SE – Capítulo 49 – Último desafio



Existe outro ponto importante aqui.

A mãe de Baijian pensou que levaria cinco anos para ele matar o suficiente antes de sua mente esclarecer.

O fato da mente de Baijian ser bem mais poderosa do que ela esperava fez com que ele pudesse acordar bem antes.

Então não se sabe quanto ele precisa matar para que ele consiga seu objetivo.

Depois de matar por mais alguns segundos, uma coisa aconteceu.

“A intenção de matar desapareceu…”

Junto com a intenção de matar, a mente de todos os soldados voltou ao normal. Ao se verem em um enorme mar de sangue, ficaram horrorizados.

Eles estavam totalmente confusos. Baijian parou e pensou:

“Não entendi, o que está acontecendo?”

Depois de alguns segundos, os soldados começaram a perceber a criança no meio do oceano de sangue carregando uma espada ensanguentada e banhada totalmente em vermelho.

Só é preciso alguns momentos para perceberem quem é a criança. De repente, na mente de todos os soldados apareceu uma duvida:

“Era esse jovem?”

Depois de deliberar e pensar um pouco, todos os soldados logo chegaram a um entendimento e uma forte intenção de matar começou a se acumular.

Todos os soldados olharam para a criança com forte ódio.

Então um dos soldados gritou:

Avante irmãos, deve ser ele. Vamos mata-lo e comprar a nossa liberdade!

Junto com o grito, todos os outros soldados começaram a gritar e então carregaram em direção à Baijian.

Baijian ficou chocado com os acontecimentos, ele pensou que com a mente dessas pessoas liberta da intenção de matar, eles iriam se acalmar.

“Por algum motivo, eles querem me matar…”

Baijian rapidamente começou a recuar.

Lutar contra um exército de pessoas lúcidas é bem mais difícil que lutar contra lunáticos sem medo da morte que balançam suas armas por instinto.

Baijian começou a analisar toda essa situação, e depois de alguma deliberação, ele gritou:

“Porque vocês querem me matar!?

Os homens não pararam a carga e alguns simplesmente responderam:

“Nos foi falado que enquanto matarmos um jovem, receberemos nossa liberdade.”

Baijian entendeu rapidamente.

“Minha mãe sequestrou todas essas pessoas nojentas, e falou que se elas me matassem receberão a liberdade… Então tudo isso é porque ela quis… Mas, por quê? Não era para eu matar um número enorme de pessoas? Se elas estão lúcidas assim, vai demorar muito e pode ser até que eu morra no processo.”

Baijian não entendia o que estava acontecendo.

Assim sendo, rapidamente começou a lutar contra o exército novamente.

Dessa vez foi bem mais difícil, mas a matança ainda acontecia, é só que demorava mais.

“Eles estão com a moral alta, por causa disso são muito mais fortes, se pelo menos sua moral estivesse baixa…”

Baijian teve tais pensamentos.

Depois de lutar por algumas horas, ele de repente teve uma ideia.

“Se isso tudo foi planejado pela minha mãe, ela queria que, quando eu acordasse, eles também igualmente acordassem. Por isso que a intenção de matar sumiu. Levou um pouco de tempo entre o meu acordar e o sumiço da intenção de matar para que eu pudesse me adaptar e pensar.”

“Então qual seria o objetivo da minha mãe acordando todas essas pessoas?”

“Primeiro, quando eu acordaria? O meu acordar é um gatilho para que isso tudo aconteça. A forte intenção de matar que existia aqui fazia a mente ficar enlouquecida, e eu só acordei depois de matar muito.”

“Matar muito… Matar o suficiente.”

“Suficiente para conseguir formar a intenção de matar?”

Ao chegar até esse ponto do raciocínio, ele começou a perceber.

“Eu só acordaria depois de matar o suficiente de pessoas. Quanto mais forte a mente, mais rápido se acorda. E o acordar significa que você matou o suficiente.”

“Então significa que eu já matei o suficiente?”

Quanto mais poderosa a mente, menos pessoas são necessárias matar para conseguir a intenção de matar.

Isso porque a força da mente é como se fosse o seu talento para aprender a intenção de matar.

Quanto mais poderosa a mente, mais fácil conseguir a intenção de matar.

Baijian, com sua mente perversa, conseguiu matar o suficiente em apenas cinco meses.

Então logicamente agora ele deveria poder usar a intenção de matar.

“Se eu posso, porque não sinto isso? Na verdade, o que isso tem a ver com acordar todos esses soldados? Se eu matei o suficiente e consegui a intenção de matar, não era para o desafio acabar?”

Baijian continuou pensando.

“Moral? Se a moral deles fosse mais baixa.”

“Moral é a força de vontade, e a intenção de matar destrói a força de vontade…”

“Então é isso, o objetivo aqui é usar a intenção de matar para esmagar a moral dessas pessoas e as matar.”

Baijian rapidamente começou a tentar descobrir como usar a intenção de matar.

Depois de tentar, ele simplesmente não sabia.

“Porque? Eu não matei o suficiente?”

