DA – Capítulo 46 – Não tem algo mais desafiador nessa prateleira(2)



— Mas, antes de tudo. Como você pôde usar esta arte como se fosse nada?

— Meu talento é superior ao dos outros. — Mythro pega em seu cabelo e o joga, ele então coloca as mãos na cintura e abre um sorrisão.

— Você… O que você entende por senso comum? — Ariã não vê malícia neste ato, é como se alguém tivesse dito para Mythro que esta é a verdade, e que ele não devia ser humilde quanto a isso…

Ariã tinha acertado em cheio, mas como poderia saber que tinha um leão com dezenas de milhares de anos na cabeça de Mythro contando histórias incríveis além-atmosfera?

— Senso comum? É de comer? Acho que a Mits ia gostar disso.

— Quem é Mits? Sua mestre?

— Mits é a minha noiva!

— E por que você não está com ela?

— Quando escapamos do abismo, brigamos com alguns homens fortes. O clã da Mits foi quase dizimado, o irmão dela estava cortado ao meio. Eles correram para o leste, é tudo que sei.

— Somos aliados do leste, eventualmente você poderá ir vê-la. E quem diria, você é bem jovem, mas já está quase casado!

— Senhor, preciso aprender novas artes, vamos cortar o papo furado!

— Hm — Ariã então pega na mão de Mythro e o leva a uma outra bancada. — Que tal esta? — Ele a passa para o pequeno NOVA, que abre seu conteúdo.

Serpente de Energia

Com esta magia é possível criar uma serpente para atacar junto com seu usuário.

Esta arte segue os 6 níveis de maestria,

Maestria normal, incomum, rara, extraordinária, perfeita e santa.

A classificação desta arte é indeterminada, ou ”toda terra”. Qualquer pessoa em qualquer reino pode usá-la e obter resultados satisfatórios condizentes ao seu reino.

Esta arte é a de modelagem de energia cósmica. Somente aqueles com grande controle de energia cósmica podem manifestar o verdadeiro poder da serpente de energia.

Para treinar a arte deve-se criar uma linha, e fazer essa linha ir engrossando e tomando a forma de uma serpente, focando nas presas maiores concentrando energia cósmica.

Com a linha ligada, a serpente fará o que for de acordo com a vontade do usuário, a arte poderá servir para muitos propósitos.

A maestria normal dela é uma cobra de 20cm, que pode ficar um metro longe de seu usuário. Cada nível de maestria adicional é o dobro da anterior.

— Esta é uma arte difícil… Veja as dicas que posso lhe dar quanto a formação da cobra são—

Ariã tinha começado a palestrar sobre a arte, mas ele olha para Mythro e vê uma cobra que vai do chão ao teto atrás dele.

— Isso custa muita energia cósmica! — Mythro então movimenta a serpente ao seu redor. — Gostei dessa arte!

Ariã tira um banco de seu saco cinza, ele se senta nele e coça os olhos com os dedos médio e dedão.

— Você dominou outra arte em segundos. E na maestria santa, como se não fosse nada.

A cobra que Mythro tinha criado tinha 650cm! Ela supera por 10cm o que é esperado pela arte em maestria santa.

O barulho de passos subindo as escadas começa a vibrar no ar, Ariã e Mythro se focam em quem vai sair das escadas.

É Bijin, Camila e Julia.

— Olá! — Mythro movimenta a serpente, ela encara as meninas e mexe a boca junto com o ”olá” dele.

— Ha! — Bijin se assusta, e solta energia cósmica das suas mãos, empurrando a serpente.

Mythro fica irritado com isso. Ele só disse olá, então por que atacar? Seus olhos brilham por um instante, raios se movimentam na sua pele e deles, mais três serpentes começam a deslizar e crescer…

Logo, quatro serpentes de 6 metros e meio estão na frente das meninas! A primeira serpente recebe o toque elétrico de Mythro e cresce até 8 metros!

— Ataquem juntas! — Bijin grita, e elas começam a concentrar suas energias…

— Chega! — Ariã grita, ele sela o poder das meninas, e então toca na testa de Mythro, isso o faz perder a concentração por um segundo, e a linha mental formada com as serpentes se desfaz, o que por consequência, desativa a arte… As serpentes se desfazem com um ”siiizssszz”

— Ah! Minhas cobrinhas!

Quando as serpentes desaparecem, Bijin e as outras podem ver Mythro e Ariã juntos.

— Senhor… Ariã! — Bijin se curva, e as outras logo após ela.

— Podem se levantar!

— Hm, perdi a energia! Tô esgotado, vou meditar para recuperar um pouco. — Mythro se senta e começa a meditar.

