da exaustão física porque Tyler estava lhes dando grandes pedaços de abóboras liofilizada.

Quando Tyler fez a experiência na sua horta, não foi apenas os morangos que ficaram maduros de uma hora para outra. O pé de abóbora deu um fruto gigantesco e mesmo depois de ter toda a sua água retirada ele ainda pesava 20 quilos.

Dada a energia extra, aqueles soldados rapidamente conseguiram entrar no padrão que Tyler desejava, mesmo assim mais 40 desistiram ou foram expulsos!

Passada a primeira etapa Tyler começou a treiná-los com as armas, munição para praticar era o que não faltava!

Quantos disparos uma pessoa deveria fazer para pegar o jeito?

10, 50, 100 ou 150?

150 munições não custavam nem $10 dólares para Tyler!

Até Noeru se beneficiou bastante com a prática com tiro ao alvo!

“Senhor devo reconhecer que isso é fantástico!” Thoran suspirou vendo aqueles homens.

Qualquer um podia ver que aqueles 150 homens poderiam vencer um exército de 1.000 sem problemas, contudo que conta era essa que não possuía qualquer sentido?

Tudo era resultado desse velho misterioso!

“Como vai a construção da estrada?” Tyler queria saber do caminho para a montanha, no futuro ele irá descer com cada vez mais equipamentos de lá então uma boa estrada era necessária!

“Os lenhadores dizem que ela fica pronta hoje antes que o sol esteja alto no céu!”

Tyler ficava irritado toda vez que alguém dava uma medida de tempo dessas… vai ser mais rápido que fazer uma xícara de chá, aguarde um bastão de incenso ou quando o sol estiver alto!

“Eu tenho que dar-lhes um relógio e ensinar a ler as horas!” Tyler suspirou.

Ele tinha dado as ordens para Noeru e Thoran sobre tudo o que queria na cidade. Ele tinha reformado vários pontos importantes, feito melhorias nas muralhas e portões.

A cidade estava cada vez mais viva, cada dia que se passava mais e mais pessoas se mudavam para cá.

Tyler carregou o carro com tudo o que precisava, com tudo o que achava que precisava e até com o que não imaginava que iria precisar!

Pode-se dizer que no carro só havia lugar disponível o banco do motorista e do passageiro!

Os bancos de trás, o bagageiro e até o teto estavam lotados. O carro estava pesado e lento! Porém mesmo se ele andasse apenas a 50 quilômetros por hora, seria várias vezes mais rápido que qualquer carruagem.

Tyler partiu cedo rumo a capital, ele fez um bom tempo e em três dias ele avistou aquela majestosa muralha erguida ao redor da cidade!

Todas a cidades que tinha uma muralha também tinham um grande campo aberto na sua frente. Quando aquela geringonça saiu da linha das árvores os guardas da cidade ficaram em alerta máximo!

Nenhum deles tinha visto nada parecido, até mesmo aqueles que viram Tyler em seu ATV não fizeram qualquer ligação entre os objetos.

Quando faltava uns 100 metros, alguns guardas montados em cavalos avançaram para interceptar aquela estranha carruagem.

“Pare!!! Identifique-se!!!” o guarda mais à frente rugiu enquanto os outros levantaram os arcos em prontidão!

“Calma, eu sou o lorde Newman da cidade de Nil, o caçador de Trolls!”

“Hooo!!!” ele podia ouvir claramente os arqueiros suspirando em surpresa!

“Me desculpe senhor… não foi minha intenção parecer desonroso!” O guarda ficou com medo de ter tratado mal um lorde e tratou logo de se desculpar.

“Não fique nervoso, está fazendo um ótimo trabalho!”

Quando Tyler chegou ao portão ele desceu do carro e começou a dar vários isqueiros aos guardas.

Tyler tinha tantos dentro do carro que nem sabia ao certo quantos.

“Meu Deus, que homem generoso!!”

“Nunca vi um lorde tão generoso!”

“Um verdadeiro herói!”

“Justo e generoso, não há homem igual!”

Essas e muitas outras frases saiam constantemente das bocas dos soldados. Todos eles estavam maravilhados com esse novo lorde tão bondoso. Sem perceber eles já tinham caído nas garras de Tyler.

Antes de ir para o palácio Tyler foi para a casa dos sábios. Foi um suplício passar por entre as pessoas com seu carro, elas tinham três reações básicas ou fugiam de medo, ficavam petrificadas ou pior corriam para perto curiosas.

Infelizmente duas dessas opções atrasaram o caminho!

Tyler entrou no prédio e estacionou onde os cocheiros guardam as carruagens.

Mal ele entrou nos corredores da instituição e foi cercado por mestres e alunos.

“O grande mestre voltou!”

“Ele já está de volta!”

Alguns sábios tinham lágrimas nos olhos quando viram Tyler novamente.

Todos os professores suspenderam as aulas e correram para ficar perto dele, eles não podiam deixar uma oportunidade de ouro dessas passar, na ultima vez ele tinha dado tantas informações novas que até velhos mestres que estavam parados com suas pesquisas por décadas tiveram um novo ânimo!

Em pouco tempo Tyler estava em uma grande sala lotada de pessoas.

Era uma pergunta atrás da outra!

Todos estavam extasiados com as respostas!

Em um dado momento um jovem rapaz levantou a mão.

“Mestre, como os bebês são feitos?”

Uma onda de risada tomou conta do ambiente!

“Hahaha, eu sabia que você era jovem, mas isso foi demais!”

“Criança tola, não perturbe o mestre com essas perguntas.”

O rapaz que tinha a pele clara de uma hora para outra ficou tão vermelho como um pimentão.

