SE – Capítulo 11 – É muito caro



Ye Hong estava agora em desespero, ele simplesmente não sabia o que fazer. Pelo que Baijian falou, a situação não parece boa.

Ye Hong começou a pensar furiosamente.

Ele é um médico, portanto sempre pensa no lado médico, mas descobriu incrivelmente que seu conhecimento médico é inútil nessa situação. Para que serviu os anos de intenso estudo se não pode ser usado para algo tão importante?

Depois disso, Ye Hong começou a fazer ligações para amigos que estudaram com ele e amigos cientistas que estudam sobre o cérebro, fazendo pergunta atrás de pergunta para tentar aprender algo.

Logo após, ele pesquisou muito.

Mas esse esforço é inútil e ele mesmo sabe disso. Nos últimos dias ele tem feito isso constantemente, especialmente na internet, ele tem passado mais de dez horas vasculhando a rede em busca de informações.

Ele tem até recorrido a ler teses de doutorado de várias universidades mundiais.

Quando se aprende tudo sobre um determinado campo que a universidade pode ensinar, se inicia o chamado doutorado, que é quando você cria uma tese de coisas que ainda não foram estudadas.

Ou seja, você precisa criar novo conhecimento, estudar coisas novas, pesquisar, e só então você ganha o título de doutor.

As teses geralmente não são comprovadas, elas geralmente são apenas possibilidades. E no futuro a pessoa pode optar por estudar isso mais a fundo, ou deixar a tese morrer ali mesmo que é o que geralmente acontece.

Essas teses não aprovadas são simplesmente teorias. Então o fato de Ye Hong estar recorrendo a algo que nem sabe se está correto ou não já mostra o quão desesperado ele está.

Baijian, durante esse tempo continuou acordado, sua dor era enorme e por isso ele escolheu se sentar num canto silencioso da casa.

A casa que Ye Hong mora fica num bairro rico. Todas as casas geralmente são enormes, com grandes quintais, na rua normalmente não passa carro e o barulho da cidade não chega aqui, então a casa é silenciosa o que ajudou Baijian um pouco.

Durante esse tempo, Baijian estava tentando ao máximo controlar seus próprios pensamentos. Na sua cabeça, ele tentou o máximo possível não pensar nas coisas. Mais cedo, para ajudar Baijian, Ye Hong lhe contou um pouco sobre o budismo e como se deve meditar para limpar a mente.

Ye Hong o ajudou a pesquisar na internet e Baijian leu sobre isso. Afinal, Baijian ainda é uma criança de um ano, embora se tentar ele deve conseguir pesquisar na internet, graças à mão dele ser pequena, a digitação dele é lenta e precisa de um pouco de esforço para mover o mouse usando sua pequena mãozinha, então geralmente Ye Hong o ajuda, quando Baijian quer ler algo na internet.

Baijian leu sobre isso e começou a tentar a chamada meditação, ele se sentou na casa silenciosa, e tentou ao máximo manter a mente limpa. Parece funcionar um pouco, embora não é perfeito ajuda ele a relaxar, então a dor de cabeça de Baijian diminuiu um pouco.

Mas no final é só um pouco, isso não pode mudar nada.

Nesse momento, Baijian está apostando que seu corpo vai se acostumar.

Mas Ye Hong não acredita nisso, na verdade, nem Baijian acredita nisso, é só que essa é a única opção e é por isso que se chama aposta.

Ye Hong não desistiu e está pensando furiosamente em todas as possíveis coisas que podem ajudar Baijian.

Nessa situação, melhor situação seria se o corpo de Baijian desenvolvesse.

Mas isso necessita tempo.

Sempre que Ye Hong pensa nisso, ele fica furioso, pois o tempo não é um luxo que Baijian tem nessa situação.

Remédios não vão ajudar.

Depois de algumas horas de pesquisa, Ye Hong simplesmente não aguentava mais e se sentou no sofá da sala em aborrecimento.

Ele olhou para o teto em completo desespero.

Não tinha saídas.