Depois de um tempo tentando, Baijian começou a tentar decifrar como fazer isso.

“A intenção de matar se chama intenção de matar porque você tem a vontade de matar. É sempre movida por ódio, raiva, instinto de sobrevivência…”

Baijian então pareceu entender.

“É com a minha vontade…”

Com isso, Baijian olhou para todas essas pessoas.

Ele usou seus olhos para ver suas almas, e todas essas pessoas têm almas imundas.

Provavelmente sua mãe, como sendo de uma linhagem focalizada em almas, escolheu essas pessoas imundas para ele matar.

É claro, a mãe de Baijian não queria que ele soubesse que eles eram más pessoas, até porque tem horas que se precisa matar até boas pessoas, contanto que essa boa pessoa queira te machucar e/ou as pessoas preciosas para você.

Ela não sabe da habilidade dos olhos de Baijian, não tinha como ela saber.

Ao ver as almas imundas, o sentimento é o mesmo que a primeira vez que viu no primeiro desafio do primeiro labirinto:

“Dá vontade de vomitar.”

Para Baijian, com sua linhagem, mais os seus olhos, almas imundas são desagradáveis.

Seu corpo sente repulsas por tal alma imunda.

Tanto é que ele pode se apegar facilmente a pessoas puras, como o que aconteceu entre ele e Ye Hong.

Mesmo sem usar os seus olhos para ver a alma, ele instintivamente se sente desconfortável perto de qualquer um desses, mas quando ele olha diretamente para as almas dessas pessoas, ele sente vontade de vomitar.

“Tais pessoas devem ter feito atos terríveis.”

A mãe de Baijian escolheu essas pessoas justamente por causa disso. Eles são todos de um só exército. Ela encontrou um planeta que não existe a bondade, apenas a maldade. É ensinado desde pequeno que ser mal é o correto, então o planeta inteiro é mal.

Existem só dois tipos de pessoas em tal lugar, os fortes e maus que oprimem… E os fracos e também maus que são oprimidos.

Fraco ou forte…

Esse é um planeta imundo, e ela encontrou durante suas viagens.

Ela destruiu esse planeta e matou todas essas pessoas. O planeta era enorme e tinha trilhões de pessoas, antes de destruir ela pegou bilhões dos mais cruéis, ou seja, os que oprimiam.

Porque embora as almas das pessoas oprimidas fossem contaminadas também, elas já haviam sofrido o suficiente.

Como alguém de um clã com uma linhagem estritamente relacionada à alma, essas pessoas, embora não causem desconforto depois de se tornar tão forte, ainda a faz se sentir enojada por tais seres existirem.

Então ela pegou todos os que oprimiam e os colocou num tesouro de tortura. Ela os deixou dentro do tesouro por milhares de anos.

Na verdade, não é a primeira vez que ela encontrou tal planeta, então dá para imaginar o número de pessoas sendo torturada dentro de tal tesouro.

Quando eles completam três mil anos de tortura, ela os mata. Todas essas pessoas são escórias. Matavam, estupravam e roubavam ao seu bel prazer.

A escória das escórias.

Sua alma é tão maléfica que é de um cinza bem escuro. Tais escórias, ela não sente nenhuma pena, apenas escárnio.

Ao pensar no quão ruim a pessoa tem que ser para ter a alma de tal cor, Baijian se sentiu imensamente desconfortável e uma enorme raiva surgiu dentro dele.

Assim que a raiva entrou em erupção, uma estranha atmosfera apareceu à sua volta. Era uma pressão mental, algo invisível e difícil de ver, mas fácil de sentir.

A intenção de matar era bem poderosa e fez que os soldados que estavam por perto tremerem de medo.

Seus rostos ficaram pálidos e eles olharam para a criança com intenso medo. Baijian rapidamente correu para cima deles e começou a massacrá-los.

Com o tempo, o medo que sentiam aumentou mais e mais e eles viam a criança como um demônio.

Chegou a um ponto que eles nem revidavam e ficavam lá parados tremendo.

Quanto mais Baijian matava, mais medo sentiam.

E ele começou um enorme massacre. Ninguém revidou mais, Baijian simplesmente balançava a espada e ceifava vidas.

A intenção de matar se tornou mais e mais poderosa e eles só podiam esperar a morte. Para tais soldados cruéis, esse medo não era trivial.

O que eles já não viram? Durante suas vidas, eles matavam como se estivessem fazendo algo trivial, então esse medo foi de fato algo que infiltrou em suas mentes profundamente.

Baijian simplesmente os matou. Cada golpe de espada derrubava duas ou três cabeças. Depois de matar milhares, a intenção de matar era chocantemente poderosa.

Na verdade, a intenção de matar não ficou mais poderosa, é apenas que essas pessoas, ao verem os outros sendo mortos assim, ficaram com mais e mais medo.

Embora a intenção de matar não se tornou mais poderosa, ela se tornou mais estável.

Tal intenção de matar que faz os soldados cruéis se tornarem tão medrosos, já mostra o quão poderosa é.

