SE – Capítulo 54 – Um monge contra uma criança?



Alguns segundos depois que a mulher sumiu, tudo em volta de Baijian mudou, e ele apareceu em uma sala.

Assim que apareceu nessa sala desconhecida, ele murmurou:

“Essa é provavelmente a sala que eu estive desde que entrei no labirinto. Fora a pequena cabana e essa sala, provavelmente só existem dois outros lugares que fazem parte do Labirinto das Aflições, que é o lugar do primeiro desafio do primeiro labirinto, e aquele campo de batalha que foi destruído…”

“Eu fico curioso sobre como minha mãe consegue manter aquelas trilhões de pessoas vivas, naquele campo de batalha… Vai saber quanto tempo passaram naquele lugar e, quando lutaram, pareciam saudáveis.”

Isso é muito simples.

A mãe de Baijian tem muitas percepções sobre as Leis do Tempo.

As Leis do Tempo são bem complexas, mas por ela ser uma especialista de pico, mesmo que ela não se concentrasse nas Leis do Tempo, ela ainda ganharia alguma introspecção dessas Leis.

Só que a mãe de Baijian cultiva as Leis do Tempo. Ela é muito proficiente nisso, então obviamente ela tem seus truques.

O que ela fez foi criar uma matriz. Uma matriz é uma série de formações complexas. Para fazer isso, ela precisou usar muitos materiais. É claro, para alguém como ela, esses materiais não são nada.

Essa formação de matriz congela o tempo dentro da área de efeito. Então aquelas pessoas não precisavam comer nem nada.

Essa matriz vai congelar o tempo até a energia da matriz acabar, e isso poderia levar centenas de anos. Eles só ficaram lá por alguns poucos anos. Para ela, isso é bem fácil.

Baijian encontrou uma porta atrás e saiu por ela.

Ele entrou na cabana, comeu um pouco e descansou.

Depois disso, ele mandou uma mensagem para Ye Hong vir busca-lo.

Após um tempo, Ye Hong apareceu com um Snowmobile do lado de fora da cabana. Assim que Baijian saiu da cabana, Ye Hong o viu sair como se ele tivesse saído de dentro da pequena montanha.

Depois de alguns segundos, a montanha sumiu e no lugar apareceu um feixe de luz. O feixe de luz percorreu alguns metros até chegar às mãos de Baijian.

A luz entrou no aparelho celular e desapareceu.

Ye Hong viu aquilo e perguntou:

“Baijian, o que aconteceu?”

Baijian, com um rosto sereno, respondeu:

“O Labirinto das Aflições provavelmente é móvel, e se mudou para dentro desse celular. Eu te contei sobre esse celular pelo telefone.”

Ye Hong ficou um pouco surpreso, mas rapidamente se acalmou.

Ele já viu muitas coisas incríveis sobre a mãe de Baijian, então já ficou entorpecido.

Ye Hong agora concentrou seu olhar em Baijian e ficou chocado. Agora, em volta de Baijian, ele sente uma atmosfera calma.

Ao estar perto de Baijian, ele mesmo se sente calmo.

Baijian agora tinha um rosto sem nenhuma expressão, ele ficava olhando para todo o gelo à sua volta totalmente inexpressivo.

Ye Hong ficou chocado com isso.

“Parece que Baijian mudou… Antes ele já era bem calmo e inexpressivo, mas eu sinto que isso se tornou muito mais forte.”

Ye Hong não ficou muito incomodado com isso.

Antes de entrar no Labirinto das Aflições, Baijian já era assim, é apenas que isso se tornou mais forte.

Ye Hong vê isso como Baijian ter se tornado mais forte, então ele está feliz.

Ele também sabe que não é que Baijian é inexpressivo, é apenas que seus sentimentos naquele momento não são fortes o suficiente para aparecer em seu rosto.

Antes, Baijian tinha um rosto inexpressivo a maior parte do tempo, e só quando ele sentia surpresa, alegria, ou tristezas muito fortes ele conseguia ver expressões no rosto de Baijian.