Baijian nesse ritmo vai morrer e por mais que eu pense, não consigo encontrar qualquer solução. ¹

Ye Hong ficou lá pensando.

No final, eu não posso protegê-lo. Se a mãe dele estivesse aqui provavelmente poderia resolver isso facilmente. 

Ela deixou Baijian para mim, confiou em mim para cuidar dele, e no final isso aconteceu.

Ye Hong começou a andar pela casa enquanto se culpava. Só pensamentos ruins entravam na sua cabeça nesse momento, ele estava em total desespero.

Ele já tentou tudo que podia, mas no final, é apenas um mortal, ele não pode fazer coisas incríveis como voar ou levantar montanhas com uma mão.

Ye Hong, quando leu às trinta e duas mil páginas sobre o início do caminho do cultivo, ficou maravilhado.

Nas trinta e duas mil páginas, são citadas várias vezes que o caminho do cultivo é interminável, só aqueles com uma enorme vontade podem embarcar nesse caminho.

Se não tiver uma vontade firme, só a morte lhe espera.

Às trinta e duas mil páginas falaram de varias capacidades que um cultivador pode ter quando se chega a um determinado reino de cultivo.

Fala até que quando chega num elevado nível de cultivo, você ganha quase à onipotência.

Sendo onipotente, você pode fazer o que quiser, então claramente o problema de Baijian seria fácil de resolver.

O caminho do cultivo é interminável, precisa de trinta e duas mil páginas só para abordar o começo, isso mostra o quão incrível o cultivo é.

Nas páginas são citados quatro reinos de cultivo.

O primeiro é o Temperamento Corporal. Este não é bem um reino, é mais uma fase, mas no livro é citado como um reino já que todos precisam passar pelo temperamento corporal para chegar ao próximo reino.

É claro, sempre existem exceções. No livro fala que existem algumas raças que já nascem com o corpo totalmente temperado, e elas já podem desde o nascimento, ir para o próximo reino das artes marciais, algo assim vai contra as leis da natureza.

Mas isso também não é lá uma grande vantagem dessas raças em relação aos humanos, afinal, o temperamento corporal é algo passageiro. O importante são os reinos seguintes, e só já ter nascido com o corpo temperado não ajuda em NADA sobre isso. Só te dá uma vantagem de alguns anos se comparado com os humanos.

Mas é aí que está a insignificância da vantagem dessas raças: Quanto mais você anda no caminho das artes marciais, mais longevidade você ganha.

Existem seres tão poderosos que viveram por trilhões de anos. É muito tempo, então uma vantagem de cinco ou dez anos não é nada.

O segundo reino nas artes marciais que foi mencionado no livro foi a Construção Corporal.

Nessa fase, o corpo necessário para a próxima fase das artes marciais é construído. Para cultivar o próximo reino, é necessário um corpo especifico, já que praticamente todas as pessoas no universo nascem com corpos mortais, é necessário construir o corpo. Esse reino é basicamente uma preparação.

O terceiro reino mencionado é o Sistema de Energia.

Na fase anterior o corpo é construído, nesta fase, com o corpo necessário você ganha à capacidade de reunir energia natural.

Energia natural é uma energia que existe naturalmente em todos os lugares, uma energia onipresente. Quando se está na fase de Sistema de Energia, você a acumula em seu corpo, e quanto mais você acumula, mais poder você ganha.

O ultimo reino mencionado no livro, é o reino da Centralização de Energia, e para se chegar nesse reino é necessário acumular muita energia, até ficar saturado. Essa energia é então comprimida e centralizada no umbigo na forma de uma esfera.

Quando se chega nesse reino você pode voar, não precisa mais respirar oxigênio, nem comer ou beber água. O corpo pode viver apenas de energia natural, e com isso a pessoa ganha a capacidade de sair do seu planeta e ir para o espaço.

É por isso que essas quatro fases são as preparações, e são abordadas no livro simplesmente como “começo do cultivo”. Pois o intuito de tudo é ter a capacidade de viver no espaço, a capacidade de ir para outros planetas, outros lugares…

É só quando você não é mais preso dentro do seu planeta natal que você realmente entrou no caminho do cultivo.