Baijian tem um cultivo mental de 1º nível Alto, então é totalmente normal. Não está nem perto do nível de matar um mortal só com a intenção de matar.

Mas se for um civil que nunca viu nada na vida, se ele for forçar essa intenção de matar totalmente na pessoa, os mais fracos irão desmaiar, e os mais fortes vão ter suas mentes quase entrando em colapso.

Depois de se acostumar a isso, Baijian parou de matar, para o suspiro de muitos desses soldados. Ele então olhou silenciosamente para esse mar enorme de soldados, e se acalmou.

Os soldados da frente estavam morrendo de medo, mas os soldados de trás estavam tentando se empurrar para a frente querendo matar Baijian.

Mas por causa dos soldados da frente estarem parados feito estátuas de tanto medo, esses soldados não vieram para frente.

Na verdade, mesmo que viessem, a área em volta de algumas dezenas de metros de Baijian está totalmente impregnada com a sua intenção de matar.

Se chegar aqui, a pessoa vai simplesmente sentir as pernas bambas.

Depois de contemplar por alguns segundos, Baijian retraiu a sua intenção de matar.

Depois que a pressão sumiu, esses soldados medrosos sentiram como se um enorme peso tivesse saído de seus ombros.

Mas eles ainda não atacaram Baijian, isso porque embora a pressão se foi, o medo ainda continua.

Depois de alguns segundos, todos os soldados pararam como estátuas.

Baijian estava agora contemplando o que fazer já que o desafio ainda não tinha acabado mesmo depois que ele conseguiu usar a intenção de matar.

Ele tentou matar mais pensando que era isso, mas ele sabia que não era isso.

Mas depois de retirar a intenção de matar, todos os soldados ficaram parados feito estátuas.

“O gatilho é tirar a intenção de matar… Então retirar a intenção de matar era um dos requisitos para passar.”

Sim, é bem difícil retirar a intenção de matar quando se abre ela pela primeira vez. Até porque, a intenção de matar no começo é bem instintiva, e geralmente ligada ao ódio ou à raiva. Tendo tantos em volta, a mãe de Baijian obviamente esperava que ele ficasse com raiva de tantas pessoas o atacando.

Mas o problema é retrair isso, já que é bem difícil. O ser humano não consegue controlar seus instintos, então retirar a intenção de matar que é algo bem instintivo, na primeira vez, é bem difícil.

Na verdade, mesmo no futuro, se o ódio ou a raiva for muito violenta, a pessoa pode não conseguir liberar a intenção de matar mesmo que tente.

Embora seja difícil, incrivelmente, Baijian fez isso como se fosse normal.

“Então, e agora?”

Baijian esperou por alguns segundos e então algo aconteceu. Ele começou a levitar no ar, e rapidamente começou a subir.

As planícies com rios de sangue se tornaram menor e menor. Ele podia ver um número enorme de pessoas nas planícies.

“O que está acontecendo?”

Baijian estava bem confuso.

Depois de um tempo, Baijian subiu o suficiente para ver a terra em que estava. Quando ele estava na terra, tinha um sol em cima e o céu era azul.

Mas depois que subiu muito no alto, ele sentiu como se seu corpo tivesse passado por uma bolha.

Assim que passou da bolha, ele viu incrivelmente tudo escuro e não dava para ver quase nada…

Tinha apenas uma bolha no meio do nada. Dentro da bolha havia um pedaço de terra.

A massa de terra era enorme, de acordo com o pensamento de Baijian é um pouco maior que a terra se ela fosse plana.

Depois de alguns segundos, uma mão branca enorme apareceu acima da massa de terra.

Essa mão era branca e delicada como se fosse a mão de uma mulher. Mas ela era enorme, tão grande quanto a massa de terra.

Baijian olhou aquilo horrorizado.

A mão desceu lentamente e então bateu na bolha e na massa de terra. A bolha estourou instantaneamente assim que a mão tocou e a massa de terra foi obliterada.

Depois que a massa de terra foi destruída, a mão gigante da mulher lentamente desapareceu. Junto com a massa de terra, o número enorme de pessoas também morreu.

“Quatro trilhões de pessoas morreram apenas assim…”

Sim, o exército no total tinha quatro trilhões de pessoas.

Esse número foi o acúmulo de muitos anos de viagens da mãe de Baijian pelo universo, encontrar tais planetas doentes e prender essas pessoas.

Baijian sabe o número de pessoas, pois durante o voo ele viu tudo e conseguiu contar com a sua mente.

“Isso foi assustador. Aquela foi a mão da minha mãe? Esse é o seu poder?”

Ele ficou horrorizado com tal poder.

“Um planeta foi destruído tão facilmente como se fosse uma ação casual…”

Baijian não sabia o que pensar.

Depois que a massa de terra foi destruída, tudo à sua volta sumiu e ele voltou para a entrada do labirinto branco, com uma pequena esfera colorida na mão.

“A quarta esfera… Falta apenas uma. O que será que acontecerá no último desafio?”


Autor: ReaderBecameWriter    |   Revisor: Blame



Fontes
Cores