Baijian sempre fica com um rosto muito curioso quando entra em contato com algo diferente, então Ye Hong entendeu que a personalidade de Baijian é assim.

No dia seguinte, Baijian, junto com Ye Hong, pegaram um voo de volta para Xangai. É, tem mesmo aviões que levam e trazem pessoas de lá…

Sabendo de sua volta, a família de Ye Hong foi passar um tempo com os dois.

Algumas horas depois, eles saíram. Baijian foi até Ye Hong e falou:

“Hong, eu quero sair novamente.”

Ye Hong ficou surpreso e perguntou:

“Para fazer o que?”

Baijian respondeu lentamente:

“Eu te falei do aplicativo que minha mãe me deu. Eu preciso fazer duas missões que ela me deu, pois preciso de duas das recompensas.”

Ye Hong então perguntou:

“O que são essas duas coisas?”

Baijian respondeu calmamente:

“Um deles é um tesouro de aumento de gravidade… O outro é um tapete de meditação.”

Ye Hong pensou e respondeu:

“Tudo bem, para onde iremos?”

Baijian falou:

“As missões tem três dificuldades diferentes… A missão do tapete de meditação é uma missão de duas estrelas. A missão do aparelho de aumento de gravidade também é de duas estrelas… É só que eu poderia fazer uma missão de uma estrela e pegar um aparelho de gravidade inferior em qualidade, mas acho melhor fazer essa missão de duas estrelas, vale mais a pena.”

“Então preciso fazer duas missões de duas estrelas.”

“A missão do tapete de meditação é ir até um grande mosteiro budista e discutir filosofia com o mestre. Eu preciso vencer a discussão.”

Ao escutar isso, Ye Hong ficou chocado:

“Vencer? Essas são pessoas que passaram a maior parte da sua vida meditando sobre muitas coisas… Como você vai vencer?”

Baijian olhou para Ye Hong e respondeu:

“Eu não tenho certeza. Mas uma coisa é certa: Eu preciso vencer.”

Ye Hong falou então:

“Qual a missão para o tesouro de gravidade?”

Baijian respondeu:

“Eu preciso correr por 24 horas acima de uma altitude de 5000 metros. No caso, uma montanha.”

Ye Hong estava chocado com isso e exclamou:

“Essas são as missões de nível dois? Então o quão difícil são as missões de nível três?”

Baijian respondeu apaticamente:

“Não queira nem saber… Precisamos ir até um grande mosteiro budista primeiro.”

Tinha um mosteiro perto de Xangai que era bem grande. Os dois viajaram de carro por duas horas e chegaram.

Os monges os receberam muito bem.

Depois de alguma conversa, Ye Hong pediu para conhecer o líder do mosteiro. O líder era um homem idoso e tinha os olhos calmos e gentis.

Assim que ele chegou, os monges por perto fizeram saudações. Ye Hong também fez uma saudação como forma de respeito.

Depois de alguma conversa fiada, o monge disse:

“O que vieram encontrar aqui?”

Ye Hong não teve tempo para responder, quando Baijian se virou para o monge e falou:

“Eu quero debater filosofia com você.”

O monge ficou confuso, mas ao olhar para Baijian, ele ficou chocado.

Quando se tem uma mente forte, a calma é algo natural.

Sendo monges, eles meditam boa parte do tempo e, portanto, quando se chega a uma idade avançada, sua mente é muito forte.

O líder do mosteiro é a pessoa com o mais alto nível de conhecimento no mosteiro, e alguém que viveu muito tempo.

Ele tem a idade de 72 anos e por ter passado grande parte da sua vida no mosteiro, ele tem uma mente poderosa.

O budismo é uma religião que treina a mente, e a mente do mestre budista está no 1º Nível Baixo no cultivo mental.

72 anos, um monge. Tal realização não é baixa, mas também não é incrível.

E, obviamente, ele é alguém com grande conhecimento e muita experiência.

Mas, ao olhar para a criança que aparentava ter de 4 a 5 anos, o monge ficou chocado.