— Mythro! Ah, não. — Bijin corre até ele, mas ela vê que ele já entrou em estado meditativo e o deixa quieto.

— O que você queria com seu irmão mais novo?

— Papai disse que ele fez uma palma destruidora de maestria santa, eu queria ver.

— Provavelmente é verdade.

— Ele te mostrou?

— Não — Ariã pega o pergaminho da serpente de energia e a coloca no lugar.

— Então…?

— Ele acabou de fazer um salto reação de 16 metros, e usar as serpentes de energia que vocês acabaram de ver.

— Mas senhor Ariã, é impossível, como uma criança conseguiria dominar sua energia cósmica a ponto de criar 4 serpentes de energia?

— Não sei, mas essa criança agora é a criança santa da nossa vila, e liderará a luta que teremos daqui a dois meses. O que ele quiser desta sala será dele, e se ele tiver mais pedidos é só vir falar comigo! — Ariã então balança as mãos em despedida e desce as escadas como vento.

As três ficam lá, plantadas, encarando Mythro ao meditar.

— Todos do abismo são assim? — Julia se senta ao lado de Mythro, onde Ariã tinha deixado um banquinho.

— Vamos esperar aqui, eu quero explicações dele! — Bijin cruza os braços e morde os lábios.

Duas horas depois Mythro abre os olhos novamente e vê três rostos o encarando avidamente.

— Meu deus, vocês querem me matar do coração!? — Ele salta para trás e bate a cabeça em uma prateleira.

— Escuta aqui, nós somos as mais belas da vila, como você pode falar isso? — Julia se levanta irada, ela coloca a mão abaixo de seus seios, e os puxa pra cima.

— Mm… Eu te mataria em uns 7 segundos! — Mythro ri da pose dela e aponta o dedo para seu busto.

Mas ele não conhecia a menina. Julia começa a liberar sua energia cósmica e mostra a pressão de alguém no terceiro estágio, a chuva cósmica! A imagem espectral dela aparece e um senso de perigo sobe na espinha de Mythro

”Ela é forte” — Mythro se levanta e pega uma adaga.

”Ela é uma formiga, você que é uma formiga menor” — Gornn coloca Mythro no lugar dele.

”Você está do lado de quem?”

”Eu sou imparcial, se você tiver que sofrer para perder essa recém autoconfiança maior que os céus, eu não me importo. Você é forte para uma pessoa no estágio da névoa cósmica, mas é um vagalume competindo em brilho com a lua com pessoas além deste estágio, então fica numa boa, ou vai morrer por sua presunção. Eu te disse no abismo e te direi novamente. Um homem forte e idiota, cai pela própria mão”

— Não suba sua aura para ele! — Bijin também libera sua imagem espectral e faz a pressão em Mythro sumir.

— Ele é muito, muito. — Julia da um grito e desce as escadas batendo os pés.

— Julia! — Camila a segue.

— Olha o que você fez! Você vai pedir desculpas para ela depois!

— Nem pensar!

— Do que adianta todo esse talento se você for tão idiota!? A Julia viu a mãe dela ser morta por alguém do norte que disse quase a mesma coisa que você! — Bijin então desce as escadas.

— Tch, o que isso tem a ver comigo?

”Você ainda é muito tolo. Quando eu digo que você é uma criatura divina, isso não lhe dá o direito de sair fazendo as coisas como se estivesse no topo do mundo. Seu coração é de rubi, mas ele ainda precisa agir como cascalho.”

Mythro se enfurece por um momento, ele levanta e bate o pé. Ele olha para cima e pensa em Namhr e Mits, então inspira e expira.

— Quando eu a ver de novo me desculpo.

”Bom, agora dê mais uma olhada por ai, aquele velho disse que você era livre para ver tudo, e se precisasse de mais era só ir falar com ele”

— Eu não tinha vencido ainda a aposta

”A menina chegou e disse que você tinha utilizado a palma destruidora em maestria santa, e então ele saiu que nem lesma pelas escadas”

— Como assim?

”Provavelmente era uma arte de aumentar a velocidade, mas é como se o tempo tivesse parado para mim. Eu arrancaria cada osso dele antes que ele pisasse na escada”

— Como você quer que eu seja menos arrogante quando você é assim?

”Faça o que lhe ordeno, não faça o que digo. Eu sou um grande imperador, você é um gatinho”

— Ora — Mythro reclama e busca outros pergaminhos

”Começa não”

— Qu—


Autor: Mateus Lopes   │   Revisor: BCzeulli



Fontes
Cores