FNR – Capítulo 33 – Ferus vs Jù Yuán “O forte”



Ferus encara com empolgação a face do novo Jù Yuán a sua frente, o mesmo, partilha de seu sentimento.

O jovem lobo olha para sua própria mão e sente que sua habilidade energética está enfraquecendo:

“Isso é mal! Mesmo que tenha sido por minha vontade estender essa luta, sinto que não posso manter essa forma da minha [Índigo Energy]. Graças a essa nova forma da minha habilidade energética eu sinto como se estivesse com uma grossa armadura, por esse motivo não fui ferido mortalmente pela forma anciã de Jù Yuán”

Ferus mais uma vez olha para o novo Jù Yuán a sua frente e continua seu raciocínio:

“Só de olhar para ele, sinto que é tremendamente forte! Contudo não posso dar para trás agora! Eu tenho que enfrentar esse adversário! Como Hiekf me avisou a teocracia de Isoltis possui um inimigo formidável chamado de Invictus. Se eu não alcançar um patamar alto talvez nunca consiga derrotá-lo”

Jù Yuán interrompe o pensamento de Ferus:

— Ei Ferus! Sugiro que não desvie a atenção de mim!

Ferus sorri e responde:

— Hunf! pode usar quantas formas quiser! Eu vou vencê-lo não importa o custo! Você me deixou puto!

— Kakakakaka! Entendo! Está tão nervoso por que? Foi pelo fato de sequestrar a garota? Foi por causa da minha ordem de capturar seu amigo gnoll? Ou foi por ter o subestimado?

Ferus fez um sorriso irônico e expressou:

— Tudo isso me deixou com muita raiva, mas a garota foi solta! Tenho certeza que Hiekf está bem! E agora você não está me subestimando mais!

— Oho! Então me diga lobo negro! O que o deixa furioso comigo nesse momento?

Ferus falou com raiva:

— Apesar de não ser nenhum pouco íntimo ou pelo menos ter uma amizade próxima, eu agora sinto que gostava muito do cabelo dela!

Jù Yuán fica surpreso com Ferus, ele não esperava uma resposta assim:

— KAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKA! VOCÊ… KAKAKA! VOCÊ ESTÁ PUTO POR QUE CORTEI O CABELO DA FELINA? KAKAKAKAKAKA! DE… DE TODAS AS COISAS, ISSO? KAKAKAKAKAKAKA! … AGORA EU ENTENDO!

Ferus fica irritado:

— Tsk! Não me leva mesmo a sério não é?

— Kakaka! Não! Veja bem… Kakaka! Eu só estou surpreso! Nunca em minha vida vi alguém com seus valores… agora só consigo pensar em uma coisa! …

Jù Yuán limpou as lágrimas de riso e declarou:

— … Eu não te odeio garoto! Você é muito interessante! Mas eu prometi levar sua cabeça para o pai de Laruk e eu levo a sério minhas promessas!

— Hunf! você não vai conseguir essa proeza!

— Kakaka! A primeira vista você parece arrogante, contudo eu não o vi baixar a guarda, você tem um instinto anormalmente afiado! Me pergunto se é por isso que evolui tão rápido!

Jù Yuán declara:

— Bom! Chega de conversa! Vamos ao que interessa!

— Concordo!

Ambos armam suas posturas, de forma repentina os dois correm em direção um ao outro.

Suas armas se colidem com um poder tão denso que uma onda de choque varre o já destruído local.

Jù Yuán sorri e Ferus também.

Os dois começam uma intensa troca de golpes, suas armas se batem uma quantidade indefinida de vezes, o atrito gera faíscas.

Ferus não perde tempo:

『Fissura』!

Com sua magia especial única ele consegue cortar qualquer substância desde que não seja um ser vivo.

O bastão de Jù Yuán mais uma vez é dividido.

“Tsk! A habilidade desse pirralho que pode cortar meu bastão é um saco!”

Jù Yuán desfere um possante soco no rosto de Ferus:

[Focus Blow]! *(Golpe concentrado)

Ferus sente a dor de seu rosto ser esmagado, ele é jogado mais uma vez longe, contudo diferente de antes ele sentiu muito esse impacto, Ferus atinge uma grossa árvore e cospe sangue.

Jù Yuán declara:

— Parece que sua habilidade energética está chegando ao limite! A defesa de alta densidade que criou com sua energia ficou mais fina! Parece que não pode mais contar com a sua defesa poderosa!