É claro, mesmo que você possa sair do planeta, não é como se você pudesse usar sua força para voar para outros planetas, levaria muito tempo.

Ye Hong ficou pensando nisso, o quão bom seria se ele fosse um cultivador poderoso. Provavelmente seria fácil salvar Baijian.

Mas ele não é.

Durante esse um ano, embora tenha tido vontade, ele não quis começar a treinar. Primeiro, porque ele já perdeu os melhores anos para começar a treinar, ou seja, ele não tem talento suficiente para se tornar verdadeiramente poderoso.

É claro, ele ainda pode chegar ao Quarto Reino, embora seja difícil, no livro disse que o futuro do cultivo de alguém que começou tarde é quase impossível, mas esse início é algo que com esforço, orientação correta, recursos… Ele ainda pode ser possível.

Mas o verdadeiro motivo do porque ele ainda não começou, é porque ainda quer estar o máximo de tempo possível com Baijian. Ele quer ver Baijian crescer, e se ele começar a treinar vai ter menos tempo para cuidar de Baijian.

Portanto ele decidiu treinar junto com Baijian quando ele começasse a treinar com três anos, Ye Hong treinaria junto.

Mas tudo isso está acontecendo.

Baijian não vai aguentar até os três anos. Na fase de Temperamento Corporal, o corpo vai se tornar mais poderoso, se pelo menos Baijian tivesse três anos, naquele tempo, mesmo que essa situação acontecesse, Baijian provavelmente poderia começar a treinar e seu corpo se fortaleceria o suficiente para que seu cérebro aguentasse.

Na fase de temperamento corporal, a força do corpo como um todo se fortalece. Não é como se seu cérebro fosse ficar mais inteligente ou algo assim, mas sim que seu corpo vai amadurecer mais rápido e, mesmo que ele tenha um corpo de três anos, será muito mais forte que o de uma criança de três anos normal, isso inclui é claro o cérebro.

Mas Baijian tem apenas um ano. A mãe dele falou que Baijian precisa ter três anos antes de começar o treinamento.

Ela falou que o corpo dele precisa estar desenvolvido o suficiente…

Se pelo menos ele tivesse três anos.

Três anos…

De repente Ye Hong estalou.

Ele começou a pensar em uma possibilidade.

E se Baijian começasse a treinar agora? 

Baijian tem um ano, a mãe dele disse que precisa estar com três anos, mas esqueça de três anos, Baijian não deve ter nem mais alguns dias ou meses antes de morrer.

Situações desesperadas pedem medidas desesperadas.

“Acho que não o fará mal.” Ye Hong pensou esperançosamente.

É claro, é um pensamento ilusório. Baijian é muito novo, ele sabe que a chance é alta de que, ao começar o treinamento agora possa prejudica-lo, mas ele está totalmente desesperado e sem mais opções. Portanto, seu cérebro mantém dando esperança para ele, senão, ele pode voltar atrás na decisão.

Muito rapidamente, Ye Hong começou os preparativos.

Ele não perturbou Baijian, já faz várias horas desde que o menino acordou e já faz algumas horas que está lá no canto meditando sentado, a força de vontade dele é bem forte. Meditação é algo chato e cansativo, você precisa o tempo inteiro se esforçar para manter a mente limpa, e quando você faz isso, qualquer coisa pode te incomodar. Até algo como uma pequena coceira no braço que normalmente não te incomodaria no dia a dia, durante uma meditação, é algo desesperador.

Para começar o Temperamento Corporal são necessários medicamentos. Várias plantas devem ser misturadas até se tornar uma pasta, é a pasta usada para Temperamento Corporal.

O livro diz que os materiais usados para criar a pasta são materiais de baixíssimo nível.

Mas ao pesquisar os materiais na internet, Ye Hong ficou chocado.

É muito caro!

Super caro!

Caro demais!


Autor: ReaderBecameWriter | Revisor: Blame



Nota¹ – Como disse no capitulo passado, estou pensando em colocar pensamentos em Itálico, gostaria de suas opiniões.


Fontes
Cores