SE – Capítulo 201 – Biblioteca de Verusa (1)



Baijian tinha três lugares para ir antes de sair para se aventurar. O ferreiro, o local onde ele poderia conseguir sua classe e…

Andando no meio da rua, um grande e elegante edifício de repente entrou na sua linha de visão.

Surpreso, Baijian murmurou:

“Será que é aqui?”

Pelo tamanho, e o formato, ele acreditava que sim. Entrando silenciosamente no lugar, ele apareceu no meio de um grande salão cheio de prateleiras com livros.

Era uma biblioteca.

Depois de olhar por um tempo, ele se dirigiu até o bibliotecário. Assim que viu Baijian, o bibliotecário sorriu e falou:

“Pois não, senhor?”

Baijian assentiu e perguntou:

“Eu posso ler qualquer livro na biblioteca?”

O bibliotecário assentiu e explicou:

“Para cada hora dentro da biblioteca, o senhor precisará pagar 1 moeda de ouro.”

Assentindo, Baijian ficou em silêncio por um tempo e então perguntou:

“Pelo que vi, o edifício da biblioteca é muito maior que isso, tem mais andares para cima?”

O bibliotecário assentiu com a cabeça:

“Senhor, a biblioteca da cidade de Verusa, capital do Reino de Silvar, é conhecida como a segunda maior biblioteca do Império. Embora ainda tenha uma biblioteca ainda maior na cidade imperial, ela só é maior em tamanho e quantidade de livros normais, a nossa Biblioteca de Verusa é a biblioteca com maior quantidade de conhecimentos profundos de todo o Império.”

“A biblioteca tem cinco andares, e a cada andar o conhecimento contido em seus livros se torna mais complexo. O quinto e último andar, é conhecido por todo o império como o andar que guarda os 10 livros que nenhum estudioso conseguiu entender.”

“São livros tão complexos que ninguém em todo o império, desde início da sua história de cem mil anos, conseguiu desvendar.”

Ouvindo isso, os olhos de Baijian brilharam, e uma curiosidade quanto a esses livros começou a surgir na sua cabeça.

Depois de pensar por um segundo, ele perguntou:

“Quanto devo pagar para ir ao segundo andar?”

O atendente balançou a cabeça e falou:

“Quando se entra no segundo andar, a menos que se passe no teste, você precisa pagar 10 moedas de ouro por cada livro por cada hora.”

Ouvindo isso, os olhos de Baijian brilharam estranhamente. Ler um livro por uma hora são 10 moedas de ouro? Isso é simplesmente um absurdo…

Mas olhando em volta a quantidade de livros nesse primeiro andar, ele meio que entendeu. Nesse primeiro andar tem uma quantidade bem grande de livros, então a menos que você queira procurar algo mais complexo, não se deve ir ao segundo andar.

Depois de pensar por um tempo, ele perguntou:

“E esse teste é…”

O bibliotecário falou antes sobre um teste.

O homem sorriu e respondeu:

“A cada andar, terá um teste. Contanto que passe no teste, poderá ficar quanto tempo quiser no próximo andar… Embora no quarto e no quinto andar precise pagar uma taxa junto.”

“Mas no segundo e no terceiro andar, contanto que passe no teste, poderá usar o andar por quanto tempo quiser, e entrar quando quiser.”

Assentindo com a cabeça, Baijian voltou a perguntar:

“Qual o conteúdo do teste?”

O bibliotecário deu um sorriso satisfeito e falou:

“O conteúdo do teste de cada andar é sobre o conteúdo contido nos livros de cada andar… Ou seja, para ir ao segundo andar sem precisar pagar nada, precisa fazer um teste sobre o conteúdo de livros do primeiro andar.”

“Esse teste serve apenas para filtrar os estudiosos do resto. Essa lei foi criada pelo fundador da biblioteca oitenta mil anos atrás que acreditava que só verdadeiros estudiosos podiam entrar nos andares superiores da biblioteca.”

Sorrindo ironicamente, Baijian perguntou:

“Então por que precisa de uma taxa para entrar no quarto e no quinto andar?”

O bibliotecário suspirou e explicou:

“O quarto andar só tem livros complexos que só grandes estudiosos poderiam entender… Isso é de senso comum. No quinto andar só tem livros que nunca foram desvendados desde sua descoberta… Por essas coisas serem senso comum, as pessoas normalmente não passam do terceiro andar. Seja para fazer o teste diretamente, ou pagar para ler os livros…”

“A cada andar, para ler os livros dele, precisa pagar uma taxa maior. No segundo andar, é 10 moedas por livro por hora. No terceiro andar é 100 moedas por livro por hora. No quarto andar se torna ainda mais abusivo já que é 1000 moedas por livro por hora.”