Ferus sentiu o sangue escorrer por seu rosto, um inchaço se formou em sua face.

O jovem lobo ofegava mostrando sinais de cansaço, sua [Índigo Energy] já não consegue manter a forma de lobo que tomou para defende-lo dos ataques físicos.

“Arf! Arf! Droga! Estou sentindo cansaço! Nunca me senti fadigado em minha vida! Usar minha habilidade energética assim é uma faca de dois gumes!”

A energia azul índigo que protege Ferus começa a enfraquecer e diminuir.

Jù Yuán avisa:

— Hunf! achou que usar um fluxo de energia tão intenso não teria um custo? De fato falta experiência em você! Contudo tenho que elogiá-lo por ter aguentado segurar essa energia intensa por tanto tempo.

Jù Yuán se prepara para o combate:

— AGORA É O SEU FIM FERUS!

O macaco aparece em um instante frente a frente com Ferus, o lobo negro se espanta:

— Muito veloz!

Jù Yuán golpeia Ferus em seu peitoral com a Nyoibou.

— GASP!

Ferus sente uma dor violenta e também sente o ar fugir de seus pulmões.

Jù Yuán chama sua habilidade energética vermelha e com toda força gira seu corpo desferindo um ataque no lado esquerdo de Ferus.

— GYAAAAAAAAAAAAAAAH!

Ferus arqueou seu corpo como um galho prestes a quebrar, o jovem sente suas costelas trincarem com o golpe.

A árvore que parou Ferus quando foi arremessado agora foi arrancada junto com jovem e lançada longe.

Ferus voou sem controle e bateu na parede da montanha.

O golpe avassalador fez o rapaz cuspir litros de sangue:

“Is… Isso é mal! Dessa forma eu vou morrer!”

— Nyoibou!

O bastão se estende e acerta sem misericórdia a barriga de Ferus, que foi enterrado mais fundo na parede.

Jù Yuán salta e desfere sem dar espaço um violento chute em Ferus:

[Focus Stomp]!

— BRAAAAAAAAAAAAAAAM!

— Ouch!

Uma cratera enorme foi aberta na parede da montanha, Jù Yuán chega ao chão suavemente:

— Hun! Isso deve ser o suficiente!

O corpo de Ferus parecia um carimbo na parede da montanha, os olhos dele não mostravam consciência. Como um adesivo velho ele se descola da parede e cai do alto até o chão.

Jù Yuán murmura:

— Ah! É uma pena! Um rapaz tão talentoso vai morrer assim! que desperdício, mas eu sempre cumpro minhas promessas.

Jù Yuán retira uma faca de sua cintura enquanto se aproxima do corpo de Ferus que está jogado no chão como um farrapo velho.

— Só a cabeça basta!

Jù Yuán pega a cabeça de Ferus pelos cabelos e prepara sua faca para cortar seu pescoço.

— É mesmo uma pena! Pela boa luta farei que não seja doloroso!

Jù Yuán pretende cortar fora a cabeça com um único balanço.

— Morra!

— …..!….

Foi tão rápido que Jù Yuán não compreendeu, contudo ele sentia muita dor, uma dor de quase morte.

Ele tenta entender sua situação, ele não sabe o que aconteceu! Notou então que está enterrado na parede da montanha, o sangue jorra da ferida de um braço que lhe foi arrancado.

— Uuurgh! O… O que… aconteceu? QUE DIABOS ACONTECEU?

Foi tão rápido que Jù Yuán só agora percebe sua situação, uma cratera na parede da montanha foi feita pela colisão de seu corpo nela.

A maior parte de seus ossos foram quebrados, desesperado ele procura pelo motivo de sua situação.

O macaco arregala os olhos ao notar que Ferus estava em pé com seu braço arrancado em sua mão, mas algo não era normal ali, o ar em volta do jovem foi diferente, a impressão não foi a mesma que teve com Ferus.

Jù Yuán sentiu seu corpo tremer instintivamente, a presença que o jovem está emanado é antinatural, um pressentimento sinistro percorreu o corpo do macaco, apenas uma coisa aparecia em sua mente: “Morte”! Isso foi tudo que conseguiu pensar.

O rapaz coloca seus olhos sobre Jù Yuán, nesse momento o macaco tremeu, um olhar completamente diferente estava na face do garoto, não era o olhar de um guerreiro, mas sim o olhar de um predador encarando sua presa moribunda.