Isso porque, ao olhar nos olhos da criança, ele se perdeu.

Como se visse um profundo oceano.

Ele se perdeu nos olhos de Baijian por alguns segundos. E só depois ele conseguiu se recompor, se sentindo horrorizado.

Ele sabe o que significa isso.

“Você…”

O monge falou gaguejando.

Ele estava chocado.

Embora não soubesse nada sobre cultivo mental, ele sabe o que isso significa.

Uma vez, ele encontrou um monge que tinha uma mente bem mais poderosa que a dele, e o sentimento que o monge deu a ele não pode sequer se comparar ao sentimento que sentiu da criança.

Ao olhar nos olhos de Baijian, ele sentiu como se fosse uma gota num oceano.

E isso é uma analogia sobre a sua mente. É como se a sua mente fosse uma gota, e a de Baijian fosse um oceano.

O que aconteceu com o monge foi uma pequena ilusão.

A mente de Baijian está no 2º Nível Baixo.

Isso é um nível inteiro acima da mente do monge, então obviamente a diferença na força da mente entre os dois é gigantesca.

Cada sub-nível aumenta bastante a força da mente, e a mudança de um nível para o outro é um gigantesco aumento, então a mente de Baijian agora é extremamente poderosa.

Baijian fez o homem cair em uma ilusão subconsciente.

Na verdade, Baijian já tem uma mente poderosa o suficiente para influenciar a mente dos outros.

Especialmente de mortais sem cultivos mentais, quanto mais de um monge como ele que só tem o cultivo mental de 1º Nível Baixo.

Isso é uma ilusão subconsciente.

Baijian normalmente tem a mente totalmente controlada, então esse tipo de coisa não aconteceria normalmente.

Ele consegue controlar sua mente, pois seu cultivo mental é alto, então mesmo que não o ensine sobre isso, ele consegue fazer.

O motivo do porque isso aconteceu foram por duas pequenas coisas:

Primeiro, Baijian está um pouco nervoso, pois depende disso para ganhar o tapete de meditação.

Ele precisa muito disso e, portanto, acabou sem querer causando sua mente para ondular.

Embora Baijian possa influenciar a mente de mortais e pessoas com a mente mais fraca, não quer dizer que ele possa controlar.

Influenciar significa esse sentimento que o homem teve: fazer ele para ficar maravilhado ou chocado, surpreso…

Por exemplo, se Baijian usasse sua mente em um mortal, ele poderia fazer a pessoa ficar perdida.

Se aprendesse técnicas de ilusão, ele poderia usar essas técnicas para controlar mortais e cultivadores mentais mais fracos.

Mas como não pode, o máximo que consegue fazer é deixar um mortal se sentir confuso por um tempo.

Para o monge, que tem um cultivo mental de 1º Nível Baixo, ele só conseguiu fazer isso por alguns segundos.

Com um mortal, seria por bem mais tempo.

Outra coisa que influenciou isso acontecer também foi o despreparo do monge. Ele estava olhando apenas para uma criança, então obviamente não estava em guarda.

Se estivesse em guarda, ele talvez pudesse ter saído da pequena ilusão mais rapidamente.

Mas como ele estava de guarda baixa, acabou acontecendo isso.

Baijian pareceu ter percebido o que aconteceu, e rapidamente controlou a sua mente.

O monge estava agora chocado com essa criança.

Ele entendeu que a mente dessa criança é monstruosamente poderosa, ele só não entende como isso pode ser possível.

Depois de se acalmar, ele perguntou:

“Quem é você rapaz?”

Baijian olhou para o velho monge e respondeu:

“Meu nome é Ye Baijian, eu vim debater com o senhor sobre filosofia.”

O velho assentiu lentamente.

Os monges por perto, desde que escutaram que Baijian queria debater com o velho monge, ficaram atordoados com o que estava acontecendo.

Como pode ser…

Um monge contra uma criança?


Autor: ReaderBecameWriter | Revisor: Blame



Fontes
Cores