“Mas os livros do quarto andar só podem ser um pouco entendidos por grandes estudiosos. E grandes estudiosos normalmente passam dias, semanas, meses lendo esses livros. Para pagar a taxa disso? Nem mesmo o imperador conseguiria.”

“Então as pessoas que buscam algum conhecimento especifico nunca passam do terceiro andar. E os únicos que entram no quarto andar são grandes estudiosos… E como eles passam no teste do terceiro andar facilmente, isso tornaria o quarto e o quinto andar em andares que não criarão renda…”

“Esse era o objetivo do fundador mais de oitenta mil anos atrás, mas o presidente da biblioteca de cinco mil anos atrás não gostava disso. Para manter esse edifício funcionando, precisa ser gasto muito dinheiro e a biblioteca não estava conseguindo fazer o suficiente na época.”

“Por isso, o presidente da época fez várias regras novas, tudo para conseguir arrecadar mais dinheiro. Por isso, no quarto e no quinto andar precisa ser pago uma taxa por dia ao ler os livros. E sempre que passar um dia, precisa refazer o teste do andar anterior, com novas perguntas.”

Ouvindo essa história, Baijian assentiu com a cabeça. Depois de pensar por um segundo, ele usou sua mente para tirar três moedas de ouro do seu inventário, e entregou ao bibliotecário:

“Planejo ficar três horas na biblioteca.”

O bibliotecário sorriu e aceitou as três moedas.

Baijian então se moveu para a biblioteca. Ele calculou mais cedo quanto tempo levaria mais ou menos para ler todos os livros nessa biblioteca, e três horas parecia o certo.

Honestamente, essa biblioteca tem quase tanto livro quanto a biblioteca do congresso americano, mas Baijian não estava preocupado. Tudo que ele precisa fazer é colocar mais alguns pontos em agilidade para aumentar sua velocidade, e ele poderia ler todos esses livros facilmente.

Pensando em algo de repente, Baijian murmurou:

“Consigo usar minha telecinese aqui?”

Ele ainda não testou isso. Tendo uma ideia, ele se aproximou de uma estante, e de repente todos os livros da estante começaram a voar lentamente.

Eles saíram da estante, e começaram a rodar Baijian enquanto abriam as páginas e rodavam.

Baijian observava os livros silenciosamente, e depois que os livros deram umas vinte voltas em volta dele, eles lentamente começaram a entrar nas estantes, e tudo voltou ao normal.

Ele conseguia usar sua telecinese.

O poder de sua telecinese ainda é fraco, ele só consegue usá-la para levitar objetos de alguns quilos apenas, mas durante os últimos tempos, ele não tem treinado a força, e sim a complexidade, técnica e a capacidade de multitarefas.

Ele tem se esforçado para usar a sua mente para levantar o máximo de objetos possíveis e manejá-los com bastante precisão.

Seja durante seu trabalho construindo a casa, ou no dia a dia, Baijian está sempre tentando algo assim.

Pode parecer que ele está normalmente andando na rua, mas ele pode estar usando sua mente para levantar poeiras no ar e as manejá-las a sua volta.

Por causa do seu treino, embora a força da sua telecinese não tenha aumentado, sua técnica e precisão já estão num nível muito alto.

Claro, Baijian ainda não está totalmente satisfeito. Quando se trata de si mesmo, ele é extremamente rígido, sempre querendo fazer as coisas perfeitas. Ele ainda não acha que chegou à perfeição.

A estante de livros que ele tentou tinha trezentos livros. Para Baijian, embora não seja necessariamente um esforço, não é tão fácil também.

Ele continuou a andar em volta da biblioteca, e usando esse mesmo método, começou a ler todos os livros.

Várias pessoas em volta viram, mas embora ficassem chocadas, não acharam um absurdo. Existem magos que consegue fazer igual, e as pessoas acharam que ele era simplesmente um mago usando sua mana para levitar as coisas.

A única coisa estranha era que esse “mago” estava usando uma roupa extremamente simples. Só uma camisa, uma calça e uma bota de ferro.