Jù Yuán teve a certeza na mesma hora, aquele não era Ferus.

O garoto sorriu sinistramente e jogou o braço arrancado para trás como se fosse um pedaço de lixo.

O olhar do garoto foi aterrorizante, ele sem motivo algum começou a mover sua mão como se estivesse testando seus braços.

Despois de se espreguiçar um pouco ele fala:

QUANTO TEMPO FAZ DESDE QUE ME MOVIA! É UM POUCO ESTRANHO MOVER-ME COM ESSE NOVO CORPO, MAS CREIO QUE POSSO ME ACOSTUMAR A ISSO!

O macaco nota que mesmo a voz mudou, com um esforço infernal Jù Yuán se levanta:

— QUEM É VOCÊ MALDITO?

O jovem volta sua atenção ao macaco e responde com indiferença:

NÃO SEJA TOLO MACACO! DESDE O COMEÇO DA BATALHA EU SEMPRE FUI FERUS!

Jù Yuán se indigna:

— Não fale besteiras! Eu sinto uma mudança súbita em sua aura! Quem diabos é você?

O garoto deu os ombros e expressou:

COMO EU JÁ LHE DISSE, EU SOU FERUS! NADA MAIS E NADA MENOS QUE ISSO. CONTUDO ESTE A SUA FRENTE É UMA OUTRA CONSCIÊNCIA, DIGAMOS QUE AO CONTRÁRIO DE VOCÊ QUE TROCA SEU CORPO POR OUTRO, EU POSSO TROCAR MINHA MENTE.

Jù Yuán percebe que todas as feridas no corpo do garoto estão se fechando, ele se recuperou de alguma forma.

O macaco não consegue entender o que esse “estranho” à sua frente diz.

Ele pergunta:

— Por que apareceu?

HMM! PARA ESSA PERGUNTA DOU-LHE UMA SIMPLES RESPOSTA! NÃO QUERO MORRER AGORA. TENHO MUITO PARA ASSISTIR PELOS OLHOS DESTE CORPO, NÃO QUERO PERDER ESSE DIVERTIMENTO POR NADA, QUERO VER O OUTRO “EU” CRESCER MAIS! NUNCA EM MINHA VIDA APRECIEI TANTO UMA COISA QUANTO AGORA.

Jù Yuán murmura:

— Tsk! que seja! Mesmo sem um braço vou acabar com ele.

Usando sua velocidade, Jù Yuán aparece por traz de Ferus pronto para ataca-lo, contudo quando se deu conta, Ferus não está mais ali.

Jù Yuán sentiu sua alma tremer com a voz que surgiu por detrás dele:

DEVO DIZER QUE VOCÊ É LENTO!

O macaco ficou paralisado de pavor:

“O que está acontecendo? O garoto de antes não possuía experiência, era como uma criança que precisava crescer, mas agora a criança sou eu”

Jù Yuán se vira girando seu bastão para atacar mas o rapaz já não está mais ali.

VOCÊ REALMENTE É LENTO!

“Isso não pode está acontecendo! Ele ficou novamente em minhas costas? Como uma velocidade assim é possível!”

O macaco observa sua a mão e percebe que está tremendo:

“Entendo! Eu estou amedrontado! Talvez não consiga vencer esse cara mesmo com meu corpo real! Em pensar que uma criatura tão poderosa assim existia!”

Jù Yuán se virou calmamente para encarar aquele que o desafia, ao encontrar com a face dele, Jù Yuán entendeu que não se tratava da mesma pessoa, os olhos desse “Novo Ferus” não possuem a inexperiência do outro, pelo contrário, são olhos de alguém que enfrentou com sucesso uma infinidade de batalhas mortais.

— Não é um ser mortal! É uma espécie de demônio!

O macaco fala sua opinião.

AHAHAHAHAHA! NÃO POSSO NEGAR QUE JÁ FUI CHAMADO ASSIM ANTES, AGORA MACACO, CONTEMPLE O PODER DAQUELE QUE ATÉ MESMO OS DEUSES TEMERAM!

Algo inesperado acontece, as correntes Gleipnir ficam furiosas e amarram Ferus, mais o rapaz deu um jeito de se soltar rápido e arremessou as correntes longe.

