SE – Capítulo 33 – O Destino é o Polo Norte



Baijian se sente frustrado com o treinamento físico. No livro fala sobre treinar com tesouros de aumento de gravidade.

Mas ele não tem nada assim.

Até para Ye Hong, nesse momento, treinamento físico não o está ajudando. Os pesos são grandes, e ineficientes.

Para Baijian então? Ele quase nunca em todo esse um ano e meio fez treinamento físico. É simplesmente muito ineficiente. Ele gastou todo o seu tempo em meditação.

Ele normalmente meditaria mais de sete horas por dia. Depois de mais de um ano de meditação, ele se tornou muito proficiente e acostumado com isso. Agora, ele não se distrai com as coisas a sua volta, e sua mente, assim que se senta no chão, se acalma rapidamente.

A meditação de inicio não é sobre limpar totalmente a mente dos pensamentos.

É livrar todos os pensamentos, menos um.

Ou seja, pensar em uma coisa só, e não deixar nada o distrair… Normalmente, Baijian se concentra em contar números.

Para Baijian, esse estado de se concentrar em apenas uma coisa é parte da sua personalidade. Em várias ocasiões ele mostrou que, quando concentrado, não presta atenção a mais nada.

No final, meditação foi extremamente benéfica para ele.

Depois de mais de um ano, ele começou a se sentir diferente sobre meditação.

Quando ele aprendeu sobre meditação, foi falado que o objetivo da meditação é limpar a mente de tudo.

No começo, quando se começa a meditar, deve se focar em apenas uma coisa, ou seja, você treina a super concentração. Isso é um treino com o objetivo de no futuro, tentar não pensar em nada.

Já faz alguns meses que Baijian se sente como se faltasse apenas um pouco para ele ter essa capacidade.

A capacidade de limpar totalmente a mente e a deixar em branco.

Mas por algum motivo, falta pouco.

Ele resolveu não tentar muito e esperar acontecer, porque por mais que ele tenha tentado, nunca conseguiu. Então ele continuou contando números.

Hoje, Baijian já tinha terminado seu temperamento corporal e estava meditando.

De repente, Ye Hong chegou perto e falou:

“Baijian, tenho algo para te dar.”

Ele olhou profundamente para Baijian e estendeu a mão, na qual tinha um papel.

Baijian olhou um pouco e pegou o papel lentamente.

Ele ainda não olhou para o papel, e perguntou para Ye Hong:

“O que é isso, Hong?”

Ye Hong olhou seriamente para Baijian e falou:

“Quando sua mãe te deixou comigo, ela me deu muitas instruções. Uma delas é entregar esse papel quando você “tiver consciência grande o suficiente.” Honestamente, eu queria entregar isso um ano atrás, mas eu decidi esperar mais um pouco. Eu achei que o que ela quis dizer com “consciência grande o suficiente” é ser inteligente o suficiente… Então eu pensei em entregar isso ano passado. Mas depois de algum pensamento, também pode ser quando você tiver experiência o suficiente. Embora você ainda tenha três anos, e não tenha visto o suficiente do mundo, você com certeza não é a mesma criança que a de um ano atrás que quando saia na rua, olhava para tudo curiosamente e me fazia centenas de perguntas…” ¹

“Então decidi entregar agora… Leia.”

Ye Hong terminou de falar e lentamente se afastou.

Depois de escutar Ye Hong, Baijian dirigiu lentamente seu olhar para a página.

Na página, algumas palavras estavam escritas:

Olá filho.
Essa é uma página em que coloquei um pouco da minha vontade.
Nela, conseguirei falar usando minhas memórias.
Tudo que estiver escrito aqui, será um reflexo dos meus pensamentos, mas minha consciência não está diretamente ligada a ela. ²

Coloque uma gota do seu sangue na superfície da página para que tenhamos uma ligação.

Eram apenas essas palavras.

Baijian rapidamente cortou o seu dedo e deixou o sangue pingar na página. Para Baijian, um corte no dedo não era nada. Seu cultivo mental lhe garantia isso.

Quando o sangue caiu, a página exalou um brilho dourado e o sangue desapareceu lentamente.

Depois de alguns segundos, as palavras na página sumiram e novas começaram a aparecer:

“Olá filho.”

Apenas isso.

Depois de alguns segundos, as palavras de antes apagaram, e novas apareceram:

Como pode ser? Eu pedi para Ye Hong entregar essa página quando você tivesse “consciência o suficiente”.
Como eu não sabia como seria o seu crescimento, eu não poderia colocar uma idade exata… Mas eu entendo os pensamentos de Ye Hong e sei que quando eu usasse as palavras: “consciência forte o suficiente” ele entenderia que você precisa ter amadurecido bastante antes de receber essa página…

Como pode aquele homem ter entregado a folha agora? Você tem apenas três anos…

A mãe de Baijian queria que ele recebesse essa página quando ele fosse maduro o suficiente. Não é questão de inteligência, e sim de maturidade. Existem pessoas que são extremamente inteligentes em algumas áreas, mas são muito ingênuas em outras…

Se Baijian não fosse Baijian, por mais inteligente que fosse, Ye Hong não entregaria o papel a ele pelo motivo que estava escrito no papel: As palavras “consciência o suficiente”, para Ye Hong, ele interpreta como a pessoa ter vivido o suficiente da vida… Então, se fosse outra pessoa tão inteligente quanto Baijian, Ye Hong entregaria só quando ele tivesse de quinze a vinte anos.

E o objetivo da mãe de Baijian é que ele recebesse o papel com dezesseis ou dezessete anos.

Com essa idade, ele seria maduro o suficiente.

A vontade presente no papel tentou sentir a idade de Baijian usando seus ossos… E ficou chocada.