Baijian continuou revirando a biblioteca, lendo todos os livros. Tinham muitos diferentes. Sobre histórias do império, histórias de pessoas, histórias de reinos…

Os livros eram variados e tinham uma gama enorme de conhecimento.

Tiveram alguns livros que, depois que Baijian leu, apareceu uma mensagem de missão.

Ele começou a carregar esses livros pela biblioteca porque o sistema falou que os próprios livros são itens de missão.

Ou seja, para aceitar a missão, era necessário levar esses livros para fora da biblioteca, e que para isso precisava comprá-los da biblioteca, ou ganhá-los pelo mérito.

À medida que andava, os livros de missão flutuando a sua volta aumentavam já que ele achava cada vez mais livros.

Depois que terminou sua tempestade pela biblioteca, o número de livros de missões já passavam de vinte e cinco.

Verdade seja dita, se não fosse pela compreensão de Baijian, mesmo que ele lesse todos esses livros, pode até ser que nem 1/3 deles apareceria como missão.

O motivo de todos aparecerem é porque Baijian os compreendeu completamente, e o sistema reconheceu isso.

Na verdade, para reconhecer um livro como uma missão, o jogador só precisa perguntar na sua mente:

“Esse livro tem uma missão?”

Ele pensou nisso sem querer quando leu o primeiro livro, até porque ele parecia muito suspeito, falando sobre termos, e colocando alguns enigmas, bem como explicando sobre tesouros e etc… Parecia o típico livro de missão.

Quando ele perguntou na sua mente, automaticamente um questionário apareceu na sua mente, e a menos que ele respondesse esse questionário de forma perfeita, mostrando que entendia o livro completamente, ele não podia aceitar a missão.

Baijian acertou todas as perguntas, já que entendia esse livro de cabo a rabo.

O questionário era complexo, com muitas perguntas estranhas, mas ele acertou tudo perfeitamente. Depois disso, apareceu uma janela perguntando se ele queria aceitar a missão, e ao apertar sim, apareceu a mensagem:

É necessário tirar esse livro da biblioteca caso queira usá-lo na missão. Para leva-lo, compre-o da biblioteca, ou consiga méritos o suficiente.

Por isso que ele conseguiu tantas missões em livros.

Carregando os vinte e cinco livros até o bibliotecário, ele os colocou em cima da mesa e falou:

“Quanto é para comprar esses livros?”

O bibliotecário viu os livros e, depois de olhá-los por um momento, falou:

“Dez moedas de ouro por livro.”

Baijian já esperava, mas não podia deixar de suspirar e murmurar:

“É muito caro…”

O bibliotecário sorriu ao ouvir esse murmúrio e explicou:

“Isso porque esses são livros que temos muitas cópias guardadas… Um livro único no primeiro andar da biblioteca valeria umas 1000 moedas de ouro.”

Ouvindo isso, Baijian sorriu. Por serem livros de missão, assim que ele os comprasse, seriam substituídos novamente para que, caso algum deles fosse achado por outro jogador, tivessem duas pessoas com a mesma missão, e quem a terminasse primeiro ganharia então os itens ou a XP no final.

O bibliotecário estava olhando um livro no meio quando de repente acrescentou:

“Ah, desculpa cliente…”

Ele então olhou os outros livros embaixo, e então explicou ao apontar um livro no meio:

“Esse é um livro único e bem antigo, então para comprá-lo o senhor precisa pagar 2000 ouros.”

Ouvindo isso, Baijian sabia que aquele livro no meio não era um livro normal. Os outros tinham cópias, mas só esse era único… E o preço é o dobro dos livros únicos “normais”. Obviamente esse livro escondia uma missão muito difícil.

Depois de algum pensamento, Baijian perguntou:

“Eu consigo comprá-los de outra forma?”

Sorrindo, o bibliotecário falou:

“Mas é claro, cliente. O senhor pode através de pontos de mérito. A biblioteca dá, para cada pessoa, pontos de mérito em vista de seus méritos para com a biblioteca. Para consegui-los, só precisa fazer algo de útil para a biblioteca.”

“A forma mais simples é entregar livros estranhos que o senhor tem. E dependendo da raridade, bem como muitos outros fatores, o senhor receberá pontos de mérito justos. Já para a forma mais complicada, o senhor pode responder perguntas sobre livros dentro da biblioteca que nenhum outro estudioso soube responder.”


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Autor: ReaderBecameWriter  |  Editor: Delongas



Fontes
Cores