HUNF! ESSA CORRENTE INFERNAL! ELA SÓ CONSIDERA A CONSCIÊNCIA DE WILLIAN COMO SEU MESTRE, PARA ELA SOU APENAS UM SER A QUE DEVERIA ESTAR CONTIDO!

O estranho Ferus, encarou Jù Yuán que recuou um passo, ele revela:

VOU DEIXAR CLARO! NÃO VOU PERDOA-LO POR FERIR MEU OUTRO EU! SUA PETULÂNCIA EM QUERER MATA-LO MESMO ESTANDO EM UM NÍVEL MAIOR NÃO SERÁ PERDOADA! SE FOSSE ALGUÉM DE UM NÍVEL SEMELHANTE ACEITARIA COM PRAZER A MORTE, CONTUDO É COVARDIA UM ELEFANTE ENFRENTAR UMA FORMIGA!

— Cale a boca maldito! Eu não compreendo que diabos está acontecendo aqui! Como ficou tão poderoso de uma hora para outra? Quem é o verdadeiro “você” no qual fala como um lunático?

Um golpe poderoso no estômago fez o macaco vomitar sangue.

— Gurh! Maldito!

Com um sorriso sinistro o rapaz responde:

PARECE QUE NÃO SE SATISFEZ COM MINHA PRIMEIRA RESPOSTA, ENTÃO VOU TE DIZER ANTES DE MANDÁ-LO PARA O INFERNO! EU SOU AQUELE QUE DESTRUIU ESSE MUNDO UMA VEZ! EU SOU FENRIR.

— Fen… Fenrir?

ISSO MESMO!

Fenrir deu um outro soco no queixo de Jù Yuán e ele vou no ar, antes de atingir uma altura maior, ele foi golpeado de cima novamente por Fenrir.

Jù Yuán destrói o chão com seu corpo.

Em meio aos escombros Jù Yuán respira pesadamente as feridas e sangue são muito visíveis mesmo de longe, colocando todo o esforço ele não conseguiu se levantar, em sua direção, o ser que o fez tremer de pavor caminhava lentamente em meio a poeira dos escombros.

A silhueta escura desse que se nomeou como Fenrir, deixa o rosto de Jù Yuán azul de medo.

“Deus! Onde diabos fui me meter? Laruk nunca teria chances contra essa criatura pavorosa assim, eu não consigo mais nem enxergá-lo como um ser vivo! Isso é algo que transcende os seres viventes, um monstro! Uma aberração! Uma besta! … tudo, menos um ser deste mundo!”

Jù Yuán sentiu que a vida de sua cópia chegou ao fim.

Mas inesperadamente o ser parou de se mover, foi como se ele tentasse dar um passo à frente, mas não conseguia porque alguma coisa o segurava.

— Onde estou? Não sinto nada!

— Não gosto disso! Não quero isso! Que lugar é esse?

— Ah! … entendo! Estou dormindo, mas quero acordar, quero abrir meus olhos, mas não consigo.

— Acorde! … Vamos! Acorde…

— Liberte-se dessa escuridão, eu quero ver a luz… acorde!

NÃO ME ATRAPALHE! DURMA E DEIXE ISSO PARA MIM!

— Essa voz? Eu a conheço! Fenrir … é você?

SIM! QUANDO PERDEU A CONSCIÊNCIA EU ASSUMI PARA PROTEGÊ-LO!

— Ahahaha! Você me salvou novamente! Obrigado mais uma vez!

NÃO ME AGRADEÇA IDIOTA! SOMOS UM! TE PROTEGER É ALGO NATURAL PARA MIM! É COMO TENTAR EVITAR QUE UMA PERNA SEJA CORTADA!

— Mesmo assim obrigado!

HMM!

— Fenrir! Eu quero lutar!

O QUE? NÃO ME VENHA COM TOLICES! VOCÊ QUASE MORREU PEQUENO LOBO.

— Eu sei, mesmo assim quero lutar! Tenho que ficar mais forte!

TENTE ISSO DE UM JEITO QUE NÃO SEJA SE MATANDO!

— Eu não quero mais fugir! Eu quero vencer tudo que me desafiar! Eu não quero mais correr! Quero proteger tudo que gosto com minha coragem! Eu quero ser forte, para nunca mais perder ninguém!

EU NÃO POSSO! NÃO QUERO QUE MORRA, QUERO VER MAIS DESSE MUNDO ATRAVÉS DE VOCÊ, EU TAMBÉM TENHO ALGO PARA PROTEGER E ESSE ALGO É VOCÊ.