O choque era esperado.

O motivo do porque Ye Hong entregou o papel, é porque ele acha que Baijian já é muito maduro para a sua idade.

Ele é calmo e sereno a maior parte do tempo… Tão calmo que parece quase sem emoções. Ele faz julgamentos com calma, e nunca comete erros.

Só quando se trata de coisas desconhecidas que ele muda de sereno para alguém excitado. Isso parece ser uma das características que herdou da mãe.

O motivo de toda a maturidade de Baijian é o seu primeiro nível de cultivo mental.

Com um ano ele já tinha esse cultivo mental, então da para imaginar o quão monstruoso é.

Cultivo mental é muito especial, pois afeta as pessoas de diferentes jeitos. Para Baijian, o afetou de um jeito parecido ao da sua mãe:

Calmo e sereno a maior parte do tempo, mas quando é algo que o emociona de verdade, ele não consegue esconder suas expressões.

É uma pessoa com emoções sinceras.

Eu não consigo entender…

Mais palavras apareceram na página.

Depois de alguns segundos, outra frase:

Bom, não importa, se ele lhe entregou agora é porque você já está pronto.

Alguns segundos depois:

Que foi? Vai falar comigo não, filho? É só falar. Pense nessa folha como se fosse eu… Nós podemos conversar por aqui.

Baijian pensou um pouco e falou:

“Eu não sei o que falar…”

Apareceram mais mensagens na página:

Tudo bem, eu também não sei o que falar… Esperei você por nove meses, mas quando nos encontramos pela primeira vez, eu também não sei o que falar…

A personalidade da mãe e do filho é estranhamente parecida.

Baijian respondeu:

“Eu também penso assim… Eu nunca pensei muito em você, mas de vez em quando eu penso. E agora que posso falar com você, não me vem nada à cabeça.”

Mais mensagens na página:

Tal mãe tal filho… Enfim, você não quer me perguntar nada?

Baijian pensou um pouco e respondeu:

“Eu queria aprender sobre o meu corpo… Praticamente nada que foi escrito no livro do cultivo aconteceu comigo… Eu sempre fui diferente. Eu quero saber por que é assim… O livro não parece ter nada redundante e ter apenas coisas necessárias, então cada palavra nesse livro vale ouro. Mas não fala nada sobre a minha situação embora meu cultivo tenha sido muito diferente do descrito no livro.”

Na página apareceram respostas:

Eu não posso falar sobre isso… Nem eu mesmo entendo direito… Quanto ao seu corpo, vamos deixar para discutir isso daqui a dezessete anos quando eu acordar do meu sono.

Essa parte da vontade que está na página não tem qualquer ligação com a consciência verdadeira da mulher. Tem apenas sua personalidade e memórias… Raciocina, mas não compartilha as memórias. Então o que está sendo conversado agora, a pessoa real, nesse momento, não sabe.

Por isso, a vontade da página também não sabe que seu sono foi interrompido dois anos atrás e graças a isso terá que dormir cinco anos a mais.

Eu tenho uma missão. Minha consciência está totalmente concentrada em outra coisa, mas eu deixei um pouco da minha vontade aqui… Eu não tenho força e sou apenas memórias. Eu também sou limitada. Quando a minha missão estiver completa, vou sumir naturalmente, mas se eu me mantiver falando muito com você, a vontade presente nessa página vai sumir antes de eu completa-la…³

Para a mãe dele, que estava extremamente fraca, até colocar uma pequena mecha de vontade em um papel era um enorme sacrifício… E a mecha é bem fraca, não vai durar muito tempo.

Tudo o mais deixe para daqui a dezessete anos.
Agora, o importante mesmo é a missão que essa mecha de vontade recebeu.
Eu fiz essa mecha de vontade para que, quando você tivesse maturidade o suficiente, pudesse receber uma provação… Caso saia vitorioso, você receberá muitas recompensas.

A provação é um tesouro que eu criei quando engravidei, e quando cheguei aqui usei um pouco do meu poder para reconstruí-lo.
É uma provação que eu fiz pensando em você. Contanto que você passe, eu vou te dar uma recompensa e uma coisa especial.

Baijian leu a explicação e estava um pouco curioso sobre essa tal provação.

Depois de alguma deliberação, ele perguntou:

“Que tipo de provação?”

No papel estava escrito:

Você precisa ir até o local para saber.

Baijian perguntou curiosamente:

“Que tipo de provação? E que tipo de recompensas?”

A resposta apareceu:

A provação não será baseada na sua força, então não precisa ter dúvidas se é forte o suficiente para passa-la.
Fora isso, ela é bem variada, abrangendo muitas coisas.
Só indo lá e experimentando por si mesmo você entenderá.

Quanto à recompensa, ela será de muito do seu agrado. E a coisa especial… Você vai ter que passar a provação para ver.

Baijian ficou sem palavras com o quão vago ela respondeu.

Depois disso, Baijian se arrumou rapidamente. Junto com Ye Hong, eles pegaram um avião para a Noruega. Da Noruega, eles pegaram outro voo.

O destino é o Polo Norte.


Autor: ReaderBecameWriter | Revisor: Blame



Nota¹: Sobre isso, você encontra nos primeiros 3 ou 4 capítulos da Novel

Nota²: Não é apenas parecido, e sim o mesmo padrão de LMS, temos um padrão próprio, mas como tenho muita coisa pra destacar e alternar, coloquei em azul o fundo da fala da carta, deixem suas opiniões nos comentários.

Nota³: Não sei porque o RBW perde tempo dizendo que ela vai sumir se falar demais, bem curioso pra uma carta que já falou tanto.


Fontes
Cores