Tyler tinha visto uma pesquisa que dizia que toda e qualquer pergunta feita em uma sala de aula tira as dúvidas de pelo menos 20% das pessoas presentes, mesmo se a pergunta nem for sobre o assunto debatido.

“Se é uma coisa tão simples alguém pode me dizer?” No instante em que Tyler disse essas palavras um silêncio constrangedor caiu sobre a sala.

“Bom…” Um sábio mais velho começou a falar. “O homem joga a sua semente na mulher e ela guarda dentro de seu ventre, quando vem a estação a semente germina e a criança cresce!”

Estação???? Semente germina?

“Em que estação as mulheres aqui ficam grávidas?” Tyler não estava entendendo nada.

“Normalmente quando se vem na colheita dos campos!” O velho falou inseguro.

“Você sabe que também é possível uma mulher ficar gravida fora da estação!” Outro rugiu, parece que ele não acreditava muito nessa teoria.

“E porque as vacas, os porcos e os animais dos campos dão cria nessa época?” outro perguntou.

Tyler tinha pego o fio da meada por trás deste pensamento.

“Posso responder?” Tyler falou em meio à confusão.

“Ho… mestre perdão!”

“Os animais dão cria nesse período pois há mais abundância de alimento! Quando eles veem que tem muito alimento sobrando, instintivamente eles sabem que há alimento para suprir suas futuras crias. Com as mulheres ocorre algo parecido, mas a mulher tem um período médio de sete dias a cada mês em que ela pode engravidar!”

“E por que não são todas que engravidam?” Alguém no fundo perguntou.

“As vezes se a alimentação da mulher for muito pobre ela pode não ter forças o suficiente para poder gerar uma criança!”

O que Tyler disse era apenas uma meia verdade, porém se ele começasse a falar sobre vitaminas, minerais, nutrição e etc… daria mais dúvidas do que respostas.

“Quero dois ajudantes para carregarem algumas coisas, acho que será mais fácil explicar!”

Mesmo Tyler falando que só queria duas pessoas a sala toda o seguiu!

Ele caminhou até o carro e pegou um gerador, uma caixa de som, um notebook e um Datashow.

Voltando para a sala ele pediu que as cortinas fossem fechadas e apontou o projetor para uma parede branca.

“Antes de começar eu não quero que ninguém fique desesperado e saia correndo, não há perigo algum no que eu irei mostrar!”

Tyler ligou o projetor e um poderoso feixe de luz mostrou uma imagem na parede!

“Haaaaa….”

“Céu!”

“É magia!”

“É feitiçaria!”

“É Bruxaria!”

“Calma!!!” Tyler rugiu alto. “Não é magia, feitiçaria ou bruxaria, isso é tecnologia!”

“Tecnologia?” Ninguém tinha ouvido falar de tal arte mágica.

“Tecnologia é a técnica ou o conjunto de técnicas necessária para se fazer algo!”

Tyler sondou as expressões nos rostos deles, parecia que ninguém tinha entendido nada!

“Um ferreiro não sabe como fazer uma espada?” As cabeças deles acenaram em resposta. “Ele não sabe controlar o fogo, ele não sabe como trabalhar o metal, ele não sabe como resfriar o metal?”

Todos acenaram as cabeças de novo, pareciam até bonecos de tão sincronizado que era o movimento.

“Tudo isso, toda essa sabedoria pode ser chamada de tecnologia! Os ferreiros elfos e anões em geral não são melhores que os homens?”

“Sim, eles são!” Um jovem disse entusiasmado.

“É porque eles têm uma tecnologia maior que a nossa!”

“Ahh…”

Tyler ficou feliz quando viu várias pessoas concordando umas com as outras, pelo rosto delas parecia que tinham entendido o conceito.

Onde a conversa estava? Ah sim… gravidez!

Tyler procurou na sua biblioteca e achou um vídeo da fertilização de um óvulo, era uma reprodução em 3D que mostrava de forma acelerada todo o processo de desenvolvimento de um feto.

Quando aqueles homens viram o vídeo ficaram boquiabertos! Hipnotizados era a palavra mais correta.

Quando o vídeo terminou eles pediram para ver novamente.

E foi assim por mais três vezes.

“Então é assim que o bebê cresce!” Disse um velho maravilhado!

“Mestre o homem tem tantas sementes assim?” Alguém perguntou incrédulo.

Phaa! Um tapa ressoou na sala.

“Como você ousa duvidar do mestre!” Alguém ao lado dele o silenciou.

“Calma não precisa ser tão duro, esse fato parece ser muito estranho para ser verdade mesmo, contudo é verdade! Um homem durante a relação pode soltar tantas sementes que poderiam formar a população de um país inteiro!”

“E por que só uma criança sai?”

“Boa pergunta, isso é por causa que uma pessoa é formada por duas sementes diferentes, ele é feito de metade do seu pai e outra metade de sua mãe. No geral a mulher solta apenas uma semente por vez e em casos muito especiais ela pode soltar duas ou mais, mas como todos nós sabemos mais de uma criança por gestação é difícil!”

“E como sabemos se a criança vai ser um menino ou uma menina?”

“Isso depende do homem, as sementes dos homens são feitas a partir do sangue dele, o sangue se divide em dois gerando uma semente masculina e uma semente feminina!”

De novo apenas o conceito era levemente correto, porém falar de cromossomos X e Y não faria nenhum bem para a compreensão deles.

Tyler passou novamente o vídeo só que dessa vez ele pausou e apontou com um laser explicando passo a passo!

O dia terminou e mesmo assim ninguém saiu, foi só no início da madrugada quando a fome de Tyler estava lhe consumindo que ele foi liberado, mas não antes de prometer aquelas mentes ávidas que iria voltar amanhã cedo!


Autor: Lion | Editor: Bczeulli



Fontes
Cores