— Me deixe lutar! Quero acabar essa luta!

EU JÁ DISSE QUE NÃO! ELE É MUITO FORTE PARA VOCÊ, VOCÊ AINDA NEM SABE QUEM É!

— Eu sou Ferus!

NÃO! VOCÊ ESTÁ ERRADO! VOCÊ NÃO É FERUS, VOCÊ É WILLIAN. “NÓS” É QUE SOMOS FERUS!

— Eu não quero ser o fraco do Willian! Por isso me nomeei como Ferus!

PEQUENO LOBO! VOCÊ SEMPRE SERÁ WILLIAN! MESMO QUE TENHA MUDADO SUA APARÊNCIA, SUA ALMA, SUA MENTE, SUAS MEMÓRIAS, TUDO ISSO QUE O FAZ SER VOCÊ PERTENCE A WILLIAN E NADA MUDARÁ ISSO, ACEITE E SIGA EM FRENTE! SÓ ASSIM PODERÁ SE CHAMAR DE FERUS!

— Mas… mas… eu não quero mais ser fraco!

EU SEI! POR ISSO QUERO QUE ACEITE QUEM FOI, PARA QUE ASSIM POSSA SEGUIR EM FRENTE COM O QUE É AGORA! APENAS ASSIM VOCÊ SE TORNARÁ FORTE! … NINGUÉM NASCE FORTE FERUS! O LONGO CAMINHO QUE BUSCAMOS PARA CONSERTAR NOSSAS FRAQUEZAS TORNA-SE A FORÇA PELA QUAL BUSCA! JOGAR ISSO FORA SERIA COMO NEGAR A SI MESMO, NÃO FAÇA ISSO! PORQUE TAMBÉM SINTO SUA DOR.

— (Choro)! Eu… eu deixei meu irmão morrer, perdi minha família, tive medo da morte, mesmo não tendo nada!

HIEKF? ELE NÃO É NADA?

— …

SE VOCÊ NEGAR TUDO QUE FOI, NÃO PODERÁ ACEITAR O QUE É AGORA! POR ESSE MOTIVO NÃO CONSEGUE VENCER! …. DÚVIDAS? INCERTEZAS? MEDO?

NÃO JOGUE NADA DISSO FORA! SE O FIZER VAI ACABAR COMO UMA BESTA ODIOSA PRESA A CORRENTES INQUEBRÁVEIS! EU QUERO ALGO MELHOR PARA VOCÊ!

— (Choro)! Como posso aceitar quem fui? Como posso admitir minha fraqueza? Como posso me aceitar como era? Eu … odeio Willian Greivis!

EU NÃO O ODEIO! PARA FALAR A VERDADE, A PRIMEIRA VEZ QUE ME SENTI VIVO NAQUELE ABISMO ESCURO, FOI QUANDO CONVERSEI COM VOCÊ, É VERDADE QUE FALHOU EM SALVAR SEU IRMÃO, É VERDADE QUE PERDEU SUA FAMÍLIA, MAS SABE? VOCÊ ME SALVOU! … OBRIGADO WILLIAN GREIVIS.

— (Choro)!

NÃO SE ODEIE! ACEITE QUEM É! SÓ ASSIM VAI CONSEGUIR SEGUIR EM FRENTE!

— (Choro)!

TODOS FALHAMOS NA VIDA! MAS WILLIAN… SÃO AS NOSSAS FALHAS QUE NOS PERMITEM APRENDER! GRAÇAS A VOCÊ SE METER COM UM ASSUNTO QUE NÃO LHE DIZIAM RESPEITO QUE CONHECEU HIEKF! … ME RESPONDA! SE PUDESSE VOLTAR ATRÁS, DEIXARIA DE ENFRENTAR LARUK SÓ PARA EVITAR A PREDATORY?

— …. Não, eu faria novamente, só para conhecê-lo!

ENTÃO NÃO FOI UM ERRO! SEU IRMÃO DEU A VIDA POR VOCÊ, APOSTO QUE ELE É FELIZ POR SABER QUE SEU ESFORÇO SALVOU SEU QUERIDO IRMÃO, ENTÃO NÃO DESMEREÇA OS SEUS FEITO DIZENDO QUE FALHOU! VOCÊ ESTÁ VIVO NÃO ESTÁ?

— Fenrir… mesmo assim eu quero lutar! Eu quero aceitar quem sou, mas não posso aceitar continuar fraco! Não posso aceitar ficar apenas parado! Não posso aceitar falhar novamente!

ENTÃO… VOCÊ DEVE LEMBRAR SEMPRE QUEM É, DEVE SE ESFORÇAR O MAXIMO LEMBRANDO DE SUAS EXPERIÊNCIAS DOLOROSAS.

— ….

FERUS! SEJA SINCERO CONSIGO MESMO! VOCÊ REALMENTE QUER SE VINGAR? ACHO QUE SÓ ESTÁ FUGINDO!

— ….

NINGUÉM VAI COBRÁ-LO POR ALGO QUE NÃO QUER FAZER! VIVER EM PAZ TAMBÉM É UMA BOA OPÇÃO! EU NÃO VOU IMPEDI-LO DISSO JAMAIS, SE QUER ESQUECER A TEOCRACIA DE ISOLTIS, FAÇA ISSO! FUGIR TAMBÉM É UMA OPÇÃO, EU O ACOMPANHAREI SEMPRE! ASSIM COMO NOSSO AMIGO GNOLL.

— Haha! … (suspiro)! Mesmo assim quero lutar!

ARRF! …… TUDO BEM! MAS A PARTIR DE HOJE, EU ESTAREI SEMPRE COM VOCÊ EM SEUS PENSAMENTOS, EMBORA NÃO DESPERTEI COMPLETAMENTE, AINDA POSSO OFERECER SEMPRE UMA MÃO!

— Obrigado!

NÃO AGRADEÇA! FAÇA ISSO QUANDO DERROTAR SEU ADVERSÁRIO!

— OK!

Jù Yuán está completamente fora de combate, em sua frente o responsável por sua atual situação parou inesperadamente por um momento.

O ar intimidador que rodeava o ser que se apresentou como Fenrir desapareceu, os olhos do rapaz voltam a seu antigo estado.

O rapaz coça a cabeça e diz:

— Desculpe-me por isso? Uma parte de mim resolveu intervir por causa da minha conduta patética!

Jù Yuán percebe que o Ferus original retornou.

— Conduta patética? Você … não… A coisa que usou seu corpo acabou comigo!

Ferus que viu o estado lamentável de Jù Yuán pediu:

— Você me disse que possui três cópias não é?

Jù Yuán afia seu olhar para Ferus.

Ferus pede:

— Por favor chame sua outra cópia! Pelo que escutei de você, me parece que a última é a mais forte!

O macaco ficou parado sem dar uma resposta, depois de pensar um momento ele responde:

— Mesmo com minha cópia mais forte não posso vencer a “coisa” que você se tornou!

— Não entenda errado! Eu é que vou lutar!

— Affs! Nunca em minha vida vi uma criatura como você, por um acaso sofre de distúrbios de personalidade?

— Hmm! Digamos que sim!

— Hunf! eu recuso! Não vou lutar uma batalha que não posso vencer só para seu deleite!

— Não seja egoísta! Eu lutei uma batalha que não podia vencer para sua diversão, mesmo assim não reclamei!

O macaco se levantou com dificuldades e exprimiu:

— Nesse caso! Isso é entre o atual “você” e eu, se seu outro “você” aparecer eu ganho!

— Combinado!

— Hunf! saiba que esse estado que me mostra agora não tem a mínima chance contra minha cópia mais forte!

— Eu vou vencer!

Jù Yuán chama seu portal mais uma vez, o corpo completamente danificado foi substituído por um mais jovem e delgado, não era tão muscular, mas sua aura passou a sensação de alguém incrível.

— Eu sou Jù Yuán “O destemido” essa cópia representa o meu auge, agora vou limpar o chão com você lobo negro.

Ferus ergue sua mão:

[Connection with Chains]! Venha Gleipnir!

Do meio da mata as correntes Gleipnir movem-se como se estivessem vivas e enrolam-se nos braços de Ferus, como é de costume.

Jù Yuán comenta:

— Seu outro “eu” não pareceu se dar bem com essa arma, ao contrário de você.

Ferus sorri e fala:

— Vamos a batalha!

Jù Yuán sentiu-se confiante novamente e respondeu sem temer:

— Venha lobo negro! Eu vou enterrá-lo em um buraco ainda mais fundo nas paredes dessa montanha!


Autor: Marcus | Revisor: Heaven



Alterar fonte
Cores